10 coisas cotidianas que são um mistério para a ciência

Apesar de todo conhecimento já adquirido pelo homem, ainda existem pequenas coisas do nosso cotidiano que estão longe de ter alguma explicação.

Esses pequenos enigmas, com certeza, fazem parte do seu dia-a-dia. Então surpreenda-se com coisas tão comuns que ainda escapam de todo nosso conhecimento.




1 - Rubor

misterios-humanos-10

Rubor, que é o popular “ficar com a cara vermelha”, é uma dos mistérios que não  se consegue desvendar. Nem mesmo uma das maiores mentes que já andou sobre a Terra conseguiu achar a resposta exata. Darwin (aquele mesmo do evolucionismo) tentou, pesquisou, pensou e nada.




2 - Risos

foto-bebe-Fotos-Gratis---rindo-bebA--1972698

Não sabemos exatamente por que rimos das coisas, mas sabe-se que nos faz muito bem, pois uma boa risada aumenta o níveis de endorfina nos deixando mais felizes e relaxados.




3 - Pelo pubianos

s320x240

Proteção contra o mal cheiro, aquecedor, evitar irritação “nas partes"”? Ninguém sabe exatamente para que nós temos pelos nas parte íntimas.




4 - Adolescentes

mg20327201.000-1_220

Nós somos a única espécie do planeta que passa por essa fase meio maluca durante a vida. Todos os outros animais, até mesmo os macacos, não tem essa fase rebelde em seu ciclo vital. O por que dela? Vai saber, aproveite!




5 - Sonhos

115301

Atualmente, grande parte dos pesquisadores, não crê no ponto de vista de Freud, segundo o qual os sonhos são manifestações do nosso desejo inconsciente, mas neste caso, para que eles servem?




6 - Altruísmo

ajuda2

Ainda se questiona se é da natureza humana ajudar os outros, mas se for, não faz sentido evolucionário. Para pesquisadores o altruísmo é algo mais cultural do que instintivo. Pois na natureza o normal é o egoísmo, a não ser quando se espera algo em troca, mas desse modo já não é um altruísmo verdadeiro.




7 - Arte

 DIGITAL CAMERA

De onde vem o desejo humano de se expressar através da arte? Não se faz a mínima idéia. Contudo hoje em dia se sabe que mulheres, principalmente na sua época fértil, tem uma “quedinha” por homens criativos.




8 - Superstição

trevo

Muitas pessoas tem superstição, mas, seja qual for a forma que isso se expressa, é totalmente irracional. Só se sabe que pessoas que vivem em áreas de risco, como zonas de guerra, tendem a serem mais supersticiosas.




9 - Beijo

beijo

O desejo de beijar não surge de nossos genes, então por que é tão bom? Não se pode determinar exatamente. O que interessa é que é bom, o motivo fica em segundo plano.




10 - "Limpar o salão"

mg20327201.600-1_220

Não me venha com o papinho que nunca meteu o dedão no nariz, tirou aquela meleca e deu uma bela olhada antes de jogar fora (ou mesmo comeu a coisinha verde). Bom, esse ato ainda não foi explicado pelos cientistas. Mas é algo natural do ser humano e mesmo comer a meleca não é de todo mal, segundo pesquisadores ela pode dar uma ajuda nutricional e ainda melhorar nosso sistema imunológico. Se alguém aguenta o nojo, boa sorte…

  1. Gabriel Santiago

    14 de junho de 2015 em 02:12

    ALTRUÍSMO faz parte sim da natureza, é uma maneira de preservar a especie.

  2. Um Usuário

    12 de janeiro de 2015 em 17:47

    Se um dia estiver perdido no deserto sem água e morrendo de fome coma meleca.

  3. Bru ~

    14 de setembro de 2013 em 19:21

    O fato é que ninguém assume que come catota q

    • Matheus Bastos

      4 de abril de 2014 em 11:33

      Viu, você não assume kkkk

    • Matheus Bastos

      31 de março de 2014 em 13:10

      Eu não como ._. PQ vc come? kkkk

      • Bru ~

        2 de abril de 2014 em 13:15

        Se comesse não seria da sua conta..

        • Mime

          2 de abril de 2014 em 13:30

          kkk

  4. Yaya

    5 de novembro de 2012 em 20:03

    Acho que o primeiro é meio fácil… no nosso rosto há sangue circulando, certo? Então, quando ficamos nervosos (ou cansados) nosso coração bate mais para ter mais oxigênio no corpo (nossas respirações aumentam), então o rosto vai ficando mais vermelhinho… e não é só o rosto, é em outros lugares com maior concentração de sangue também, mas nem percebemos tanto assim 🙂

  5. Psycho The Cat

    29 de maio de 2012 em 13:21

    Isso tudo já foi explicado a muito tempo.

    • Matheus Ferreira

      15 de outubro de 2012 em 01:41

      Duvido que você me explique 3…

      te dou uma balinha se você me responder e me montrar a materia que você leu …
      • Psycho The Cat

        15 de outubro de 2012 em 05:51

        Para proteger os órgãos sexuais das impurezas e mante-los aquecidos.

  6. Natalia Fonseca

    8 de fevereiro de 2012 em 00:42

    Tudo completamente óbvio. A ciência já explicou tudo sim, senhores.

  7. Alessandro Carvalho

    12 de janeiro de 2012 em 07:51

    Talvez rir tenha uma explicação mas é preciso de estudo para descobrir,acho que tem várias coisas que rimos mas nem achamos graça realmente,apenas rimos porque faz parte do momento e tem algo que reparei que quando alguma série ou video põe uma risada de fundo talvez rimos junto,acho que é questão de controle de emoções talvez.

  8. É a Vida

    26 de dezembro de 2011 em 17:14

    Sonhos são um tipo de junção de algumas coisas que aconteceram no dia, ou mesmo a algum tempo atrás. Tenho certeza disso. Um dia eu sonhei que eu estava correndo pelado na minha escola, cantando a música “Let it be” dos beatles.
    Por que? No dia eu fui pra escola. Também, foi a primeira vez que eu ouvi falar e escutei o álbum “Let it be naked”(Traduzindo: Let it be pelado). O álbum é uma versão sem muitas edições do álbum Let it be….
    Um dia eu sonhei que eu entrei em uma loja de geladeira gigantes(Eu sei que é ridículo. É por causa que eu era criança, mas eu ainda sonho desse jeito as vezes). O lugar era parecido com a Hyperbolic Time Chamber do Dragon Ball(não lembro do nome em português). As geladeiras gigantes estavam lá por causa que eu assistia Tom e Jerry depois de dragon ball, bem de noite. 

  9. Dark Risado

    30 de novembro de 2011 em 16:03

    O altruísmo não é uma característica própria do ser humano. No reino animal já foi documentado vários casos de altruísmo, um bom exemplo são os búfalos-africano, quando um desses animais corre perigo o resto do seu bando se aproximam dele para resgatá-lo antes que o mesmo termine nas mandíbulas de algum predador. É uma questão de garantir a sobrevivência da espécie.

    • xKill

      6 de janeiro de 2014 em 02:12

      Se é para a sobrevivência da própria espécie entao não me parece bem Altruísmo,ta mais pra a característica comum de animais em bando.

  10. Vitor Pitta

    29 de novembro de 2011 em 21:35

    São coisas que só um DEUS poderia criar

  11. Pedro Decker

    19 de novembro de 2011 em 22:40

    Todas estão erradas. A ciência já comprova, e mesmo pela lógica é fácil responder. Limpar o nariz serve para despbstruir as vias aéreas e facilirar a respiração, mesmo o muco sendo uma proteção em quantidade atrapalha. O beijo é a mais controversa, porém é uma questão cultural, tese defendida por muitos ciêntistas que afirmam que não tem alguma função evolutiva. A superstição é algo natural, explicamos o que não conseguimos explicar com superstições, religoões. Apesar de comprovado muitos fatos, ainda existem pessoas que creem em algum tipo de deus. A arte surgiu na antiguidade pela necessidade e pelo desejo de comunicação. Barros em argila realmente úteis e pinturas rupestres evoluíram para a arte de hoje. O altruísmo é algo comum em muitas espécies que vivem em bandos amigáveis, no homem não é diferente, ajuda a espécie ir para frente. Bem, os sonhos também são mais complicados de explicar, mas concordo parcialmente com Freud. É o inconsciênte das pessoas em ação. A adloescência existe em poucas espéccies, e nos seres humanos se mostrou uma necessidade, após a infância um ser humano ainda não está preparado para a vida adulta, nas outras pespécies que possuem esta fase da vida o motivo não é diferente. Os pelos pubianos além de uma herança dos antepassados serve para proteger a região pubiana. O riso foi (e é) uma forma de comunicação, também derivada da pré-história. O rubor é o único que realmente nunca ouvi explicações plausíveis sobre.

  12. Danil BR

    4 de novembro de 2011 em 16:20

    Gostei bem mais dos comentários do que o próprio artigo. 😛 Essa história de a ciência não explica tais fatos e ações cotidianas é coisa de gente mal informada…

  13. Anônimo

    16 de outubro de 2011 em 18:09

    A de comer meleca eu faço mesmo(e ainda gosto) é muito bom e agora descobri que ajuda o sistema imunológico

  14. Wellington Martins

    9 de outubro de 2011 em 01:12

    Essa porra aí de comer meleca eu estou fora.

  15. carlosvitoi

    26 de setembro de 2011 em 00:47

    quando eu era pequeno meu pai fazia aquela coisa de tira meleca com um dedo e lambe o outro mas ai eu pensava q era o mesmo dedo ai eu imitava e comia e ate hoje como e digo q é bom

  16. Marinha Dias

    26 de julho de 2011 em 19:14

    Comer meleca?! Ecaaa

    • Ernandes,Conde de Melo

      21 de agosto de 2011 em 16:42

      nojento mesmo,mas tirar do nariz é comum,até a rainha da Inglaterra já foi flagrada tirando.

  17. Luiza Imoveis

    21 de junho de 2011 em 13:29

    É a primeira vez que entro no site e simplesmente achei o máximo. muito bom. Vocês estão de parabéns. Uma dica só não pode deixar de atualizar. Bjs a todos!!! 

  18. Jéh Russo

    14 de junho de 2011 em 15:34

    Nem todos os pesquisadores não acreditam na hipótese de sonho de Freud. A psicologia é dividida em diversas abordagens e as 3 principais são Psicanálise (Freud), Humanista (Rogers) e Comportamental (Skinner). Cada uma ve o ser humano por um paradigma diferente. Uma nega a outra, porém, acreditem se quiser, as três funcionam! (isso realmente é um mistério!)
    Resumindo, os humanistas e os comportamentais negam as teorias de Freud. Eu sou estudante de psicologia e quando o curso vai se aproximando do final, temos que escolher uma abordagem para segui-la o resto de nossas vidas profissionais. Eu escolhi psicanálise e acredito fielmente em diversas teorias do Freud, inclusive a do sonho, que pra mim faz todo sentido. As outras abordagens também tem uma versão sobre o sonho, mas cada uma com a sua.
    obs.: os autores que eu citei acima são só referencia, a abordagem não é deles e nem feita apenas por eles, existem diversos autores em cada abordagem. São apenas os nomes “principais” de cada uma. Freud por exemplo é pai da psicanálise.

  19. diogo-ferreira1995

    27 de março de 2011 em 19:57

    Eu sempre questionei o Altruismo.

  20. Ramon Rodrigues

    16 de fevereiro de 2011 em 00:41

    A Parte de Superstição existe sim uma explicação ! 

    No seu artigo denominado “Superstition in the Pingeon” (Superstição no pombo) Skinner descreveu em detalhes cada comportamento supersticioso observado em seus pombos . ( pode ser explicada no filme Mr. Nobody !  )

    Ao colocar um pombo em uma gaiola fechada , com um mecanismo de alavanca que quando o pombo a aperta a comida é liberada para ele, em pouco tempo ele aprende que isto o manterá vivo. Ao retirar a alavanca e liberar a comida sem qualquer proposito , apenas em intervalos de tempo , o pombo se pergunta o que eu fiz para merecer a comida, então bate as asas todas as vezes que o compartimento fecha, para ele esse comportamento trará a comida , mesmo que ninguém tenha ensinado isso a ele. Isso é chamado de superstição do pombo, e pode ser expresso na frase , “o que eu fiz para merecer isso” ! 

    Dessa mesma forma agem os humanos , se algo de bom ou ruim acontece , pensamos ” o que fiz para merecer isso” , se o fenômeno for inexplicável surgiram supertiçoes sobre este fenomeno ! 

    Assim , a superstição pode ser explicada ,como a forma de pensarmos quando algo é inexplicável , alguns cientistas se baseiam-se nessa superstição para a criação das religiões .

    Att, Ramon Neto 

  21. Craigafer Edward Mabbitt

    9 de janeiro de 2011 em 07:40

    Rubor é nada mais que a dilatação dos vasos sanguíneos, que
    por sua vez é ocasionada por diversos fatores. Não vejo muito mistério nisso.

    Coisas como riso, arte e adolescência são oriundos da nossa
    inteligência única. A adolescência, tratada aqui pela característica
    psicológica ou social, é consequência da sociedade complexa em que vivemos.
    Considerar a adolescência em outros seres intelectualmente menos desenvolvidos
    do que nós, é como considerar brânquias em humanos, é irracional.

    Já os sonhos basta ler sobre o sono R.E.M. para esclarecer
    algumas coisas. Eles não são somente desejos inconscientes, mas podem ser.
    Servem como uma espécie de “manutenção” ao cérebro, e é por isso que ter o
    período de sono adequado nos faz mais produtivos em tarefas intelectuais.

    A superstição é consequência da forma com que o cérebro
    humano evoluiu, acostumado com os padrões encontrados em toda parte. Em vista
    disso ele busca padrões até mesmo onde não existem, como os eventos aleatórios
    que podem ocorrer com qualquer pessoa. Podem ser bons ou ruins, mas geralmente
    significantes e por isso tentamos encontrar algum padrão que supostamente levou
    a esse acontecimento.
    Exemplo: alguém que vai para uma cirurgia de risco rezando para safar-se e no
    final sai ileso, concluindo que foi salvo porque rezou, desconsiderando o fato
    de que mesmo não rezando ele poderia sair ileso devido às probabilidades.

    O beijo é um dos costumes mais antigos da humanidade, nem sempre relacionado
    com a vontade sexual, mas também estimulado por ele e este por sua vez é
    influenciado pelos hormônios. Ou seja, começou como um costume social e
    simplesmente incorporado nas práticas sexuais, justamente por “ser bom”.

    Limpar o nariz é o instinto básico de limpeza assim como
    fazemos com qualquer parte do corpo, mas com o diferencial de que acumula toda
    a sujeira que o ar carrega, fazendo com que fique sujo frequentemente.

    @ Antônio Ferreira
    E isso é um ótimo exemplo de que só porque “muitos” acreditam em “X” não significa que o “X” seja um fato. Isso é mais uma crendice existente para tampar a lacuna de conhecimento ainda aberta e a distância de “muitos” da razão.

  22. secgigbsb Ribeiro

    26 de junho de 2010 em 10:50

    O site é muito interessante. Li várias matérias. Essa é uma das mais intrigantes que eu já vi.
    Parabéns pela matéria.

  23. antônio ferreira

    26 de abril de 2010 em 22:59

    muitos acham q os sonhos sao lembrancas de outras vidas

    • Julio Júnior

      3 de março de 2012 em 18:28

      Pra mim o sonho é o que é descrito no espiritismo, quando nosso espírito sai do nosso corpo, até porque eu já fiz projeção astral e provei isso com meus próprios olhos, mas apesar do espiritismo também ser uma ciência (uma vez que ele prova suas teses através de experimentos com resultados objetivos), a ciência convencional não aceita tais proposições por algum motivo…

    • Cindy Lara

      22 de dezembro de 2011 em 23:32

      acho que sonhos são coisas que acontecem para nos preparar para um evento futuro.

  24. Anonimus Anonimux

    25 de abril de 2010 em 06:56

    Todos tem explicação mas Adolescência resumindo era para esse período o humano tirar os erros que os pais enfiaram na cabeça das crianças mas como isso nao acontece so fica a epoca de elevação ormonal delírios burrices e mudanças corporais. Beijo esta nos genes sim sendo que acho que genes é so uma coisa que representa nao nos define tipo um codigo de criação para um ser parecido, olha nos comemos com a boca quando criança colocamos ate pedra na boca é um sentido alto no humano a boca e por conter traçoes genéticos livres para transportas na saliva isso associa a energia de comunicação tipo comunicar por um beijo e pelo prazer gerado por testaras paladar blablabla fora a parte pscicologica. bom é mais ou menos isso acho.

  25. Davidson Cardoso

    24 de abril de 2010 em 20:58

    Bem… O da meleca eu tenho um pouco de coragem

    • Cindy Lara

      22 de dezembro de 2011 em 23:31

      opa é nois

  26. Felipe Amorim Souza

    24 de abril de 2010 em 10:30

    ineressante, não sabia que a adolecencia só aparece nos humanos

    • Don King

      24 de abril de 2010 em 18:10

      se as outras raças tivessem essa fase o mundo tava fudido…kkkkkkkk

      • Mauricio Firmino

        2 de dezembro de 2011 em 03:06

        Lol, nada a ver seu comentário… Adolescência não significa rebeldia. É na adolescência que começa a explosão de hormônios, podendo ser vista de diversas formas, como pelos no corpo, por exemplo, espinhas e etc.

    • Don King

      24 de abril de 2010 em 18:08

      então ta bom de mudar pra terra viu…

  27. Flavio Santos

    24 de abril de 2010 em 10:25

    legal mesmo!
    vai saber né?!! o pq de tudo isso

  28. Levy Medeiros

    24 de abril de 2010 em 01:13

    O altruísmo tem explicação. Leia o livro “mentes perigosas” da escritora Ana Beatriz Barbosa Silva, la explica que alguns animais (na maioria mamiferos como: golfinhos, cães, macacos) tem um tipo de sentimento altroista, não como o nosso. O altruísmo foi “criado” para ajudar ao proximo desta forma garantindo a sobrevivencia da especie – a união faz a força – que tambem esta ligado ao instinto, assim como nos humanos como nos animais.

    • Djalma Abreu

      12 de fevereiro de 2011 em 19:28

      Haha acho q tenho outra resposta mais simples para o Altruísmo …..  Ajudamos o Próximo para garantir Um Lugar no Céo!!  Ou seja!   Fazemos isso para Deus ver!

    • Diego Martins

      24 de abril de 2010 em 01:23

      Sim, mas os animais agem assim pois esperam que, quando necessitem, sejam ajudados também. O altruísmo que falamos é o de simplesmente ajudar sem nada, nada mesmo em troca. É como você estar na Europa e ajudar um mendingo, você ajudou por ajudar e não quer, nem espera receber algo em troca, esse sim é o altruísmo na essência.
      Já esse altruísmo de animais não é bem isso, é mais uma cooperação com um objetivo de grupo, sabendo que ajudam, mas logo poderão ser ajudados.
      Ou seja há uma pequena diferença entre os dois tipos de altruísmo, que modifica sua essência. Não é algo evolutivo ajudar, ou seja tirar de você mesmo, da sua sobrevivência, e dar para outro ser, é anti evolucionista. A evolução é egoísta, tanto que os mais fortes se sobressaem.

      ^^

      • Levy Medeiros

        26 de abril de 2010 em 12:19

        Leia o livro “mentes perigosas” da escritora Ana Beatriz Barbosa Silva. Pode esplicar melhor do que eu, claro que esse não é o assunto principal do livro, mas vale apena. É um bom livro.

      • Levy Medeiros

        24 de abril de 2010 em 14:27

        Se quando ajudamos alguém ,tanto homens quanto animais, esperamos ser ajudados como troca de favores. Quando você esta na Europa e ajuda um mendingo, você pode ter pensado ” poxa! se eu estivesse nessa situação queria ser ajudado.”, isso quer dizer que você se poem no lugar do outro. Altruísmo é a capacidade de sentir a dor do outro.
        Animal não sabe disso! Sabe que o ajudando aumentará as chances de sobrevivencia do grupo, portanto ele não pensou apenas nele mas no grupo. Isso explica porque certos animais andam em bandos, ou quando uma cachorra divide o leite dos seu filhotes com um de outra espécie, vemos isso acontecer várias vezes. se a evolução é egoísta, se é anti evolucionista tirar de você mesmo e dar para outro, como se explica essa situação?

        • Diego Martins

          24 de abril de 2010 em 14:45

          Ele ajuda alguém do grupo para sobrevivência dele também, se ele tivesse que escolher entre ele ou a vida do outro, ele se salvaria. Uma coisa é ajuda mútua outra é altruísmo…

          A mãe amamentar outro animal é por que ela o considera como filho, pois ela não tiraria de seus filhos para dar a outro. Isso não é altruísmo é amor maternal. Ela simplesmente reconhece o outro animal como filho…

          Altruísmo de verdade é dar algo sem pensar, nem receber nada em troca, nada mesmo, zero, isso sim é altruísmo o resto é história.

          Ajudar alguém do mesmo grupo ou que tenha algum relação com o ser, não é altruísmo isso é ajudar alguém por algum motivo, seja por uma laço afetivo, seja uma abertura para uma ajuda futura.

          Altruísmo, repito, é ajudar sem esperar receber nada em troca. Esses dois casos que você citou são coisas que se recebe algo em troca…

          • Julio Júnior

            3 de março de 2012 em 18:24

            Isso é uma pura mentira, porque nem que seja somente pela sensação de fazer o bem, a pessoa sempre está recebendo algo em troca, seja a sensação de ajudar uma pessoa, seja a sensação de dever, cumprido, etc, todos nós recebemos algo, nem que seja um sentimento

          • Don King

            24 de abril de 2010 em 18:06

            Palavra percebida muitas vezes como sinônimo de solidariedade, a palavra altruísmo foi criada em 1830 pelo filósofo francês Augusto Comte para caracterizar o conjunto das disposições humanas (individuais e coletivas) que inclinam os seres humanos a dedicarem-se aos outros. Esse conceito opõe-se, portanto, ao egoísmo, que são as inclinações específica e exclusivamente individuais (pessoais ou coletivas).
            Além disso, o conceito do altruísmo tem a importância filosófica de referir-se às disposições naturais do ser humano, indicando que o homem pode ser – e é – bom e generoso naturalmente, sem necessidade de intervenções sobrenaturais ou divinas.
            TA BOM PRA VCS SEUS CHATOS!!!!

          • Diego Martins

            24 de abril de 2010 em 19:27

            Quem usa copiar um artigo de outro lugar para apoiar sua discussão perde todo a credibilidade…

            Se você quer aceitar o ponto de vista dos outros o problema é seu, eu tenho minha interpretação e não vou mudar por que a Wiki disse…

            E por acaso já ouviu falar de uma pessoa altruísta ajudar outra querendo algo em troca? Não, o altruísta ajuda por ajudar sem querer nada em troca e ninguém vai me provar o contrário…

          • Craigafer Edward Mabbitt

            9 de janeiro de 2011 em 08:33

            Assim como o instinto de auto-conservação e egoísmo são naturais dos seres humanos, acredito que, também pelo fato de sermos seres coletivos, a compaixão também seja natural. Um sentimento de dó ou culpa por aquele que está numa situação crítica ou simplesmente necessitado. Isso varia de indivíduo para indivíduo, mas certamente está presente, mesmo que de forma menos impulsiva, até nos mais egocentristas. O conceito de altruísmo é válido para aqueles que dedicam suas vidas para melhorar as vidas alheias, mas aqueles que ajudam um ou outro não são altruístas, são apenas movidos por um sentimento de dó ou compaixão momentânea que passam assim que obtém o sentimento de satisfação por ajudar. Mesmo não recebendo nada em troca eles só são motivados por um fator desencadeante, que é o sentimento de dó ou compaixão ao ver o próximo numa situação crítica. Aqueles que são altruístas são tocados de uma forma mais intensa e seu sentimento de solidariedade os motivam para ajudar a todos, não necessariamente quando estão motivados por dó ou outro sentimento, mas sim como um objetivo maior em suas vidas.

          • Lucas

            24 de junho de 2010 em 16:56

            Se quiser acreditar em algo primeiro estude e descubra tudo o que puder sobre isto, pois essa ação de “ninguém vai me provar o contrário” é ignorancia.
            E na realidade, altruismo não existe, pois tudo que fizemos neccessitamos algo em troca (nem que isso seja apenas o sentimento de missão cumprida, pois sentimentos também podem ser a tal “recompensa).
            E o maior fator de altruismo do mundo é a religião pois as pessoas esperam estar ou purificando sua alma, ou guardando sua “cadeirinha no céu e outra qualquer coisa que acreditem que receberão em troca sendo bondosos aqui.

          • Don King

            24 de abril de 2010 em 20:00

            os animais racionais ´so praticam boas ações para se sentirem bem isso é agoísmo não é?partindo desse principio não existe altruísmo verdadeiro e ninguém vai me provar o contrário…repito pra vc diego teu pensamento é uma utopia.

          • Everaldo Hartmann

            3 de junho de 2011 em 23:44

            De certo modo concordo com seu pensamento , já conheci algumas pessoas que tentam procurar ajudar terceiro para suprir algo interior , isso nao é altruismo .

          • Anonimus Anonimux

            25 de abril de 2010 em 06:21

            Existe sim os pais e a sociedade estragam as crianças depois vem com essa de um ajudar o outro se foram ensinadas a brigar dêem o exemplo de nao fazer coisas erradas, mas sim de fazer coisas certas se nao a pessoa so vai evitar o errado tendeu? mas tudo tem concerto nada é tarde. Altruísmo puro pode ser recuperado e o humano tb.

          • Don King

            24 de abril de 2010 em 19:48

            isso é utopia diego não existe gente assim na face da terra…acorda!

          • cristiano barcelos

            13 de maio de 2010 em 09:06

            Apóio a teoria do Diego, penso da mesma forma, um exemplo grandioso é Chico Xavier… a maioria pensa apenas na evolução material, estes sim são podres de alma…

  29. Bruno Malfussi

    23 de abril de 2010 em 23:55

    q blz em :p

    • TENSEI

      5 de agosto de 2010 em 22:17

      4 está errada!!!

      os elefantes também passam pela adolescência

59 Comentários
mais Posts
Topo