Minilua

Cazuza – Big Hits #20

Cazuza, como se sabe, foi um dos maiores ícones do rock nacional. Talentoso, foi também um dos mais completos compositores. Responsável, inclusive, por hits como “Ideologia” e “Codinome Beija-Flor”. Abaixo, você confere um pouquinho mais de sua obra. Uma boa leitura!

TOP 10

1) Exagerado: E entre os fãs, uma das músicas mais marcantes. Composta, por sua vez, em seu primeiro álbum de estúdio.

2) Ideologia: Consagrada pelo público, ela marcaria época no Brasil. Seu legado, para toda uma geração.

3)  O tempo não para: Contundente, versa sobre uma das piores fases do cantor. Esta, aliás, apoiada em dois binômios: a luta e o insucesso contra a AIDS.

4) O nosso amor a gente inventa: Uma vez nas rádios, a canção logo atingiria o grande público. Com ele, a massificação de seu trabalho e de seus shows.

5) Burguesia: E em sua letra, uma dura critica contra a sociedade brasileira: “Enquanto houver burguesia, não vai haver poesia”.

6) Solidão que nada: Em alta, a música logo conquistaria o seu espaço. Sua maior aceitação, nas emissoras de rádio e de televisão.

7) Vida Louca, Vida: Regravada por Cazuza, ela obteria os primeiros lugares no Brasil. Mais que isso, impulsionaria a carreira do então amigo, João Luiz Filho, o Lobão.

8) Brasil: Com o sucesso obtido, a trilha seria destaque em diferentes produções. A mais conhecida, a novela “Vale Tudo”, da Rede Globo.

9) Faz parte do meu show: Delicada, revela um dos lados mais dóceis de Cazuza. Em seus versos, noções de amizade e de companheirismo.

10) Codinome Beija-Flor: E para o encerrar o post, nada melhor do que ela, a inesquecível “Codinome Beija-Flor”. Até a semana que vem!

Discografia

Exagerado – 1985

Só se for a dois – 1987

Ideologia – 1988

O tempo não para – 1988

Burguesia – 1989