Como eles manipulam sua fé: Doença e cura #3

Atualmente existem mais de 10 mil religiões no mundo, e um dos pontos mais intrigantes nessa diversidade é que todas elas (ou quase) estão certas de que são “a única correta”, mas nenhuma delas possui provas palpáveis disto, por isso vemos mais de 5 mil deuses diferentes sendo louvados no mundo.

Em meio a essa diversidade, algumas religiões acabam apelando para técnicas menos honestas para manterem e aumentarem seus seguidores. Confira nesta série quais as mais frequentemente utilizadas:




Doença e cura

ZZ03DF07EA

Grande parte das religiões utilizam o conceito de doença e cura para manter seus fiéis.

Por exemplo, no Brasil, muitas igrejas utilizam o pecado como sendo a doença ou problema que todos os humanos possuem e precisam se livrar. Ao mesmo tempo, ela cria uma cura, que é seguir o deus daquela igreja e pedir perdão por estes supostos pecados.

Os líderes religiosos sempre citam que todos nós somos pecadores e que devemos pedir perdão por nossos pecados, criando um sentimento de culpa que mantém os fiéis dentro da crença. Afinal, se ele é um mero pecador, ele precisa ter mais fé e pedir mais perdão para Deus, só assim ele pode “garantir” sua entrada no céu.

Veja que existe uma manipulação clara e simples, primeiro cria-se um sentimento de medo e inferioridade no fiel, para em seguida dar-lhe a oportunidade para se redimir do pecado e sentir-se perdoado.

281614_Papel-de-Parede-Afogado--281614_1920x1200

Para entender como esse conceito funciona, imagine que você é o responsável por dizer o que é certo e errado em sua comunidade. Você não quer perder o seu posto, pelo contrário, quer que cada vez mais pessoas sigam tudo o que você diz, afinal, isso equivale a poder.

Então, sabendo que há uma parreira com uvas apetitosas no centro da comunidade, você diz que essas uvas são “malditas” e todo aquele que comer daquela uva carregará uma maldição para sempre, que só poderá ser aliviada seguindo as suas palavras.

Inevitavelmente as pessoas oscilarão entre acreditar ou não, o que é natural, visto que você não possui qualquer prova de que as uvas sejam malditas. Com isso muitas passarão suas vidas presas no seguinte ciclo: come as uvas > sente-se culpada > segue você > sente-se melhor > come novamente as uvas, repetindo o ciclo indefinidamente.

É exatamente o que religiões que usam esse conceito fazem. Elas criam um problema, depois apresentam uma solução não-definitiva, que nunca irá resolver, apenas aliviar a situação, mas deixando o problema surgir de novo. O pecado é assim, a pessoa peca, depois pede perdão, mas no minuto seguinte começa a pecar de novo, e assim o ciclo se repete, por toda a vida.

Se as pessoas deixassem de acreditar em pecado e distinguissem o certo do errado com um pouco de humanismo em vez de medo, não haveria mais necessidade de perdão, tornando as religiões que usam esse artifício desnecessárias.

  1. by088x

    1 de abril de 2016 em 20:42

    cite 50 das 10 mil religiões no mundo

    • by088x

      4 de abril de 2016 em 00:18

      e ninguém respondeu porque será?????

      • WJ

        4 de abril de 2016 em 09:39

        CRISTIANISMO(católicos,evangélicos,
        pentecostais,novos pentecostais,mórmom)

        CATÓLICOS
        Igreja Católica Apostólica Brasileira
        Igreja Católica Apostólica Romana

        EVANGÉLICOS
        Igreja Adventista do Sétimo Dia
        Igreja Anglicana
        Igreja Batista
        Igreja Batista do Calvário
        Igreja Calvinista
        Igreja Episcopal Apostólica
        Igreja Episcopal Reformada
        Igreja Evangélica Congregacional do Brasil
        Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
        Igreja Evangélica Luterana do Brasil
        Igreja Metodista
        Igreja Presbiteriana do Brasil
        Igreja Presbiteriana Independente do Brasil
        Igreja Presbiteriana Unida do Brasil

        EVANGÉLICAS PENTECOSTAIS
        Assembléia de Deus
        Congregação Cristã no Brasil
        Exército de Salvação
        Igreja Batista Aliança
        Igreja Batista Independente
        Igreja Cristocêntrica – Casa de Oração
        Igreja de Nova Vida
        Igreja do Evangelho Quadrangular
        Igreja Metodista Wesleyana
        Igreja Pentecostal Brasil para Cristo
        Igreja Pentecostal Deus é Amor
        Igreja Sara Nossa Terra
        Igreja Universal do Reino de Deus

        ORTODOXOS
        Igreja Ortodoxa

        DEMAIS CRISTÃOS

        Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
        Missão Nova Vida

        BUDISMO
        Budismo Chinês
        Budismo Japonês
        Budismo Tibetano

        ASTROLOGIA (Astrologia )

        ESOTERÍSMO
        Alquimia
        Anjos
        Esoterismo
        Florais da Amazônia
        Gnose
        Numerologia
        Rosa C.ruz
        Runas
        Summit Lighthouse
        Teosofia

        MISTICISMO
        Tarô
        Terapia de Reiki
        Terapia Floral

        JUDAÍSMO

        ISLAMISMO

        AFRO-BRASILEIRAS
        Batuque
        Candomblé
        Umbanda

        ESPIRITÍSMO

        DEMAIS DENOMINAÇÕES

        ORIENTAIS
        Confucionismo
        Fé Bahá´í
        Igreja Messiânica
        Organização Sathya Sai Baba
        Perfect Liberty
        Seicho-No-Ie
        Taoísmo
        Universidade Espiritual Mundial Brahma Kumaris
        Xintoísmo

        RELIGIÕES PRIMEVAS
        Wicca
        Xamanismo

        DEMAIS INSTITUIÇÕES
        Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial
        Centro Espírita Beneficente União do Vegetal
        Ciência Cristã
        Cientologia
        Divinismo
        Fraternidade Espiritualista Vale Dourado
        Maçonaria
        Meninos de Deus
        Santo Daime
        Testemunhas de Jeová
        Urantia

  2. Hotarius Hilarius Repugnants

    1 de abril de 2016 em 17:57

    Essa comparação de “come as uvas > sente-se culpada > segue você > sente-se melhor ” nao tem nada a ver com muitas religiões, principalmente o cristianismo, pois o verdadeiro cristão abandona o pecado e vive uma nova vida após conhecer o evangelho, nao continua em pecado. Eu me refiro ao verdadeiro cristão, nao à essas cópias baratas criadas pelo inimigo pra espalhar confusão e escândalo entre os homens.

    • Rodrigo Romeu

      4 de abril de 2016 em 20:07

      Essa comparação teve tudo a ver sim.

  3. Kanya

    1 de abril de 2016 em 13:28

    O medo de ir pro inferno(se é que existe) é tão grande que a maioria dessas pessoas não enxergam nada ao seu redor. Nesse caso, as igrejas, pra essas pessoas, é como se fosse uma muleta. É complicado falar de religião já que envolve diversos conceitos.

  4. Diego Luis

    1 de abril de 2016 em 02:40

    O Pecado não é da natureza humana. Pessoas sem o conhecimento adequado da Fé não temem seus erros, uma vez que elas possuem ciência da sua incapacidade de distinguir certas coisas e por isso busca a Deus no intuito de encontrar uma verdade absoluta e incontestável de determinado fato. Infelizmente as pessoas não conhecem Deus, elas somente conhecem o que as outras pessoas dizem o que é “deus”

    • Diego Luis

      2 de abril de 2016 em 21:46

      Pessoal, corrigindo meu comentário:
      …Pessoas COM o conhecimento…

  5. Willyam Ricardo

    1 de abril de 2016 em 01:18

    Quando não se tem o conhecimento da importância do cristianismo em nossa sociedade e nem conhecimento a respeito da bíblia diz que isso ae mesmo . Concordaria se você dissesse que existem pessoas que por meio de artifícios baratos começam a enganar pessoas por meio da ”cura” (o que acontece muito em determinadas igrejas ). Agora dizer que isso é apenas uma forma de manipulação você automaticamente esta invalidando todas as testemunhas de pessoas que foram curadas por meio da fé em Cristo Jesus , você está automaticamente dizendo que a minha mãe foi curada de um câncer em estado terminal pelo vento .
    Não diga coisas das quais vc mesmo percebe que são superficiais , pelo menos ponha algo real e não hipotético e sem valor .

    • Miguelkhalael

      1 de abril de 2016 em 02:03

      Não há nenhuma surpresa ou milagre em alguém escapar de um câncer “terminal” tendo em vista nossa medicina está longe de ser perfeita e os médicos então, nem se fala. Não é raro que médicos deem, por exemplo, meses de vida a uma pessoa e esta viva por anos ou mesmo que alguém receba alta e morra pouco tempo depois devido algum problema não identificado por exames. Temos até casos de pessoas dadas como clinicamente mortas que “ressucitaram” depois. A fé traz conforto e esperança e… ponto. Inúmeras pessoas como sua mãe tiveram fé e pediram cura e ainda assim morreram. Como sempre, quando as pessoas ficam doentes elas podem ou não morrer.

      • Willyam Ricardo

        1 de abril de 2016 em 15:54

        Seria uma pena dizer que ela teve esse cancer a muito tempo atrás ,tempo em que a medicina era cara e não tão desenvolvida como hoje . Ela sempre pedia a Deus a cura , chegou até a ficar depressiva (afinal ela já estava para morrer ) . Porém ela tinha muita fé ,e isso não é brincadeira . Ela me contou que teve um sonho em que ela viu e ouviu Deus falando com ela chamando pelo seu nome , o que aconteceu no sonho ela não me contou ,mas após o sonho ela sentiu algo , depois foi ao médico e o próprio constatou que o câncer simplesmente desapareceu . Poderia questionar se fosse outra pessoa , mas minha mãe n teria motivos para mentir e meu pai é testemunha viva ,então .
        É por essas e OUTRAS coisas que eu não sirvo pra ser ateu ou agnóstico , n tenho tanta fé assim .

        • Diego Martins

          1 de abril de 2016 em 16:54

          Ok, digamos que sua história seja verdade. O que prova que foi um deus que fez isso, além do achismo? Segundo seu pensamento, se algo que você não sabe explicar acontece, logo você diz que isso é culpa de deus.

          E como Miguel disse, nós não temos o conhecimento necessário para prever nada com 100% de certeza no ramo da medicina, logo, qualquer coisa estranha que acontece tem uma explicação, nós apenas não a conhecemos.

          • WJ

            4 de abril de 2016 em 09:37

            Ok. Ainda que se trate de “achismo”, tem como provar que não foi Deus? Quem dos dois consegue provar que foi ou não foi?

          • Rodrigo Romeu

            4 de abril de 2016 em 20:06

            WJ, a pessoa que está afirmando algo é quem precisa provar, e não o contrário.
            Se não entende o que quero dizer, sugiro que leia essa matéria : http://minilua.org/onus-prova-deus/

          • WJ

            20 de abril de 2016 em 09:10

            Concordo com a parte de acusado e acusador, porém, retirei do próprio texto que me sugeriu, isto: “Um argumento bastante repetitivo em uma discussão religiosa é o seguinte: “Você não pode provar que Alá/Deus/Ganesha não existe. Realmente, ninguém pode provar que não existe, mas ninguém é capaz de provar a inexistência de qualquer coisa… Pense um segundo.”
            Ainda assim, nesse caso, insisto em alterar a colocação das coisas: se quem devia provar que Deus existe era o willyam, por que, nesse caso, ele seria o “réu”, agora coloco a você como “réu” pela acusação. Prove você o contrário!

          • Cledson Oliveira Souza

            20 de abril de 2016 em 08:21

            Será que uma testemunha já não é o bastante?

          • Willyam Ricardo

            2 de abril de 2016 em 09:55

            Errado meu caro , de forma nenhuma meu argumento foi de achismo , disso eu tenho a mais pura certeza .

    • André Silva

      1 de abril de 2016 em 01:27

      E quem curou ela?

  6. André Silva

    1 de abril de 2016 em 00:57

    Pensei que falaria daqueles pastores que afirmam poder curar seus fiéis, e os otários acreditam. Eu procuro evitar coisas erradas não por medo de cometer pecado, e sim pelo meu caráter.

  7. Rodrigo Duarte

    31 de março de 2016 em 21:21

    Mas a concepção de pecado é a de certo e errado, nós somos falhos mesmo por isso temos a religião, para evoluirmos (estranho falar em evolução em post religioso), a fé é de suma importância em nossas vidas, o mistico existindo ou não dá sentido à vida o problema é que essas religiões são geridas por humanos que como dito antes são falhos, além de corrompíveis.

    • Wyvern Björk

      31 de março de 2016 em 21:38

      Eu ia fazer um comentário sobre a matéria, mas não há necessidade tendo em vista que você além de resumir o que eu iria falar, escolheu bem melhor as palavras. Muito bom =).

      • Greg

        31 de março de 2016 em 22:36

        PUxa saco … hehe … realmente foi um belo post

23 Comentários
mais Posts
Topo