Minilua

Como acontece o “milagre” da Mega Sena

Não, não estamos falando no sentido popular da palavra milagre, que é algo envolvendo o sobrenatural, mas sim sobre aqueles eventos extremamente raros, como ganhar na loteria e coisas do gênero.

Ganhando na loteria

As apostas em grandes prêmios nacionais, como a Mega Sena aqui no Brasil, movimentam milhões de pessoas e milhões de reais. Não é incomum vermos valores acima de 20 milhões em um único prêmio. Porém ganhar em uma loteria é bem mais complicada do que parece e as chances daquele pequeno investimento se tornar em uma fortuna são quase inexistentes.

Na Mega Sena é possível escolher números de 01 a 60. Sendo assim, existem 50 milhões de escolhas diferentes que podem ser feitas utilizando os seis números mínimos. Simplificando, a chance de alguém ganhar o dinheiro é o inverso da quantidade de possibilidades de aposta. Ou seja, se alguém apostasse toda a semana em uma combinação diferente de números levariam 960 mil anos para conseguir passar por todos os números.

Vendo esses números enormes, as chances de uma pessoa ganhar são mínimas. E quando falamos do mesmo apostador ganhar mais de uma vez, as chances são ainda menores, tão menores que em vez de falarmos de uma chance em milhões, chegamos a casa dos trilhões:

Milagre todo dia

Quando uma mulher de New Jersey ganhou duas vezes na loteria em um intervalo de apenas 4 meses, o mundo ficou pasmo. A probabilidade desse evento ocorrer é de uma em 17 trilhões. Com esse acontecimento, todo tipo de teoria surgiu, até que dois estatísticos de Harvard mostraram que esse tipo de evento ultrarraro não é tão incomum assim e pode ser explicado facilmente.

Os professores de Harvard, Dr. Persi Diaconis e Dr. Frederick Mosteller, analisaram milhares de casos de pessoas afirmando que tinham vivido incríveis coincidências. No final, eles notaram que aquelas “grandes coincidências” eram apenas acontecimentos comuns mal interpretados ou distorcidos pela atenção seletiva.

Já coincidências claras e reais, como a mulher que venceu duas vezes a loteria, são realmente eventos únicos, porém possuem uma simples explicação. A maneira mais fácil de entender como as coincidências funcionam é o paradoxo de lâmina de cortar grama. Digamos que você vá em um armazém comprar uma lâmina e nele existam 1 milhão e lâminas. Por acaso, você pegou a única lâmina quebrada de todo o estoque de um milhão. Primeira vista, isso é uma coincidência gigantesca, mas olhando a coisa como um todo, não tem nada de muito especial no acontecimento.

Pelo simples fato de existirem um milhão de lâminas, nada torna aquela especial. Além disso, o mundo é cheio de pessoas e uma chance em um milhão pode parecer quase nada, mas não é. Quem sabe, antes de você ter pego aquela lâmina, um milhão de pessoas tenham comprado ali… Ou seja, em um país como o nosso, com mais de 200 milhões de pessoas, um acontecimento com uma chance em um milhão ocorre diariamente.

A Lei dos números grandes explica que qualquer coisa, mesmo que tenha as menores probabilidades de acontecer, vai ocorrer se for dado o tempo necessário a ela. Por isso, mesmas aquelas coincidências absurdas, como ganhar duas vezes seguidas na loteria, é algo comum. No mundo todo, existem centenas de pessoas que já ganharam mais de uma vez de e isso só tende a aumentar com o tempo. Com bilhões de pessoas, fazendo bilhões de coisas, nosso mundo é um mar de coincidências diárias, por isso, se algo improvável acontecer com você, não se sinta especial, é apenas mais um dia na Terra.