Coisas que você não sabia sobre o Titanic #2

Dando continuidade a série “Coisas que você não sabia sobre o Titanic”, vamos conhecer mais cinco curiosidades que durante muitas décadas ficaram escondidas nas profundezas desse gigante que afundou de forma trágica.

Lembrando que a nossa série segue com cinco curiosidades por edição, sendo assim acomode-se na poltrona, pegue o suco de tamarindo e divirta-se.




Mais passageiros poderiam ter sido salvos

minilua 1

Como é possível ver no filme, os botes salva-vidas foram preenchidos e evacuados de maneira rápida e extremamente desesperada. O problema é que toda essa pressa acabou por matar cerca de 20% a mais de passageiros.

Todos os botes preenchidos corretamente poderiam ter salvo cerca de 50% da tripulação, no entanto devido a pressa e desespero, somente cerca de 31,6% dos passageiros foram resgatados.




Pressa é inimiga da perfeição

titantic-theatre-restaurant

No dia anterior ao acidente, estava marcado um treinamento para emergências, evento esse que por um motivo desconhecido foi cancelado pelo capitão. Acredita-se que se os passageiros tivessem participado desse “curso”, o desfecho da história teria sido muito menos terrível.




O barato sai caro

Titanic_life_boats_recovered-600x403

Buscando economizar, os donos do Titanic equiparam o navio com apenas 20 botes, no entanto o gigante tinha capacidade de carregar até 64.




Mudança vital

28203039248453

Daniel Buckley foi um dos sobreviventes do naufrágio, no entanto a maneira como o mesmo se salvou é que é curiosa. Uma mulher jogou um xale em sua cabeça, permitindo com que Daniel se passasse por mulher e acabasse enganando os oficiais.




Quando 30 segundos fazem a diferença

titanic1-600x349

Se a mensagem sobre o iceberg tivesse chegado cerca de 30 segundos antes, possivelmente não estaríamos fazendo esse artigo.

  1. Luiz Henrique

    4 de dezembro de 2015 em 21:37

    não havia leis rigorosas sobre quantidade de botes, eles colocaram 20, porém na norma poderia colocar menos. O titanic foi com um pouco de botes a mais, porém insuficiente. Depois desse acidente, as leis ficaram rígidas.

    • Gabriel Frigini

      5 de dezembro de 2015 em 00:50

      precisa acontecer para eles revisarem as coisas né

  2. Luccas silva

    3 de dezembro de 2015 em 14:51

    E ainda depois de tanto tempo, a piscina ainda continua cheia

  3. Lynn Rock

    3 de dezembro de 2015 em 12:48

    o desespero realmente acaba atrasando as pessoas e nesse caso as matando. Mas quem ficaria calmo num navio gigante afundando no Atlântico do Norte e não haviam botes pra todos…

    • Gabriel Frigini

      5 de dezembro de 2015 em 00:50

      verdade Lynn

      • Douglas

        17 de dezembro de 2015 em 17:39

        Eu ficaria calmo facilmente ja que sou um pessoa que guarda as emoções para si mesmo, eu sou como o dida que foi campeao do mundial de 2000 e nem comemoro se eu ganhasse na mega eu agiria normalmente.

  4. Transã1 da America

    3 de dezembro de 2015 em 11:26

    Sorte de quem afogou o ganso naquele dia

    • Gabriel Frigini

      5 de dezembro de 2015 em 00:49

      pqp!! kkk

  5. André Silva

    3 de dezembro de 2015 em 02:24

    “MAIS PASSAGEIROS PODERIAM TER SIDO SALVOS” – Não me diiiiiiigaaaaa.

    • Gabriel Frigini

      3 de dezembro de 2015 em 02:29

      você entendeu né André! um abraço!!

      • André Silva

        3 de dezembro de 2015 em 02:37

        Um abração, brother!

  6. Mutley

    2 de dezembro de 2015 em 21:11

    Curiosa a história de Daniel Buckley , eu assisti o filme , achei interessante a cena , aquilo de dar prioridade as mulheres e crianças foi instinto de sobrevivência puro , fico imaginando e ao mesmo tempo refletindo , a raça humana mesmo evoluindo ao longo do tempo sempre vai manter uma base primitiva ?, quando a coisa aperta salvam primeiro as mulheres e as crianças , não somos diferentes dos animais …

    • Gabriel Frigini

      3 de dezembro de 2015 em 02:30

      concordo em salvar as mulheres e crianças

13 Comentários
mais Posts
Topo