Ainda existe esperança para a humanidade

cameron_lyleTodos os dias nós vemos desgraças, guerras, mortes, doenças e todo tipo de coisas ruins se espalhando pelo mundo, mas em alguns momentos coisas belas e incríveis aparecem, reascendendo nosso espírito de humanidade, como foi o caso de Cameron Lyle.

Imagine se você tivesse passado toda sua vida se preparando e lutando para conquistar algo, desde muito pequeno até seus vinte e poucos anos, e de repente fosse colocado na seguinte situação: Escolher entre salvar a vida de uma pessoa ou continuar lutando por seu sonho.

Muitas pessoas talvez não abrissem mão de seu sonho e do seu futuro fazendo o que ama, mas Cameron Lyle fez exatamente o oposto, abrindo mão de seu sonho para salvar a vida de um completo desconhecido.

Quando ainda era jovem, Cameron fez alguns exames para o time em que jogava e o registro de sua medula foi salvo em um banco de dados para posteridade, afinal algum dia alguém poderia precisar de tal coisa. Mesmo que a probabilidade de encontrar uma pessoa compatível com ele fosse de uma em cinco milhões.

pfabre

Durante anos aquele exame inofensivo nada fez, até que um dia a notícia bateu a porta de Cameron: Um homem de 28 anos, que tinha pela frente apenas seis meses de vida, precisava de uma doação de medula rapidamente, caso contrário ele iria morrer e Cameron era o único doador compatível no banco d dados.

Só que para a doação ele teria que ficar um mês ou mais sem poder levantar nenhuma peso, sendo que ele é arremessador de pesos, assim ficaria impossibilitado de disputar o torneio mais importante de sua carreira, que poderia ser decisivo para seu futuro. Mas Cameron em nenhum momento hesitou e jamais pensou em abrir mão de ajudar o outro.

ht_cameron_lyle_nt_130423_wg

Assim ele fez a operação e ficou de fora do campeonato para o qual se preparou a vida inteira, mas salvou a vida de um homem: “Você pode ir para o jogo ou dar a um homem mais três ou quatro anos de vida. Eu não acho que há uma grande questão aqui. Este não é um dilema moral. Há apenas uma resposta.”

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/

  1. Harysson Kevin Faria

    24 de dezembro de 2014 em 13:16

    seria bom se todo mundo fose assim

  2. Rafael (Baphomet)

    22 de maio de 2013 em 19:09

    Muito legal da parte desistir do sonho da sua vida para salvar uma pessoa,um ato bem impressionante.

    • Rafael (Baphomet)

      22 de maio de 2013 em 19:11

      *da parte dele
      Droga estou errando toda hora .-.

  3. Shun dlç

    22 de maio de 2013 em 13:26

    Se fudeu, mas fez o certo… acho q ele deve ter se sentido mais feliz em ajudar a salvar uma vida do q ter arriscado no torneio, até pq se ele perdesse iria ficar muito puto .-.

  4. Ismael Rudrigo

    22 de maio de 2013 em 11:59

    Esse cara é foda.

  5. Iago Fernandes

    22 de maio de 2013 em 10:39

    a atitude desse cara foi boa mas concerteza é difcil achar alguem que nem ele que ajude o proximo mas ainda acho que a humanidade não tem concerto as drogas violencia guerra estrupos tomaram conta da humanidade e não conseguimos evitar agora,porem algumas pessoas tem concerto mais acho que a maioria não tem parabéns para esse rapaz

  6. Dark J

    22 de maio de 2013 em 10:16

    You have my respect! Now, live you life!

  7. Rap­osa Furry

    22 de maio de 2013 em 10:06

    bem, ninguem ia querer participar de um campeonato sabendo que sua escolha custou a vida de outra pessoa, mesmo que um desconhecido…
    …ou talvez sim, a humanidade é capaz de surpreender negativamente as vezes

  8. Mother of Dragons

    22 de maio de 2013 em 09:50

    :T bom tempo gasto em leitura.

  9. Adriano Hidden®

    21 de maio de 2013 em 23:45

    bom post

  10. Verde

    21 de maio de 2013 em 22:13

    queria um mundo em que coisas como essa fosse extramamente normal

  11. Wagner

    21 de maio de 2013 em 21:45

    Poderíamos dizer que a escolha de Cameron foi extremamente normal. Afinal, o cara tinha apenas seis meses de vida, enquanto ele ainda tem muitos e muitos anos para entrar em diversos torneios.
    Seria normal se não vivêssemos em uma sociedade egoísta.
    Cameron não desistiu de seu sonho.
    Apenas o adiou.

  12. Dark Vampire

    21 de maio de 2013 em 21:21

    Ótimo, muito bom mesmo, isso é algo que está ao alcance de todo mundo, e já é um passo gigantesco pra salvar a vida de uma pessoa, mas daí a doar ou não vai de cada um.

  13. Lobo Alfa

    21 de maio de 2013 em 21:21

    o cara é digno de ser honrado,mas o problema é que pessoas como ele estão na proporção de 1 em 1 milhão.Além do mais, é mais conveniente eu subir na vida do que ajudar os outros, -eis o pensamento de inúmeras pessoas-.

    • Dark Vampire

      21 de maio de 2013 em 21:26

      O meu pensamento, aliás |o mas só ajudo quem eu acho que merece, não é só porque uma pessoa precisa de ajuda que ela deve ser ajudada. Entretanto, o ato de doar sangue ou órgãos é um ato cego de solidariedade, eu aprecio muito, não pratico, mas planejo num futuro próximo, começar a doar sangue e quando eu morrer/bater as botas/ vestir o paletó de madeira, doar meus órgãos.

      • Lobo Alfa

        21 de maio de 2013 em 21:39

        “não é só porque uma pessoa precisa de ajuda que ela deve ser ajudada.”
        Afinal,a pessoa que você ajuda hoje,pode te dar golpes pelas costas,eis o motivo de muitos não quererem ajudar,pois não confiam nos outros.E realmente a vida é assim.

        • Dark Vampire

          21 de maio de 2013 em 21:45

          Mas existem pessoas realmente honestas, não sou tãão desconfiado a ponto de não ajudar ninguém por motivo nenhum, geralmente quem me pede ajuda eu já conheço e sei como vai administrar essa ajuda no futuro, então eu já tenho meus critérios e pés atrás com algumas. Mas no caso de eu não conhecer a pessoa ou não saber a razão de ela estar precisando de ajuda, não nego, e se não der certo depois, eu já sei como lidar com essa (acho que me repeti de leve rsrs)

  14. Xion

    21 de maio de 2013 em 21:18

    Esse cara é um herói.

    • Guilherme

      23 de maio de 2013 em 16:33

      eu diria que ele é extremamente humano e sua unica diferença de 99,9999% da humanidade, é que ele sabe amar

  15. Ana Carolina

    21 de maio de 2013 em 21:17

    Uma verdadeira lição, ele pensou primeiro no outro e depois nele.
    Eu ainda acho que há esperança para a humanidade; tudo é uma questão de cada um fazer a sua parte.
    ótimo post Diego, eles ficam melhor a cada postagem!

  16. Kelbert

    21 de maio de 2013 em 21:11

    Cliquei em “gostei” sem nem sequer ler 😛

  17. kratos aurion

    21 de maio de 2013 em 21:10

    até que enfim iml consertou

  18. 3 Hits

    21 de maio de 2013 em 21:07

    É realmente difícil. Em uma situação como essa, eu axo que ajudaria. Mas agente nunca sabe, a não ser que aconteça com agente. Parafraseando a frase do filme As Aventuras de Pi: Afinal, você não tem como saber a força de sua fé até que ela seja testada

  19. Lucas Rodrigues

    21 de maio de 2013 em 20:56

    A atitude deste homem é um exemplo a ser seguido. O post mostrou que ainda existem pessoas que sacrificam seus objetivos para ajudar o próximo. Gostei da notícia, se todas as pessoas fossem boas umas com as outras e se ajudassem teríamos um mundo sem guerras, sem violência, sem preconceitos… enfim se fosse assim como eu imagino viveríamos em um íntegro mundo de paz 🙂

  20. Gumball Watterson

    21 de maio de 2013 em 20:50

    Gente meu sangue é O- é um desgraça, o não recebe sangue a não se dele mesmo, e o- é recessivo, ou seja raro, então se alguem ai tiver sangue desse tipo faça doaçoes, é importante pois pode salvar vidas.
    #Campanha par um mundo melhor

    • Felipe Dallagnol

      22 de maio de 2013 em 01:17

      Meu sangue é A+, chuta uma pedra e sai desse tipo.
      Infelizmente eu sou o mais medroso quando se trata de agulhas, não tenho coragem de doar sangue, imagina a medula que falam que é super doloroso…

      • Letícia Lage

        22 de maio de 2013 em 11:09

        eu tbm sou A e tenho medo disso ;A;

        (minha irma caçula é O)

      • Kuro Black

        22 de maio de 2013 em 08:15

        Meu Sangue é O+.
        Não sabia que O era tão raro assim… -.-

    • I AM STRONG WITH DARKSIDE

      21 de maio de 2013 em 21:38

      O MEU É A POSITIVO NÃO É RARO NÃO NÉ?

      • Gumball Watterson

        21 de maio de 2013 em 22:28

        A+ é mais comum, mais o melhor tipo é AB
        porque recebe doação de sangue do tipo a e b já o sangue do tipo O pode ser doado para os outros tipos, mais ele rejeita todos os outros tipos =/

        • I AM STRONG WITH DARKSIDE

          22 de maio de 2013 em 20:06

          PUXA O O SÓ ACEITA OUTRO O AI É FODA SE PRECISAR COM URGÊNCIA…

    • Xion

      21 de maio de 2013 em 21:21

      Meu sangue é O+.
      Vish.

    • Hideki Hinata

      21 de maio de 2013 em 21:17

      Eu só tenho O+, e já é complicado…

      • Gumball Watterson

        21 de maio de 2013 em 22:30

        O + é melhor, porque é genótipo dominante

        • Hideki Hinata

          21 de maio de 2013 em 22:39

          Sangues tipo O são os mais raros.
          E os tipos + não é dominante e recessivo. O que acontece é que sangue tipo + pode receber + e -, enquanto sangue tipo – só pode receber -.

    • kratos aurion

      21 de maio de 2013 em 21:09

      então porque raios tu não doa

      • Gumball Watterson

        21 de maio de 2013 em 22:29

        Mais eu doo

37 Comentários
mais Posts
Topo