Bandas que marcaram época: Legião Urbana #4

“Sexo verbal não faz meu estilo, palavras são erros, e os erros são seus”. Quem não se lembra da Legião Urbana, não é mesmo? Formada no começo dos anos 80, a banda de Brasília, liderada por Renato Russo, foi responsável pela popularização do Pop Rock nacional, disseminando diversos hits ao longo de mais de 12 anos de carreira. Conheça abaixo, um pouco da trajetória do grupo, seus principais sucessos, e a identificação com os fãs.




O início

Após um começo bastante complicado, a banda faria sua primeira apresentação de destaque no dia 23 de julho de 1983, no chamado “Circo Voador”, no Rio de Janeiro. Com o sucesso da apresentação, o grupo seria convidado a gravar uma fita demo para a gravadora EMI. Esta gravação, aliás, seria peça chave para a criação do primeiro álbum da Legião Urbana, em 1985.




O primeiro álbum

Logo no primeiro trabalho, intitulado “Legião Urbana”, diversos hits eram apresentados ao grande público, destaque para as músicas “Ainda é Cedo”, “Será” e “Geração Coca-Cola”. O álbum em si, foi bastante elogiado na época, especialmente por mostrar uma faceta mais politizada de seus integrantes, revelando o real estado da sociedade brasileira daquele período. Começava a partir de então, uma fase bastante criativa do Rock Nacional, que culminaria na elaboração de festivais como o Rock n’ Rio, ou ainda, de eventos temáticos patrocinados por emissoras de rádio.




Eduardo e Mônica

“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração”? Uma das canções mais emblemáticas da Legião Urbana, “Eduarda e Mônica”, faz parte do segundo álbum do grupo. Com 12 faixas, o projeto é considerado por críticos especializados, como um dos trabalhos mais românticos da Legião. “Dois”, como ficou conhecido, venderia cerca de 1.2 milhões de cópias, e até hoje, é o segundo álbum de maior vendagem da banda.




Que País é Este (1978 - 1987)

Esta é a primeira coletânea da Legião Urbana, datada de 1987. O álbum marca um retorno da banda as origens, com uma pegada mais punk, focada em uma sonoridade bastante semelhante aquela encontrada na época do Aborto Elétrico. Entre os hits, destacamos as músicas “Que País é Este” e “Faroeste Caboclo”.




As Quatro Estações

Considerado como o melhor trabalho da banda, “As Quatro Estações”, de 1989, abria espaço para letras de maior sensibilidade. Um exemplo disso é a canção “Pais e Filhos”, executada em diversas emissoras de rádio pelo país a fora. Outras faixas que merecem destaque são: “Há Tempos”, “Quando o sol bater na Janela do Teu Quarto”, “Monte Castelo” e “Meninos e “Meninas”.




Anos 90

Em novembro de 1991, é lançado “V”, tido por fãs e críticos especializados, como um dos trabalhos mais melancólicos da Legião Urbana. O álbum trazia faixas como “O Teatro dos Vampiros” e “Vento no Litoral”. Dois anos mais tarde, em 1993, a banda entraria em estúdio para gravar seu sexto álbum, “O Descobrimento do Brasil”. O trabalho em si, é marcado pela canção “Perfeição”.




A Tempestade ou o Livro dos Dias

Este é o último álbum realizado pela Legião Urbana. Suas letras, no geral, abordam temas como depressão, homossexualidade, intolerância e injustiças.




Curiosidades

- Muito antes da Legião Urbana, seu vocalista, Renato Russo, já se dedicava a outra banda de sucesso, a “Aborto Elétrico”. O grupo, por sua vez, formado em Brasília, esteve na ativa entre os anos de 1978 e 1982. Em sua formação estavam Renato Russo (baixo), André Pretorius (guitarra) e Fê Lemos (bateria).

- Com o término da banda, Fê Lemos, juntamente com seu irmão, Flavio Lemos, reúnem-se e formam o Capital Inicial.

image

-Morrissey, ex-líder dos Smiths e Robert Smith (The Cure), são apenas dois dos ídolos de Renato Russo. O vocalista ainda se interessava pelo timbre de voz de Ian Curtis, vocalista da banda Joy Division.

- Sobre a Legião Urbana, a primeira apresentação não oficial da banda aconteceria em 05 de setembro de 1982, na cidade mineira de Patos de Minas.

- Renato Rocha, conhecido como Billy e Negrete, foi um dos baixistas do grupo. Ele atuou nesta função nos três primeiros álbum dos grupo.

- A música “Meninos e Meninas”, de 1989, faria parte da trilha sonora da novela “Rainha da Sucata”, da Rede Globo.

- No dia 11 de outubro de 1996, após um longo período de luta contra a AIDS, Renato Russo entraria em óbito, deixando literalmente uma legião de fãs inconsolados pelo Brasil.

- 11 dias depois da morte de Renato, a Legião Urbana chegava ao fim.




A Banda

Renato Russo: Renato Manfredini Júnior, o Renato Russo, nasceu no Rio de Janeiro em 27 de março de 1960. Ele viveria na cidade maravilhosa durante a infância, tendo estudado no Colégio Olavo Bilac, um dos mais conhecidos do estado. Aos 07 anos, após a transferência de seu pai, funcionário do Banco do Brasil para Nova Iorque, Renato se vê obrigado a mudar de país. Nessa fase, é bom que se diga, ele entraria em contato com a lingua inglesa de forma contínua.




Retorno ao Brasil

Apenas dois anos mais tarde, em 1969, Renato já voltava ao Brasil, dessa vez para morar com seu tio Sávio na Ilha do Governador. Na década seguinte, em 1973, sua família decide então se mudar para Brasília. Renato viveria em uma das principais áreas daquela cidade, a chamada “Asa Sul”.




O início da Legião Urbana

Após o término do Aborto Elétrico, Renato começaria a compor, se apresentando sozinho em alguns bares de Brasília. Certo tempo depois, ele conheceria Marcelo Bonfá (então baterista do grupo “Dado e o Reino Animal”), Paulo Guimarães (tecladista conhecido como Paulo Paulista) e Eduardo Paraná (guitarrista conhecido como Kadu Lambach). É dessa fase, aliás, que nasce a Legião Urbana, tendo como vocalista e baixista, ele, Renato Russo.




Sua morte

Como já citado, Renato Russo entraria em óbito no ano de 1996. Na época, pensando apenas 45 quilos. Seu corpo seria cremado, e suas cinzas jogadas sobre o jardim do sítio de Roberto Burle Marx. O vocalista da Legião Urbana deixaria um filho de 07 anos, Giuliano Manfredini.

Dado Villa - Lobos: Eduardo Dutra Villa-Lobos, conhecido como Dado Villa-Lobos, foi durante muitos anos, uma das figuras principais na formação da Legião Urbana. Neto do compositor Heitor Villa-Lobos, ele assumiria a guitarra do grupo em 1983, após a saída de Ico Ouro-Preto, irmão de Dinho Ouro-Preto, do Capital Inicial. Atualmente, segue em carreira solo, tendo lançado entre outros, o álbum “Dado Villa-Lobos e o Jardim de Cactus ao Vivo”, em parceria com a MTV Brasil.

Marcelo Bonfá: Antes de entrar para a Legião Urbana, no ano de 1981, Marcelo Augusto Bonfá, já havia participado de outras bandas, como por exemplo, “Blitz 64” e “Dado e o Reino Animal”. No ano 2000, quatro anos após a morte de Renato Russo, ele sairia em carreira solo, lançando o álbum “O Barco Além do Sol”, produzido pela gravadora Trama. Bonfá, chegaria a lançar mais dos trabalhos, “Bonfá + vídeo tracks” e “Mobile”, ambos produzidos entre 2004 e 2007.




Discografia

Legião Urbana (1985)

Dois (1986)

Que País é Este (1987)

As Quatro Estações (1989)

V (1991)

O Descobrimento do Brasil (1993)

A Tempestade (1996)

Uma Outra Estação (1997)- álbum póstumo

  1. Matheus Ferreira

    15 de fevereiro de 2012 em 23:13

    Grande Legião Urbana deixou sua obra pelas gerações do brasil

  2. Fábio Batista

    4 de maio de 2011 em 16:41

    Ótimo artigo, muito completo. E como diz um verso do próprio Renato Russo “Os bons morrem jovens”. O Legião foi, é e será uma das maiores bandas da música brasileira. Renato morreu, a banda acabou, mas a sua obra continuará viva para divertir e fazer refletir ao ser redescoberto por cada geração. Legião Eterna!

  3. Alexandre Souza

    19 de março de 2011 em 10:10

    urbana legio omnia vincit

    cara num tem melhor, deixaram saudades.

    “eh tao estranho… os bons morrem jovens…”
    trecho da musica LOVE IN AFTERNOON
    Legião Urbana

  4. thor

    28 de fevereiro de 2011 em 10:18

    legiao nunca morrerá

  5. AmagusDaemonis

    11 de janeiro de 2011 em 17:34

    hum, é meu primeiro comentário no aqui no minilua.Acho muito interessante o trabalho que vocês fazem, continuem assim.

    E adorei o post, Legião é (pelo menos para mim) a melhor banda brasileira de todos os tempos.

  6. Leandro De Oliveira

    6 de dezembro de 2010 em 02:28

    Em primeiro lugar, parabéns pelo post.
    Em segundo concerteza se nã a melhor uma das principais bandas que o Brasil ja teve
    Em terceiro quero deixar uma sugestão, de que Legião merece mais de um post, mas é só uma sugestão, algo de sobre o significado das musicas etc…
    Abraço!!!

  7. Vinicius>Martins

    4 de dezembro de 2010 em 23:12

    Uma das maiorers banda do Brasil, pena que nos deixo cedo :S

    • Rodrigo Metaler

      20 de julho de 2011 em 21:47

      e mamonas ?????

    • WesleyFDQ

      4 de dezembro de 2010 em 23:50

      Concordo plenamente. Na minha opinião é a melhor banda que já surgiu no cenário do pop rock nacional. Era uma combinação perfeita entre ritmo e letras bem elaboradas.

11 Comentários
mais Posts
Topo