Minilua

Como o Google vai dominar o mundo #1

O Google atualmente é uma das empresas mais importantes do mundo, cheia de inovações e com um visão de futuro única. Além disso, ela possui tanto dinheiro que pode sair investindo em tudo que der na telha. E agora eles querem criar um computador mais inteligente que nós!

Entendendo pessoas

O Google já possui diversos sistemas de inteligência artificial. Alguns estão embutidos em programas da empresa, mas pouco chamam a atenção. O mais destacado desses sistemas é o Google Now que faz buscas por voz oferecendo respostas bem exatas, e dá dicas de lugares, horários e caminhos para as pessoas, antes mesmo que elas perguntem algo. Porém isso não é o bastante para o Google, ele quer mais, muito mais.

Um dos grandes problemas para os computadores se tornarem inteligentes é que eles não sabe interpretar textos, eles apenas entendem linguagens de programação. Assim o primeiro passo é ensina-los a ler e interpretar, depois disso fica tudo mais fácil.

Eles ainda são burros

Outro problema é que ensinar computadores hoje em dia é um trabalho muito “trabalhoso”, pois eles não descobrem as coisas sozinhos. Por exemplo, se você quer ensinar um computador a diferenciar cães de gatos, o primeiro passo será mostrar a eles milhares de imagens desses animais. Contudo elas precisam ser classificadas antes, ou seja, humanos precisam dizer para ele que essa é um gato e aquela é um cachorro. Isso gera muita despesa e muito trabalho, tornando quase inviável ensinar, até mesmo as coisas mais básicas, para um computador.

Por isso o Google está apostando em uma nova forma de computação, onde os computadores geram seu conhecimento sozinhos, sem nós termos que ensinar tudo. Os humanos teriam apenas de dar as lições básicas, depois os “cérebros de metal” aprenderiam o resto sozinhos.

O caminho para inteligência

Qual a única “coisa” que consegue aprender sozinha que nós conhecemos? Exatamente! Nosso cérebro.

Assim as empresas de tecnologia andam menos preocupados em criar um supercomputadores e mais focadas em descobrir como o cérebro funciona, pois assim que ele for entendido, basta criar um cérebro de metal e transistores, e assim teremos a inteligência artificial que tanto sonhamos.

Mas enquanto nós não desvendamos os mistérios da nossa cabeça, o Google já trabalhe em um projeto pouco divulgado, mas muito promissor.

Google Brain

Junte 16 mil processadores trabalhando juntos, com programas complexos que tentam imitar o cérebro pensante do homem. Esse é o projeto Brain do Google, que é uma das maiores promessas de inteligência artificial do mundo.

Usando um sistema que tem mais de um bilhão de conexões tentando imitar nosso cérebro, o Google busca ser o primeiro a chegar a inteligência artificial de verdade. Esse projeto é ajudado por alguns dos maiores gênios da área, entre eles Andrew Ng e Ray Kurzweil.

Apesar do alto investimento, o projeto ainda engatinha e todo esse poder de processamento ainda é incapaz de entender um único texto, mas está aprendendo a distinguir imagens e em breve ele poderá dizer o que é um cachorro ou um gato, com muito mais precisão do que um humano.

Mas isso não é o bastante para a gigante de buscas, por isso o Google uniu forças com outra empresa tão poderosa quanto. Assim as duas juntas prometem levar a humanidade para o futuro! Confira no próximo post a grandiosa união entre Google e NASA, na busca por um computador perfeito!

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/