Minilua

Como algumas pessoas se apaixonam por objetos inanimados?

Quem já viu o famoso filme Náufrago, conhece bem a história de uma pessoa se apegando mais do que deve a um objeto. Essa grande história, que parece coisa de cinema, é bem mais real do que você imagina e pessoas se apaixonando por objetos ou seres virtuais é muito mais comum do que parece. Então, porque será que esse tipo de loucura acontece?

A solidão

Nós somos feitos para conviver com rostos humanos, por isso, acabamos enxergando rostos em diversos lugares:

Quando estamos solitários, nosso cérebro inicia um processo bastante estranho, que pode gerar resultados ainda mais bizarros. Aparentemente, a solidão consegue afetar nossa maneira de ver pessoas.

Um estudo feito por Katherine Powers e publicado pela Psychological Science revelou que pessoas solitárias perdem a capacidade de enxergar a humanidade no rosto dos outros. O teste feito foi simples, diversas pessoas com vários níveis de solidão foram selecionadas. Cada voluntário recebia várias fotos de rostos e tinha que responder qual era mais humano. Além disso, o voluntário tinha que responder com qual daqueles rostos ele gostaria de se relacionar.

As fotos dadas eram a combinação de rostos humanos e de bonecas. As imagens iam desde 100% boneca, até 100% humanas. No meio, as faces eram mistura das duas:

No final, as pessoas que são socialmente ativas e tem amigos, acabaram escolhendo os rostos mais humanos. Já as pessoas solitárias sempre escolhiam os rostos de boneca.

Sociabilidade

Nosso cérebro sempre trabalha em busca de conexões sociais, pois é assim que nós somos naturalmente, seres sociais. Em pessoas solitárias, isso não deixa de ser verdade, por isso, o cérebro, sem dar sinais, acaba criando uma espécie de ilusão na cabeça dos solitários. Isso gera a “humanização” de coisas não humanas. Quem vê de fora, acha que a pessoa está louca, mas, no fundo, tudo não passa de solidão.

Esse distúrbio faz com que pessoas se apeguem a objetos inanimados, como bonecas ou seres virtuais. Alguns ficam tão apegadas em seus avatares online, que vivem uma espécie de relacionamento com eles! Chegando ao ponto onde, devido a solidão, o cérebro não conseguir mais diferenciar o ser virtual, de um ser humanos real e uma ilusão de realidade está formada. Esse problema pode se estender a objetos, como uma bola, ou mesmo a animais. Isso mesmo, aquela sua tia esquisita que vive com 20 gatos em casa, provavelmente está sofrendo de problemas relacionados a solidão!

A cura para esse problema é simples: fazer amigos e conversar com pessoas. Pois se você não fizer isso, seu cérebro vai fazer por você, criando esse mundo de ilusão.