8 curiosidades sobre a contagem do tempo

relogio-tempo-passa-perda-tempo

O tempo comanda a nossa vida cotidiana de muitas maneiras. Tudo o que fazemos depende do tempo ou está ligado a ele, a maioria das obrigações foram estruturadas com base nas vinte e quatro horas do dia. Estamos sempre correndo contra o relógio e um dos nossos maiores medos é perdermos ou não aproveitarmos nosso valioso tempo. Veja agora algumas curiosidades sobre a contagem do tempo ao longo dos anos.

1. Entre os anos de 1929 e 1931, a União Soviética experimentou o chamado Calendário Soviético Eterno que tinham semanas de cinco dias. Em 1932 os soviéticos mudaram para semanas de seis dias. O experimento fracassou miseravelmente e a semana de sete dias foi restabelecido em 1940.

24-w1-610x360

2. Artefatos do período Paleolítico sugerem que a lua foi usada para contar o tempo por volta de seis mil anos atrás. Calendários lunares estavam entre os primeiros a aparecer, com doze ou treze meses lunares (quer 354 ou 384 dias).

23-w3-610x386

3.  Uma grande variedade de dispositivos têm sido inventados para medir o tempo. Um dispositivo egípcio que data de cerca de 1500 a.c., media a passagem do tempo a partir da sombra projetada pelo artefato. A sombra se projetava para o leste pela manhã, ao meio-dia, o dispositivo era virado para que sua sombra se projetasse na direção do anoitecer.

22-w4-610x450

4. A percepção subjetiva do passar do tempo tende a acelerar à medida que envelhecemos. As pessoas mais velhas muitas vezes se queixam de que os anos (e até os dias) passam mais rápido do que era de costume. A explicação mais popular para isto é a de que as pessoas mais jovens ainda estão vivendo através de novas e interessantes experiências (em vez de repetir a rotina), o que exigem mais recursos neurais e inteligência. Isso também explicaria porque a viagem de ida a algum lugar novo “demora mais” do que a da volta.

17-flickr-Pedro-Ribeiro-Simões1-610x455

5. Uma ilusão temporal é uma distorção na percepção do tempo que ocorre por várias razões, como, por exemplo, diferentes tipos de estresse. Nesses casos, uma pessoa pode momentaneamente perceber o tempo como parando, acelerando, ou mesmo andando para trás. Quando dizemos que o tempo fica mais lento, o que realmente significa é que o nosso relógio interno acelera, o que dá a impressão de que o tempo no resto do mundo está devagar.

conteudo_1_18714

6. O mais antigo objeto conhecido na Terra é uma peça de 4,4 bilhões de anos de idade, é um zircão, que é um mineral rochoso. Esse “pedaço de rocha” mais antigo da Terra foi encontrado em Jack Hills, na Austrália Ocidental, e é apenas 160 milhões de anos mais jovem do que o nosso Planeta.

13-commons1-610x405

7. De acordo com a ciência moderna, o tempo é a quarta dimensão. As três primeiras dimensões (altura, largura e profundidade) são usadas para especificar a localização de um objeto no espaço, enquanto que a quarta dimensão localiza a sua posição no tempo.

relogio1

8. A formação cultural de uma sociedade afeta a sua percepção do tempo. O psicólogo Robert Levine observou em suas viagens como as pessoas do Oriente Médio interpretavam o tempo de uma forma diferente dos ocidentais. Em geral, americanos e europeus pensam no tempo em intervalos de cinco minutos, no Oriente Médio, as pessoas pensam no tempo com intervalos de quinze minutos. O que isto significa no mundo real, é que os ocidentais que esperam um amigo durante cinco minutos, e uma pessoa do Oriente Médio que espera por quinze minutos, estão realmente esperando pela mesma quantidade de tempo!

7-commons2-610x406

  1. Douglas Santos

    21 de fevereiro de 2016 em 17:19

    eu perdir 5:00 do meu TEMPO vendo essa matéria sobre o TEMPO

  2. Raghy Jose

    15 de fevereiro de 2016 em 18:37

    e queira ou não a lua garante a contagem dos meses. Acompanhamos as mudanças da lua e isto é uma formação de mês, apesar de não ser usada literalmente… Nos almanaques do pensamento atuais, muito se fala sobre a lua, e as suas influências, tratar a contagem do tempo através da lua, não é algo assim tão antigo e fora do razoável. É bastante prático, assim como o ano se trata da volta do sol, e toda a questão é esta mesma, planetária. Alias dia e noite, são em função dos movimentos que apresentam sol ou não, ou por fim, lua. Apesar de a lua aparecer de dia as vezes, falamos da noite no caso, que é a ausência do sol, não só mera aparição da lua… E as fases da lua, são a mesma lua, com reflexos do sol, diferentes de acordo com sua posição.

  3. Davi Colle

    14 de fevereiro de 2016 em 10:35

    “Artefatos do período Paleolítico sugerem que a lua foi usada para contar o tempo por volta de seis mil anos atrás. ”
    Como se o período Paleolítico acabou em 10.000 a.C.?

  4. juca chaves

    13 de fevereiro de 2016 em 13:15

    A professora pergunta ao Joãozinho.
    – Joãozinho, quando eu digo:
    “Eu fui bonita” é passado, mas quando eu digo: “Eu sou bonita” é…
    – Mentira, professora!

  5. André Silva

    13 de fevereiro de 2016 em 02:27

    “O tempo perguntou pro tempo qual é o tempo que o tempo tem. O tempo respondeu pro tempo que não tem tempo pra dizer pro tempo que o tempo do tempo é o tempo que o tempo tem.”

  6. Kanya

    12 de fevereiro de 2016 em 23:11

    Isso nos mostra que o tempo é realmente precioso.

  7. Wyvern Björk

    12 de fevereiro de 2016 em 21:52

    O que o “pedaço de rocha” tem a ver com o tempo em si? Mesmo sendo interessante, isso não adiciona nenhuma informação a mais sobre o tempo. >.<

  8. Rodrigo Duarte

    12 de fevereiro de 2016 em 20:22

    Vamos ao comentário, ops… Dá não, tô sem tempo!

8 Comentários
Topo