Minilua

Coisas que filmes de ação fazem completamente errado

Que os filmes de ação são sempre exagerados, todo mundo sabe. Mas em alguns casos eles passam muito dos limites:

Tiros no ombro

É quase impossível ver um filme de ação onde ninguém acabe levando um tiro no ombro. Esse tipo de acontecimento é extremamente comum, afinal um tiro ali causa um grande impacto, mas permite que o herói continue lutando, apesar da dor.

Só que na vida real um tiro nesse lugar não é tão simples assim. Um estudo publicado na Wheeless’ Textbook of Orthopaedics revelou que, de 58 pacientes que foram atingidos na região do ombro, pelo menos 51 continuaram sofrendo com dores, sendo que boa parte sofre com sequelas, diminuindo a capacidade de movimentação do braço.

Metralhadora infinitas

Em todo filme de ação, os “mocinhos” atiram que nem loucos para todos os lados, de maneira que sua munição parece ser infinta, mas na vida real a coisa é bem diferente e complicada.

Por exemplo, uma AK-47 é capaz de atirar 700 balas por minuto, ou seja, em três segundos a arma está vazia. Soldados americanos costumam carregar consigo algo em torno de 210 balas, o que mostra algo interessante: eles tem menos de meio minuto de gatilho apertado para fazer o trabalho. Bem diferente do que vemos nas telas.

Sniper

Atirar com um rifle de precisão é uma tarefa bem mais complexa do que parece. Primeiro que existem diversos fatores externos que precisam ser levados em conta, tais como, vento, pressão atmosférica, temperatura, elevação e até mesmo a rotação do planeta. Tudo isso é importante porque um mínimo desvio quando a bala sai do cano, pode se transformar em um erro de metros quando ela chega ao alvo.

Além disso, um sniper nunca trabalha sozinho. Ele sempre tem alguém do seu lado. O primeiro objetivo do companheiro é usar uma lente telescópica ainda mais potente do que a existente no rifle, para ajudar o atirador. E claro, ele fica ali para não ter perigo do atirador, que está concentrado apenas em seu alvo, ser atacado por soldados inimigos.

Lança-chamas são ridículos

Apesar de serem legais de ver em funcionamento:

Os lança-chamas são algumas das armas mais inúteis de todos os tempos. Primeiro que são pesadas, tendo algo em torno de 35 a 40 quilos. Em segundo lugar, elas só conseguem disparar por um tempo limitado de poucos segundo. Para completar, ainda existe a questão do alcance, que não passa de algumas dezenas de metros, o que lhe torna uma das armas mais inúteis de todos os tempo.

Armas caindo

É muito comum vermos em filmes uma cena onde uma arma cai por uma escada ou simplesmente se espatifa no chão e sai atirando igual ao Rambo com duas metralhadoras e com a boca torta. Contudo, isso é algo praticamente impossível de acontecer. Todas as armas modernas passam por testes extremamente rígidos para que não atirem sem que haja real intuito disso acontecer.

Testes de queda precisam garantir que a arma não dispare um único tiro quando sofrem algum tipo de impacto. Por isso, armas atirando por caírem no chão é coisa de filmes e nada mais,

Batalhas de caça

Normalmente, as batalhas aéreas em filmes de ação mostram caças modernos passando um perto do outro, trocando tiros e fazendo todo tipo de manobra, que mas parece a Esquadrilha da Fumaça. Mas na vida real as coisas são bem menos interessantes.

Devido ao avanço da tecnologia de radares, na maioria dos casos, as batalhas acabam antes mesmo dos aviões serem visíveis um para o outro a olho nu. As aeronaves mais modernas detectam caças inimigos a quilômetros de distância e mísseis guiados viajam todos esse espaço para derrubar o combatente. Sendo assim, uma luta entre dois caças dentro de um cockpit é algo mais ou menos assim: