Minilua

A chave que afundou o Titanic

O afundamento do Titanic é um dos maiores desastres que ocorreu na história da humanidade. Algumas das pessoas mais influentes e importantes daquela época estavam no navio que afundou devido ao impacto com um iceberg. Mas talvez a morte de 1500 pessoas tivesse sido evitada com apenas uma pequena chave.

O erro fatal

Naquela época, a tecnologia existente era precária. Tanto que não existia GPS ou qualquer coisa que ajudasse na navegação, a não ser uma bússola e uma equipe bem treinada. Por isso, para aquela viagem especial, O RMS Titanic, operado pela White Star Line, preparou sua equipe como nunca.

Os mais experientes trabalhadores marinhos do mundo foram contratados e todas as regras de segurança da época foram seguidas a risca. Mas infelizmente isso não foi o bastante.

Poucas horas antes do navio partir, David Blair, que era o segundo oficial escalado, acabou sendo retirado de operação. No último minuto, a companhia responsável pelo navio encontrou alguém com mais experiência em navios gigantes e travessias transatlânticas. Sem pensar duas vezes, o novo segundo oficial, chamado Henry Wilde, assumiu o posto.

No horário marcado, o navio zarpou e pouco tempo depois algo estranho aconteceu. Devido a troca apressada, David acabou ficando com a chave que abria o armário onde ficava o binóculo, que era usado para ajudar a ver perigos iminentes na água. Para evitar problemas e ter que arrombar a porta, a equipa decidiu usar apenas os olhos para garantir a segurança de todos. Sem maiores preocupações, a viagem seguiu.

Após toda a tragédia e a morte de centenas de pessoas, Fred Fleet, um dos membros da equipe responsável por cuidar dos caminhos do navio, deu um depoimento no congresso americano. Segundo ele, se os homens responsáveis por olhar o mar a frente tivessem o binóculo em mãos, provavelmente teriam visto o iceberg antes e o navio poderia ter desviado sua rota com um espaço muito maior. Dessa maneira, toda a tragédia seria evitada.

David Blair, que ficou com a chave a causou toda a confusão, deu a sua filha a tão falada chave, que depois foi doada a British and International Seamans Society. Hoje em dia, essa chave é uma das maiores relíquias do Titanic, pois além de ser um item original intacto, ela pode ter sido um dos grandes responsáveis pelo afundamento do maior navio de seu tempo.