Minilua

“Curiosidades curiosas” sobre o Superman

Com 75 anos de história, o Superman é mais do que um simples herói, é um ícone do gênero. Ele fez sucesso nos quadrinhos, rádio, televisão e também cinema, tornando-se um dos personagens mais lucrativos e cheios de histórias do planeta. Todas essas versões criaram um número enorme de fatos estranhos e curiosidades:

No início

O Super-Homem que conhecemos hoje em dia é muito distinto do que existia logo que surgiu. No quadrinho #1, de 1938, os poderes e a história dele eram bem diferentes. Seus superpoderes eram explicados devido a grande gravidade de Krypton, seu planeta natal.

Os poderes do Superman eram a superforça, supervelocidade, supersentidos e invulnerabilidade, mas ele não era capaz de voar, só conseguindo realizar pulos grandes, que podiam chegar a 200 metros. Nessa mesma época, outros poderes estranhos foram “testados”, como a capacidade de modificar o próprio rosto usando os músculos faciais e também poderes telepáticos. A visão de Raio-X e capacidade de voar só surgiriam anos depois.

O voo

Em 1940, o sucesso crescente fez o herói migrar para as telas. Essa mudança de mercado também trouxe alguns problemas técnicos. Fazer saltos grandes é muito mais complicado do que desenhar alguém voando, por isso, os estúdios fizeram uma grande pressão para que o herói ganhasse o poder de voar. Sem muitas opções, o pessoal da DC teve que ceder e o Super Homem começou a dominar os ares.

A invenção da Kryptonita

Até 1943, o Super Homem era praticamente invencível, pois não tinha nenhum tipo de fraqueza. Foi somente após um episódio do seriado de rádio, chamado “O Meteoro de Krypton”, que o famoso mineral surgiu. O mais interessante é que a Kryptonita só foi aparecer nos quadrinhos em 1949, seis anos depois de seu surgimento.

Durante algum tempo, a Kryptonita era uma pedra vermelha que tirava os poderes do Superman, mas com o passar do tempo algumas variações desse mineral apareceram. A Kryptonita dourada é capaz de tirar os poderes do herói de maneira permanente. A branca tem o poder de destruir toda a vida vegetal de um planeta.

Contudo, a mais curiosa pedra de todas é a rosa, que faz o Superman criar tendências homossexuais. Essa pedra estranha apareceu no quadrinho Supergirl #79, mas acabou não sendo usada novamente.

Herói vendido

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Superman não foi invenção da DC, mas sim uma compra bem-sucedida. A criação original do herói foi feita por Jerry Siegel e Joe Shuster, dois estudantes do Ensino Médio. Em 1938, eles venderam os direitos do herói para a DC por 130 dólares.

Assim que o sucesso do Homem de Aço cresceu, seus verdadeiros criadores se arrependeram da venda e iniciaram um processo contra a DC. As batalhas jurídicas duraram muitos anos e eles morreram sem ver a cor do dinheiro.