Minilua

Cientistas descobrem pílula contra o racismo!?

Pesquisadores da universidade de Oxford afirmaram terem descoberto uma pílula capaz de curar o racismo. Depois de diversos estudos, eles analisaram um medicamento utilizado no tratamento de pressão alta, propranolol, e descobriram que um dos efeitos colaterais do remédio era na sua sua ação em uma área do cérebro responsável por respostas emocionais.

Na tentativa de comprar a hipótese levantada pelos pesquisadores o medicamento foi usado em um grupo de 36 estudantes, sendo que metade deles recebeu uma dose de 40 mg e a outra metade apenas placebo. E quando foram submetidos a um teste para identificar o comportamento racista, notaram que o medicamento pode realmente ter algum efeito sobre o preconceito racial.

Os pesquisadores defendem a ideia de que o propranolol reduz o racismo ao atuar no sistema límbico, o qual regula o comportamento sexual e agressividade. E os resultados mostraram que mesmo naquelas pessoas que defendem a igualdade o medicamento pode ser utilizado como tentativa de regular atitudes racistas inconscientes.

Até então tudo parece mais ficção cientifica e não sabemos do verdadeiro efeito sobre do medicamento sobre o preconceito racial, mas seria muito bom ter um remedinho contra isso e contra milhares de outras coisas. Quem sabe logo não inventam uma pílula contra traição? Se depender do número de estudos bizarro, logo, logo teremos alguns assim!

E você, o que acha da pílula contra o racismo? E qual medicamento gostaria que fosse inventado?

 

Não deixe curtir a matéria!

Siga-me no Twitter: (@Nandy Martins) ou me adicione noFace:http://www.facebook.com/Nandy.Minilua