Minilua

8 gigantes da pré-história

As maiores criaturas que já habitaram a Terra foram os dinossauros, mas, na era pré-histórica, quase todos os animais, assim como as plantas, eram muito maiores do que seus atuais parentes. Confira os gigantes ancestrais pré-históricos que fazem seus parentes modernos parecerem anões.

Megatério


Como o nome sugere (Megatério significa besta gigante), esse animal era uma preguiça gigante que viveu a aproximadamente 20 mil anos atrás, nas Américas do Sul e do Norte. O megatério era do porte de um elefante médio. Apesar do tamanho, eram criaturas pacíficas que passavam o dia comendo folhas e arbustos de árvores. Possuíam uma língua comprida que facilitava para alcançar as folhas mais altas. Por possuir grande quantidade de carne e não serem ágeis, eram alvo de predadores.

Diprotodon


Atualmente existem três espécies conhecidas de marsupiais. Elas variam seu peso de 20 à 35 kg e geralmente atingem um comprimento inferior a 1 metro. Mas seu ancestral pré-histórico era muito maior. O Diprotodon era do tamanho de um rinoceronte. Possuia mais de 3 metros de comprimento e pesava quase 2800 kg. Nativo da Austrália, o Diprotodon era herbívoro e provavelmente habitava as margens de lagos e rios.

Megalodonte


Imagine você surfando tranquilo quando, de repente, aparece um tubarão de 20 metros de comprimento? Não se preocupe, esse tubarão gigante viveu entre 20 e 16 milhões de anos atrás, no Oceano Pacífico. O magalodonte possuía dentes que se assemelhavam ao do tubarão atual, mas com um tamanho que pode superar os 17,5 metros de comprimento! Por esta razão, esta versão gigante de tubarão é considerada um dos maiores predadores de todos os tempos.

Prionossuco


O prionossuco foi o maior anfíbio que já existiu na Terra. Viveu no período Permiano, cerca de 270 milhões de anos atrás, na região onde hoje fica o Brasil. Essa criatura se assemelhava ao crocodilo e chegou a medir 9 metros de comprimento. Possuía o focinho alongado, as pernas curtas, os dentes afiados em uma calda alongada e adaptada para nadar.

Deinosuchus

 

 

Ainda falando dos crocodilos, o Deinosuchus era um parente gigante especializado em, acredite, caçar dinossauros. Viveu há 110 milhões de anos atrás, onde hoje é o Sahara. Nessa época, essa zona era uma selva pantanosa habitada por dinossauros e várias espécies de plantas e animais. Os crocodilos sobreviveram graças aos grandes rios daquela época. Estima-se que seu tamanho era de 16 metros de comprimento e seu peso de 6,5 toneladas.

Meganeura

O Meganeura era um inseto gigantesco que se assemelhava muito as atuais libélulas. Viveu a cerca de 300 milhões de anos atrás, no período Carbonífero e possuía uma envergadura de 75 centímetros. Foi o maior inseto que já existiu na terra. Era predador e se alimentava de outros insetos e até mesmo de pequenos anfíbios e répteis.

Gigantopithecus

Você se lembra do fictício King Kong? Pois então, este é o seu parente próximo. O Gigantopithecus é um extinto primata, que viveu na região onde hoje é a China, índia e Vietnã, entre 5 milhões e 100 mil anos atrás. De pé, este primata possuia 3 metros de altura e pesava 540 kg. Foi o maior macaco da Terra. Ele era provavelmente quadrúpede e herbívoro, sendo o bambu o alimento principal em sua dieta.

Arquelônio

Foi uma grande tartaruga marinha que viveu no período Cretáceo entre aproximadamente 75 e 65 milhões de anos atrás, principalmente onde hoje é o Norte dos Estados Unidos. Esta parente da tartaruga tinha 4 metros de comprimento e pesava em torno de 1,5 a 2 toneladas. Habitava os oceanos quentes e rasos da América do Norte. Era carnívoro e se alimentava de crustáceos, peixes e lulas.