Minilua

Conheça o segredo de Hunza, o povo que pode viver mais de 120 anos

A expectativa de vida consiste em um número estimado de anos que se espera que um indivíduo possa viver. Vários fatores exercem influência direta na expectativa de vida da população de um país: serviços de saneamento ambiental, alimentação, índice de violência, poluição, serviços de saúde, educação, entre outros.


Mas você já imaginou ter uma expectativa de 120 anos? Não? Então ao ler esse post conhecerá um povo chamado Hunza, que aparenta não envelhecer, que quase não fica doente e vive cerca de 120 anos.

Esse povo pode ser encontrado no vale Hunza, localizado entre a Índia e o Paquistão, região esta conhecida como “Oásis da Juventude”.

Os habitantes deste lugar são conhecidos por sua felicidade, simpatia e disposição, onde podemos observar pessoas vivendo tranquilamente com mais de cem anos de idade. Eles não apenas vivem bastante, como não sofrem de doenças graves nem problemas de saúde.

De acordo com o médico escocês, Dr. Mac Carrisson, o segredo da saúde dos Hunza está na alimentação de seu povo, que sempre segue uma restrição calórica de 30%.

A dieta deles consiste em alimentos 100% naturais, como frutas e vegetais crus, nozes, um monte de damascos secos, uma variedade de cereais (principalmente milho, trigo e cevada), leguminosas, evitando alimentos como: queijo, leite e ovos.

Isso tudo os livra dos agrotóxicos e alimentos transgênicos, e consequentemente de AVC’s e câncer, que vem crescendo por todo o planeta por estes mesmos motivos.

Porém, ingleses e americanos na década de 20 “descobriram” este lugar, o que acabou resultando no início da destruição deste paraíso na Terra.

Então, Hunza sofreu os impactos da globalização que conseguiu permear através da comunidade e introduzir alimentos industriais, resultando em doenças e problemas de saúde que eram enfrentados raramente pelo povo.

O que consequentemente acabou resultando, de umas décadas para cá em mortes mais cedo, caindo então para 70 e 80 anos em média a expectativa de vida dessa população.

Ainda existem famílias que seguem a tradição original, ainda que poucas, de longevidade que marcou o povo de Hunza durante sua história.