Contos Minilua: Os indiferentes #21

E antes de começarmos, apenas uma dica: sempre que possível, procure revisar o seu conto. Os melhores, como sempre, são postados aqui no Minilua. Uma boa leitura!

                                                                 Os indiferentes 

Por: Sara Falcato

A manhã começa calma, no fundo, bem no fundo da nossa audição ouve-se o barulho atribulado dos carros já loucos para começarem o dia. Contudo o tempo parece estar sempre parado no bairro. Através da janela penetra a luz quente do Sol. Por mim ficaria todo o dia deitada na cama, gosto especialmente da minha companhia.

- Em?! Em! Oh Emma?! Acorda! – exclama Naomi já de pé.

Deixo a preguiça invadir-me todo o corpo, com um gesto de redenção fico de barriga para cima.

- Eu sei que o teu trabalho é um nojo… - diz-me ela colocando-se em cima de mim.
Aproxima-se e saúda-me com beijo leve.

- Eu gosto do meu trabalho. – desdigo as suas palavras. – Apenas existem dias que não tenho muita vontade de me levantar.

- E que tal se hoje não fosses ver os teus criminosos e viesses comigo? – propôs Naomi com o seu rosto em cima de mim.

Tentei perguntar onde é que ela queria ir, contudo os seus lábios colados aos meus não o permitiram.

- Hoje irá haver um protesto para os direitos dos homossexuais, acho lógico irmos juntas…

Levantei-me.

- Não me irás apanhar em protesto algum, essas coisas só servem para aguçar o sensacionalismo da comunicação social. – explico-me.

- Vou ter que discordar contigo, se as pessoas não protestarem, não têm direito a reclamar. Todos têm o direito a dizer quando algo não nos agrada… Cegos… Surdos… Mudos… Negros… Homossexuais… Bissexuais… E por ai a diante, as pessoas têm que ver que fazemos parte da sociedade, e que não vamos embora só porque elas querem. As pessoas não passam de um vazio escondido…

Naomi levantou-se da cama, vestiu os seus calções curtos e uma blusa de alças branca, procurou pelas suas botas altas e calço-as.

Aproximou-se de mim, os seus olhos tão azuis penetraram-me com força.

Os seus olhos são a água para acalmar o fogo do seu corpo.

Pensei.

Sorri.

- Sabia que se não fosse eu, daqui a uns anos seria uma velha sozinha com apenas um gato no colo? – disse-me ela sorridente. – Esta noite jantamos juntas? – perguntou-me colocando uma mexa do meu cabelo para trás da orelha.

- Sim, cá estarei… - beijei-a.

- A sério?

- Sim.

Voltei a beijá-la vivamente pela última vez.

Ela era “viva”, e gostava de acordar todas as manhãs só fato de respirar.

Abriu a porta, à entrada estava Marco, o rapaz que morava na casa em frente. Todo o dia nos acompanhava um ao outro para os nossos destinos diários, ele ficava à porta do seu instituto de ensino e eu seguia para a polícia. 
***
Durante todo o dia pela televisão passavam imagens dessa grande manifestação.

Achava naquilo certa graça, pois sabia que Naomi por ali andava aquilo era o reflexo do seu ser, era a sua fúria e vontade de dizer ao mundo quem era sem qualquer problema. E como ela, existiam mais, e mais pessoas em protesto, não por quererem direito iguais, mas sim para mostrarem ser quem são. Uma parte da sociedade estava a perder o medo de falar e com isso vinham às revoltas do povo que se achava dono da razão, nem eles sabem o que é isso.

Na hora do almoço tentei telefonar-lhe, mas ia parar o atendedor de chamadas.

Não te metas em problemas! Não posso estar sempre a tirar-te detrás das grades!

Almocei na esquadra, dentro do meu gabinete a olhar para o infinito das paredes brancas. Agarrei uma carta que ela me escrevera nas férias, já há alguns anos, sempre gostei da maneira como a terminou, e sempre que algo me preocupa gosto de ler as suas palavras:

«Posso até nunca olhar-te nos olhos;

Posso até nunca ver o teu sorriso;

Posso até nunca cruzar-me contigo na rua;

Posso até nunca saber qual é o teu sofrimento;

Posso até nunca saber aquilo que te deixa alegre;

Posso até nunca conhecer a tua história;

Posso até nunca abraçar-te;

Posso até nunca beijar-te;

Posso até nunca ouvir o som da tua voz;

Posso até nunca conhecer-te;

Ou morrer antes que isso aconteça;

Mas quero que saibas que te amo, pelo simples fato de existires, de estares vivo.

Só pelos simples fato de teres nascido te torna importante.

Quantas vezes olhas-te para o espelho e tiveste orgulho naquilo que estava escondido atrás do teu reflexo?»

Sabia que aquilo não era escrito para mim, mas sim para que aquela carta tivesse um significado para toda a gente que a lê-se.

Nesse dia fui para casa cedo, preparei o jantar.

Esperei que aparecesses, não vieste, telefonei nada disso aconteceu.
Adormeci na minha preocupação, até que por volta das três da manhã o meu telemóvel tocou:

- Inspetora precisamos de ti…

Levantei-me contra vontade, peguei no carro e segui para onde me indicaram. 
À porta de um apartamento estava muita gente amontoada, passei por entre as pessoas. Não acreditei no que vi ao entrar no quarto: Naomi em cima da cama, sem roupa, amarrada, os olhos não tinham brilho o rosto tinha salpicos de sangue, corpo mutilado, no seu ventre estava escrito com cortes a palavra “Puta”.

Naquele momento deixei de ser eu. Eu tinha morrido, ela é que me olhava. Pelo menos assim eu quis acreditar.

Aproximei-me.

Desviei o cabelo que te cobria o olhar azul sem vida.

Cerrei-te os olhos.

Pela última vez na minha vida os meus lábios tocaram-te.

  1. Vitor Mazarak

    5 de setembro de 2012 em 23:15

    Quem não teve paciencia de ler curte ae …..

  2. Iuri Ramos

    4 de setembro de 2012 em 12:46

    eu acho qeu sou maluco!pq adorei oq fizeram com naomi!

  3. Gaby chan

    28 de agosto de 2012 em 19:05

    Que triste ;–;   ~quase chorei aqui~

  4. 2-D

    28 de agosto de 2012 em 15:34

    gostei dessa historia!!!mesmo tendo terminado de maneira retardada

  5. Luciano Correia

    28 de agosto de 2012 em 13:09

    Essa foto da capa atrai muito!

  6. Anônimo

    28 de agosto de 2012 em 12:17

    português de portugal é pra foder msm.

  7. L P

    27 de agosto de 2012 em 19:07

    Sou contra todo tipo de homosexualidade mas não me exalto neste assunto pois da problemas.

  8. John Lennon

    27 de agosto de 2012 em 18:24

    Muito bom o conto. História interessante com um final trágico que expõe muitos dos preconceitos e tabus da nossa sociedade.

  9. Kaya

    27 de agosto de 2012 em 16:56

    Semana que vem: A Capivara ataca novamente assassinando lésbicas -nn

  10. Kaya

    27 de agosto de 2012 em 16:53

    Português de Portugal me irrita MUITO, prefiro em japonês u_u

  11. Ynna

    27 de agosto de 2012 em 14:40

    Achei sem graça a história-mais parabenizo pela mudança de tema

  12. Sarah Figueiredo

    27 de agosto de 2012 em 12:59

    FAP FAP FAP

  13. John Marston

    27 de agosto de 2012 em 07:13

    alguém me explica oq é çoç ?

    • Robb Stark

      27 de agosto de 2012 em 07:53

      e um erro de escrita para lol, que acharam engraçado e virou modinha entre alguns tapados…

  14. Gustavo Areia

    26 de agosto de 2012 em 23:03

    A sociedade esta virando um lixo! os valores morais e éticos estão sendo deixados de lados…. a historia se repete,assim como a grécia e roma tiveram suas libertinagens cortadas bruscamente teremos a nossa graças a Deus! espero que isso aconteça em breve!

  15. Matheus Silva

    26 de agosto de 2012 em 22:21

    Queria ver se fosse dois caras na história, todo mundo ia odiar, e ter repulsa.

    • Fernanda Baptista

      27 de agosto de 2012 em 00:07

      É incrível o número de pessoas que acham lesbianismo algo normal, ou até atraente, mas adoram humilhar e zoar homens gays ¬¬

    • Pol

      26 de agosto de 2012 em 22:40

      È engraçado como as pessoas acham o lesbianismo lindo,excitante, romântico e o homossexualismo,nojento,repugnante, pecaminoso e não natural.

      • Um qualquer

        26 de agosto de 2012 em 23:06

        Eu não acho o lesbianismo lindo não…………

  16. Hugo Maes Manara

    26 de agosto de 2012 em 21:30

    …triste

  17. La No Posto Ipiranga

    26 de agosto de 2012 em 21:16

    o que eu li:

  18. Penis

    26 de agosto de 2012 em 21:14

    Lesbiquisse ADOGO

    • cocaine

      26 de agosto de 2012 em 22:20

      adogamos 😉

    • Adriano Hidden®

      26 de agosto de 2012 em 21:32

      eu conheço uma lesbica…te apresento caso queira 666′

      • Penis

        26 de agosto de 2012 em 21:40

        Opa ta ai

        • Adriano Hidden®

          26 de agosto de 2012 em 21:48

          não…ta aqui
          ela me vendeu uma moto, é patyzinha, e curte um menage
          topa?

          • Penis

            26 de agosto de 2012 em 21:59

            olha só não topo por causa de ser paty, mas o menage ela acha outra guria pra fazer, não tenho ciumes não :3

          • Adriano Hidden®

            26 de agosto de 2012 em 22:07

            ela é a menininha da jogada…ela gosta de mulher macho
            mas tudo bem

        • Robb Stark

          26 de agosto de 2012 em 21:47

          Eu ainda acho q vc é fake…

          • Penis

            26 de agosto de 2012 em 21:48

            D: mas por que? ):

          • Robb Stark

            26 de agosto de 2012 em 21:51

            sei lá… muitas noias… e só pra dar risada… tambem carrego sangue de moraes…

          • Penis

            26 de agosto de 2012 em 21:55

            pior que não velho… e só meu jeito de ser mesmo .-. pode perguntar pra quem me conhece 

          • Robb Stark

            26 de agosto de 2012 em 21:57

            e quem seria que te conheçe?   kkkkkkkk ! e não m chama de velho :(…   isso eu já sei!

    • Bruno Melo

      26 de agosto de 2012 em 21:19

      Viadagem….

  19. Haruka

    26 de agosto de 2012 em 21:13

    Foi um dos contos mais lindos que já vi, a carta que ela escreveu também era linda. É incrível como a sociedade pode ser nojenta, se irmãos querem se amar, se gays querem se amar, se primos ou seja lá o que existir, querem se amar qual é o problema? Sempre vindo com a frase “não é natural” da vontade de cuspir na pessoa. O fato de estarmos aqui não é natural, afinal não sabemos de onde viemos, mas as pessoas se enchem de ignorância e se acham no direito de ser superior a alguém em relação a sexualidade dele, obviamente a pessoa não escolheu ser assim, não escolheu ser lixado na rua, não escolheu ser chamada “puta”, se as pessoas ao menos se respeitassem estaria tudo bem. Me frustra bastante pensar nestes assuntos  ¬¬

    • Serj Tankian

      26 de agosto de 2012 em 21:49


       se irmãos querem se amar” DAFUQ VEI, ISSO EXISTE MESMO?

      • Haruka

        26 de agosto de 2012 em 21:51

        Se chama incesto (quando parentes se relacionam) E sim, existe… Antigamente (bbbeeemmm antigamente mesmo) era normal os irmãos se casarem e ficarem juntos. Ai chegou algo chamado Igreja Católica e disse que era pecado da mesma forma que disse que o homossexualismo era pecado =D Proibiu o amor, algo bem simples!

        • Serj Tankian

          27 de agosto de 2012 em 19:45

          porra cara, mas é meio tenso…

    • Sou maggotinho Seu amiginho

      26 de agosto de 2012 em 21:27

      Odeio a falta de respeito dessas pessoas,sou bissexual mas até agr ninguém que me conhece sabe pq tenho medo de ter que enfrentar esse tipo de preconceito todo dia =/

  20. fak u dolan

    26 de agosto de 2012 em 21:11

    alguem ae joga priston e é lv alto

  21. Yao Ming

    26 de agosto de 2012 em 21:07

    Triste véi!

  22. Luciano Lobato

    26 de agosto de 2012 em 21:07

    qual a probabilidade de eu ir na janela agora para fecha-la e aparecer um “gato azul” atravessando a rua com um óculos na cara???

    kkkkkkkkkkkkk caralho como assim kkkkkkkkkkkkk

  23. Gabriel Vieira

    26 de agosto de 2012 em 21:07

    Não entendi aquele “Cerrei-te os olhos” seria algo como “Fechei seus olhos” ?

    • Pedro

      26 de agosto de 2012 em 21:08

      sim…

      • Bruno Melo

        26 de agosto de 2012 em 21:11

        E ae Sasque o/

  24. Jeff Dantas

    26 de agosto de 2012 em 21:06

    E não percam, na quarta, a volta das capivaras…

     
    • Um qualquer

      26 de agosto de 2012 em 23:05

      Cara, parabéns pro cara das capivaras…… nunca vi um conto tão louco na minha vida ashaushasuahsuashaus

  25. Seth .

    26 de agosto de 2012 em 21:05

    minha net demorou tanto pra logar na conta que ate esqueci o que ia comentar. 

    #korose korose subetewo korose 
  26. Gabriel Vieira

    26 de agosto de 2012 em 21:05

    Achei muito formal a forma de escrita, as vezes parece que você não está lendo uma história e sim um documento.

    • Jeff Dantas

      26 de agosto de 2012 em 21:07

      Então, a autora me parece portuguesa. E por conta disso, a linguagem tende a ser diferenciada. 🙂

      • Gabriel Vieira

        26 de agosto de 2012 em 21:11

        Ai Bate o PéBate o PéBate o Pé, Ai Bate o Pé faça assim assim como eu!

  27. camus de aquário

    26 de agosto de 2012 em 21:05

    ZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZ

  28. Luciano Lobato

    26 de agosto de 2012 em 21:04

    o mesmo assassino deste conto é o assassino do  espirito atormentado…. ele matou as duas e depois morreu…

    porem esta ele não colocou na cozinha 

  29. Pedro

    26 de agosto de 2012 em 20:56

    portugueses são estranhos…’-‘

    (3/5)
    • Sara Falcato

      26 de agosto de 2012 em 22:14

      Nós portugueses não somos estranhos, apenas completamente loucos

      • Pedro

        27 de agosto de 2012 em 13:21

        hey eu conheço você, não conheço? Oõ

        • Sara Falcato

          27 de agosto de 2012 em 14:51

          acho que não

          • Pedro

            27 de agosto de 2012 em 15:22

            achei que você fosse a raposa fêmea… 🙁

          • Sara Falcato

            27 de agosto de 2012 em 18:17

            nop 

    • PATROCINADOR novato

      26 de agosto de 2012 em 20:59

      BOA NOITI PREDO C JA JANTO

      • Pedro

        26 de agosto de 2012 em 21:10

        não ainda….

        • PATROCINADOR novato

          26 de agosto de 2012 em 21:13

          DICA DO SASQUE. LAZANHIA AUS 4 QUEJUS CUM MOLHIO VERMELHIU ACONPANHIA SALADA D TOMATI I AUCAPARAS TEMPERADUS CUM AZEITI D OLIVA CEBOLA I VINAGRI PRA BEBE VINHIO ROZADU ENCORPADU I GELADU PA REALÇA U SABOR DUS QUEJU I D SOBRIMEZA TORTA ALEMOA D MASÃ. NEM PRECISA AGRADECE

  30. Angelique Bouchard

    26 de agosto de 2012 em 20:56

    Poxa, tadinha =/
    tb acho que contos assim, não precisam de tela preta….

    • Vanessa a "Angolana"

      27 de agosto de 2012 em 18:13

      concordo

  31. 3 Hits

    26 de agosto de 2012 em 20:54

    nossa, conto muito bom, muito triste e trágico o final. Muito bem escrito.

  32. Sou maggotinho Seu amiginho

    26 de agosto de 2012 em 20:52

    Um conto dramatico…

  33. fak u dolan

    26 de agosto de 2012 em 20:52

    alguem ae joga priston

    • Robb Stark

      26 de agosto de 2012 em 21:03

      misericordia… nem lembrava mais desse jogo… ainda tem o goblim do papai noel que comeu fermento?

      • fak u dolan

        26 de agosto de 2012 em 21:08

        kkkkkkkkkkkkkk teve isso kkkkkkkkkkk 
        que lv vc é ou era sei la

        • Robb Stark

          26 de agosto de 2012 em 21:19

          eu parrei fazendo a dg para o terceiro pacote de magias, mas meu primo passou do 90…

          • fak u dolan

            27 de agosto de 2012 em 12:17

            no

            eu so um mech noob
          • Robb Stark

            27 de agosto de 2012 em 12:23

            eu era aquele que tem a magia dos meteoros pra dar em area… nem lembro o nome da classe direito de tanto tempo q faz…

          • Robb Stark

            27 de agosto de 2012 em 12:28

            lembrei de uma coisa… um amigo meu… (amigo do mundo real, não apenas do jogo) ganhou um set completo quando ganhou um daqueles eventos de filmar algo para o jogo…
            ele se fantasiou como se fosse um personagem do jogo usando como armadura os protetores de se fazer trilha… uma foiçe como arma… e tentando repetir os golpes em um pé de milho…   erá hilario… se eu achar o video no youtube (depois do almoço) eu te passo.

          • fak u dolan

            27 de agosto de 2012 em 19:53

            kkkkkkkk ok

          • Robb Stark

            27 de agosto de 2012 em 20:13

            não achei… mandei uma mensagem pro face dele e to esperando ver se ele me responde e passa o link. Se ele o fizer eu repasso, mas caso contrario eu desisto… fui até a pagina 16 das busas do youtube e n achei!

  34. Jeff Dantas

    26 de agosto de 2012 em 20:50

    O conto em si, é bastante interessante. Ele trata de alguns tabus em nossa sociedade. ^^

    • Robb Stark

      26 de agosto de 2012 em 20:56

      Adoro ler… mas to com sono… deixo pra amanhã.. mas dois contos de uma só vez? que houve, exesso de histórias? e a propósito, não gostou dos Caroneiros Negros? me contaram está quando eu tinha 6 anos e passou um tempo pra mim parar de ter pesadelos, e eu já fiz uns par de marmanjo se cagar de medo com ela!

      • Jeff Dantas

        26 de agosto de 2012 em 20:58

        Foi sempre assim, Robb. 02 contos na quarta, e 02 aos sábados ou domingos. 🙂 ^^

        • Robb Stark

          26 de agosto de 2012 em 21:00

          ?  jura? então quer dizer que eu só li metade dos contos? opa! tenho muito por ler amanhã então!

          • Jeff Dantas

            26 de agosto de 2012 em 21:02

            Sim, Robb. Os leitores estão de parabéns, um conto mais interessante que o outro…

  35. Igor Almeida

    26 de agosto de 2012 em 20:48

    Que o ÇoÇ abençoe a todos!

    • PATROCINADOR novato

      26 de agosto de 2012 em 20:58

      https://lh6.googleusercontent.com/-hmwicypVf5U/TbxdQSJMSdI/AAAAAAAAAKo/w9FL1pSqvtA/s1600/eu-sites.png

  36. fak u dolan

    26 de agosto de 2012 em 20:47

    nao vo ler isso tudo agora to com muita preguiça 

    • Robb Stark

      26 de agosto de 2012 em 20:48

      concordo…    textos longos eu deixarei pra amanhã

  37. Rap­osa Furry

    26 de agosto de 2012 em 20:47

    Post do jeff se reconhece pela imagem de capa

  38. Metalborn (saudades do ano passado)

    26 de agosto de 2012 em 20:47

    Contos, contos everywhere…….

  39. 3 Hits

    26 de agosto de 2012 em 20:46

    oxe, num era padronização a tela preta?

    • Jeff Dantas

      26 de agosto de 2012 em 20:49

      Sim, mas acabei voltando atrás, Alguns contos como esse, não combinam com terror. A história é legal, claro, mas foge do uso da tela preta. 🙂

      • 3 Hits

        26 de agosto de 2012 em 20:50

        Ta certo. realmente concordo q a tela preta tem q ser so pros post de terror

  40. Robson Hunter

    26 de agosto de 2012 em 20:46

    #morteaoçoç

  41. 3 Hits

    26 de agosto de 2012 em 20:45

    me gusta contos

99 Comentários
mais Posts
Topo