Minilua

Costumes de uma época #141

Pois é, e a cada semana, você confere os mais diferentes costumes. Abaixo, como sempre, mais alguns interessantes, veja só:

1578- Colocar o tênis no sol: É, e por mais estranho que seja, muita gente fazia isso. Em alguns casos, em cima de escadas e por que não, em cima dos muros.

1579- Marcar um “xizinho” no calendário: E sim, este foi, durante anos, um dos costumes mais antigos em nosso país. Os motivos então, os mais diferentes possíveis, ou seja: a feira, o mercado, a troca de gás… Sim, várias trocas de gás!!

1580- Rabiscar durante o intervalo: E claro, no meu caso, pelo menos, eu fazia várias e várias vezes. Os desenhos, como sempre, os piores possíveis.

1581- Levar revistas para o banheiro: É, e pensando bem, não apenas revistas, viu? Como os jornais, quadrinhos, cruzadinhas… Hoje, aliás, os celulares, iPads, iPods…

1582- Mostrar os álbuns de família: Pois é, e antes de tudo não! Não faça isso com estranhos. Com parentes então, praticamente a morte. (risos)

1583- Fingir que fala gírias: “E aí, truta, tudo firmeza, sangue bão? Pô, tá ligado que aqui é “vida loka”, né? Vida loka, véi, vida loka!

1584- Visitar parentes no fim de semana: É, e até aí, até que não era tão chato assim. Ou melhor, até chegar a parte da “benção”. “Bença tia, bença tio, bença vô…”

1585- Ter pesadelos com palhaços: E sim, esqueçamos o Bozo, por enquanto. Pensando bem, se ainda fosse o Krusty, ou o Patati Patatá… “Vem sorrir com Patati, vem brincar com Patatá…”

1586- Atrasar o relógio de propósito: “Mãe, eu não vou pra escola!”, “Mãe, o relógio atrasou”…

1587- Passar a noite vendo TV: E não, por mais “tentador” que fosse, ninguém assistia a TV Cultura.(risos) Quando muito, os filmes mais danados do horário.

1588- Criar comunidades no Orkut: É, e entre elas, é claro, algumas das mais conhecidas. Estão lembrados? “Tamo aí na atividade”, “Eu odeio acordar cedo, “Eu nunca andei de girafa”…

1589- Ser obrigado a ler um livro: É, e confessa, não tinha coisa mais irritante do que isso. Em alguns casos, com o lendário “Macunaíma.”

1590- Soluçar durante as aulas: E olha, se já é chato em casa, o que dirá durante as aulas. Pior ainda, com oito, nove anos de idade.

1591- Cantar a música do Xaropinho: É, e pensando bem, quem não se lembra dela, não é mesmo: “É a dança do Xarope, Xarope, Xaropinho. Um boneco diferente, que era amigo do Ratinho…”

1592- Chupar bala com papel: Pois é, e por fim, é claro, um dos maiores dilemas. Eu mesmo, confundia várias e várias vezes.