Biografia Minilua – Carlos Villagrán

kiko 8

Carlos Villágran Eslava, o Quico, do seriado Chaves, nasceu na cidade do México, em 12 de janeiro de 1944. De família humilde, ele teria uma infância bastante comum, permeada em grande parte, pelo contato com os demais irmãos.




A infância e carreira

192987

-Ainda na infância, o nosso biografado é apelidado de “Quico”. No mesmo período, a pedido do pai, passa a imitar as características de seu tio Chaperas. O parente de Carlos, por sua vez, era conhecido por seu temperamento alegre e por suas bochechas grandes.

Villagrán, após a adolescência, começa a se dedicar ao universo da fotografia. Foi graças a este hobbie, aliás, que ele seria contratado pelo jornal “Heraldo”, um dos mais importantes da época.

A partir de então, diversos eventos seriam cobertos por ele, de espetáculos e premiações, passando por jogos e atrações televisivas.

villagran

Paralelamente ao oficio de fotojornalista, desenvolve uma bem sucedida carreira no teatro. Foi nessa fase, que Villagrán entraria em contato com o outro importante nome da tv mexicana, Ruben Aguirre.

aguirre

Aguirre, por sua vez, teria papel fundamental na apresentação de Carlos Villagrán para Roberto Gómez Bolaños.

Tal encontro aconteceria na casa de Ruben, durante uma festa. Na ocasião, Villagrán revelaria todo o seu talento para Bolaños.

elchavodel8

Na televisão, seu trabalho é iniciado a partir de dois “Sketchs”. Com o sucesso obtido, é convidado para participar do elenco do seriado “El Chavo del Ocho”.

Na atração, exibida pela rede Televisa, o ator conquistaria de vez o público mexicano. Tanto isto é verdade, que no auge do seriado, ele seria convidado para gravar um disco.

O trabalho, lançado em 1976, traria, como grande destaque, a difusão de uma série de músicas infantis.

Além do disco, o ator ainda seria convidado para participar de dezenas de comerciais. Tal fato, aliás causaria certo estresse no elenco do seriado, especialmente em Roberto Gómes.

Após uma série de boatos, Carlos Villagrán, decide, enfim, deixar o seriado. Poucos meses depois, muda-se para a Venezuela, onde passa a ter um programa próprio.

snapshot20080808140721

Ramón Valdés, seu fiel amigo, decide seguir junto na empreitada. Na atração, o eterno Seu Madruga interpretaria o personagem “Sr. Moncho”.

Villagrán, por sua vez, permanecria 8 anos na Venezuela. No período, seria obrigado a utilizar o nome “Kiko” para realizar seus programas. (Vale lembrar que o nome “Quico” com “q” havia sido registrado por Roberto Gómez Bolaños).

Além do “Quico”, Villagrán seria responsável pela caracterização dos personagens “Chinezinho” e “Quase Nada”.

-

-No Brasil, sua voz é dublada por Nelson Machado, um dos mais talentosos dubladores do país.

“La Pelota Cuadrada”, sonho de infância do personagem, seria, enfim, entregue a ele no ano de 2008. O presente seria dado pelos humoristas Rodrigo Scarpa (Vesgo) e Wellington Muniz (Silvio Santos).

-

Em recente visita ao Brasil, ele concederia entrevistas para o “Programa do Ratinho” e “Domingo Legal”. Ele ainda participaria, ao lado de Edgar Vivar (Seu Barriga) do chamado “Festival da Boa Vizinhança”, evento este, realizado por fãs da série.

-

Atualmente, Carlos Villágran, segue se apresentando com o personagem que o consagrou. Ele é casado, e pai de três filhos.

  1. Allan Castro

    23 de março de 2011 em 19:38

    Ele se aposentou agora…

    Quico nunca mais…

    Até ele voltar a ativa novamente xD

  2. maki-kun

    23 de março de 2011 em 19:18

    legal cade a dona florinda a sim a turma vai ficar completa 😉

  3. F

    23 de março de 2011 em 09:26

    Sempre formou uma dupla maravilhosa com o Bolaños. Ele com as caras e bocas,e o Chaves,com as tiradas. Eu só assisti ao programa na infância e no inicio da adolescência. Só sei que a partir dos eps em que o Quico não participava mais,nem fazia questão de assistir.

4 Comentários
mais Posts
Topo