Minilua

Celulares que marcaram época: Motorola PT-550 #7

Em mais um capítulo da série “Celulares que marcaram época”, vamos relembrar de um verdadeiro dinossauro da história da telefonia brasileira. Trata-se do Motorola PT-550, um aparelho de tamanho exagerado e que tinha funções extremamente limitadas para os que conhecemos agora.

Responsável por inspirar muitos dos celulares de “brinquedo” que conhecemos atualmente, o Motorola PT-550 pode não ter ficado tão famoso e assim estar na memória da maioria dos brasileiros, mas sua importância para a evolução dos aparelhos de telefonia é grande.

Primeiro celular a ser vendido no Brasil, o PT-550 logo ganhou o apelido de “tijolão”, visto que o seu tamanho e formato lembravam um daqueles blocos ou lajotas de barro. Seu desembarque em territórios brasileiros aconteceu em 1990, tendo a portabilidade como o seu principal recurso. Para completar, o aparelho ainda contava com as “incríveis” funções de identificador de chamadas e o visor que mostrava os números na cor verde fluorescente.

Os botões eram similares aos presentes nos telefones fixo, havia também um flip, mas que só escondia o teclado. Sua bateria é extremamente frágil, visto que descarregava rapidamente, sendo assim era bastante comum ver o celular carregando em sua base.

Falando de forma mais vulgar, dá para considerar que o Motorola PT-550 era uma espécie de telefone sem fio, visto que sua capacidade de armazenar e manter carga era bastante reduzida e sua captação de sinal era bem precário.

Segundo dados do Rank Brasil, o PT-550 foi lançado inicialmente, apenas no Rio de Janeiro, tendo seu preço na faixa de 500 a 750 cruzados. Além disso, a linha telefônica custava algo em torno de 350 ou 450 cruzados.

Gostou desse artigo? Clique em Curtir!