Bandas que sobreviveram à morte de seu vocalista #1

Quando se trata de uma banda, uma das peças mais marcantes e memoráveis ​​é o vocalista. Enquanto um monte de bandas têm músicos originais e talentosos em outros instrumentos, o cantor é uma parte indelével da banda, difícil de substituir. No entanto, essas bandas seguiram em frente e através de mudanças em seus integrantes continuaram a fazer músicas e turnês.
Confira:




The Germs

the-germs-foto-11

The Germs era uma banda punk que foi formada em Los Angeles em 1977, Jan Paul Beahm e Georg Ruthenberg foram seus criadores, mais conhecidos como Darby Bater e Pat Smear, respectivamente. Outro membro notável foi Belinda Carlisle, que mais tarde iria fazer parte da banda Go-Go’s formada em 1978. The Germs lançou apenas um álbum e foram perfilados no documentário The Decline of Western Civilization - (O Declínio da Civilização Ocidental). Embora não terem feito muito sucesso, eles eram influentes para muitas bandas, incluindo os Red Hot Chili Peppers e Jane’s Addiction.

Durante sua curta permanência na banda, Beahm teve problemas com heroína e a banda não estava indo muito bem. Em 03 de dezembro de 1980, The Germs tocaram um show de reunião e foram incrivelmente bem sucedidos. Quatro dias depois, Beahm pegou o dinheiro que ganhou no show e comprou 400 dólares de heroína. Depois de comprar a heroína, Beahm e uma fã chamada Casey Cola fizeram um pacto de suicídio, mas de acordo com Casey, Beahm usou a maioria das drogas sozinho.

Depois de perder seu homem de frente, a banda punk estava praticamente morta. O guitarrista Pat Smear passou a tocar com Nirvana e Foo Fighters, logo em seguida a banda acabou.

Isso foi até 2005, quando um filme sobre Beahm começou a ser produzido e o ator escolhido para interpretá-lo, Shane West, fez uma festa de produção com os três membros dos The Germs. Após isto, os três membros da banda decidiram retornar com The Germs e colocaram West no lugar de Beahm.




Queen

queen-bands

Formada em 1970, em Londres na Inglaterra, Queen foi liderada pelo super talentoso e extravagante Farrokh Bulsara, mais conhecido como Freddie Mercury. Junto com os outros três membros da banda, Queen criou um dos sons mais originais da música popular. Variando entre hard rock, ópera e folk era espantosa a forma como todos trabalhavam juntos. Por mais de 21 anos, eles foram uma das melhores e mais vendidas bandas de todos os tempos e fizeram 10 singles que ficaram no Top 10 da Billboard.

Infelizmente, em 24 de Novembro de 1991, o mundo perdeu um de seus mais talentosos e originais cantores / compositores quando Freddie Mercury morreu aos 45 anos. Ele tinha contraído AIDS em torno da Páscoa de 1987. Enquanto a imprensa pressionava Mercury sobre ele ter contraído AIDS, ele negava durante anos. Em 23 de novembro de 1991, ele admitiu publicamente ter o vírus e morreu de broncopneumonia no dia seguinte.

Durante os próximos anos, Queen tocou em vários concertos beneficientes feitos em tributo a Mercury, vários cantores como Elton John, Annie Lennox e até mesmo Luciano Pavarotti tocaram nesses concertos. Em 1998, o baixista John Deacon decidiu se aposentar, mas os dois membros restantes, Brian May e Roger Taylor continuaram. Em 2004, eles fizeram uma turnê com Paul Rogers que era o vocalista da Bad Company, mas ele deixou a banda em 2009.

Em 2009, para o 40º aniversário da banda, Queen apareceu no American Idol e tocaram We Are the Champions com os dois finalistas, Kris Allen e Adam Lambert. Com o resultado do desempenho em 2011, Queen começou uma turnê com Adam Lambert.




Mayhem

mayhem-bands

Formada em 1984 na Noruega, Mayhem é provavelmente uma das bandas mais controversas que já existiu. Uma das razões para isso é seu cantor Per “Dead” Ohlin. Ohlin se juntou à banda depois de ficarem juntos por quatro anos. O resto da banda já havia tentado uma série de cantores, mas Ohlin foi o primeiro vocalista oficial. Ohlin estava totalmente comprometido com seu desempenho que fez coisas como pintar e desgastar seu corpo e chegou a enterrar suas roupas, apenas para desenterrá-las novamente, a fim de fazer parecer que ele era um cadáver que havia saído da sepultura.

A banda lançou um EP e em seguida, mudou-se para uma casa isolada, perto de Oslo para gravar seu álbum de estréia. No entanto, o álbum seria adiado porque Ohlin havia cometido suicídio em sua casa em 8 de abril de 1991. A história ficou um pouco estranha quando o guitarrista da banda, Øystein “Euronymous” Aarseth encontrou Ohlin morto por um tiro de espingarda na cabeça e os pulsos cortados. Então, ele comprou uma câmera descartável e tirou fotos de seu amigo morto. A imagem mais tarde seria usada como uma tampa para o álbum Bootleg.

19

Após o suicídio, o baixista deixou a banda, mas os dois membros restantes continuaram o trabalho da banda. Eles gravaram seu aclamado álbum de estreia, De Mysteriis Dom Sathanas em maio 1994, usando um novo baixista e vocalista. Logo após o lançamento do álbum, o baixista que tocou no álbum, Varg Vikernes, assassinou Øystein Aarseth em uma briga por dinheiro.

Apesar da morte violenta de dois membros da banda, Mayhem continuou ao longo dos anos e ainda faz turnês.




INXS

Formada em 1977 e liderada pelo carismático Michael Hutchence, o INXS teve seu primeiro sucesso em 1982 com o single “The One Thing”. Hutchence e INXS lançaram 10 álbuns em conjunto durante 17 anos. Muitos deles foram sucessos e venderam 30 milhões de discos no mundo todo.

Em 1997, a banda lançou seu álbum Elegantly Wasted e planejavam uma turnê mundial. Em 22 de novembro, apenas alguns dias antes da turnê começar, Hutchence foi encontrado morto em seu quarto de hotel em Sydney, Austrália; ele havia se enforcado usando o cinto na parte de trás da porta do hotel. Ele tinha 37 anos.

Após sua morte, os INXS continuaram com a banda, tocando com uma variedade de cantores, porém em 2004, quando realizaram um concurso para encontrar um novo vocalista no programa de televisão CBS Rock Star: INXS, encontraram J.D. Fortune, que tocou e fez turnê com a banda até 2011. Fortune e INXS lançaram dois álbuns juntos antes da banda parar suas turnês em 2012.




Mother Love Bone / Pearl Jam

pearljam-bands-640x462

No final de 1980 em Seattle, uma cena musical baseada no punk e heavy metal estava surgindo. Uma das bandas na vanguarda da cena foi Mother Love Bone, liderada por Andrew Wood. A banda que foi formada em 1988, lançaria seu álbum de estréia altamente antecipado em 1990, quando apenas alguns dias antes de ter sido previsto para lançamento em 19 de março, o vocalista da banda foi encontrado morto por uma overdose de heroína. O álbum foi lançado postumamente em 19 de julho de 1990, logo em seguida Mother Love Bone terminou.

Depois de Mother Love Bone terminar, dois dos membros da banda, Stone Gossard e Jeff Ament começaram a tocar com Mike McCready e foram criando uma nova banda. Eles foram convidados pelo ex-colega de quarto de Wood, Chris Cornell de Soundgarden, para formar a banda Temple of the Dog. Eddie Vedder, que tinha acabado de chegar da Califórnia para tocar na banda, juntou-se a Mike McCready, Stone Gossard, Dave Krusen e a Jeff Ament formando assim, no início dos anos 90 a banda Mookie Blaylock (que no mesmo ano viria a se chamar Pearl Jam).

Eles lançaram 10 álbuns ao longo de 12 anos, além de venderem mais de 60 milhões de cópias em todo o mundo, ganhando também cinco American Music Awards e um Grammy (juntamente com mais 14 indicações).

  1. Lynn Rock

    18 de agosto de 2015 em 17:04

    INXS e Queen eu sou mais as originais mesmo… depois que os vocalistas morreram, acabou a graça, nem de longe são as mesmas…

  2. Leucothea a Ninfa

    17 de agosto de 2015 em 08:59

    Mayhem devia se chamar “mas hein?” que povo fora da casinha meu .-.

  3. Adriano Saadeh

    16 de agosto de 2015 em 08:50

    Ótimo post Lobato!

    • Luciano Lobato

      16 de agosto de 2015 em 11:08

      Thank you, sir
      [img]https://i.imgur.com/7TB8DIx.gif[/img]

  4. Nicolau Figueredo Paulino

    16 de agosto de 2015 em 01:08

    cadê Nirvana?? cadê AC/DC

    • Luciano Lobato

      16 de agosto de 2015 em 02:40

      #1

  5. Wyvern Björk

    15 de agosto de 2015 em 21:29

    Faltou Mc Daleste, inexplicavelmente depois que ele morreu músicas novas de sua autoria continuaram sendo lançadas, acho que ele é um ser atemporal.

  6. Willyam Ricardo

    15 de agosto de 2015 em 21:25

    MAYHEM,que banda incrível (SQN).

  7. Giovany Dias

    15 de agosto de 2015 em 20:23

    Faltou a mais bem sucedida de todas… AC/DC

  8. Lhama Charmosa

    15 de agosto de 2015 em 20:06

    Sem hipocrisia, o Queen não é o mesmo sem o Freddie, o Brian e o Roger precisam parar de insistir, não dá mais cara 🙁 ainda mais c/ aquele estranho do Lambert! Deviam apostar em solo mesmo, os dois tem vozes muito bonitas… “I Wanna Testify” do Roger é super fooda! Me lembra até o Paul Mccartney cantando *-*

  9. Eddye Uchôa

    15 de agosto de 2015 em 18:46

    Outro ótimo exemplo é o AC/DC. Bon Scott morreu e depois o substituíram pelo Brian Johnson. Se eles tivessem desistido, não teriam feito Back In Black.

  10. LF Contra Todos

    15 de agosto de 2015 em 17:58

    Restart sobreviveu a falta de talento

  11. Felino

    15 de agosto de 2015 em 17:42

    “Bandas que sobreviveram à morte do seu vocalista” Image and video hosting by TinyPic

  12. Aja Duma

    15 de agosto de 2015 em 17:30

    suicide silence também

    • Danilo Oliveira

      17 de agosto de 2015 em 21:17

      verdade, tá faltando ai ein !

15 Comentários
mais Posts
Topo