Apenas uma tirinha… e uma história emocionante #14

As vezes realmente uma imagem vale mais do que mil palavras, mas o post de hoje vai te surpreender ainda mais! Afinal, quem poderia supor que meros quadrinhos poderiam conter uma história tão emocionante?!

01




02




03




04




05




06




07

Gostou? Então não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos!

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/Minilua

E se inscreva em nosso canal para acompanhar nossos vídeos clicando na imagem abaixo!

minilua.jpg

  1. Maria De Lourdes Santos Santos

    9 de abril de 2015 em 18:48

    chorei T.T

  2. Pequena_Corvo

    12 de março de 2015 em 12:17

    uma boa dica, não deixar os fantasmas cozinharem.

  3. Gabriel Frigini

    11 de março de 2015 em 21:47

    que triste!!!!

  4. Moises (Oh Bonito)

    11 de março de 2015 em 10:05

    Cara, lindo esse post, temos que valorizar nossos pais, pois são essas pequenas coisas que fazem falta hoje pra mim.

  5. Chamichugas

    10 de março de 2015 em 21:37

    Nossa,não sabia que fantasmas cozinham mal

    • Kuzan

      10 de março de 2015 em 22:33

      E eu não sabia que fantasmas existem. Que coisa não?

  6. Frank the Rabbit

    10 de março de 2015 em 20:51

    Acho que pra mim essa foi a tirinha mais profunda…
    Me fez pensar sobre umas coisas que eu falo, faço e deixo de fazer com meu pai, principalmente. Eu consigo perceber que ele sempre quer me agradar, por causa da minha infância que não foi a melhor; as vezes eu o ignoro ou sou muito duro com ele, as vezes até meio grosso, acho que por causa das coisas ruins que aconteceram na minha juventude… a traição dele e a separação. Essa tirinha me fez pensar bastante sobre isso, talvez eu tenha que mudar um pouco minha atitude com relação ao meu pai, admirar mais o que ele faz pra mim, esquecer o passado e aproveitar o presente, já que um dia ele pode me deixar…

    Ótima matéria, espero que continuem com essa série.

    • Adriano Saadeh

      10 de março de 2015 em 21:06

      Nossa cara, que legal que o post te serviu para alguma coisa. realmente a gente tem que tentar deixar pra trás as coisas que as pessoas fizeram de errado, principalmente se elas se arrependeram, pois também estamos sujeito aos erros e como tu bem disse, ninguém dura pra sempre, aproveitar enquanto essas pessoas estão por perto!
      xD

  7. Greg

    10 de março de 2015 em 20:39

    Apenas uma tirinha
    [img]http://2.bp.blogspot.com/-K6sP8GwUPSo/UYGP904a5qI/AAAAAAAAAN4/7-XC1h2DOw4/s1600/CIMG6955.JPG[/img]
    E uma historia emocionante
    [img]http://i2.wp.com/butecologia.com.br/wp-content/uploads/2015/02/traiu-a-namorada-com-a-prima07-Butecologia.jpg?resize=720%2C960[/img]

    • Ferto Malis

      12 de março de 2015 em 20:40

      eee

    • Jeff Dantas

      11 de março de 2015 em 02:20

      Já dizia a música: “Depois de 9 meses, você vê o resultado…” hauahahahah

    • Greengineer

      10 de março de 2015 em 21:50

      Roubou minha idéia :E

      • Greg

        10 de março de 2015 em 22:48

        kkkkkkkkkkk esse muleke …. esse muleke….


        não seja esse muleke.. kkkk

    • Adriano Saadeh

      10 de março de 2015 em 21:04

      Cara, acabou com o clima da tirinha, mas ganhou o meu like pela mitada!

    • Frank the Rabbit

      10 de março de 2015 em 20:51

      Que sacanagem, coitado dele, rsrs, traiu a namorada e ficou com isso aí.

      • Kuzan

        10 de março de 2015 em 22:32

        É burro pacarai, tem q se fuder mesmo.

  8. chapolim do mal

    10 de março de 2015 em 20:05

    Reviver um antigo mene
    [img]http://http://i1.kym-cdn.com/photos/images/newsfeed/000/746/236/be4.36628[/img]
    Tirinha sem sentido

  9. Greengineer

    10 de março de 2015 em 20:02

    Mesmo com meus pais ainda vivos me identifiquei um pouco com a tirinha. Hoje moro sozinho a 400 km de distância e de vez em quando vou visitá-los. Em cada uma de minhas visitas eles tentam tornar a casa o mais aconchegante possível para mim. Até a geladeira fica mais cheia que o usual, mesmo eu comendo quase nada durante a estadia. Eu não fico confortável como antigamente, pois na minha casa tenho mais liberdade nos meus afazeres. Ao voltar sempre levo uma sobra do almoço de domingo para comer durante a semana.
    Eles sempre dizem que um dia podem me visitar, mas acabam não o fazendo.
    Recordo de muitas histórias do que passei naquele lugar, e isto provavelmente tem relação aos fantasmas da tirinha. “Todo retorno ao lar é uma história de fantasmas.” K.C. Green

    • Pirocarola

      12 de março de 2015 em 10:21

      Igual aqui. Só que estou a 700 km e meus pais visitam.

    • Caciano Genz

      11 de março de 2015 em 09:01

      porra! to chorando aqui cara!

    • David de Souza

      10 de março de 2015 em 23:36

      mandaste a devida e perfeita prosa.

      • Jeff Dantas

        11 de março de 2015 em 02:19

        Hhahaha um comentários assaz pertinente… 🙂

    • Adriano Saadeh

      10 de março de 2015 em 21:07

      Sei como tu se sente, a propósito, belo comentário.

23 Comentários
mais Posts
Topo