Como Hitler chegou ao poder?

A história de Hitler é conhecida por todos. Ele é um dos maiores vilões da história da humanidade e foi o orquestrador de um dos maiores genocídios que se tem registro. Mas como um ser desses chegou ao poder em um país democrático e transformou pessoas normais em assassinos em massa?




Final da Primeiro Guerra Mundial

Ao final da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha viu suas chances de vitória serem dizimadas pelos Aliados e acabou se rendendo. Com o colapso do Governo Imperial, o Segundo Reich foi desmantelado. Um novo governo assumiu, conhecido como República de Weimar, esse governo semi-presidencialista surgiu com a tarefa de conter a revolução comunista em terras germânicas, além de ser responsável por conduzir os termos do tratado de paz. A Alemanha teve que assumir dívidas enormes para com os países que enfrentou e sua economia já debilitada pela longa guerra entrou em colapso.

Vendo o país ser destruído e usurpado por forasteiros, os nacionalistas e veteranos de guerra alemães começaram a criar um movimento, que acreditava que a derrota só havia corrido por uma ingerência do governo. No meio dessa revolução de ideias extremistas, começaram a surgir expoentes extremistas que eram contra os judeus e foi nesse meio que Hitler apareceu.

Os judeus, nessa época, viviam tranquilamente em meio a sociedade alemã, apesar de ainda serem tratados como estrangeiros. O tempo passou e, cada vez mais, as ideias de que os judeus eram os piores inimigos da Alemanha foram crescendo.




Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães

Screenshot from 2016-07-26 21:44:09

Em meio a ebulição germânica, um pequeno partido surgiu com ideias antissemitas. No meio desse povo, um orador habilidoso começou a se destacar. Hitler, um jovem que havia lutado na Primeira Guerra Mundial, fazia discursos inflamados contra os judeus e sua ótima articulação rendeu a atenção dos mais altos membros do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães.

Com discursos que cada vez mais atraiam pessoas, Hitler começou a convencer todos que o Capitalismo e o Comunismo eram uma grande conspiração judaica para destruir a Alemanha. Mas nem tudo eram rosas para o Partido Nazista. Após uma tentativa de golpe, o partido foi banido e Hitler preso por traição.

Um ano após sua prisão, ele foi liberado e iniciou o trabalho de reconstruir o partido e a ideologia pela qual vinha lutando.




A Grande Depressão e o grande crescimento

Screenshot from 2016-07-26 21:46:08

Então a Grande Depressão de 29 assolou o capitalismo. Os EUA, a beira da falência total, pegou ainda mais dinheiro da falida Alemanha, transformando o país em um miserável local para se viver. A fúria dos habitantes da Alemanha, além de todos os problemas, abriram espaço para os discursos poderosos de Hitler, que prometia fazer a Alemanha grande novamente.

O partido Nazista, entre 1929/30 tinha apenas 3% dos votos alemães. Mas os problemas sociais e financeiros do país abriram espaço para os ataques ideológicos extremos dos nazistas, que foram minando os outros partidos e ganhando espaço. Em apenas dois anos, o pequeno partido já tinha mais de 18% dos votos alemães.

Em 1932, Hitler concorreu para Presidente, perdendo a eleição para um herói de guerra. Mesmo assim, seus números passaram dos 30%, mostrando o poder crescente do partido Nazista em meio ao povo. Vendo a popularidade de Hitler crescer, diversos líderes políticos e grandes empresários, pediram ao novo Presidente alemão para nomear Hitler como um chanceler do país. Assim, sua popularidade poderia ser usada para ajudar nas manobras políticas necessárias.




Ascensão

Screenshot from 2016-07-26 21:55:57

Hitler, como chanceler, era apenas o chefe administrativo do parlamento, mas não demorou muito para que ele começasse a aumentar o poder de seu próprio cargo. Os seguidores mais radicais de Hitler começaram a criar pequenos grupos e a atacar protestantes nas ruas. Hitler usava seu poder no governo para aumentar o medo de uma revolução comunista.

Usando um dos seus seguidores, o grupo de Hitler armou um ataque, no qual colocaram fogo no parlamento alemão. Com o acontecimento, o país entrou no caos e Hitler convenceu o governo a lhe dar poderes especiais para superar a crise. Não demorou muito e ele aboliu a liberdade de imprensa. Outros partidos foram destruídos e leis contra judeus foram rapidamente aprovadas.

Os apoiadores mais radicais de Hitler e seus potenciais inimigos foram todos capturados e mortos. E em agosto de 1934, a última peça do quebra-cabeça foi colocada no lugar. O Presidente alemão morreu e uma nova eleição não foi chamada.

O povo aceitou Hitler com muito menos protestos do que se imagina. Os intelectuais e formadores de opinião também aceitaram o novo poder, seguindo o povo. Muitos acreditavam que o discurso de ódio de Hitler era apenas propaganda e que ele poderia realmente fazer algo de bom. O resto é a história que o mundo conhece.

Essa saga mostra claramente o quão frágil são as instituições democráticas e o quanto é perigoso apoiar radicais políticos e supostos salvadores, como vemos em nosso país atualmente.

  1. Randy Marsh

    30 de julho de 2016 em 09:10

    [img]http://www.reunionblackfamily.com/trump_hitler_985132845.jpg[/img]

  2. Lean Gonçalves

    28 de julho de 2016 em 18:07

    Todos veem Hitler como um vilão. Ele lutou por seu país, como tantos na história da humanidade fizeram. Se não fosse ele oq seria da Alemanha hj?

  3. Denis Seijin

    28 de julho de 2016 em 15:01

    Hitler era um monstro, e fez coisas imperdoáveis se for analisar sua história. Mas como posso dizer, Hitler foi a resposta de todo o mal feito contra a Alemanha, talvez se ele não tivesse existido a Alemanha não estaria essa potencia que é hoje.

  4. Wald C.

    28 de julho de 2016 em 08:17

    Pessoa que foi presa, depois virou presidente, me lembra uma certa pessoa aqui no Brasil, mais especificamente uma mulher. E esse textão todo ai só faltava mudar o título para “cuidado pra nao eleger o Bolsonaro e ele virar o “hitler” brassileiro”…

  5. JuiceFruit

    28 de julho de 2016 em 07:37

    Qual é? Tanto faz um lado! Todos tinham suas verdades e viviam com elas!
    O grande erro, é como sempre, falta de “Conhecimento”!
    Não se ganha guerras de dentro pra fora (Eixo), e sim de fora para dentro (Aliança).
    Todas os povos com Ideologias Centristas falharam! Não existe apenas uma Ideia no mundo, ou de mundo!
    Sempre falharam aqueles que quiserem sobrepor aos outros!
    E o oposto também vale; “Paz Conquistada Por Obrigação É Uma Paz De Curto Prazo!”
    Vê os Dias de Hoje… Pessoas Tolerando Pessoas! Aos invés de Pessoas Resolvendo Suas Diferenças Com Pessoas!
    (Isso é Conhecimento)(Ambos Ganham)(Se vai dar Guerra? Mate!)
    (Illuminati Explica)(Illuminati Age)(Illuminati 2018)(Illuminati Vingará)

  6. FruitsPunchSamurai

    28 de julho de 2016 em 01:03

    Fiz questão de comentar nesse site depois dessa postagem imbecil e completamente carente de conhecimentos.
    Você deveria citar também o milagre que Hitler fez em seu país de uma nação falida a super potência ou como os judeus viviam cada vez mais ricos em uma nação que não pertence a eles.
    A você caro autor recomendo uma boa leitura de “E a Guerra Continua…” do saudoso Norberto Toedter um teuto-brasileiro.
    Me dói ver tantas mentiras contadas em livros e filmes, enquanto vocês buscam a verdade em livros e postagens bestas como está eu busco na minha familia mesmo onde o tio de meu pai foi um valoroso saldado da Wehrmacht, Karl Wiermann. Agora em quem devo acreditar na minha familia ou em vocês?

    • Luiza Germino

      6 de agosto de 2016 em 14:00

      Falou o Nazista, esse cara foi o responsável pela morte de 6 MILHÕES DE PESSOAS, não interessa se eram judeus, negros, poloneses ou o caralho à quatro. E você preocupado com uma postagem imbecil? Reveja seus conceitos cara, o único imbecil aqui é você que acha que esse ditador genocida fez milagres pela Alemanha.

    • João Paulo

      28 de julho de 2016 em 22:36

      Post genial ! Falou tudo

    • Alex Melo

      28 de julho de 2016 em 08:46

      Nazistinha escroto seu avô de eria estar num presídio em Genebra, reslpndendo por crimes de guerra, justicar a carnificina hedionda , com a o judeus viviam bem com dinheiro num pais que não era deles, e vc e seus avo lixo de guerra , que veio para um pais que não e dele espalhar a genetica podre e fetida que deu origem a um.nazistinha de 8 categoria .

    • Wyvern Björk

      28 de julho de 2016 em 04:05

      Em quem você deve acreditar? Isso depende de ti. Agora me diz, qual a real diferença entre uma pessoa que escolhe acreditar cegamente no conteúdo desse site para uma pessoa que assim como você, resolveu acreditar cegamente na história contada pela família? Ambos acreditaram nas palavras dos outros e a tomaram como verdade, fazem da opinião alheia a sua opinião, nem se dão ao trabalho de juntar os dois lados da moeda e criar sua própria interpretação sobre o assunto. E sobre isso aqui: “judeus viviam cada vez mais ricos em uma nação que não pertence a eles.”. Essa é a justificativa da sua família pelo massacre?

10 Comentários
mais Posts
Topo