Minilua

5 disfunções mentais mais controversas da psiquiatria #2

Ao longo da história, a ciência ou a pseudociência, juntamente com algumas linhas de pensamento psiquiátrico, tem sido utilizada para estigmatizar e controlar as pessoas, principalmente os que expressam o seu pensamento livre ou os que são contra determinado sistema social ou político.

Vamos apresentar uma lista com os 5 transtornos mentais controversos e que já foram apoiados por cientistas.

1 – A Histeria Feminina

Este era um diagnóstico comum dado a mulheres briguentas e desobedientes, que vem desde a Grécia Antiga. Filósofos como Hipócrates e Platão consideravam o ventre como uma criatura viva que vagava pelo corpo da mulher e que muitas vezes causavam a doença. A palavra histeria vem da palavra grega que designa útero.

Insônia, nervosismo, irritabilidade, perda de apetite, retenção de líquidos, espasmos musculares e muitos outros sintomas foram ditos resultados do “ventre errante”: a histeria. Este era um diagnóstico comum para freiras, virgens e viúvas por toda a Idade Média, mas foi no século 19 nos Estados Unidos e Europa que os diagnósticos de histeria explodiram, criando um amplo mercado de vibradores, duchas e outros dispositivos similares. Os médicos costumavam receitar para as pacientes relações sexuais e masturbação, geralmente realizado pelo próprio médico, até que a paciente apresentasse o Paroxismo Histérico (orgasmo).

2 – Homossexualidade

A homossexualidade era e ainda é em alguns países considerado um transtorno mental. A Associação Americana de Psiquiatria desclassificou a homossexualidade como doença em 1973, na China até 2001 os gays eram considerados doentes mentais. Em várias partes do globo os homossexuais são considerados insanos e imorais, e os seus atos passíveis de punição que incluem prisão e até mesmo a morte.

3 – Drapetomania

Drapetomania era uma “doença mental” descrita pelo médico americano Samuel Cartwright em 1851, e segundo ele esta doença fazia com que os negros escravos sentissem vontade de fugir, e como medida preventiva para tal doença era aconselhado chicotear o escravo sem que houvesse um motivo para isto.

4 – Disestesia Etiópica

Outra “doença” diagnosticada pelo Dr. Samuel Cartwright, que era um transtorno mental que assolava principalmente os negros livres, levando eles a vagabundagem e malandragem. E mais uma vez o diagnóstico salvador para este mal eram várias chicotadas no “paciente” – um completo show de absurdos!

5 – Transtorno Afetiva Sazonal

Esta desordem moderna sugere que a pessoa que sentir-se triste no inverno e alegre no verão tem um distúrbio de ordem mental (?). Para combater tal doença recomenda-se o uso de luzes especiais para a simulação de luz solar e até antidepressivos.

Fonte: Jornal Ciência

Curtiu? Comenta aí!