Como surgiu a coxinha?

Um dos alimentos mais queridos pelos brasileiros, a coxinha está presente na vida de milhares de pessoas. Tanto que é atualmente, a especialidade de salgado mais consumida no Brasil.

Se você perguntar a um brasileiro que mora fora do país, o que ele mais sente falta de comer, certamente uma das comidas citadas será a coxinha. No entanto, mesmo sendo tão popular, pouquíssimas são as pessoas que sabem da sua origem.

Portanto, chegou a hora de pegar o guardanapo, refresco, molho inglês e acomodar-se na cadeira para conferir de onde surgiu a coxinha. Bom apetite.

A história conta que a coxinha surgiu devido aos gostos de um garoto que morava na Fazenda Morro Azul, propriedade essa que ficava no interior de São Paulo, mais precisamente em Limeira. O Brasil ainda era colônia de Portugal.

Esse garoto não era uma criança qualquer, pois tinha como mãe, a princesa Isabel, e como pai, o Conde d’Eu. Criado na fazenda, o jovem era considerado uma “criança especial”, por isso vivia sobre muitas regalias e totalmente isolado. Seu maior prazer, era o de comer coxas de galinha.

Em um belo dia, a cozinheira da fazenda percebeu que as coxas de frango não seriam suficientes para saciar a todos no almoço. Por isso, pegou outras partes da ave, as desfiou e colocou como recheio em uma massa feita de batata e farinha.

Essa foi uma medida desesperada da cozinheira, pois o garoto era muito mimado e certamente causaria um grande alvoroço se não houvessem coxas de galinha suficientes para ele.

Ao chegar para o almoço, o garoto se deparou com aquele quitute, o que causou certa estranheza. No entanto, decidiu provar e acabou gostando muito da mais nova receita. Por esse motivo, a notícia acabou se espelhando pelas redondezas, chegando até a imperatriz Tereza Cristina, que ficou tentada a experimentar essa delícia de frango desfiado.

A imperatriz também se apaixonou pelo salgado e  pediu para que a receita fosse passada para o chefe de cozinha do palácio imperial. Com isso, a fama da coxinha cresceu ainda mais, no entanto era na época uma receita feita somente nos salões da realeza brasileira.

Não existem totais confirmações de que essa seja a origem da coxinha, no entanto é a versão mais aceita pelos historiadores. Mas a verdade é de que a veracidade da história pouco importa, pois esse é um dos petiscos mais queridos do Brasil.

Com o tempo, a coxinha foi ganhando variações e acabou se tornando ainda mais popular. São coxinhas com recheio de requeijão(catupiry), com massa de mandioca, mandioquinha ou batata doce, entre outras. Há quem ainda use curry durante o preparo, o que mostra que essa delícia é um prato para todos os gostos.

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário e recomende essa matéria.

  1. Vinicius Luiz

    10 de janeiro de 2016 em 02:17

    Só corrigindo o Brasil não era mais colônia de Portugal nessa época, a princesa Isabela era filha de Dom Pedro II imperador do Brasil.

  2. chapolim do mal

    9 de janeiro de 2016 em 20:15

    Já likei antes de ler pq coxinha é coxinha né, nem precisa falar nada.

    • Gabriel Frigini

      10 de janeiro de 2016 em 01:56

      coxinha forever

  3. Rodrigo Duarte

    9 de janeiro de 2016 em 19:51

    Post daora! Sempre achei que numa mesa de um banquete do paraíso São Pedro por acidente esbarrou com o cotovelo numa bandeja desse manjar dos deuses, fazendo-o cair em nossas terras profanas o que nos deu a sensação de apreciar esse quitute divino, mas a explicação do menino mimado também é boa.

    • Gabriel Frigini

      10 de janeiro de 2016 em 01:56

      agradeça ao menino mimado

    • Frank the Rabbit

      9 de janeiro de 2016 em 19:58

      Gritei kkkkkkkk

  4. André Silva

    9 de janeiro de 2016 em 19:39

    Só não gosto quando eu compro uma coxinha que parece ser ultra deliciosa e o fdp do vendedor encheu o interior de cebola, pimentão, azeitona. Porra, eu comprei uma coxinha ou uma salada?

    • Ca Ca

      21 de janeiro de 2016 em 16:39

      tem uma variante num boteco aqui no RJ, que no interior é um ovo cozido, com a massa da coxinha, mas o ovo é partido ao meio, tem a gema misturada a frango desfiado e catupiry, depois fecham o ovo cozido e o envolvem na massa da coxinha…é coisa de outro planetaa!

    • Gabriel Frigini

      10 de janeiro de 2016 em 01:55

      o loko mano kkk

  5. Mari

    9 de janeiro de 2016 em 17:56

    Coxinha é vida =)

    • Gabriel Frigini

      10 de janeiro de 2016 em 01:55

      coxinha = love

    • Rex Varga emilio

      9 de janeiro de 2016 em 20:46

      Quero ver você viver só de coxinha num lugar sem oxigênio….

      • Mari

        10 de janeiro de 2016 em 09:21

        sentido conotativo

        • Gabriel Frigini

          11 de janeiro de 2016 em 02:30

          treta detected

      • Gabriel Frigini

        10 de janeiro de 2016 em 01:56

        O_O

  6. João Miguel

    9 de janeiro de 2016 em 17:27

    eu sou de limeira e fui nessa fazenda ai, no qual é propriedade particular, depois de muitos anos fiquei sabendo dessa historia, o engraçado é que poucas pessoas sabem disso ate mesmo aqui na cidade poucos sabem, bom ver q a historia da coxinha esta sendo espalhada por ai kkkkk

    • Gabriel Frigini

      10 de janeiro de 2016 em 01:55

      Show mano!!!

17 Comentários
Topo