Como o corpo dos faraós era embalsamado

O antigo Egito esconde e preserva milhares de mistérios, crenças e rituais que ninguém consegue decifrar, todas essas dúvidas acabam deixando a cabeça das pessoas confusas, uma vez que existem milhares de questionamentos e poucas respostas. Sendo assim, vamos desmitificar uma dessas incógnitas, afinal, como o corpo dos faraós era embalsamado?

Como dissemos no início do artigo, o embalsamento era uma prática bastante comum no Antigo Egito. Normalmente, passavam por esse processo, pessoas de grandiosa importância para o lugar.

farao_embalsamado

Para iniciar o embalsamento do corpo, eram retirados os intestinos, o cérebro e os demais órgãos vitais do cadáver. Nas cavidades que surgiam eram colocados diversas resinas aromáticas e perfumes. Feito isso, esses cortes eram fechados e o morto era colocado em uma espécie de tanque com nitrato de potássio. Isso fazia com que a umidade do corpo fosse totalmente absorvida.

O corpo ficava nesse tanque por cerca de 70 dias, passado esse tempo, o cadáver era removido do recipiente, lavado e enrolado com um material feito de algodão e embebido com betume (uma substância pastosa), esse tecido era bastante semelhante a bandagem.

Após a finalização de todo esse processo, o corpo era colocado em uma tumba, fazendo assim com que o cadáver fosse conservado por séculos, a fim de que permanecesse intacto.

Ramsés II

A múmia do Faraó Ramsés II, que foi o responsável por reinar o Egito em 1279, foi encontrada em 1881. Com os cabelos e dentes intactos, o corpo apenas apresentava a pele ressecada, mostrando assim a eficácia do embalsamento.

Quem aí tem o desejo de passar por esse processo quando passar dessa para melhor?

Gostou do artigo? Clique em Curtir!

  1. Blue

    8 de janeiro de 2015 em 18:01

    Interessante, eu queria saber mais sobre a cultura egípcia, a religião e tudo mais, na escola só ensinam uma ou outra coisa e vão pro próximo assunto, alguém conhece uma boa fonte?

    • Gabriel Frigini

      8 de janeiro de 2015 em 23:25

      Egito é top!

  2. Anne

    8 de janeiro de 2015 em 13:31

    Interessante

  3. Wayne Griffin

    8 de janeiro de 2015 em 11:59

    Faltou falar que eles tiravam o cérebro pelo nariz, com um gancho.

  4. Guilherme

    7 de janeiro de 2015 em 22:12

    Interessante, possibilita que seu corpo daqui a 1000 anos seja visto por seus descendentes.

    • Gabriel Frigini

      8 de janeiro de 2015 em 00:29

      exatamente

  5. Ferto Malis

    7 de janeiro de 2015 em 21:48

    hum,uma vez eu urinei num grilo morto,dois dias depois ele estava todo seco,feito esses faraos,

    • Jibril

      8 de janeiro de 2015 em 18:22

      Qual a necessidads? shauhasu

      • Gabriel Frigini

        8 de janeiro de 2015 em 23:26

        rsrsrs

    • DCemblemático

      8 de janeiro de 2015 em 08:19

      Seu mijo deve ser mágico ou alguma coisa do tipo he-he-he

  6. FunkyMiniluaCat

    7 de janeiro de 2015 em 21:35

    Quando eu morrer, quero que me enterrem ( ͡° ͜ʖ ͡°)

  7. chapolim do mal

    7 de janeiro de 2015 em 21:31

    É 1279 antes de cristo.
    O texto foi curto mas bem objetivo afinal a pergunta que o título fazia foi respondida e o texto complexo era desnecessário.

    • Gabriel Frigini

      8 de janeiro de 2015 em 00:28

      Obrigado Chapolim!

  8. Jeff Dantas

    7 de janeiro de 2015 em 21:24

    • Wayne Griffin

      8 de janeiro de 2015 em 12:02

      Não sabia que você curtia necrofilia.

    • Aguiar

      8 de janeiro de 2015 em 09:44

      Não, não é

    • Max_Power

      8 de janeiro de 2015 em 08:26

      Realmente está mto conservado,olha essa pele brilhante como madeira…….

    • DCemblemático

      8 de janeiro de 2015 em 08:20

      Essas taras porque mortos ai Jeff, estamos te observando u.u

    • Gabriel Frigini

      8 de janeiro de 2015 em 00:28

      O-O” Jeff!

    • FunkyMiniluaCat

      7 de janeiro de 2015 em 21:32

      Tem até o cabelo ainda.kkk

20 Comentários
mais Posts
Topo