Minilua

Costumes de uma época #134

E sim, a cada semana, você confere os mais diferentes costumes. Com vocês, mais alguns interessantes, veja só:

1486: Brincar de batata quente: Pois é, e pensando bem, quem não se lembra dela, não é mesmo? Sua frase então, extremamente conhecida: “Batata quente, quente, quente, quente… queimou!

1487: Dormir com o abajur ligado: E sim, seja por hobbie ou por medo, muitas pessoas faziam isso. E um detalhe: com as mais diferentes lâmpadas: azuis, vermelhas, brancas…

1488: Usar um arquinho na cabeça: E olha, entre as garotas, uma das maiores febres. Que o diga, é claro, nas escolas e nos shoppings.

1489: Jogar lixo no terreno baldio: E este foi, durante anos, um dos costumes mais adotados. Aliás, o problema em si, não era nem o lixo, mas sim, os incêndios provocados.

1490: Esquecer o intervalo da escola: E acredite, há quem nunca descia para o intervalo. Em alguns casos, a pessoa ficava estudando, ou fazendo trabalhos.

1491: Aprender a jogar damas: É, e no meu caso, pelo menos, um dos jogos que eu mais gostava. As peças, como sempre, devidamente guardadas.

1492: Ficar de vela durante um encontro: E sabe como é né? Por alguns amigos se faz de tudo, realmente. E o pior: com você morrendo de vontade de ir ao banheiro.

1493: Discutir com um feirante: E hoje até que não, mas no passado… Sim, toda semana acontecia! E o mais chato: com todo mundo escutando.

1494: Passar o dia na igreja: E há alguns anos atrás, era praticamente uma tradição. Ou seja, você chegava às 10h00, e só saia às 16h00.

1495: Se perder no parque: E confessa, tem coisa mais chata do que isso? E um detalhe, sendo anunciado para todo o parque ouvir.

1496: Amolar o alicate: E ainda hoje, não se tem escolha: ou você “amola”, ou pede para o vizinhar amolar.

1497: Ganhar um troféu na escola: E este sim, um dos momentos mais inesquecíveis. Eu mesmo… Bem, só observava (risos)