Minilua

Biografia Minilua: Palmirinha Onofre

Talento, carisma e dedicação. Estes são apenas alguns dos predicados que podem ser utilizados para definir a culinarista Palmirinha Onofre. No especial desta semana, você confere um pouquinho sobre sua biografia, e relembra conosco, alguns dos principais programas por ela apresentados. Uma boa leitura!

A infância

– Palmira Nery da Silva Onofre nasceu em 29 de junho de 1931. Ela é natural da cidade de Bauru, São Paulo.

– Ainda na infância, a futura culinarista passa a ser maltratada pela mãe. Ela, por sua vez, acreditava que seu pai lhe dava atenção em demasia.

– Seu pai, aliás, temendo algo pior, permitiria, que aos 07 anos de idade, a jovem se mudasse para a capital.

– Sobre sua tutela ficaria a francesa Georgette, uma senhora solitária, que via em Palmirinha, a criança perfeita para ser sua dama de companhia.

Adolescência e vida adulta

– Em São Paulo, aprende a preparar os mais diferentes pratos, dos mais simples aos mais complexos. Nesse interim, Georgette, que estava na ilegalidade, se vê obrigada a mandar Palmirinha de volta a Bauru.

– Com a morte do pai, sua mãe, endividada, resolve procurá-la na capital. Para tal, alegaria a polícia que sua filha havia sido sequestrada.

-Após algumas semanas, a mãe é informada de que o dinheiro dado a Palmirinha só poderia ser retirado após a maioridade da garota. Inconformada, ele desistiria da guarda da filha.

– Palmirinha, já em Bauru, procura, a partir de então, reconstruir sua vida. Casa-se no período, e dá a luz a três filhas.

– Insatisfeita com os rumos da relação, decide, certo tempo depois, voltar a São Paulo. Nesta cidade, ela trabalharia como governanta, lavando carros e criando alimentos para vender.

Televisão

– Na televisão, sua primeira aparição aconteceria no programa de Silvia Poppovic. Na atração, cujo tema era “Criei meus filhos sozinha”. a culinarista revelaria a sua história de vida. Ainda no programa, seria entregue uma cesta de salgadinhos para a apresentadora.

– Seu talento e carisma, logo chamaria a atenção da também apresentadora Ana Maria Braga. Dias depois, a culinarista já estreava no programa “Note e Anote”, da Rede Record.

– Ainda nos anos 90, mais especificamente em 1999, muda-se para a TV Gazeta. Na emissora da Fundação Cásper Líbero, passa a colaborar com o programa “Mulheres”.

– Com o sucesso obtido, esta passaria a apresentar um programa próprio, o “TV Culinária”. Na atração, ela contracenaria com o boneco Huguinho (Anderson Clayton).

– Em meados de 2010, a culinarista deixaria o comando do “TV Culinária”. Em seu lugar, a direção da emissora optaria pelo nome de Viviane Romanelli.

– Após sua saída da Gazeta, é realizada, no centro de São Paulo, uma coletiva de imprensa com a profissional. No evento, ela agradeceria todo carinho do público, em especial, o de suas “amiguinhas”.

– No mesmo ano, é convidada para participar do “Programa do Jô” (Rede Globo), “CQC” (Band) e “Eliana” (SBT). Em alta, ainda faria uma rápida participação no Video Music Brasil da MTV.

– Atualmente, ela segue sendo homenageada por diversos programas e apresentadores. No Youtube, é ainda agraciada com diversas sátiras e brincadeiras.