Coisas que a internet matou

A internet surgiu no mundo prometendo uma revolução tão grande quanto a industrial e de fato cumpriu suas promessas. Hoje a internet faz parte de cada momento de nossas vidas e vem substituindo cada vez mais coisas. A TV perdeu audiência, as locadoras de filmes morreram, fazer compras é cada vez mais um hábito online.

Ao mesmo tempo que traz novas coisas, a internet vai deixando em seu caminho um rastro de morte e destruição, pois muitas coisas que antes eram totalmente necessárias e todos usavam, hoje estão com seu lugar garantido em algum museu:

01




03




04




05




06




07




09




10

  1. Hotarius Hilarius Repugnants

    1 de abril de 2016 em 17:45

    A questão da carta é algo que depende da pessoa. Eu acho que é muito mais agradavel receber uma cartinha de uma namorada ou pessoa que a gente goste de forma física do que virtual.

  2. Kanya

    31 de março de 2016 em 01:24

    Google tradutor é tipo a Wikipédia da vida.
    Imagem 8: esses aplicativos são bons pra quem têm a memória ruim, igual eu que esquece facilmente de datas de aniversários/etc.

  3. Gabriel Barbosa

    30 de março de 2016 em 23:59

    Algumas desta aí n vejo problema algum, e daí que mapas, cartas e a playboy n são mais necessárias? E qnt à suposta ignorância causada pelo comodismo que a internet proporciona, o Nerdologia fez um ótimo vídeo sobre isso: https://www.youtube.com/watch?v=nW-Mqe9Tgjc
    Talvez a desinformação seja o maior malefício da internet, mas, mesmo assim, ela informa mais do que o contrário e dá oportunidade para os interessados com mais praticidade e rapidez. Também existe o argumento que as pessoas só a usam para ver futilidades, contra isso eu digo que algo parecido sempre existiu e sempre existirá, mesmo antes da invenção da internet e até msm antes da invenção da televisão, o ser humano geralmente prefere n usar muito a cabeça e acaba consumindo entretenimento fácil, independente do meio usado.

  4. O Último Filho De Krypton

    30 de março de 2016 em 16:28

    Só uma correção à 6: O ditado correto é “quem tem boca VAIA Roma” (do verbo VAIAR)…

  5. André Silva

    30 de março de 2016 em 12:27

    Traduz tudo mais ou menos né? Porque essa bosta as vezes mais atrapalha do que ajuda, deixa tudo desconexo. Tanta tecnologia, estamos no auge e os caras não ajeitam esse google tradutor.

  6. Leonam Cmp

    30 de março de 2016 em 09:14

    para mim é cedo para estas afirmações, ainda existem inúmeras pessoas por ai que não tem acesso a internet ou que simplesmente não gostam de algumas de suas facilidades. Onde trabalho conheço umas cem pessoas que não usam internet no dia a dia e nem sabem usar.
    Daqui uns cem anos acredito que ainda existira pessoas off line por ai, muitas por opção pessoal, eu sou uma destas, não que eu esteja vivo daqui a cem anos, mas, daqui a dez anos me mudarei para um lugar que não tem internet, nem celular, e creio que vou ser muito feliz por lá.

    • André Silva

      30 de março de 2016 em 12:26

      Uma caverna?

7 Comentários
mais Posts
Topo