Minilua

Como os tornados e furacões se formam?

Os tornados e os furacões são algumas das mais poderosas e destrutivas forças da natureza. Felizmente eles são raros por aqui, mas alguns lugares do mundo sofrem com seus poderes, que deixam marcas inesquecíveis:

A diferença

Muitas pessoas não sabem, mas os tornados e furacões são coisas bem diferentes, apesar de serem aparentados.

O tornado é uma coluna de ar, que se manifesta em diversos lugares do mundo e tem um tamanho relativamente pequeno, pois é um fenômeno local. Ele normalmente é reconhecido por sua forma de funil e muitas vezes ocorre em escalas bem pequenas, que podem ser vistas em qualquer lugar:

Os furacões, também chamados de ciclones tropicais, são fenômenos naturais gigantescos, que afetam uma área muito maior e causam estragos incalculáveis. Eles normalmente são previstos com grande antecedência e se formam em lugares tropicais.

Como funcionam

O tornado é um fenômeno que ocorre em todos os continentes do mundo, com exceção da Antártica. Isso porque ele precisa de uma simples diferença de velocidade e pressão do vento para se formar.

Imagine uma grande nuvem. Em sua parte mais baixa, ela tem o vento fluindo a 10 Km/h, mas em uma altitude mais alta, o vento é mais veloz, chegando aos 50 Km/h. Essa diferença de velocidades faz com que uma corrente circular de ar se forme entre essas duas partes. Quando esse redemoinho interno da nuvem é pego por uma corrente ascendente, o tornado muda sua posição, criando uma ligação com o chão e ganhando a famosa forma de funil.

Um tornado normalmente possui uma altura entre 75 e 1500 metros e seus ventos podem chegar a até 480 km/h, porém isso é raro. A distância percorrida por ele pode ser de poucos metros até 100 quilômetros, e tem a duração média de uma hora.

Já os furacões são sistemas mais complexos, que envolvem forças maiores e mais destrutivas.

Os furacões se formam quando regiões de baixa pressão surgem na atmosfera, devido a evaporação das águas do oceano perto do Equador. Por esses motivos que o furacão é chamado de ciclone tropical, pois ocorre apenas nessas regiões mais quentes.

O ar quente, vindo da evaporação da água do oceano, começa a subir e o ar frio de cima tende a descer, gerando zonas de baixa pressão e criando muita movimentação de vento, que, ao final, cria um grande furacão. Dentro desses monstros, a velocidade do vento beira os 300 Km/h. Mas, ao contrário dos tornados, esse fenômeno possui uma escala gigantesca, que pode chegar a afetar uma área de mais de 2 mil quilômetros.

Uma das características marcantes dos furacões são as imagens deles vista da órbita do planeta:

Os ciclones tropicais são responsáveis por algumas das maiores tragédias da humanidade, como o Ciclone Bhola, que matou 300 mil pessoas em Bangladeh nos anos 70 e o Nargis, que matou mais de 150 mil pessoas em Mianmar em 2008.

Um fato bem curioso sobre essas tempestades é que elas giram para lados diferentes, em hemisférios diferentes do mundo. Os furacões formados no norte giram em sentido anti-horário, já as que aparecem no sul, giram em sentido horário. Isso ocorre devido a rotação da Terra.