Minilua

Biografia Minilua – Lady Gaga #2

Início da carreira musical

Como vimos no post anterior, o dia-a-dia de Lady Gaga era composto basicamente pelo convívio com amigos, estudos e passeios em casas noturnas americanas. Todo esse panorama mudaria a partir de seus 19 anos, quando a futura diva da Pop Music assinaria um contrato com a gravadora Def Jam Recordings. Nessa fase, ela conheceria o produtor Red One, responsável pela criação da música “Boys Boys Boys”. Meses depois, buscando alçar novos voos, ela se muda para um apartamento no sudoeste da cidade de Nova Iorque. Lá, conheceria o cantor Grandmaster Melle Mel, com o qual realizaria uma breve parceria.

 

Stefani Germanotta Band

Com o suporte de alguns amigos da universidade, a artista, criaria nessa fase, a chamada “Stefani Germanotta Band”. O grupo chegaria a gravar um EP, com algumas composições de balada. Paralelamente a isso, Lady Gaga começava a experimentar drogas, o que acabaria por desagradar seus pais nos meses seguintes.

 

O nome Lady Gaga

Coube a Rob Fusari, conhecido produtor musical americano, a escolha do nome artístico da cantora. Tudo, aliás, aconteceria de um modo bastante pitoresco. Fusari, costumava comparar o timbre da voz de Lady Gaga com o do cantor Freddie Mercury. “Todo dia, quando ia ao estúdio, ao invés de dizer "olá", eu começava a cantar "Radio Ga Ga". Esta era a sua canção de entrada. [Lady Gaga] foi na verdade um pequeno erro; eu digitei "Radio Ga Ga" em um texto e ele fez uma autocorreção, então, de alguma maneira "Radio" mudou para "Lady". Ela me respondeu: "É isto". Depois daquele dia, era Lady Gaga. Ela disse: "Nunca mais me chame de Stefani", conta o produtor”.

 

Outra Versão

Segundo o jornal The New York Post, o apelido da cantora, diferente do divulgado por Fusari, teria sido criado a partir de um parceria com a artista Lady Starlight. Ela, por sua vez, ficava a cargo da escolha do figurino de palco nas apresentações de Stephani. A parceria, aliás, daria tão certo, que as duas passariam a se apresentar em diversos clubes de Nova Iorque, como por exemplo, o Mercury Lounge, The Bitter End e o Rockwood Music Hall. Em relação ao nome, ele teria nascido a partir de uma dessas apresentações, algo como “Lady Gaga and the Starlight Revue". Em agosto de 2007, ambas são convidadas a participar do festival Lollapalooza, nos Estados Unidos, sendo aclamadas pelo público presente no evento.

 

Mudança para Los Angeles

No ano de 2008, já em Los Angeles, a cantora passa a trabalhar no lançamento de seu primeiro disco. Intitulado “Fame”, o álbum seria aclamado pela crítica especializada, e atingiria a primeira posição em diferentes países como o Reino Unidos, Canadá e Áustria. O disco venderia aproximadamente doze milhões de cópias, e teria como grande destaque, a canção “Just Dance”.

A canção, por sua vez, ainda receberia uma indicação ao Grammy Awards na categoria "Melhor Gravação Dance". EEngana-se quem pensa que o êxito do trabalho parou por aí. Longe disso, a gravadora Intercope, responsável pelo projeto, ainda teria bons motivos para comemorar nos meses seguintes. Prova disso, seria a boa aceitação que a canção “Poker Face” teria em diferentes partes do mundo. Com o sucesso obtido, um ano depois, é iniciada a turnê “The Fame Ball Tour”.

Ainda em 2009, seria lançada “Paparazzi”. A música não apenas conquistava países como Estados Unidos e Inglaterra, como chegaria como uma força extraordinária em nações como o Brasil. Por aqui, por exemplo, seu videoclipe seria exibido constantemente nos canais MTV e Multishow.

 

The Fame Monster

Baseado em metáforas sobre monstros, o trabalho chegava as lojas na expectativa de manter o sucesso do projeto anterior. O álbum em si, composto de oito canções“extended”, seria atribuido como “o lado sombrio da fama” por Lady Gaga após seu lançamento. Como primeiro single, a canção escolhida foi “Bad Romance”. Ela, por sua vez, não faria nada feio, e atingiria o topo das paradas de sucesso novamente, conquistando um total de 18 países.

Com o sucesso cada vez maior, alguns meses depois, já em 2010, Lady Gaga convidaria a cantora Beyoncé para participar da faixa “Telephone”. Seu videoclipe ganharia status de super produção, e seria exibido em diferentes redes pelo mundo.

 

Alejandro

Com “Alejandro”, a cantora alcançaria um status nunca antes visto. Poucos dias após seu lançamento, o single já atingira a primeira posição em diferentes países, conquistando crianças, adolescentes e adultos. No Brasil, a música é até hoje, constantemente tocada em baladas, ou ainda, em programas de televisão. Por sua vez, seu polêmico videoclipe, é até o momento, aquele com maior divulgação por parte das redes musicais brasileiras.

 

Curiosidades

– Rob Fusari, produtor musical, teve papel decisivo na assinatura do contrato de Lady Gaga com a gravadora Interscope Records.

– Posteriormente, a cantora seria contratada pela Sony, Lá, ela ficaria a cargo de desenvolver composições para artistas do porte de Britney Spears, Fergie, Pussycat Dolls e New Kids on The Block.

– Com a canção “Poker Face”, a artista seria agraciada no 52° Grammy Awards na categoria Melhor Canção Dance.

– No ano de 2009, ela seria capa de uma das mais tradicionais revistas americanas, a Rolling Stones.

– No mesmo ano, a cantora ainda seria indicada ao “MTV Video Music Awards”, vencendo na categoria Artista Revelação. No mesmo evento,Lady Gaga ainda seria agraciada com mais dois prêmios: “Melhor Direção de Arte" e "Melhores Efeitos Especiais" pelo vídeo da música “Paparazzi”.

– Entre seus ídolos estão David Bowie, Freddie Mercury e Morrissey. No caso do ex-vocalista dos Smiths, durante uma entrevista, Gaga enalteceria as qualidades do artista, reverenciando suas composições.

– Atualmente, ela prepara o lançamento de seu novo trabalho, “Born This Way”, em 2011.

 

Discografia


The Fame (2008)

 


The Cherrytree Sessions (2009)

 


HitMixes (2009)

 


The Fame Monster (2009)

 


The Remix (2010)

 


Born This Way (prévia)