Como funcionam algumas coisas #5

Você certamente já ficou na dúvida em como algo funcionava, em como tal objeto foi concebido, enfim… Em muitas vezes devido a falta de conhecimento, velocidade de eventos, limitação da capacidade de percepção dos nossos sentidos ou até mesmo por algumas coisas acontecerem internamente, não fazemos ideia de como elas foram feitas ou como funcionam. Por isso confira uma galeria de gifs um tanto quanto curiosos!




Como a cauda da um guepardo auxilia sua corrida e equilíbrio




Funcionamento de uma locomotiva




Movimentos de um olho humano




Onda de choque após uma explosão




Raio




Quebrando tijolo com a mão




Buraco negro devorando uma estrela




Bala se estilhaçando




Evolução do lixo espacial em torno da Terra

Gostou do post? Então não esqueça de dar o seu joinha logo abaixo!

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/Minilua

E se inscreva em nosso canal para acompanhar nossos vídeos semanais clicando na imagem abaixo!

minilua.jpg

  1. Mr. Zalgo

    23 de dezembro de 2015 em 14:33

    Como funciona algunas coisas e aprendendo alguma coisa todo dia
    melhores series

  2. Deidara ????

    12 de dezembro de 2015 em 13:51

    O da bala e da mão só mostram que o segredo para armas/golpes de impacto é flexibilidade, por isso projeteis de chumbo são melhores projeites de aço, ou espadas feitas de aço flexível são melhores do que aço mais duro.

    • Eduardo Azrael

      14 de dezembro de 2015 em 12:26

      Errado, nos dois casos.

      No caso da mão, as mãos de lutadores de artes marciais costumam ser bem mais duras e calejadas que a de não-lutadores, pois se a mão for mole demais ela simplesmente quebra ao desferir o golpe; alguns, como um dos meus sensei, chegam a perder o movimento dos dedos, uma vez que os ossos e as cartilagens vão sofrendo um sério desgaste durante os treinamentos e, ao se recuperarem, os próprios ossos desenvolvem calos, com acúmulo de cálcio. A Técnica que impõem elevada carga na estrutura óssea atingindo a região plástica do tecido, ou seja, deformações ósseas irreversíveis representadas por microfraturas com consequente calejamento ósseo, técnica altamente dolorosas, tornando o osso cortical (compacto) com maior espessura após a troca por osso lamelar (maduro); o resultado são ossos mais duros e rígidos (lembrando que o treinamento não é feito apenas nas mãos, mas nos pés, braços, canelas, joelhos, cotovelos, costelas e frontal/testa, sendo que alguns calejam até outras partes do corpo). No gif, a mão sofre aquela deformação devido ao impacto do golpe (até mesmo uma barra de aço sofreria deformação), pois a deformação é um mecanismo normal dos ossos que torna o golpe possível (devido à própria flexibilidade natural dos ossos, mesmo os calejados; não fosse por isso, a mão se espatifaria como se fosse feita de giz); se fosse a mão de uma pessoa não-treinada, iria ocorrer uma fratura evidente, até mesmo exposta (com ossos saindo pela pele) e com sangue espirrando (eu mesmo já vi acontecer com um colega).

      No caso da bala, elas em geral são feitas de chumbo para que as estrias dentro do cano da arma provoquem uma rotação na bala (é possível ver a bala girando e com sulcos em sua extensão no gif), aumentando seu poder de penetração, como se fosse uma broca. Se a bala fosse feita de aço ou outro metal mais duro, a carga explosiva do cartucho teria que ser bem mais potente para ter o mesmo efeito (podendo aumentar o risco de acidentes para o próprio atirador, como a arma explodir em sua mão). Entretanto, existe armas com munições mais densas, como as balas de urânio, titânio e de ósmio, que foram usadas na Guerra do Golfo como munição antitanque, mas uma arma dessas seria praticamente impossível de ser convertida em uma pistola, devido ao peso da própria arma, sem contar o preço destes metais (e com a ressalva de que as balas de urânio precisam ser totalmente fechadas a vácuo, pois o urânio enferruja muito rapidamente).

  3. MARIA OLIVIA

    10 de dezembro de 2015 em 00:21

    Muito bom este post

  4. Eduardo Azrael

    9 de dezembro de 2015 em 15:11

    Imagem 1: A cauda do guepardo funciona como um leme de navio ou de avião, aproveitando tanto a resistência do ar quanto o Momento do movimento para auxiliar o animal. E o ser humano acha que foi original quando adaptou esses sistemas de controle para suas máquinas…

    Imagem 2: Sistema simples da máquina a vapor: o combustível queima, o vapor sobe até os pistões, movimentando-os,, os pistões movem as engrenagens.

    Imagem 3: Quem assistiu as primeiras temporadas de Naruto já sabia disso, mas nossos olhos nunca ficam completamente parados, mesmo quando focamos em um ponto. O gif é interessante porque mostra o balanço líquido do olho, que tem mais água em sua composição que outros órgãos.

    Imagem 4: A distorção causada pela onda de choque é o próprio ar sendo violentamente empurrado; como a explosão é uniforme, as moléculas de ar se movem com igual intensidade 9diferente de uma corrente de ar ou vento), causando aquela distorção “vítrea”, que altera a refração da luz (da mesma forma que a luz se altera quando ilumina o fundo de uma piscina, por exemplo, e vemos o cabo de uma rede de limpar como se estivesse quebrado).

    Imagem 5: Uma das minhas favoritas! O raio acontece em dois tempos, quando a descarga da carga negativa e da carga positiva se encontram. Embora pareçam dois raios, é possível notar que a carga das nuvens e a carga do solo percorrem exatamente a mesma trajetória (fazem o mesmo “desenho”), mas em sentidos opostos, ou seja, é um único raio, em dois tempos. os raios menores são faíscas que escapam da descarga.

    Imagem 6: Já fiz isso algumas vezes (e numa delas quase quebrei o braço, quando bati errado com o pulso em vez da mão), chama-se Tameshiwari, um dos treinamentos médio/avançados do Karatê (existe em outras artes marciais, como em alguns estilos de Kung Fu também). Se notar bem, não é a mão do lutador que quebra o tijolo (na verdade, um bloco de concreto), e sim a energia cinética com que ele atinge a superfície do objeto (não é como uma faca cortando, por exemplo). O golpe é dado com aceleração suficiente para que a Força (Força = Massa da mão x Aceleração) supere a resistência a compressão do concreto (que pode variar aproximadamente entre 10 e 100 MPa; ou seja, dependendo do bloco, é necessária no mínimo a força de 10000000 N/m² ou quase 100 Kgf/ cm² para partir o bloco, sendo que toda essa força fica concentrada na pequena área da mão que atinge o bloco!) . Mesmo que o bloco estivesse apoiado sobre uma superfície, em vez de dois suportes, ele poderia quebrar; entretanto, a superfície devolveria a energia cinética direto para a mão do lutador, causando muito mais danos a ela, devido à Lei da Inércia e ausência de balanço (que é o que amortece o impacto, tendo apenas a resistência do ar; no vácuo, seria teoricamente menos danoso ainda quebrar o bloco).

    Imagem 7: Comprima um objeto do tamanho de uma estrela até ele caber num ponto menor do que um milionésimo de mílimetro, e terá, teoricamente, o Buraco Negro 9segundo a teoria mais aceita)… gostaria de saber a fonte dessa imagem.

    Imagem 8: Acredito eu que essa foto tenha sido tirada numa área de testes de balística, por causa das marcas na parede e pelo fato de a bala se estilhaçar dessa forma ao se chocar com ela, provavelmente após ter atravessado outras superfícies.

    Imagem 9: Ser humano estendendo seu poder de destruição às estrelas… pelo menos agora a Terra tem seu próprio conjunto de anéis, como Saturno…

  5. Lynn Rock

    8 de dezembro de 2015 em 14:24

    A coisa mais linda aquele guepardo!

  6. Transã1 da America

    8 de dezembro de 2015 em 13:44

    Imagina o lixo em 2020…

  7. Luciano Saádeh

    8 de dezembro de 2015 em 13:07

    A mão do cara tinha muita queratina hauahauahaau

  8. Mauro Ferreira

    8 de dezembro de 2015 em 11:41

    “Como funciona algumas coisas” è de longe o melhor post deste site

  9. Willyam Ricardo

    7 de dezembro de 2015 em 23:07

    continuem comm essa série , ta sendo uma das minhas favoritas 🙂

  10. Rex Varga emilio

    7 de dezembro de 2015 em 21:56

    Depois de ver esse post me deu uma dor na mão não sei por que 😛

    • Beto Ranger Verde

      17 de janeiro de 2016 em 18:02

      pelo menos foi nesse post, tem gente que sente dor na mão depois de ver os 30 belos motivos…kkkkkkkkkkkkkk……

  11. Wagner

    7 de dezembro de 2015 em 21:34

    Interessante 😮

  12. Rafael Silvério

    7 de dezembro de 2015 em 18:48

    legal as gifs , agora cade a explicação?

    • Luciano Saádeh

      8 de dezembro de 2015 em 13:04

      Precisa? Hauahshahaagag

  13. Greg

    7 de dezembro de 2015 em 16:20

    Daqui a poko nao vai ter mais “espaço” para poluir
    [img]http://minilua.org/wp-content/uploads/2015/12/lixo-espacial_thumb.gif[/img]

  14. Lenyyfla Lenyy

    7 de dezembro de 2015 em 16:11

    Nossa… acabo os lugares pra poluir aqui na terra então nos agora estamos “poluindo” o espaço
    [img]http://minilua.org/wp-content/uploads/2015/12/lixo-espacial_thumb.gif[/img]

    • Mari

      7 de dezembro de 2015 em 17:23

      Daqui a pouco vão dizer que a culpa é dos gatos tb.

      • juan

        7 de dezembro de 2015 em 20:37

        o espaço é enorme,acho que a saída pra todo esse lixo que está na terra…é colocar em um palneta sem vida e pá.tipo venus,marte…não fazem nada mesmo.

        • juan

          7 de dezembro de 2015 em 20:37

          planeta

  15. Mary

    7 de dezembro de 2015 em 15:41

    quebrando a mão com um tijolo

21 Comentários
mais Posts
Topo