Minilua

Coisas que ficam completamente estranhas no espaço

Nós somos acostumados com a gravidade e a pressão da Terra, onde as coisas caem para baixo e o ar sempre está no cercando. Mas quando saímos de nosso planeta, tudo isso muda e mesmo a mais comum das coisas pode ficar totalmente estranha.

Gases e o arroto

Imagine como seria bom estar no espaço, dentro da Estação Espacial Internacional, observando um dos 15 nascer do Sol, que ocorrem lá diariamente, e tomar uma cerveja bem gelada. Infelizmente isso não é possível por lá.

Devido a falta de gravidade existente no espaço, o gás da bebida não se separa do líquido. Assim, a cerveja fica sem seu colarinho de espuma. Porém, o problema de verdade ocorre depois da ingestão do líquido. Sem a gravidade, o gás não sobe no estômago, ficando misturado com o líquido, o que gera algo chamado “arroto molhado”. O que não é nada agradável…

Além disso, a microgravidade também pode afetar os efeitos do álcool no corpo, da mesma maneira que ela afeta alguns medicamentos. Por esses motivos é melhor evitar a bebedeira espacial.

Velocidade absurda

Quando você joga uma pedra para frente aqui na Terra, ela vai perdendo velocidade até cair no chão e parar. Já no espaço, onde não existe gravidade, nem o atrito com o ar, essa pedra tende a seguir para frente em uma velocidade constante até o fim dos tempos, ou até ser tragada por alguma força gravitacional.

Por esse tipo de reação, viajar no espaço é extremamente perigoso. Com nada para impedir o avanço, qualquer resto de meteoro ou lixo espacial, com um ou dois milímetros, pode causar danos incríveis. 

Em volta de nosso planeta, existem milhares de pequenas partículas voando a velocidades astronômicas, tão rápido que, se uma lhe atingisse, você só veria o estrago depois dela estar bem longe. Afinal, algo viajando a mais de 30 mil quilômetros por hora, mesmo que sendo do tamanho de um grão de areia, é uma arma mortífera.

Água

Quando você torce uma toalha aqui na Terra, a água, instantaneamente, cai dela. Mas no espaço, sem a gravidade para puxá-la, a tensão superficial faz sua “mágica”.

A tensão superficial é um efeito que ocorre em superfícies líquidas, que gera uma espécie de membrana elástica, mantendo o líquido unido. Podemos ver isso ocorrendo quando enchemos bem um copo de água e mesmo o líquido estando um pouco acima da borda, ele ainda se mantêm sem cair para fora. Esse acontecimento é um efeito da tensão superficial.

Já no espaço, essa força que aqui acaba sendo “esmagada” pela gravidade, se mostra muito mais forte e interessante: