Minilua

Como seria o mundo sem a Bíblia!?

“Hipótese é uma coisa que não é, mas a gente faz de conta que é, para ver como seria se ela fosse!”

A citação de autor desconhecido acima, descreve, com uma boa dose de humor, o ato de supormos como seriam algumas coisas em nosso mundo se tivessem se dado de forma diferente, ou que jamais tivessem acontecido de fato.

O post de hoje entra em terreno espinhoso, pois você alguma vez já parou para pensar, como a existência da Bíblia interfere em nossas vidas mesmo após tantos anos?

Independente da crença ou ausência dela, é indiscutível que o livro mais famoso da história – e o primeiro a ser impresso – influencia fortemente o mundo atual, e não é para menos, afinal de contas, a Bíblia está na base da cultura ocidental.

Partindo do pressuposto que a Bíblia é a razão da existência das três principais religiões monoteístas da atualidade (Cristianismo, Judaísmo e Islamismo), pois o culto a somente um deus, em detrimento às religiões politeístas, se propagaram com a confecção dos livros que deram origem à Torá e ao Antigo Testamento, ainda no século 7 a.C. Entretanto, foi a partir do Novo Testamento, que essa ideia prevaleceu.

O fato é que o Cristianismo acabou minando a crença em diversos deuses, pois sem ele o mundo ainda continuaria religioso hoje, mas com a predominância da religião politeísta.

Acredita-se que com a inexistência do Cristianismo, hoje em dia teríamos as tradições das colônias americanas melhor preservadas, já que no politeísmo há uma tolerância considerável quando se trata de diferenças religiosas.

Outro fato que vale ser mensurado é a respeito dos avanços da ciência, pois por muito tempo o Cristianismo considerou as descobertas de cunho científico uma verdadeira afronta a Deus e tudo o que ele representava, como quando o famoso astrônomo Galileu Galilei, por exemplo, foi obrigado a se retratar perante a Igreja Católica, no século 17, por ter defendido que a Terra girava em torno do Sol.

 

Um mundo mais “globalizado”

O conceito de divisão entre Oriente e Ocidente que permeia em todas as esferas de nossas vidas, muito provavelmente não existiria, já que ele surgiu de uma visão europeia e cristã do “nós” versus “eles”, sem ela, muitos costumes e práticas como os da medicina oriental estariam mais presentes no nosso cotidiano.

A data 25 de dezembro ainda seria comemorada por alguns, pois é de conhecimento geral que a data faz referencia ao nascimento de tantas outras divindades como: Hórus, Átis, Krishna, Mitra, Dionísio, Buda, ou seja, mesmo sem a Bíblia ainda existiria o “Natal”!

 

Relação com o trabalho

A Bíblia defendeu a ideia de que é o trabalho que enobrece e dignifica o homem aos olhos de Deus, na ausência dela, as relações com trabalho seriam bem como na antiguidade, onde a elite é encarregada do trabalho intelectual, e o restante fica com trabalho manual… não difere muito de hoje não é verdade?

 

Homossexualidade

A homossexualidade masculina seria muito mais bem aceita e não seria alvo de tanto preconceito, visto que na Grécia antiga a prática era algo comum entre as elites, entretanto, casais femininos seriam censurados pois os cultos politeístas antigos desprezavam as mulheres.

 

E você? Como acha que seria o mundo sem a Bíblia, algum ponto a acrescentar ou discutir? Deixe sua opinião abaixo nos comentários.