Contos Minilua: Ele retorna #136

E com vocês, um dos contos mais divertidos que eu já recebi. A todos, é claro, uma excelente leitura! Ah, e-mail de contato: [email protected]!




Ele Retorna

Por: Aluízio Franco

 jesus_praying

Eis então que Jesus retorna. Mas resolve fazer isso em uma cidade pequena, do interior do Brasil. Era um dia calmo e tranquilo. Crianças brincavam, outras estudavam, homens trabalhavam e mulheres também. De repente as nuvens se abriram e uma forte luz chamou a atenção do populacho da pacata cidade.

Várias e várias pessoas presenciaram aquilo. Uma multidão se formou para contemplar a luz que descia do céu, e, nesse exato momento todos veem descer flutuando dos céus um homem alto de barba por fazer e cabelos ondulados que vinham até os ombros; esvoaçantes parecendo o guitarrista do Led Zeppelin. Usava uma túnica branca com um manto vermelho por cima e nos pés, sandálias no estilo romano com tiras de couro e sola de pneu. (sim, pneu)

As pessoas ficaram encantadas inicialmente, claro. Alguns duvidavam, achavam que era um truque do Criss Angel, mas era verdade afinal de contas. Tratava-se realmente de Jesus. O “chosen one” em pessoa. Ele desceu com os braços abertos e nas palmas das mãos as provas das feridas feitas há mais de dois mil anos.

Um belo e assustador coro de vozes angelicais acompanhava a descida do Deus encarnado. Muitos com medo e por uma boa razão. Muitos chorando, outros rezando, gente gritando “eu te amo, me leva com você!” (Sem notar que o cara estava acabando de chegar.) A massa estava alvoroçada, enlouquecida!

Enfim Jesus pousou serenamente sobre um banco da praça da cidade. A galera geral caiu de joelhos. Era muito empolgante. O ” Verbo” havia voltado e agora a humanidade estaria a salvo.

JC encarou a todos com seus olhos profundos e azuis como o mar do Caribe. Era magnífico. Ele então, desceu do banco, olhou para o céu, contorceu a boca de um jeito a expressar reprovação, apontou para o banco com as duas mãos e abriu os braços reforçando sua desaprovação por ter pousado sobre o banco. Balançou a cabeça em sentido negativo e balbuciou algo que pareceu ser “brincadeira, pô!” Enquanto ajustava a túnica em seu corpo.

Ele começou a andar em direção as pessoas, quando deu um tropeção em uma pedra solta na calçada. Bateu a ponta do dedo mindinho na quina da pedra solta. Foi algo muito doloroso e as primeiras palavras que a multidão ouviu foi um belo urro a plenos pulmões seguido de um “ai, caralho! Puta merda, rachei meu mindinho!”

Todos olharam espantados para o homem agachado sentindo dor em seu dedo mínimo. Logo JC se recompôs e notou que a galera se entreolhavam e depois olhavam para ele com dúvida. Ele ficou um pouco embaraçado, mas prosseguiu. Jogou os cabelos para trás e continuou a se aproximar da multidão e gritou:

- Eu quero saber quem é o prefeito dessa cidade!

Todos se olharam mais uma vez sem entender.

- Não ouviram? disse JC, o prefeito! Quem é o prefeito?

E do meio da massa ouve um idiota aos berros

- Eu! Eu sou o prefeito, Senhor!

O povo em peso ficou chateado e com raiva. A maioria pensava “Mas que merda! Esse filho da puta do prefeito é um ladrão safado e Jesus chamou ele primeiro? É foda! Nem a justiça divina funciona bem!”

O homem chega perto de Jesus e se ajoelha aos seus pés chorando, momento esse, que Jesus afasta-se um pouco retirando os pés com brutalidade das mãos do prefeito.

- Ah! Tá, disse Jesus de modo grosseiro. Para com isso. Levanta daí e para de chorar que ninguém te bateu.

Dito isso a galera se interessou mais pelo fato e calaram-se para ouvir o que JC tinha a dizer para o prefeito. Jesus aponta para a pedra em que havia tropeçado e diz:

- Eu tropecei naquela porcaria de pedra, machuquei o meu dedinho e a culpa foi sua.

Um pouco assustado com a situação o prefeito gagueja e pergunta:

- Minha culpa? Mas como pode ser minha culpa, Senhor?

Sem muita paciência Jesus responde.

- Ora, mas é o cúmulo do cinismo! Será que você vai querer mentir para eu também? Eu sou Jesus, amiguinho! Ninguém mente para mim!

O homem ficou com o rosto avermelhado diante de Jesus, sentindo vergonha do “Santo Homem” e da multidão.

- Mas isso é um absurdo, Senhor! disse o homem, o senhor desceu do céu só para me acusar de algo na frente dos meus cidadãos?

Jesus soltou uma imensa gargalhada. Daquelas risadas altas que deixam qualquer um desconcertado. Escandalosamente Jesus ria até perder o fôlego.

- Ah, meu Eu! Tudo bem, qual o seu nome? perguntou Jesus, enxugando os olhos com a túnica.

- Mas o senhor não é Jesus? Como pode não saber meu nome? questionou indignado o prefeito.

- Eu sou Jesus, seu idiota! O que tem isso a ver com eu saber o seu nome? Nunca te vi na vida! Primeira vez! disse JC.

- Mas eu pensei que o Senhor soubesse de tudo! insistia o prefeito.

Ah, tá! Já entendi. disse o “Verbo”. Você é daquele tipo de pessoa que distorce o assunto, fica se esquivando, fugindo, não responde o que a gente pergunta, não é? Vou te explicar então. Seguinte! Eu sou Jesus, tá? Mas não faço levantamento pro IBGE. Não sei seu nome, não sei sua idade, se você é gay, nada disso. Só vou ficar sabendo quem é você, sua história aqui na Terra, seus erros, etc, depois que você me disser o seu nome, capisce?

Do nada, cortando totalmente a conversa de Jesus com o prefeito, surge um grito do meio da multidão.

- “Ser gay é pecado?”

Jesus olha para a multidão: - Quem pergunta?

Um pequeno e franzino “rapaz alegre” levanta a mão. Jesus olha admirado para o garoto afeminado.

- Eita! (Sai de mim.) Bom, depende! responde Jesus.

- Depende? Depende de que? insistiu o rapaz.

- Oras minhas bolas, depende de tudo! Por exemplo, para eu, ser extravagante, exagerar no jeito gay de ser, fazer suruba de boiolas, essas coisas são pecado. Eu julgo pecado. Mas se você tem um companheiro só, não enche o saco de ninguém com essas idiotices de casar em igrejas, não faz essas viadagens, evita esse tipo de babaquice, aí não é pecado não. Mas depende. Têm dias em que depende até do meu humor.disse JC.

- O senhor é contra gays? mais uma vez perguntou o rapaz.

Jesus, já sem muita paciência, coloca as mãos na cintura abaixa a cabeça e respira fundo. Então olha para o rapaz com uma mão levantada apontando o gay e responde:

_ Vou terminar aqui com o prefeito e depois falo com vocês, tudo bem?

O rapazola consentiu com um aceno de cabeça e um sorrisinho safado para então voltar ao seu lugar, quieto no meio da multidão. Enquanto isso o prefeito esperava pela atenção de Jesus.
- Certo continuou Jesus. Vai, seu nome.
- É Antônio. respondeu o prefeito.
Jesus deu uma encarada no sujeito. - Antônio? Uhn. Deixa eu ver… É, Antônio, você é gay.

- O que? disse espantado o prefeito, enquanto Jesus deixava escapar um riso cheio de chuvisqueiro.
- Não, estou brincando.- disse Jesus aliviando o prefeito. - Mas agora vou falar sério. Quantos Antônios você acha que existem no mundo?
- É…
- Não! Mais nada! Deixa de ser burro. Não sei se sinto pena de você ou de quem votou em você._ disse zangado Jesus e continuou repreendendo o homem. - Quero saber seu nome completo, estúpido! Só aqui nessa multidão deve ter uns mil Antônios. Diz seu nome inteiro.

- Antônio Vitor de Jesus.
- “De Jesus”? - questionou JC, vai se foder! Quem te deu esse nome?
O prefeito já angustiado, gaguejou e disse. - Meu pai.
- Mi, mi, mi, mi, mi - Jesus satirizou o gaguejar do prefeito. - Me lembra de bater no seu pai. Onde já se viu! “De Jesus”. Mas deixando isso pra lá, vamos falar sobre você, senhor Antônio Vitor “de Jesus”. Você trai sua esposa…

Antes que o Messias prosseguisse com as acusações o prefeito o interrompeu.
- Opa! Espera aí, puta sacanagem! O senhor vai me entregar assim? Na frente de todo mundo?
- “Puta sacanagem” é você fazer uma suruba com suas três secretárias que são casadas e ainda levar a Flavinha, filha da sua faxineira dona Otávia, ao motel. Isto que é uma puta sacanagem. Fez agora aguenta! disse Jesus de forma ríspida.

A mulher do prefeito começou a xingá-lo lá do lugar onde estava. “Vagabundo”, “filho da puta”, essas eram as formas mais brandas de insulto que saia do meio do povão.
- Porra, Jesus, me dedurar para minha mulher na frente de todo mundo, é foda! disse amargurado o prefeito.

- Não. Nem se importe com isso. disse JC. A questão é a seguinte. Você foi muito corrupto nessa cidade. Roubou igual rato. Superfaturou um monte de obras, espalhou nota fria para todo lado. Embolsou o dinheiro do asfalto que a cidade está precisando e não fez a reforma da praça, sendo que recebeu a verba para isso. Dessa forma, essa porcaria de pedra que quase quebrou meu dedo, é culpa sua e você será punido por seu crime.

A multidão ficou totalmente descontrolada com as revelações canalhas sobre o prefeito e sua péssima administração. Vaias e gritos misturados com xingamentos pesados explodiam da massa que chegou até a esquecer da presença do “Santo Homem” entre eles, mas o prefeito inflou o peito e gritou.
- Espero que me xinguem bastante e cometam bastante pecados contra os mandamentos de Deus na frente de Jesus! Quero levar muita gente comigo!

Foi um “cala a boca” geral. Um silêncio sepulcral. Todos calaram-se com os olhos arregalados ao se darem conta de que aquilo era um julgamento. O prefeito era o primeiro e qualquer coisa que dissessem poderia acabar comprometendo-os. No entanto JC adiantou-se sobre o fato de estarem todos condenados na verdade.

- Hei! Hei, hei. Alto lá! disse Jesus. - Quem você pensa que é para achar que pode usar meu nome para ameaçar as pessoas?
O prefeito sentiu-se intimidado.
- Desculpe, Senhor. Só quis…
- Quis ser egoísta. - interrompeu Jesus, fazendo o prefeito baixar a cabeça. JC continuou. - Você é egoísta. Você e todo o resto da humanidade. Por isso é que vim dar um fim nisso! E você vai primeiro por conta do meu dedo que bati na porra da pedra que estava solta na calçada da praça que você não consertou.

Com a declaração de Jesus o prefeito, vendo que estava tudo perdido, agora cobrava explicações.
- Como “dar um fim nisso”? O senhor não veio salvar a todos nós?
Perguntou o prefeito com o rosto gordo, vermelho e suado. Jesus deu outra de suas longas gargalhadas excêntricas antes de responder.

- Eu? Salvar vocês? Salvar de quê? E com o dedo em riste para a multidão, JC bramiu grosseiro. Vocês são a maior ameaça que existe aqui na Terra! Vocês querem que eu salve vocês de vocês mesmos? O caramba! Vou é foder com tudo!
Isso foi mais que o suficiente para provocar um caos completo. O pandemônio estava instalado. Gritos de medo e lágrimas de decepção estavam nas faces de todos. Mas eis que no meio da anarquia, uma voz desesperada ruge tentando buscar providências.

- “Mas o senhor não é Deus?” questiona um cidadão.
- E o quê tem isso a ver? respondeu JC sem nem se preocupar com quem perguntava.
-“Ué, mas Deus ama todo o mundo! Todos nós somos filhos de Deus!” insistia o cidadão.
- Ah!exclamou Jesus. - Então agora Deus tem que amar todo mundo! Todo mundo é bonzinho, é filho de Deus, mas quando eu precisei do povo, foda-se eu, né?

Outro cidadão, dessa vez uma mulher, colocou-se em meio a discussão com o “Homem Folha”, para buscar a sobrevivência da raça humana.
- Mas ninguém que está aqui te crucificou, Senhor! Por que devemos pagar pelo crime dos outros?_ perguntou a mulher.

A confusão e o “corre, corre” pararam. Jesus olhou para a mulher que parecia ser uma advogada. JC estava visivelmente decepcionado.
- Depois de tanto tempo eu esperava que vocês tivessem um argumento melhor! disse o Inri. - De inocentes o inferno está lotado! Eu não vou exterminar vocês porque me crucificaram anos atrás. Vou matar vocês porque ninguém aqui é melhor que a galera que me pregou naquela cruz! Dá uma boa olhada à sua volta, minha filha. Vocês foderam com tudo.

É carro, é roubo. Morte então? Vish, não dá. Sem contar que ninguém ajuda ninguém sem querer ganhar alguma coisa em troca!

- Mas o Senhor não pode nos culpar sem nos julgar primeiro. Isso não é o que esperamos da justiça divina. emendou a advogada.
- Mas você ainda insiste? Ironizou Jesus. - Quando eu fui para Gólgota, não tive perdão. Carreguei uma merda de uma cruz pesada pra caralho. Nem água me deram! Sem contar as chicotadas que eu levava de um guardinha filho da puta. Até hoje eu não gosto de polícia por causa disso. E não bastasse eu me foder todo no meio do caminho, ainda me fincaram uns pregos de mata-burro nas mãos e nos pés.

Até hoje tenho os buracos nas mãos e olha que já fazem mais de dois mil anos! E agora que toquei no assunto, fiquei até preocupado com isso. Talvez pode ser diabetes, porque essas coisas não fecham nunca. Bom, mas enfim, vocês já estão mais do que julgados e não tem nenhum inocente aqui!
Um novo alvoroço tomou conta dos cidadãos.

A algazarra de vozes cresceu, mas agora não estavam mais pedindo clemência, estavam todos com raiva e indo contra Jesus, o qual, só fez cruzar os braços sobre o peito e encarar a multidão em fúria. Frases como “Isso é ridículo” ou “Cara presunçoso de uma figa…” e “Este é o demônio nos pregando uma peça!

Pega ele e mata com fogo!” Eram ouvidas aos berros vindas dos cordões.
Então, para o espanto e terror de todos, um clarão assustador com um calor infernal desceu do céu em forma de raio e atingiu o prefeito, fazendo-o explodir em milhões de pedaços, espirrando pedacinhos dele nas pessoas mais próximas.

Respingos e tasquinhos de vísceras voaram na túnica do “Escolhido”. JC olhou para os respingos e deu um sacolejo na túnica para se livrar dos pedacinhos de carne.
- Cacete, exagerei. Era só para fritar.balbuciou Jesus.

  1. Carlos Eugenio

    21 de julho de 2015 em 18:56

    que Jesus mais vida loca kkkkk

  2. Rudson Leite

    3 de novembro de 2013 em 05:59

    Lixo!Voltaire nos ilumina por favor.Cervantes gênio. Paulo C. da um R.A.M..chega de internet por hj. Gosto do ML,mas…q *****.

  3. ronaldo araújo

    3 de novembro de 2013 em 01:52

    Eu achei o post interessante (apesar dos palavrões que só agrada a fãs de filme nacional), mas eu acho que o Minilua devia investir em postagem que agradesse o maior número de usuarios, ou certos post são colocados para deixar o pessoal descutir como si não houvesse respeito? Tenho certeza que o responsável por trazer usuários para o site são os post e não os comentarios. O autor sabe que “falar” de religião satirizando pode não ser a melhor ideia. Queria ver ele usar essas palavra si morasse e satirizasse uma religião do Oriente Médio. kkkkkkk

  4. Waldenis Angélico (Like a angel)

    1 de novembro de 2013 em 22:58

    Conto muito divertido!! Jesus tá muito cabuloso!! Hahahaha’ Porém acho que ele nunca se dirigiria assim para os outros!

  5. Daniel Benevides Caldas

    1 de novembro de 2013 em 17:45

    Parei de ler na metade dessa idiotice toda! Não se brinca com Deus.

  6. Hugo Almeida

    1 de novembro de 2013 em 09:13

  7. gregory gregio

    31 de outubro de 2013 em 23:46

    Não acho que esse post seja ofensivo aos que dizem ser cristãos(exceto pelos palavrões talvez). Acredito que seja um bom alerta a aqueles que acreditam que podem fazer um monte de merda, viver na putaria, desrespeitar o próximo, etc, e simplesmente vão ser perdoados ou salvos por “acreditarem” no deus cristão, enquanto aqueles que são ateus ou homossexuais, mesmo que sejam boas pessoas, irão para o inferno e sei la oque……..

    • Ana paulla ***

      1 de novembro de 2013 em 10:01

      Não é questão de vc acreditar em Deus que instantaneamente será salvo tem mais coisa que isso, por exemplo tenho amigos gays que são pessoas tão maravilhosas que eles jamais poderão ser julgados pela sua condição sexual mas que sejam sim pelo seu caráter, quem criou o preconceito não foi Deus e sim o homem.
      A única coisa que eu julguei no escritor do conto foi o fato dele retratar a imagem de Jesus de forma errônea.
      Ah eu sou bissexual.

  8. Ana paulla ***

    31 de outubro de 2013 em 22:41

    Só acho que não precisava retratar Jesus dessa forma (com tantos palavrões e com esse tipo de atitude ), não sou a pessoa mais religiosa do mundo, mas sei repeitar o Nome de Deus ou nesse caso Jesus. Apessoa que escreveu o conto tem realmente habilidades em escrever contos humorísticos só não deveria fazer isso com o nome de Deus.

  9. Renato Souza filho

    31 de outubro de 2013 em 21:14

    zzzZZZzzzZZZzzz

  10. Aloísio Rosa

    31 de outubro de 2013 em 21:08

    Antes de tudo, eu gostaria de me desculpar com os leitores que se sentiram ofendidos com o conto que escrevi. Sou uma pessoa comum, igual a qualquer um que trafega por esse site. Logicamente com esse conto eu jamais quis promover apologias ao ateísmo, ou afrontar qualquer religioso. Penso que o tempo do fascismo, da incompreensão já passou. Desde que escrevi este conto eu tive a consciência de que haveria sim, críticas ásperas e desconfortáveis, mas esse é o preço que se paga. Ninguém jamais atingirá o público total, jamais existirá um alguém que fará com que todos se sintam bem ao ver o que foi criado. Não sou ateu por ter escrito este conto. Aliás, não sou ateu. Usei de palavras de baixo calão. Fiz o que poucos fazem, fiz o que é da minha característica. Um palavrão jamais será um contra ponto, uma desvantagem quando for usado em algo de textualidade livre. Mas isso é desculpa vã e esfarrapada que lanço. Agradeço a oportunidade que tive aqui. Agradeço a porta aberta. Agradeço a todos que receberam o conto com elogios e também aos que fizeram duras críticas. Meu nome é Aloísio e é um prazer conhecer a opinião de cada um de vocês!

    • Daniel Benevides Caldas

      1 de novembro de 2013 em 17:49

      Só atente mais para o que escreve, pois o conto em si é cômico, mas o sentido e a imagem que passa inconscientemente é outra. Cada um tem sua religião; opinião foi feita para ser expressa, mas desde que não fira a moral e o bem estar de alguém. Deus te abençoe!

      • Aloísio Rosa

        3 de novembro de 2013 em 21:35

        Agradeço o conselho Daniel. Ainda bem que não citei nome de ninguém que possa me processar, não é mesmo? Sorte minha eu não ter ferido a moral de ninguém com algo trivial que sequer representa uma opinião. Afinal de contas, um conto publicado em um site rico e cheio de assuntos inteligentes, eu acredito que não esteja interessado em fazer apologias a nada nem a ninguém! Por estarmos em um país “livre” onde cada palavra que usamos é duramente rebatida, não parece ser de tudo algo infinitamente pior que não dizer nada. Mas o intuito é realmente criar uma história e não outra religião. Espero que tenha se divertido ao ler o tal conto e não deixe, por favor, de ler o restante da história para que não perca o sentido! Jamais e de forma alguma tive ou tenho o intuito de ofender ninguém muito menos uma religião. Aliás, o que eu ganharia com isso? O que eu escrevi é realmente um conto com humor ácido, e se é para fazer comédia, então por que levar tão a sério? Obrigado por sua opinião caro leitor. Sinto-me abençoado por Deus, lhe agradeço! E que ele te abençoe também! Desde o primeiro momento em que mandei o conto para o Minilua e o vi publicado, foi o sentimento mais espetacular que já senti. Super abraço a todos vocês!

    • gato do apocalipse

      1 de novembro de 2013 em 09:10

      cara em um munda onde há “liberdade” de expressão, ter um pensamento que difere da maioria é crime.

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 21:18

      Eu te entendo cara, seu conto foi ótimo. Não ligue pras críticas negativas, pois pelo visto são minoria. Continue escrevendo contos ;D

      • Aloísio Rosa

        31 de outubro de 2013 em 22:23

        Agradeço. Muito obrigado pelos elogios, pelo crédito. Fico feliz por ter gostado.

  11. Little Uchiha™

    31 de outubro de 2013 em 20:54

    “e com vocês, um dos contos mais divertidos que eu recebi”
    Divertido é meu p.au de óculos.

  12. Garota Infernal

    31 de outubro de 2013 em 20:04

    Uma sátira ousada e engraçada sobre a ligação entre o mundo moderno(imperfeito) e Deus(O Todo-Poderoso). Qualquer crente ou fanático religioso diria que é um insulto a Deus, mas o que está em evidencia é a humanidade, é que quando você pensa em Deus voltando, o que pensa? Ele vai vir, vai explodir o mundo e apenas levar as pessoas boazinhas e mandar os gays pro inferno. Ele usa um outro tipo de linguagem e narrativa para nos dizer “E Deus não sofre”?
    Longe de ser como a história do alquimista ou das mãozinhas coladas, ele usa de ironia e palavrões para dizer coisas que devemos ouvir. Ótimo conto, além de original e hilário nos faz pensar.

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 20:48

      Sua avaliação tá melhor que a minha, gostei XD
      Somos dois avaliadores de contos do site hehehehe 🙂

    • Garota Infernal

      31 de outubro de 2013 em 20:07

      Prós: Mistura de humor e reflexão de uma forma genial. Uso de palavrões, por incrivel que pareça, deixou o conto mais real e familiar aos nossos olhos(e ouvidos) nos fazendo ouvir os diálogos dentro da nossa cabeça.
      Contras: Alguns poucos erros de português, mas é bom lembrar que grandes obras da literatura tem erros de português.
      Nota: 10 com louvor.

  13. Jeff Dantas

    31 de outubro de 2013 em 19:19

    Lembrando que, o conto terá continuação. Aliás, o Aluízio ficou muito feliz com a repercussão: “Olá, boa noite. Primeiramente eu gostaria de agradecer a oportunidade que concedeu a mim. Agradeço por publicar o conto que lhe enviei. Fiquei deveras feliz por ver o meu trabalho em seu site. Uma das melhores emoções que senti, tenho que confessar. Ainda que eu esteja sendo piegas, penso que não há outra forma que não essa de agradecer-vos. Obrigado a você, Jeff por conceder esse espaço e a todos do Minilua….” ^^

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 20:46

      Um ótimo conto, uma pena ter repercutido tão negativamente com os religiosos fanáticos que ficaram ofendidos aqui no site.

      • Little Uchiha™

        31 de outubro de 2013 em 21:16

        E isso ajuda muito né? ficar chamando de fanático? fanático de cu é rola cara

        • Phantom Lord / Hyoga

          31 de outubro de 2013 em 22:10

          se ofender tao facil com uma piada soh pode ser fanatico msm

          • Little Uchiha™

            31 de outubro de 2013 em 22:36

            piada? ele automaticamente classificou quem ficou ofendido como fanático mas nem vou tentar explicar pq pra vcs parece que a gente reclama pq queremos dar uma de certinho, existem limites cara, não aqui, não ali.

          • Phantom Lord / Hyoga

            31 de outubro de 2013 em 23:31

            o texto eh um texto de comedia cara pra q levar tao a serio? ._.

        • Lucas Rodrigues

          31 de outubro de 2013 em 21:20

          Fanático sim e não se fala mais nisso u.u

    • Garota Infernal

      31 de outubro de 2013 em 20:04

      Quantas partes pode ter um conto, Jeff?

      • Jeff Dantas

        31 de outubro de 2013 em 20:19

        Então, de duas a três, no máximo…Já no caso deste, imagino que só duas… 🙂

        • Lucas Rodrigues

          31 de outubro de 2013 em 20:46

          Tô ansioso pra ler a parte 2 XD

    • Golden Falcon

      31 de outubro de 2013 em 19:26

      É um ótimo conto, mas alguns religiosos se sentem ofendidos quanto a este post.

  14. larissa

    31 de outubro de 2013 em 19:11

    Como eu tenho pena dessas pessoas que nao acreditam em Deus, é tao triste sabe,geralmente pessoas assim adoram ofender as pessoas, nao se importam com ninguém, nao acreditam em uma manha melhor. è tao bom viver na presença de Deus, isso ate te faz ser mais fiel e mais feliz pois sabe que tem um Deus que te ama e nunca desampara, uma vez na escola escutei um depoimento de um ex usuario de droga que disse que ele era ateu e o dia que todos os desampararam ele pensando em se matar pediu ajuda de Deus e seu pai que ele nao via há anos encostou em seu ombro e chamou para ir para casa, alem de fatos que aconteceram na minha familia. Eu tenho creio em Deus, e se eu fossem voces acreditariam pois tudo fica melhor quando se é fiel á Deus

    • Gabriel Dopazo

      1 de novembro de 2013 em 22:21

      Eu acredito em Deus ,mas nao é por isso q eu vou tentar converter todo mundo e fazer-los acreditar em Deus,muito ao contrario,eu respeito todas as religioes e tambem nao so fanatico igual vc larissa,e outra, eu acredito em deus e nao na Religiao!!

      • larissa

        5 de novembro de 2013 em 10:31

        Querido Gabriel, em que momento tentei converter pessoas? só expressei minha indignação por alguns comentários que vi a respeito da existência de Deus, se você não observou quem tenta e insiste em converter alguém sao os Ateus de outros comentários e os que postam coisas tentando provar que Deus não existe.. eu não sou fanática, infelizmente sou ate relaxada as vezes pois reclamo demais e esqueço de agradecer, eu ate gostei do post em no que diz a respeito a vinda de Deus na terra pois muitos se julgam certos mas na verdade todos somos pecadores e todos vamos ser julgados, mas o que me incomodou foi os chingamentos e principalmente os comentários. e Eu acredito em religião eu não acredito é nas pessoas , afinal a igreja é a igreja tem Deus mas é composta por seres humanos.

  15. Willian

    31 de outubro de 2013 em 18:40

    “talvez pode ser diabetes” HAEUAHEUAEHAUEH

  16. Arthur Ribeiro da Silva

    31 de outubro de 2013 em 17:09

    Cara, achei sem graça. Muito previsível esse conto. Faltou um “fator inesperado” pra dar humor ao texto.

  17. Ariane Cris

    31 de outubro de 2013 em 16:45

    Ri pacas aqui! rsrsrs mto bom

  18. Cleiton Costa

    31 de outubro de 2013 em 16:34

    Agora contos envolvendo religião!! #vergonha :/

    • Garota Infernal

      31 de outubro de 2013 em 20:10

      Acho que contos de todos os gêneros e assuntos devem entrar. Quer dizer que “Nicolau: cabeleireiro do inferno” que era sobre um cabeleireiro homossexual, velho, satanista e rockeiro que matava pessoas pode entrar e religião não?

      • Lucas Rodrigues

        31 de outubro de 2013 em 20:43

        Aquele conto do Nicolau é inesquecível… de tão ruim rsrsrsrs 😛

        • Garota Infernal

          31 de outubro de 2013 em 21:41

          Eu morri de rir. Pena que eu não fazia críticas naquele tempo, eu pensei em tantas piadas sobre o conto.

  19. Victor Da Silva Lima

    31 de outubro de 2013 em 15:17

    Falar assim do nome de Jesus ta muuuuito mais que errado!

    • Terrorista

      31 de outubro de 2013 em 18:20

      Tem um capitulo secreto no novo testamento,onde Jesus comia merda e dava a bunda pra um jumento.

      • Garota Infernal

        31 de outubro de 2013 em 20:11

        Deve ser aquele conto erótico que você escreveu e enviou para o Marcelinho… hum… to comendo seus quentos, safadinho.

  20. Li Syaoran

    31 de outubro de 2013 em 14:46

    Porra, uma cidade inteira e ninguém tentou matar o zumbi eterno? Eu sei que é isso o que eu faria.

    • Arthur Ribeiro da Silva

      31 de outubro de 2013 em 17:10

      Matar Ele pra quê? Ele ressuscitaria.

      • Li Syaoran

        31 de outubro de 2013 em 18:12

        Eu sei, mas seria mais só para ver a cara do povo.

  21. Dark J

    31 de outubro de 2013 em 14:08

    … … …
    … … …
    Não sei o que dizer :/

  22. Samuel Dias

    31 de outubro de 2013 em 12:24

    Palhaçada isso repeitem a Jesus se não quiserem ir para o inferno bando de idiotas vão queimar no fogo do inferno. Alias, esse site tem caído demais nos últimos anos, tem postado muita palhaçada principalmente esse troço de pérolas do facebook. Faça coisas boas, interessantes, que agreguem conhecimento para mudar o mundo e principalmente o Brasil. Já vi várias matérias nesse site falando sobre roubos dos políticos e coisas do gênero, mas não é só eles que devem mudar o que vocês do minilua estão fazendo pra mudar???? NADA criticam mas não mudam também!! Continua esse zoeira e putaria que é o nosso país. Eu só peço uma coisa: RESPEITEM A JESUS CRISTO!!! bando de IDIOTAS DO MINILUA!!

    • King Bradley

      2 de novembro de 2013 em 23:16

      conhece uma palavra chamada sátira?

    • thiagosilva lp

      1 de novembro de 2013 em 12:32

      sabia que viria um idiota retardado falar merda aqui, sério cara eu sou evangélico mas simplesmente adorei o conto. A humanidade está acabando com o mundo, inclusive pessoas como você. se quiser ir para o paraíso, pare de julgar os outros. E as 35 ave marias de hoje, já rezou?? ²

    • Phantom Lord / Hyoga

      31 de outubro de 2013 em 22:04

      1º: o post foi escrito por um leitor e nao por um adm
      2º: aceite q nem todo mundo aqui eh cristao e q nem todo mundo vah levar essa coisa de queimar no fogo do inferno a serio
      3º: eu vou zoar o cristianismo ateh eu morrer 😛

    • Terrorista

      31 de outubro de 2013 em 18:15

      Mas se Jesus tivesse aids ia só dar briga feia,dava o cu sem camisinha e ainda sujava de areia.

      • Golden Falcon

        31 de outubro de 2013 em 19:17

        Cala a boca Satirista. O cara já é um fanático que fica irritado com qualquer coisa sobre religião e você põe lenha na fogueira.

    • Luís Felipe

      31 de outubro de 2013 em 18:00

      E as 35 ave-marias de hj, já rezou?

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 15:51

      Não precisa usar de xingamentos pra expressar sua opinião, você exagerou. E também outra coisa: o site está ótimo do jeito que está, se está insatisfeito então porque está aqui?
      E outra: é nítido o seu fanatismo religioso, ficou todo raivoso só por causa de um conto… primeiro que o conto me parece ser uma crítica.
      “vão queimar no fogo do inferno.” você falou, exatamente, como um cristão fanático e que se ofende por qualquer coisinha que denigra sua religião, sinceramente, sua atitude foi imatura, mas enfim não vou perder meu tempo dando lição de moral em religiosos de mente fechada como você.
      Flw vlw u.u

    • Dark J

      31 de outubro de 2013 em 14:25

      1) Eu também não gostei do conto, mas não é por isso que eu vou sair xingando e ofendendo todo mundo. Tenha paciência.
      2) O site é bom sim. Mostra curiosidade e noticias e humor bastante legais. Você deve ser um daqueles cabeças ocas que só querem saber de coisa séria e tudo mais. Se você não gosta do site, então sai hora bolas.
      3) Se você é seguidor de Deus de verdade, você não deveria tá xingando ou ofendendo e essas outra bobagens ai, até por que Deus não gosta disso. Se voçê quiser ser arrebatado, primeiro, mude a sí mesmo, por que com essa personalidade, é você que vai pro inferno.
      Flw vlw Obrigado por ler até aqui.

    • Luna Dark

      31 de outubro de 2013 em 13:43

      Devagar aí fera. É só um conto,foi divertido mas tem uma crítica também,a humanidade que tá ferrando com tudo mesmo. E quanto à respeito,faltou um pouquinho aí da sua parte,foi não?

    • La No Posto Ipiranga

      31 de outubro de 2013 em 13:34

      respeito jesus ele é um cuzão mas eu respeito ele

    • Lilian

      31 de outubro de 2013 em 12:43

      Primeiro, eu também não concordei com isso, mas não é por isso que eu vou xingar o site e tudo que tem nele. Segundo eu até achei que a história faz um pouco de sentido(claro que Jesus não ia fazer isso, mas da pra aguentar)

    • Super Choque

      31 de outubro de 2013 em 12:38

      Blá , blá ,blá ,blá…

  23. Mateus Almeida

    31 de outubro de 2013 em 11:39

    Li até começarem os palavrões. Acho que um escritor ou qualquer outro artista que se vale de baixo calão pra entreter o público não merece um admirador.

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 15:44

      Não vejo mal nenhum referente a inserção dos palavrões no conto, é só uma história, um simples conto de humor. Você deve ser um daqueles que adoram o mundo politicamente correto que vivemos hoje, lamentável Ù_Ú

  24. Ezio Auditore

    31 de outubro de 2013 em 11:34

    “Salvar vocês?salvar de quê?vocês são a maior ameaça ao mundo” Cara,sempre pensei nisso.

  25. Luís Felipe

    31 de outubro de 2013 em 11:12

    Se era pra foder com a humanidade, nem precisava q ele viesse, a gent faz isso sozinho.

  26. Fred Junior

    31 de outubro de 2013 em 10:41

    [img]http://static.fjcdn.com/pictures/MY_6c5d80_152818.jpg[/img]

  27. Bruninho Saha

    31 de outubro de 2013 em 10:30

    kkkkkkk…
    na boa, sou crente, mas ri muito com o conto… mto bom… Jesus maloqueiro… kkkkkkkk

  28. Cleverton Davanço scallice

    31 de outubro de 2013 em 10:20

    então cara e nao sei vai ter muito fanatismo aqui daqui pouco mas só entendam uma coisa a historia não fez nenhuma blasfêmia ou qualquer outra coisa com o nome de Jesus ele só quis mostrar que a arrogância (sem contar outras coisas) humana esta tão grande que ele não dão o braço a torcer nem mesmo quando o próprio Deus encarnado diz que estão errados bom acredito ser isso e tbm como o camarada do outro comentário disse tem a parte do humor tbm seria aquelas comédias com moral hehe

  29. Lucas Rodrigues

    31 de outubro de 2013 em 07:37

    Gostei do conto, bem divertido. Espero que alguns religiosos fanáticos não se ofendam ao ler este conto muito engraçado, até porque é só um conto de humor, uma história fictícia. O humor inserido foi bastante aproveitado e narrativa prende o leitor até o fim. Gostei da forma como foi escrito e não me incomodei com os palavrões, até porque faz parte, já que o objetivo do conto é nada mais, nada menos do que fazer rir, e eu ri bastante rsrsrsrs 🙂
    Nota: 9,0 – Ótimo, parabéns ao autor XD

  30. Renan Gustavo

    31 de outubro de 2013 em 06:14

    mexer com religião é treta na certa! =D

  31. Derpino

    31 de outubro de 2013 em 00:16

    Post com religião??

    ~The treta has been planted~

  32. Um qualquer

    31 de outubro de 2013 em 00:13

    Que bonitinho , o Diego Martins agora tem um seguidor……

  33. Altair Ibn-La'Ahad

    31 de outubro de 2013 em 00:10


    mas pra que isso?
    ._.

    • Ezio Auditore

      31 de outubro de 2013 em 23:39

      Pra

      que ._. mas?

      isso

      • Altair Ibn-La'Ahad

        2 de novembro de 2013 em 13:01

        n se envolva, descendente q usou minhas armas e criou nada de útil ._.

    • Oh yeah!

      31 de outubro de 2013 em 12:50

      isso
      mas pra que tá?
      ._.

      • Anderson Fickel

        31 de outubro de 2013 em 14:13

        ._.
        isso
        tá? que pra mas

        • Soriano

          31 de outubro de 2013 em 23:15

          mas
          ._.
          ?que pra tá

          • Lucy

            3 de novembro de 2013 em 09:20

            que?
            pra mas? tá
            ._.

  34. Oh yeah!

    31 de outubro de 2013 em 00:00

    jesus na veia , antônio na cadeia o/

  35. Estudante

    30 de outubro de 2013 em 23:53

    EU OUVI HERESIAS BLASFÊMIA E O NOME DE DEUS EM VÃO?

    • Terrorista

      30 de outubro de 2013 em 23:57

      Não, você leu.

      • Estudante

        31 de outubro de 2013 em 00:26

        Não,eu li um conto. Disse que ouvi heresias blasfêmia e o nome de Deus em vão porque mora um atel aqui do lado.

        • jhajá

          31 de outubro de 2013 em 17:29

          atel é um cara sem telefone ou vc naum sabe teclar ?

          • Bru ~

            31 de outubro de 2013 em 17:59

            Ah malz ae AEHAUEHAUEHAUEHUEH

          • Estudante

            31 de outubro de 2013 em 19:24

            Blasfêmia é um novato qualquer querer comentar algo que não entende que foi feito de propósito,assim como a falta da vírgula depois de heresias,e a falta do s depois de blasfêmia(se heresias foi pluralizado,blasfêmia também deveria ter sido,não por uma regra,mas pelo contexto do conto,que prova a existência de várias blasfêmias).Isso prova que os novatos só pioram no quesito de inteligência.

          • Bru ~

            2 de novembro de 2013 em 13:29

            Isso prova que vse eh um bosta :>

          • PATROCINADOR novato

            31 de outubro de 2013 em 20:48

            Esse comentário nada restringe de uma atividade novata, pessoas idiotas acham que isso pode explicar a inexistência do Estrella…

          • Estudante

            31 de outubro de 2013 em 21:30

            Logicamente que não…Assim como Deus precisa do diabo,a morte precisa da vida e o capitalismo precisa das desigualdades sociais,os veteranos precisam dos novatos(alguém precisa ser o burro)…Só fiz o trabalho de nivelar a novatice 🙂

          • PATROCINADOR novato

            31 de outubro de 2013 em 21:41

            Comentários malucos e exóticos, gostei. Quando se trata de ser novato, a retardatice não tem limites rsrsrs 🙂

          • Estudante

            31 de outubro de 2013 em 22:07

            Sério que isso aqui é um usuário!? Tá parecendo uma burrice de… sei lá kkkkkkkkkkkk 😛

            [img]http://i289.photobucket.com/albums/ll236/Zell_666/Pissed%20off/baby-baphomet.jpg[/img]

          • Terrorista

            31 de outubro de 2013 em 23:10

            Olha cara, já tô cansado de você querer se achar superior aos outros pelos seus gostos e por ser um usuário antigo, mas bota uma coisa na tua cabeça, você não é melhor que ninguém, você é só mais um nerd virjão querendo aparecer na internet, quer ofender os otakus, os que não compartilham dos seus gostos e os não-virgens, pois você sabe que eles conseguem ser melhores que você, sua tentativa de trollar os outros é engraçada mas…Todo veterano é velho,e as piadas também são, então acho que está na hora de você mudar um pouco. Já reparou que todos aqui te odeiam? Acho melhor você parar de bancar o troll,porque não está mais dando certo. Na verdade não sei nem o porquê de eu responder seus comentários ainda, você deve ser só mais um fake, ou fazer vários fakes, você não perceber o quão babaca é por fazer esses fakes e por querer causar nos comentários, eu sinceramente tenho dó de você, e apartir de hoje não responderei mais os seus comentários!

          • Estudante

            31 de outubro de 2013 em 23:31

            [img]https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/1170763_567250153312117_1423905750_n.jpg[/img]

          • Lucy

            3 de novembro de 2013 em 09:18

            Satirista respondeu bem e concordo plenamente com ele, mas juro que quando vi essa imagem quase tive um troço. huahuahuahua

          • Terrorista

            31 de outubro de 2013 em 21:35

            Burro mesmo é o cara que perde tempo se achando no MINILUA.

        • Bru ~

          31 de outubro de 2013 em 14:43

          Blasfêmia foi o estudante escrever ‘ateu’ com ‘L’ D:

        • Terrorista

          31 de outubro de 2013 em 00:29

          Transa com ele então.

  36. PATROCINADOR novato

    30 de outubro de 2013 em 23:49

    ELE RETORNA

    [img]https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc1/45564_414633911996847_210683847_n.jpg[/img]

  37. Terrorista

    30 de outubro de 2013 em 23:47

    Dai Jesus matou todos os negrinhos, gays, judeus, aleijados, loucos, ciganos, entre outras minorias. E no fim dos tempos o que prevaleceu foi um mundo ariano e o pecado deixou de existir, Jesus torturou a alma dos que ele considerava impuros no que ficou conhecido como ” Holocausto de Gzuis “.

  38. Hyoga de Cisne

    30 de outubro de 2013 em 23:44

    oO, eu gostei, ms achei muito tenso e.e

  39. Jeff Dantas

    30 de outubro de 2013 em 23:37

    “Então agora Deus tem que amar todo mundo! Todo mundo é bonzinho, é filho de Deus, mas quando eu precisei do povo, foda-se eu, né?” Adorei esse trecho…hauahahaha

    • Lenalee

      31 de outubro de 2013 em 09:55

      Ri demais o conto inteiro. kkkkkkkkkkk

    • Lucas Rodrigues

      31 de outubro de 2013 em 07:34

      Essa parte foi engraçada kkkkkkkkkkkk

    • Phantom Lord / Hyoga

      30 de outubro de 2013 em 23:38

      mas o melhor foi:

      “Você trai sua esposa…

      Antes que o Messias prosseguisse com as acusações o prefeito o interrompeu.
      – Opa! Espera aí, puta sacanagem! O senhor vai me entregar assim? Na frente de todo mundo?
      – “Puta sacanagem” é você fazer uma suruba com suas três secretárias que são casadas e ainda levar a Flavinha, filha da sua faxineira dona Otávia, ao motel. Isto que é uma puta sacanagem. Fez agora aguenta! disse Jesus de forma ríspida.”

      morri XD

  40. Phantom Lord / Hyoga

    30 de outubro de 2013 em 23:34

    eh +/- assim q eu acho q jesus/deus seria se ele existisse u.u

    • Arthur Ribeiro da Silva

      31 de outubro de 2013 em 17:14

      Nem acho. Jesus na Bíblia é pacato e humilde. Quase um hippie. Deus sim se mostra mais irado. Mas se fosse pra matar todo mundo, acho que ele mandaria um desastre natural ou algo do tipo.

    • Oh yeah!

      31 de outubro de 2013 em 00:04

      mais ele existe kra e tá la no céu olhando essas suas atéisses ai eim

      • Phantom Lord / Hyoga

        31 de outubro de 2013 em 22:07

        manda beijo pra ele

      • La No Posto Ipiranga

        31 de outubro de 2013 em 13:33

        sim e os unicórnio moram no inicio do arco iris.

        • Anderson Fickel

          31 de outubro de 2013 em 14:12

          sei n kra…pergunta la no…

        • Oh yeah!

          31 de outubro de 2013 em 13:42

          ocê é um enviado do demonho pra testar minha fé

111 Comentários
mais Posts
Topo