Minilua

Casos de Bullying mais chocantes da história

Bullying é, cada dia mais, um grande problema na vida das pessoas, principalmente para aqueles que não se enquadram nos “padrões da sociedade”. Mesmo assim, na maioria dos casos, o Bullying é tranquilo e não traz grandes problemas, só que em casos especiais as coisas tomam proporções inacreditáveis:

Bullying no MMA

Normalmente, as pessoas não costumam fazer Bullying com pessoas fortes, mas um homem chamado Patrick Martin resolveu tirar sarro de diversos lutadores de MMA pelo Facebook. A maior parte simplesmente o ignorou, mas Josh Neer, ex-lutador, aguentou menos que seus colegas. Durante mais de uma semana, Patrick tirou sarro do lutador e ficou o chamando para uma luta.

A ideia parece bastante estúpida, mas o “engraçadinho” era um homem enorme, com mais de 2 metros de altura e pesando mais de 100 quilos. Já o ex-lutador tinha apenas 1,80 e pesava pouco mais de 70 quilos.

Ao final da semana, Josh ficou tão de saco cheio, que falou para Patrick: “Ok. Porque você não vem na minha academia e vamos resolver isso de uma vez por todas?”. E não é que o homem do bullying apareceu lá, mas suas piadas eram melhores do que sua capacidade de luta:

Do Bullying ao heroísmo

A internet é um lugar particularmente poderoso na disseminação do Bullying, afinal qualquer pessoa pode falar o que bem entender sem ter que se preocupar muito com as consequências. Mas as vezes as coisas que poderiam destruir uma pessoa, viram uma fonte de inspiração.

Durante uma festa, uma foto de um homem “gordinho” foi postada em um fórum da internet tirando sarro de sua tentativa de dançar. Junto com essa imagem, outra foto, tirada logo em seguida, após o dançarino ter visto que estavam rindo dele, foi também postada. Nela, o gordinho dançante já aparece triste e com a cabeça baixa.

O que poderia ser apenas mais um Bullying de internet, acabou ganhando proporções gigantescas. Pessoas influentes foram em busca do dançarino, que ficou conhecido nas redes sociais como Dancing Man, e uma associação chamada GoFundMe já arrecadou 13 mil dólares para levar o dançarino anônimo para Los Angeles e dar uma festa dançante para ele.

O DancingMan se transformou em um símbolo de liberdade na internet e virou um exemplo para que todo mundo faça o que quiser, do jeito que quiser e o mundo que se exploda. E no final de tudo, o gordinho que era piada, se transformou em herói e hoje existe um grupo com 1700 mulheres agendando uma festa memorável para que o DancingMan possa mostrar seus movimentos:

Bullying de namorada

Michelle Carter, de 18 anos de idade, fez parte de um do bullying que chocou o mundo. Ela namorava Conrad Roy, um rapaz um pouco problemático. Em seus piores momentos, o garoto pensou em se matar, e sua namorada, em vez de ajudar, fez o contrário.

Em fevereiro de 2015, Conrad mandou uma mensagem para Michelle dizendo que estava dentro de um carro e que ia se matar com monóxido de carbono, e ela, em vez de impedi-lo, respondeu a mensagem dizendo para fazer logo isso! E o rapaz, fez mesmo.

A polícia investigou o caso e descobriu que a menina, além de incentivar o seu namorado a se suicidar, ainda mandou mensagens para outros amigos falando que era melhor assim, pois se não fosse, no dia seguinte ela teria que aguentar aquele drama de novo.

Após a morte, ela se arrependeu, mas está respondendo pelo crime de assassinato.