Apenas uma tirinha… e uma história emocionante #21

As vezes realmente uma imagem vale mais do que mil palavras, mas o post de hoje vai te surpreender ainda mais! Afinal, quem poderia supor que meros quadrinhos poderiam conter uma história tão bonita?!

1




2




3




4




5




6

Gostou? Então não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos!

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/Minilua

E se inscreva em nosso canal para acompanhar nossos vídeos clicando na imagem abaixo!

minilua.jpg

  1. Fred Baskerville

    8 de junho de 2015 em 10:29

    Entendi perfeitamente o contexto da tirinha, mas vamos voltar para a realidade agora:

    Sem um emprego que pague um bom salário ele não terá condições para alimentar sua família nem dar conforto e saúde para mesma. Se continuar se “escorando” na sua mulher que trabalha, um dia ela vai desanimar e perceber que você é um inútil aproveitador. Além que não terá condições de realizar um simples pedido de aniversário de sua filha como aquela boneca cara que ela viu e você não pode comprar. No fim das coisas, você não será mais feliz ao ver que a infelicidade das pessoas que você ama te cercou e também te tocou.

    Seria lindo viver sem ter que passar o dia inteiro, a semana inteira, se matando de trabalhar, mas… bem vindo a vida. É assim, sempre foi assim e sempre será.

  2. Lhama Charmosa

    4 de junho de 2015 em 16:08

    Calvin e Hobbes melhores tiras da história… Bill seu lindo!

  3. Jonathan Fabrício Pereira

    4 de junho de 2015 em 11:52

    Isso sim é covardia, desistir de lutar pelos seus sonhos e voltar para a zona de conforto…

  4. Gato Endiabrado

    4 de junho de 2015 em 00:55

    Queria saber pelo menos desenhar algo decente, ou pelo menos fazer esse dinossauros maneiros. :c

  5. Bruno S-Alem

    3 de junho de 2015 em 16:07

    Espero que um dia voce consiga aprender o ensinamento que esta nesta tira pois denada adianta lhe explicar se voce nao esta se permitindo compreender

  6. Gênesis

    3 de junho de 2015 em 11:18

    Se eu pudesse trabalhar em casa, me sustentar e cuidar dos meus filhos. Eu abriria mão sim, de um salário maior em nome de tempo livre. Afinal: tempo é dinheiro.

  7. Ana Carolina

    3 de junho de 2015 em 11:17

    Agora ele é conhecido mundialmente pelas tirinhas do Calvin e Haroldo. Se ele tivesse continuado na empresa nunca teria alcançado o sucesso. Acho que a inspiração para as tirinhas vieram exatamente da rotina dele com a filha, porque esse carrinho que aparece no fim da tirinha aparece com frequência nas tirinhas do Calvin e do Haroldo.

    • Pensador Alternativo

      5 de junho de 2015 em 23:20

      Tinha notado os traços, mas isso que viste, Carolina, explica bem mais coisa. Observaste muito =]

  8. Dark

    3 de junho de 2015 em 05:33

    Pelo menos essa história é boa, aquela do martelo eu achei meio idiota. ‘-‘

  9. Mickael Fernandes

    2 de junho de 2015 em 22:03

    Queria eu trabalhar em casa, depender apenas do meu blog ou algo mais na internet, seria com um sonho realizado, sei que rotinas seriam quebradas com o som do meu filho chamando para jogar algum jogo ou até mesmo com o barulho da frigideira na cozinha, mas sei que tudo isso valeria muito a pena, pois assim não perderia o crescimento do meu filho.

    Obrigado equipe minilua

    P.s.: Só não chorei porque estou no trabalho

  10. Jorge Anderson

    2 de junho de 2015 em 21:22

    Com que provas você diz que ele não ganha dinheiro? Com que provas você diz que dinheiro pode ocupar o lugar do amor de um pai ou de uma mãe? Com que provas você diz que é necessário dinheiro para ser feliz? Com a sua vida? Com o dinheiro que você ganha? Você é feliz? As pessoas a sua volta são felizes? Seu trabalho lhe deixa feliz? Você ganha dinheiro com o seu trabalho, mas se você é feliz com ele? Você se permitiu se sentir feliz? Já tentou parar de ser uma pessoa amarga, de tentar acabar com a felicidade das pessoas e ser feliz? Tenha certeza de uma coisa: dinheiro pode te levar para chorar em Paris, mas ele nunca vai preencher o vazio da sua alma. Isso é algo que, provavelmente, nunca teve ou teve e perdeu (únicas explicações para o seu pensamento). Porem, se felicidade é algo que você não tem, não é motivo para acabar com a dos outro. Isso é motivo para correr atras da sua. Pois isso é o que diferencia os corajosos das demais pessoas. Todos sonha com a felicidade, mas apenas o s corajosos correm atras dela. Então corra atras da sua e, se você não tem coragem para isso, não impeça os outros com os seus comentários maldosos. Obrigado.

    • chapolim do mal

      3 de junho de 2015 em 12:36

      Você poderia mencionar de quem vc está falando.

  11. Pedro Ivo Gonçalves

    2 de junho de 2015 em 20:22

    trabalhando na empresa ele nao tinha a liberdade que tinha em casa, essa é uma vantagem em ser freelancer. ele era obrigado a fazer os anuncios da jeep, mas em casa podia pintar brinquedos ou fazer um cartaz pra um festa ou suas tirinhas. a liberdade criativa dele é muito maior e ver a filha crescer acaba sendo um bonus

  12. Elyane

    2 de junho de 2015 em 20:09

    Boa tirinha mas infelizmente vivemos num mundo capitalista em que obter o máximo de sucesso financeiro e social é o único objetivo de vida. Todavia conheço pessoas que trabalham feito loucas em algo que gostam e tem tempo para ter uma vida social e afetiva saudável. É preciso saber conciliar as coisas, escolher bem a profissão, controlar os horários dedicados a família e ao lazer, as atitudes do personagem parecem um pouco extremistas, e onde está a participação da mãe neste quadro ficou parecendo que ela não se dedica e ama a criança só porque ela trabalha fora é injusto.

  13. Caciano Genz

    2 de junho de 2015 em 18:36

    Qual é o teu conceito de Boa vida?

  14. Mutley

    2 de junho de 2015 em 17:05

    Sei lá , mas eu acho que ficou meio distorcida a mensagem que a tirinha quis passar , pelo menos pra mim , ele trabalhava com o que sabia fazer , mas num ambiente que não gostava , só que como ele tinha filha , precisou arranjar tempo pra cuidar dela , por isso optou por trabalhar em casa , mesmo sendo com o que ele gosta , a responsabilidade me pareceu pesar muito mais em sua decisão , acho que apelaram muito mais pra esse lado ”cuide do seu filho , veja ele crescer” do que apenas trabalhar no que realmente gosta , no começo da tirinha eu pensei que a mensagem realmente poderia ser ” Trabalhe no que você realmente gosta ” , mas isso ficou quase que subliminar dentro do contexto de toda história .

  15. André Ribeiro

    2 de junho de 2015 em 17:00

    Prevejo pessoas infelizes com a vida que levam vindo comentar que o post é errado e o certo é trabalhar igual condenado mesmo e bla bla bla.

    • Douglas Walas

      3 de junho de 2015 em 08:54

      Previsão Realizada com sucesso…

    • Caciano Genz

      2 de junho de 2015 em 18:40

      as vezes as oportunidades são perdidas cara… nem todo mundo tem a mesma chance…

  16. Fantasma Renegado

    2 de junho de 2015 em 14:53

    Interessante! Pelo que eu entendi, o cara resolveu cuidar da filha e por isso desistiu do trabalho. Bom, tem determinadas coisas nessa vida que só se pode viver uma vez e o crescimento de um filho é uma delas. Conheço uma empresa em que a dona lá estava pu.ta da vida porque uma funcionária engravidou. Poha, será que ela não poderia ter um filho só porque trabalha lá? A empresa quer controlar a família da mulher que engravidou? Isso é ridículo demais, tanto que recentemente umas 3 ou 4 funcionárias pediram demissão para cuidarem de seus respectivos filhos. Elas simplesmente estavam perdendo o passar de toda a infância de seus descendentes por conta do trabalho.
    A gente tem que trabalhar pra adquirir coisas que nos farão saudáveis e felizes e não vender a nossa alma pra uma empresa. Sei que muita gente vai discordar e eu respeito isso, afinal, tem gente que realmente faz do trabalho a sua vida, mas acredito que a gente tem que trabalhar pra viver e não viver só para trabalhar.

  17. Greengineer

    2 de junho de 2015 em 14:13

    Mais um para o Bolsa Família…

    [img]http://www.tribunahoje.com/vgmidia/imagens/162658_ext_arquivo.jpg[/img]

    • Marcelo Checon

      5 de junho de 2015 em 02:29

      EPIC

  18. chapolim do mal

    2 de junho de 2015 em 13:48

    O cara largou um emprego em uma das maiores montadoras do mundo para trabalhar em casa e cuidar da filha enquanto sua mulher vai arranjar um emprego de verdade, e ainda se sente bem com isso? O importante é vc ganhar dinheiro, se sustentar e a sua familia e não se sentir felizinho, se vc quer ser feliz arranje um emprego que te faça feliz desde o começo e não entre em um emprego que vc sabe que não será legal e depois saia com a mão nas costas.

    • Marco Antonio de Lima Leite

      9 de junho de 2015 em 10:05

      Quanta asneira… enquanto você tiver isso na cabeça “arrume um emprego” você será um fracassado. Eu larguei meu emprego para montar meu negócio, eu era GERENTE. Minha vida era um lixo, não tinha tempo para nada, ganhava bem, mas como trabalhava de segunda a sábado, não existia prazer em “gastar o dinheiro”. A sociedade lhe impôs “você só é bem sucedido se tiver um bom emprego”. Isso é uma falácia. Leia o livro “Pai rico, Pai pobre. Tire “emprego” da cabeça. Comecei como autônomo, trabalhando no meu quarto, e hoje sou empresário e bem sucedido, tenho apartamento de alto padrão e carro importado. Se tivesse continuado no “emprego” não teria nem metade do que tenho hoje… Sabe qual detalhe? Tenho 30 anos. Pois bem, procure ser “felizinho” esqueça essa ideia idiota de “emprego” ou senão você estará fadado ao fracasso.

    • Airton Cardoso Lana

      2 de junho de 2015 em 15:19

      é, soh q ai, ele começou a publicar tirinhas em jornais (não sei quando exatamente), e hoje em dia é mundialmente conhecido com o Calvin e Harold (Hobbes, se preferir), ou melhor, é mais famoso do que seria se continuasse trabalhando em uma das “maiores montadoras do mundo”. Mas vai da pessoa, se vc se sente bem trabalhando em algo q goste ou não, mesmo não seguindo seu sonho, quem sou eu para te parar?

      • chapolim do mal

        3 de junho de 2015 em 15:44

        Existem casos e casos. Eu tenho um conhecido que trabalha em um RH e ele diz que a quantidade de pessoas que voltam depois de se demitir é alta e sempre arrependidos porque lá fora é muito dificil. A quantidade de pessoas que sonharam com algo e quebraram a cara é de 2 a cada 3.

        • Jonathan Fabrício Pereira

          4 de junho de 2015 em 11:55

          Isso sim é covardia, desistir dos seus sonhos e voltar para a zona de conforto…

          • Kuzan

            4 de junho de 2015 em 12:57

            Melhor que morrer de fome.

          • Jonathan Fabrício Pereira

            4 de junho de 2015 em 14:09

            Antes faminto do que covarde

            😉

          • Kuzan

            4 de junho de 2015 em 14:15

            Duvido falar isso passando fome, aí eu queria ver.

          • Jonathan Fabrício Pereira

            4 de junho de 2015 em 14:23

            Kkkk eu falaria

    • Joel Alvarenga

      2 de junho de 2015 em 15:18

      Pelo que eu entendi ele largou o emprego de uma das maiores montadoras, mas continuou trabalhando com oque sabe em sua própria casa, provavelmente ganhando menos, mas sendo feliz.
      O que me leva a crer nisto é o fato do ex-patrão dele ter ido atrás dele novamente, deve ter visto o trabalho de seu antigo funcionário em algum lugar.

    • Fantasma Renegado

      2 de junho de 2015 em 14:42

      Esse é o problema, mano! Se não fizer o que é “socialmente correto”, a pessoa vai ser vista exatamente como você comentou. Acredito que a tirinha quis mostrar isso. Às vezes o “felizinho” vale muito mais do que o que a sociedade quer que vc seja.
      Já cansei de me pegar refletindo sobre a quantidade de coisas legais que eu poderia fazer todos os dias, mas não faço porque trabalho a semana toda enfiado dentro de uma droga de sala na frente de um PC. Estou lutando para mudar isso! \o

    • Kuzan

      2 de junho de 2015 em 14:41

      Exatamente, por isso que vou fazer o que gosto, não pelo dinheiro, mas porque eu gosto mesmo. Tudo bem que, normalmente, um programador de jogos ganha até que bem, mas eu não ligo, quero fazer o que gosto.

      • PlayStation

        2 de junho de 2015 em 20:48

        eu tbm, vamo montar uma companhia de games depois

        • Kuzan

          2 de junho de 2015 em 20:48

          Opa, bora!

          • kamikaze boy

            2 de junho de 2015 em 21:10

            tem esse curso no Sisu?

          • Kuzan

            2 de junho de 2015 em 21:11

            Tem sim.

    • kamikaze boy

      2 de junho de 2015 em 14:27

      Não estraga.

39 Comentários
mais Posts
Topo