Minilua

10 verdades absolutas que aprendemos com os videogames

Para quê servem os videogames? Alguns dizem que eles aumentam os reflexos e o raciocínio, enquanto outros afirmam que é pura perda de tempo. Pelo menos para os desenvolvedores, que enchem os bolsos de dinheiro, eles são um ótimo negócio e para os jogadores, podem servir desde inocente passatempo, até atalho para o vício.

Felizmente, a maioria dos gamers confina razoavelmente as leis sangrentas do universo virtual, baseadas em armas e tiros à queima roupa, ao exercício lúdico. Portanto, além de admitir os benefícios obtidos no faz-de-conta, temos que torcer para que não seja materializado aqui fora o caos vigente nesta dimensão, que esperamos, continue no reino da mentirinha.

1) Quem vê cara, não vê coração; é bem provável que aquela tenra princesinha que você acabou de salvar, vai virar monstro na próxima fase.


2) Destruir, lutar e matar é sempre o melhor remédio para todos os males.

3) Peitões e pernões não atrapalham o desempenho físico das personagens.

4) As cidades costumam estar infestadas de zumbis armados até os dentes.

5) Não importando o tamanho assombroso, quanto maior for a sua a arma, maior será o seu poder.

6) Quanto mais monstruosa e bizarra for a sua roupa, maior será a sua invulnerabilidade.

7) Grandes guerreiros costumam se comunicar por meio de expressões infantilóides.

8) Quando você está prestes a derrotar o inimigo numa briga, a cor do seu adversário pisca rapidamente entre vermelho e a sua cor natural.

9) Espadas crescem à medida que o char se torna mais poderoso, é claro que no mundo real seria impossível empunhá-las e esgrimá-las.

10) Por falar em mundo real, alguns gamers teimam em não reconhecer diferenças significativas entre a realidade e os games.

Bônus track:
Lindas e frágeis garotas portando armas são a coisa mais natural do mundo.

Fonte: blogpaedia