As estranhas crianças animais

Na ficção existem várias histórias de crianças criadas por animais, como Tarzan e Mogli. E por mais incrível que pareça, esse tipo de coisa também ocorre na vida real!




Criados por animais

avatars-000013734938-5muott-crop

Quando um bebê chega ao mundo, seus pais precisam de uma dedicação sem igual para criá-lo até uma certa idade, onde ele adquire as habilidades necessárias para sobreviver ao mundo. Todo esse trabalho inclui questões de sobrevivência direta, como alimentação, higiene, mas também engloba todo o processo de ensinar as habilidades básicas de um ser humano “normal”, como fala, comportamento social, raciocínio lógico e coisas do gênero.

Mas o que será que ocorre quando uma criança não é criada por humanos?

Existem diversos casos documentados de crianças que foram abandonadas ou se perderam dos pais e acabaram sendo criadas por animais.

Quando isso ocorre com um bebê (e ele tem a sorte de sobreviver), o desenvolvimento comportamental dele acaba sendo igual ao dos animais que o criaram. E dependendo do tempo em que fica longe do contato humano, ele jamais conseguirá desenvolver habilidades básicas, como a fala.

Também existem casos onde crianças, com uma certa idade, ficam com animais por um tempo curto. Isso faz com que elas assumam o mesmo comportamento dos seres a sua volta, mas ainda possuem traços humanos, que com um pouco de tempo e dedicação podem ser recuperados.




Oxana Malaya

Oxana-Malaya

Um dos casos mais famosos de criança animal é o de Oxana. Pelo fato de ser bem documentado e também porque ela se recuperou a ponto de manter contato com outras pessoas, a história dessa menina foi estudada por psicólogos e outros pesquisadores, na tentativa de entender melhor como o comportamento de humanos fora da sociedade funciona.

Nascida em um local pobre da Ucrânia, essa garota tinha pais alcoólatras, que um dia lhe abandonaram com os cachorros da fazenda. A partir daquele momento, ela passou a viver no canil e receber o mesmo tratamento que os cães.

Durante seis anos, ela viveu assim e conseguiu pegar todos os hábitos dos animais para si. Ela late como um cachorro, anda de quatro e se sacode quando está molhada:

Atualmente, a “menina cachorro” tem 31 anos e vive em um hospício. Sua capacidade mental se compara a uma criança de seis anos. Oxana sabe contar, mas não somar ou subtrair. É incapaz de ler ou se quer soletrar seu nome de maneira correta. Além disso, ela tem um comportamento que se assemelha ao de crianças altistas.




Outros casos

amala

No mundo existem, pelo menos, uma centena de casos de crianças animais, mas poucos possuem provas ou podem ser confirmados. Um dos mais famosos de todos os tempos é o caso de Amala e Kamala, duas crianças indianas que, supostamente, foram criadas por lobos.

Depois de encontradas, as duas passaram a viver em um orfanato, mas seu comportamento animal era tão forte, que a mais nova morreu um ano depois. A outra ainda aguentou 9 anos, dos quais oito foram gastos tentando lhe ensinar a andar e falar. No final da vida, ela tinha um vocabulário de 50 palavras e ainda tinha recaídas, quando uivava para a lua, andava de quatro e comia restos.




O que nos torna humanos

half_human_half_tiger_face_by_angel4u4ever

Após ouvirmos histórias de seres humanos que foram criados por animais e adquiriram um comportamento totalmente diferente de uma pessoa “normal”. Uma grande questão surge a mente: “O que nos torna humanos?”

Será que nós somos resultado do que está em nossos genes ou, na verdade, somos algo criado pela sociedade e cultura atual?

  1. Victor Campos

    11 de junho de 2014 em 09:55

    Aqui nos comentários do minilua tbm tem um monte de pessoas animais!

  2. larissa

    30 de maio de 2014 em 16:03

    Caramba que triste :'(

  3. LUKE MONTANA

    28 de maio de 2014 em 21:07

    Aposto que essa mulher (Oxana Malaya) deve fazer um baita sexo

  4. Blue

    28 de maio de 2014 em 18:42

    Eu não consigo entender por que todas as vezes em que eles acham uma pessoa criada por animais,eles tentam ensinar a pessoa a ser um humano comum. A pessoa está bem lá,a pessoa está sendo bem criada por pais que cuidam e dão carinho,mesmo que diferente da forma humana,não precisa arrancar a pessoa da família adotiva para ensiná-la a ser uma coisa que ela não é,se aquela pessoa anda de quatro patas,uiva e come carne crua em uma floresta,deixem a pessoa viver assim!

  5. VanDrak SubZero

    28 de maio de 2014 em 13:39

    Acredito que nosso comportamento é baseado no meio em que fomos criados.
    Se não soubéssemos o que somos ou a que raça pertencemos, aconteceria o que aconteceu com essas crianças.
    E iriamos nos comportar como aquilo que acreditamos ser.

  6. Wesley Reis

    27 de maio de 2014 em 23:33

    Entao, se formos criados por passaros podemos voar ? ‘-‘

    • Mirai Kuriyama

      28 de maio de 2014 em 18:34

      Se isso não for ironia, não, não poderiamos. Tanto pela falta de capacitação física quanto aerodinâmica. xD

      • Wesley Reis

        29 de maio de 2014 em 21:24

        Sim, foi uma ironia, mas obg pela explicação

  7. Diego Luis

    27 de maio de 2014 em 18:09

    Fascinante. Isso, no meu ponto de vista, me convence que a religião não foi criada para tornar apenas um grupo de pessoas poderosas, e que um “Deus” não veio a terra ainda por realmente existir um motivo desconhecido para nós.
    O que quero dizer é que nós nascemos como um livro em branco, que precisa ser escrito. Isso explicaria o por que de ainda um ser celestial não ter acabado com a maldade. Sendo assim nós aqui na terra estamos em um processo de amadurecimento, de conhecimento (onde existe a dor e a alegria), de desenvolvimento… onde somente as boas frutas serão levadas e as ruins serão deixadas para o esquecimento, mas… quem pode definir o que é uma boa fruta?
    [img]https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSumLd7T8WDjO9rE4tlCJvbGIODyQmQM7KWAs5k9cg9ucssem6F7Q[/img]

  8. Adriano Hidden®

    27 de maio de 2014 em 17:40

    Lendo os comentários deste post afirmo com toda certeza que a coisa mais racional que vi aqui foi o vídeo da menina.

  9. Bru No

    27 de maio de 2014 em 17:05

  10. Bru No

    27 de maio de 2014 em 17:02

    Respondendo à pergunta no final do post: Somos homo sapiens desde quando nascemos, mas viramos seres humanos com o desenvolvimento ontogênico (“criação da sociedade”, literalmente, ou “sociabilidade”, adaptado). O desenvolvimento ontogênico só ocorre em sociedade (não está no sangue), à partir do momento em que percebemos que o mundo visual não é tudo o que existe (como os outros animais pensam. O senso geográfico é específico dos humanos). Isso ocorre à partir dos 2 anos, mas somente se vivermos no meio de outros humanos. A ontogênese é um mecanismo da evolução que nos permitiu basicamente “não morrer”. Veja: o ser humano tem pele fraca, dentes pequenos e quebradiços, baixa resistência à mudança de temperatura, etc. A vida só foi e é possível com a colaboração de outros seres, se não os animais selvagens iriam extinguir o australopithecus, nosso antecessor mais aceito. As crianças têm o instinto de assimilar a cultura que os envolvem, logo a pessoa criada por cães vai agir como um cão, a criada por tigres, como um tigre, a criada por humanos, bem, deixo essas pra vocês.

    • Emmanov Kozövisck

      27 de maio de 2014 em 17:38

      Interessantíssimo! Agora, pensando desta maneira, como surgiu o “comportamento social humano”? Será que a origem dele é realmente humana ou há algo por trás disso, como… alienígenas…?

      • Bru No

        27 de maio de 2014 em 18:11

        Acho que é pura e simples evolução.

        Qual é a lei da evolução? “O mais forte sobrevive”. O que é ser mais forte, se não o mais evoluído? Veja: o comportamento do ser é sobreviver. Diante de uma situação ameaçadora, o corpo se prepara temporariamente (injeção de adrenalina, bloqueio de adenosina, suor). Isso vale para todos os seres vivos. Agora, e se um ser está constantemente sob ameaça? Um preparo temporário não é viável. Enquanto os outros animais diminuíram (exemplo, ratos e preguiças), desenvolveram corpo aerodinâmico (essa eu não sei quem foi o primeiro, mas provavelmente um réptil), entre outras mutações, o ser humano procurou a resposta no contato e no contrato com outros da mesma espécie. (Não vou mais à fundo pois se não teria que falar da teoria de Hobbes e blablabla)

        • Emmanov Kozövisck

          27 de maio de 2014 em 18:44

          Ora, meu caro, mas no existe ser mais evoluído do que outro, mas existem seres mais aptos do que outros em determinados ambientes. O ambiente no qual nosso ancestrais viviam era propício para a procriação e desenvolvemos nossas habilidades de acordo com as necessidades. Logo, esta civilização foi criada por nós, pois conseguimos adaptar o nosso ambiente de forma favorável.
          Entretanto, se um ser humano fosse largado em um ambiente selvagem (como em uma floresta tropical densa), um deserto ou mesmo em oceanos, morreríamos em pouco tempo, pois não somos aptos a viver em tais ambientes. Assim, poderia-se pensar, erroneamente, que os golfinhos, peixes, plânctons… são mais evoluídos do que nós. Pura bobagem.

          • Bru No

            29 de maio de 2014 em 19:36

            Existe ser mais evoluído dentro de um gênero, não de uma família, reino ou até mesmo entre todos os seres, como você pensa que eu disse. Girafas são a forma mais evoluída do gênero Giraffa. Prova? Todos os outros animais desse gênero estão extintos. Por quê? Simplesmente por não terem se evoluído o bastante: seus pescoços eram muito curtos para alcançar as folhas altas das árvores da savana (a grama é escassa e não é nutritiva o bastante para um animal daquele porte). O gênero Homo só possui sapiens sapiens vivo, pois os outros não evoluíram o bastante. Espero que entenda o que quero dizer.

          • Emmanov Kozövisck

            29 de maio de 2014 em 21:27

            Ainda sim não considero mais evoluído, e sim mais apto. Mas compreendo e respeito a sua visão.

      • Jonathan Fabrício Pereira

        27 de maio de 2014 em 17:53

        Sigo o pensamento de que o comportamento social humano é a evolução de um comportamento mais primitivo.

        Se “alienígenas” fosse a resposta, teríamos que pensar no que deu origem ao comportamento destes seres. Seriam outros alienígenas?

        • Emmanov Kozövisck

          27 de maio de 2014 em 18:05

          Que lunatismo! Em breve, seguindo esta linha de raciocínio, seguiremos o Deus cristão.

  11. Denis Henrique

    27 de maio de 2014 em 15:12

    ok

  12. Dr.V

    27 de maio de 2014 em 14:31

    Interessante o caso de Oxana Malaya.

  13. Lucas Rodrigues

    27 de maio de 2014 em 14:11

    Achei que fosse algo como experiências secretas e.e Bem interessante… e sinistro também ._.

  14. Ana

    27 de maio de 2014 em 10:08

    Eu lembrei do filme MAMA, achei as histórias bem semelhantes. Talvez o filme foi baseado nessas histórias.

    • Bru No

      27 de maio de 2014 em 17:05

      O filme é baseado na história de Amala e Camala, duas indianas que foram criadas por lobos.

      • Marvelunatico

        29 de maio de 2014 em 11:57

        Amala:

        [img]http://4.bp.blogspot.com/_LnPUykCeIyY/TDydU3zmPXI/AAAAAAAAAVA/iF0kD_9olgg/s1600/mala-de-viagem2.jpg[/img]

        Sem Amala:

        [img]http://2.bp.blogspot.com/__gpM6PeEd1g/TKijgMbPpfI/AAAAAAAAAYg/ujbZwiQCJI0/s1600/0.jpg[/img]

        Camala:

        [img]http://st.depositphotos.com/1001779/972/i/950/depositphotos_9727675-Walking-man-holding-an-old-suitcase-isolated-over-white-backgrou.jpg[/img]

        [img]http://2.bp.blogspot.com/_xMnFwWdVt-4/TTSejeplJ1I/AAAAAAAAAB4/3_A9YxFmBjc/s400/casalberto.JPG[/img]

        • Kratosm4niaco ÷=÷

          23 de junho de 2014 em 16:34

          Pq ri disso?

          • Marvelunatico

            23 de junho de 2014 em 19:09

            Porque foi muito grassado rçrçrçrçrçrç

    • Fantasma Renegado

      27 de maio de 2014 em 11:22

      Tem razão. Realmente faz lembrar o filme.

  15. Dark J

    27 de maio de 2014 em 07:01

    Imagina se fossem criados por gambás ou macacos.

  16. Marvelunatico

    27 de maio de 2014 em 06:54

    Pera, se ela foi criada com cães até os seis anos isso quer dizer que ela mamou nas tetas da cadela e tudo? Se alimentou do leite da cachorra?
    Quando penso que já vi coisas escrotas o bastante, vem o Minilua e me surpreende. Obrigado Minilua.

    • Adriano Saadeh

      29 de maio de 2014 em 13:33

      Putz…
      tu foi fundo agora na reflexão

      • Marvelunatico

        29 de maio de 2014 em 13:39

        Sou quase um filósofo

  17. Kairos

    27 de maio de 2014 em 01:51

    “Ela late como um cachorro, anda de quatro e se sacode quando está molhada:”
    nao vi nada de tao incomum :/

  18. ultramen Tiga

    27 de maio de 2014 em 01:25

    talvez a sociedade molde o ser humano 😀

    • Marvelunatico

      27 de maio de 2014 em 06:51

      E vice-versa D:

  19. DCemblemático

    27 de maio de 2014 em 00:23

    Agr que vi, consertaram a paradinha do blog, agr que quizer ver minhas materias e so clica aqui em baixo

    • Marvelunatico

      27 de maio de 2014 em 06:51

      Sim, o Grande Rei Efox da Miniluândia realizou nossos desejos.
      Vida longa ao Rei lol

      • DCemblemático

        27 de maio de 2014 em 11:42

        O Efox ouviu nossos pedidos he-he-he

  20. Paulo Cesar

    26 de maio de 2014 em 23:15

    cliquei esperando ver pessoas com deformidades… Oxana kkkkkkkkkkk

  21. Will Campos

    26 de maio de 2014 em 22:43

    Na história “A Espingarda”, de 1949 do escritor Yasushi Inoue, a personagem Midori cita um jovem que vivia com os antílopes no deserto da Síria. Não sei se é um caso real ou se foi inventado pelo autor para pôr na história.

  22. el chupacabra

    26 de maio de 2014 em 22:39

    belo nome
    [img]http://static.minilua.org/resize/cache/c2l0ZTovLzIwMTQvMDUvT3hhbmEtTWFsYXlhLmpwZ3w1MDB4MzMzLjMzMzMzMzMzMw**.jpg[/img]

  23. Ophelia Dilaurentis Soares

    26 de maio de 2014 em 22:17

    Eu nunca tinha ouvido/visto falar nessas coisas. Mas acredito que as pessoas se adaptem ao meio que convivem , crescemos tomando mingau e passamos isso pros nossos filhos , café da manhã , almoço , merenda e jantar. Depois vem a educação que recebemos em casa para dividi-las com a sociedade : que temos que respeitar os mais velhos , olhar para os dois lados quando atravessar a rua, fazer dever de casa e milhões de outras coisas , mas só aprendemos isso porque nos ensinam e depois de certa idade a gente passa a seguir nossas próprias regras.
    Se alguém fosse criado comendo carne crua, se coçando , mijando pelas paredes e vendo as pessoas ao seu redor fazer isso, era assim que cresceria.
    Uma lastima essas crianças serem criadas assim muito triste

  24. André Silva

    26 de maio de 2014 em 22:02

    Excelente matéria!!!
    O caso da Oxana Malaya eu já na TV. Aquele video dela correndo e latindo me deu medo quando vi, é muito estranho.
    Isso sempre me deixou intrigado, pois os animais mesmo sendo criados com outros diferentes de sua especie, como os que são criados por nós, não desenvolvem um comportamento fora do de sua natureza.

  25. Greg

    26 de maio de 2014 em 21:57

    Esse se recuperou rapidinho… mas tambem … na ficção é facil né…
    infelizmente na vida real nao é tão simples assim…:/

    [img]http://img1.wikia.nocookie.net/__cb20120320055532/disney/images/6/68/Tarzan_and_jane.jpg[/img]

    • DCemblemático

      27 de maio de 2014 em 00:21

      Ele ja sabia fala, e aprendeu a fala com macacos he-he-he

  26. Sabrina

    26 de maio de 2014 em 21:55

    Ultimamente os animais não racionais estão dando um show de inteligência no homem. Não agridem os de sua espécie, prezam a união e o bem estar de todos, costumam não deixarem ninguém para trás. E ainda nos julgamos os inteligentes só porque achamos que pensamos racionalmente.

    • Emmanov Kozövisck

      27 de maio de 2014 em 17:33

      Discordo de seu comentário, pois como dito abaixo por alguns usuários, os animais praticam muitas coisas consideradas antiéticas em nossa sociedade, mas não me aprofundarei neste quesito porque ele foi, de certa forma, saturado. Entretanto, muitos dizem que os animais fazem tudo por “instinto”; decerto quando um cachorro vai atacar-lhe é porque teme ser atacado, mas em algumas ocasiões eu me pergunto se os outros seres são realmente inocentes. Alguns matam por motivos chulos, se masturbam, roubam (também por motivos chulos), enfim, apresentam inúmeras características tipicamente “humanas”. Eu não consigo entender o porquê alguns acham que os animais não têm consciência do que fazem.
      Eu acredito que os animais são mais complexos do que pensamos e que eles são mais próximos de nós do que imaginamos. Dizer que animais são “pobres coitados” por não terem consciência é a mesma coisa que chamá-los de incapazes.
      E da mesma forma que existem exemplos de animais de outras espécies, existem pessoas boas de nossa espécie. É como eu sempre digo: generalizações são fatais, sempre.
      Porém, eu quero discutir algo mais interessante: somos MESMO racionais? De fato nós somos seres pensantes, e é por isso que hoje dominamos o planeta. Mas, decerto fazemos poucas coisas racionais. Um exemplo básico: você conhece uma vasta lista de alimentos que fazem-na bem, mas você os consome? Muitos têm condições financeiras para terem uma alimentação saudável, mas acabam perdendo-se nas pizzas e fast foods. Este comportamento é racional ou instintivo?
      Agimos muito por SENTIMENTOS, e isso torná-nos, em parte, irracionais. Isto não é algo negativo, mas quero ressaltar que somos também irracionais.

      • Sabrina

        27 de maio de 2014 em 18:10

        Por isso eu usei e abusei da ironia. O problema é que nesse site é que tudo é distorcido.

        • Emmanov Kozövisck

          27 de maio de 2014 em 18:39

          Porra, guria. Não é nada fácil entender a ironia na internet. Eu não sei identificar a ironia na escrita sem uma contextualização ou quando ela é extremamente óbvia – e, no seu caso, eu ainda não entendi a ironia.

          • DCemblemático

            27 de maio de 2014 em 18:50

            Eu ainda acho que tinha que ter um emoticon para ironia he-he-he

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 18:53

            Apoiado!

          • Sabrina

            27 de maio de 2014 em 18:46

            HAHAHAHAHAHAHA O engraçado é que você ficou bravo. Calma cara, calma.

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 18:48

            Eu não fiquei bravo, apenas tentei imitar o sotaque gaúcho (eu odeio e adoro os gaúchos, haha).

        • Sabrina

          27 de maio de 2014 em 18:10

          O problema é que nesse site tudo é distorcido. *

    • Zeob Saint

      27 de maio de 2014 em 01:38

      Eu também sou gosto muito do animais, mas sei que a maioria deles não tem essas características que você citou. “Não agridem de sua especie” sim eles agridem, leões lutam com outros leões pelo seu território e caso o invasor vença ele matam a prole do outro, hienas também lutam pelo seu território, até mesmo minha cachorra cegou uns dos olhos de um cachorro que era o irmã de criação dela, a verdade que muitos animais territórias agridem um invasor da mesma especie,as vezes lutam por comida, as vezes pelo acasalamento (O exemplo dos leões, eles fazem aquilo e a leoa fica no cio um tempo depois e tigres machos também matam filhotes de outros tigres).

      • Sabrina

        27 de maio de 2014 em 14:02

        Sabia que teria um que falaria esse tipo de coisa… Sim existem as exceções mas o que eu quero passar é a ideia, entende. Não interprete tudo na forma literal.

      • Zeob Saint

        27 de maio de 2014 em 01:55

        “Costumam não deixarem ninguém para trás”, depende da especie, realmente muitos animais que andam em grupos não deixam outro para trás (normalmente), mas as vezes até eles deixam, normalmente quando não tem jeito mesmo, mas há muitos animais que deixam o outro para trás, como Gnus (pode procura videos de leoas atacando um bando de Gnus todos eles correm mesmo que as leoas peguem alguém eles nem olham para trás, salve a exceção de ser um filhote mas ai só a mãe vai tentar ajudar), muitos insetos, repteis também.

        • Sabrina

          27 de maio de 2014 em 14:06

          Por isso que eu enfatizei o “Costumam”, meu caro. Poxa vida, dissecou meu comentário, comentando três vezes a mesma coisa, rs. Mas sim entendo seu ponto de vista, mas como eu disse anteriormente, eu quis passar a ideia, não a forma literal da coisa. Obrigada pelo seu comentário, gosto de senso crítico. 🙂

      • Zeob Saint

        27 de maio de 2014 em 01:48

        “Prezam a união e o bem estar de todos”, olha… isso aqui com certeza a maioria dos animais não tem, minha cachorra mata ratos então devo imaginar que ela não ligue tanto assim para o bem estar deles, se eu tentar entrar na jaula de um leão acho se eu fizer um carinho no cabelo posso acabar sem a mão, existem casos de pessoas que criavam animais selvagens e são atacados por eles mesmo criados com todo um carinho e cuidado, isso estou falando de mamíferos imagina repteis, peixes e insetos. Você acha que uma barata se importa com outros seres vivos?

        • Sabrina

          27 de maio de 2014 em 14:04

          Eu quis dizer com todos do seu bando. “Você acha que uma barata se importa com outros seres vivos?” Pode sim se importar, nem você e nem eu somos uma para saber, então pode haver uma hipótese.

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 17:18

            Em relação à barata eu não posso afirmar, entretanto, como Zeob disse, em muitas outras espécies ocorrem casos de abandono e morte; as hamster fêmeas, por exemplo, podem roer a cara de seus filhotes até a morte…

          • Sabrina

            27 de maio de 2014 em 17:31

            “Sabia que teria um que falaria esse tipo de coisa… Sim existem as exceções mas o que eu quero passar é a ideia, entende. Não interprete tudo na forma literal.” ²

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 17:40

            Leia meu comentário abaixo, então. ‘-‘

    • el chupacabra

      26 de maio de 2014 em 22:38

      os grandes defeitos dos seres humanos são causados por serem racionais, como: a corrupção, mentira e preconceito

      • Sabrina

        26 de maio de 2014 em 22:45

        E o egoísmo. O pior de todos. Fazer tudo em pró de si mesmo, alimentando seu ego medíocre.

    • La No Posto Ipiranga

      26 de maio de 2014 em 22:13

      Sinto por isso,mas o mundo não se formou num conto de fadas com liberdade e direitos iguais.A realidade é dura,devemos aceitar isso.

      • Sabrina

        26 de maio de 2014 em 22:29

        Minhas palavras podem soar desgastadas demais, mas se não fosse verdade, por que muita gente as citam? E essa ideia de falar “Bah, que isso, que pensamento primitivo.” é que esquecemos de nossas origens, nessa maldita busca pela ganância do ser humano. A vida é uma selva dizem, mas a selva do homem é cruel, egoísta e sádica.

      • Forasteira

        26 de maio de 2014 em 22:24

        Na verdade não. A realidade não seria tão dura se o ser humano não fosse tão idiota. Não há palavras melhores que eu possa dizer no momento.

        • Rei Leão

          27 de maio de 2014 em 15:13

          fora esteira, vc virou a Mikasa *-*

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 15:32

            Sério? Nem tinha reparado.

          • Rei Leão

            10 de junho de 2014 em 18:31

            foi só um comentário, é q eu gosto da Mikasa ‘-‘

          • Rivaille

            27 de maio de 2014 em 15:43

            Você ta bem mais gata de Mikasa.

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 15:58

            Legal, parei de receber cantadas dos fãs de HQs, agora vou receber cantadas dos otakus…
            MINHA VIDA É UMA BELEZA!!!

          • DCemblemático

            27 de maio de 2014 em 16:32

            Bom pelo menos vc esta sendo cobiçada he-he-he

          • Rivaille

            27 de maio de 2014 em 16:49

            Não ainda.

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 15:58

            T.T

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 15:33

            HOE

        • Sketch Book

          26 de maio de 2014 em 22:41

          Na verdade, não tem palavras melhores para você dizer no momento, o mundo pode ser maravilhoso, mas se o ser humano é ganancioso, não vão chegar muito longe…

  27. Wagner

    26 de maio de 2014 em 21:44

    Penso que a resposta da pergunta seja uma mistura dos dois. Não somos criados pela sociedade, mas sim aprendemos com a sociedade que criamos de acordo com as nossas limitações.
    Você não vê um filhote de cachorrinho crescer e andar de duas patas e aprender a falar, por mais que ele queira.
    É aquela velha história de convívio e educação passada às crianças, independente da qualidade. Se quer algo mais, que tenha capacidade, oportunidade e vontade.

    • Jonathan Fabrício Pereira

      27 de maio de 2014 em 17:49

      Em alguns zoológicos, por exemplo, você pode entrar nas jaulas dos leões para acariciá-los, tirar fotos e fazer diversas outras coisas, sem que ele se incomode, pois foram domesticados desde cedo para terem aquele comportamento. Provavelmente esse leão já não pode mais viver em seu habitat natural, assim como muitos cães de hoje em dia não conseguem viver sem os mimos de seus donos, e o mesmo acontece com essa mulher do post de hoje, como ela foi submetida à certas influências na sua infância, todo seu relacionamento com pessoas foi prejudicado… E ainda insistem em dizer que homossexualidade, heterossexualidade, bissexualidade e qualquer outra condição sexual, não passam de meras escolhas.

      Mais tarde farei uma pesquisa sobre estes casos e se eu conseguir encontrá-los pela internet, publico aqui.

    • Jonathan Fabrício Pereira

      27 de maio de 2014 em 17:37

      Você não vê um cão andando e falando porque, geralmente, as pessoas adotam um cão não sob o intuito de ensiná-lo a ser como um de nós, mas sob o intuito de fazer dele um mascote.

      • Wagner

        27 de maio de 2014 em 17:41

        Sua interpretação é bem superficial.

        • Jonathan Fabrício Pereira

          27 de maio de 2014 em 17:50

          Por que?

          • Wagner

            27 de maio de 2014 em 17:58

            Você distorce o que os outros falam. Eu disse que os cães, por mais que ELES QUEIRAM e não por mais que os ensinem, não falam e nem andam de duas patas. Relacionei a pergunta do post com o meio de que determinado ser convive e que (nesse caso) pela sua capacidade não consegue tais atos.

          • Jonathan Fabrício Pereira

            28 de maio de 2014 em 10:05

            Obviamente, os cães não podem andar sobre duas patas (na verdade podem sim, mas penso que com essa afirmação você quis dizer que eles não conseguem gesticular como nós) e falar como nós, mas podem adotar outras características humanas que são mais acessíveis para eles, afinal, nossas características não se restringem à andar e falar.

  28. OtakuSan

    26 de maio de 2014 em 21:40

    Somos apenas animais também. Com um dom a mais, que poderia trazer benefícios a nossa espécie e a todo o resto. Mas independente de ter vindo do macaco ou de Adão, (vixi), podemos regredir e voltar a ser animais perigosos ou evoluir para “seres superiores”. Instinto ou arrogância!

  29. Emmanov Kozövisck

    26 de maio de 2014 em 21:38

    Nós nos adaptamos de acordo com a situação vivida, então o cérebro dessas crianças abandonadas teve de se adaptar a vida com a presença dos animais. Fisicamente, elas nunca “deixaram de ser humanas”, pois contém todas as características de um Homo Sapiens. Entretanto, como forma de adaptação, elas se tornaram animais; e, para mim, isto só reforça o quão o nosso cérebro é apto (sem querer rebaixar os outros animais, pois não existe ser “mais evoluído), pois ele soube se comportar de forma semelhante com os animais que convivia, enquanto nunca vemos um cão falando, sentando à mesa ou andando como um bípede.
    A questão é que as crianças que conviveram com seres de outras espécies não conseguem se adaptar ao estilo de vida humano, pois nossas principais características são determinadas na infância a partir da influência de nossos pais, e quando já temos um hábito formado, é extremamente difícil de retirá-lo. Existem algumas dezenas de casos de homens adultos que se isolaram na mata, mas eles não têm hábitos animalescos porque já têm a bagagem social do homem.

    • Jonathan Fabrício Pereira

      27 de maio de 2014 em 17:29

      Depois dizem que homossexualidade é uma opção sexual…

      • Emmanov Kozövisck

        27 de maio de 2014 em 17:35

        Sim, a homossexualidade é uma opção sexual.

        • Jonathan Fabrício Pereira

          27 de maio de 2014 em 17:55

          E por que você acredita nisso?

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 18:08

            Digo, eu deveria estar louco. A homossexualidade realmente não é um opção sexual. Eu acho que consumi birita hoje…

    • Forasteira

      26 de maio de 2014 em 21:43

      Exatamente o que eu penso. Afinal, tudo o que fazemos desde que nos nascemos é nos adaptar. Antes estávamos dentro de um ambiente aconchegante e escuro e, então, de repente, somos tirando de dentro do útero e postos à prova no mundo, à partir daí, somos obrigados a absorver as informações que estão ao nosso redor como por exemplo a língua. Um alemão que veio de família alemã ainda bebê, mas foi adotado por uma família brasileira, não vai aprender a falar alemão só porque nasceu lá, vai aprender a falar português porque tudo o que o rodeia fala português.

      • Emmanov Kozövisck

        27 de maio de 2014 em 17:36

        De novo o seu comentário ganha mais likes que o meu. Ah, só porque ela é uma mulher e eu um cantor falido! Malditos Minilunáticos, mal posso ver seus movimentos.
        Brincadeira… Concordo com o seu comentário que concorda com o meu comentário.

        • DCemblemático

          27 de maio de 2014 em 19:06

          Ela ganha mais like pq todos querem bota o cabo usb no gabinete dela he-he-he

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 19:12

            Tu és doentio. A zoeira tem um limite e você está passando-o. A partir de agora, defenderei a Forasteira.

          • DCemblemático

            27 de maio de 2014 em 19:16

            Desculpe tios, so não me batem

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 19:09

            Essa poarr tá começando a ficar séria.
            Depois não reclame quando tiver de enfrentar minha fúria.

        • Forasteira

          27 de maio de 2014 em 18:41

          Qualquer coisa eu te envio um mousepad 😉
          Ah, não, pera, ainda nem chegaram os meus.

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 18:48

            ALL THE SECRETS OF LIFE REVEAL!!!
            TO MY EYES I CAN’T CONNNNNNNCEEEEEEEEEEAAAAAAAAAAALLLLLLLLL!!!

            (Esta música sim é épica).

          • Emmanov Kozövisck

            27 de maio de 2014 em 18:45

            Hão de chagar.
            E não, minha cara, não é necessário. Os Correios cobrarão muito e é provável que a carga se perca de forma “misteriosa” no caminho.

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 18:52

            “Misteriosa”, claro. Aposto que também enviaram o Malasyan Airlines pelos Correios… (é, eu vou pro inferno mesmo, mas pelo menos lá tem PLAYSTATION, PLAYSTATION)

  30. Forasteira

    26 de maio de 2014 em 21:38

    “Ela late como um cachorro, anda de quatro e se sacode quando está molhada”
    PQP. O nome da mina é Oxana e você ainda me vem com essa descrição, Diego?!
    AUHSUAHSCUAGIUSVGAIUGSICHAIOVGIOASHAOIHCSOAHOAHIOHSDIOVAHIOASHOAVHOIA
    Vou morrer.

    • Logan

      27 de maio de 2014 em 07:36

      Morri..
      [img]http://www.insanos.com.br.nyud.net/img/aah_uma_cobra_me_ferrei.gif[/img]

      • Cacuety Comment

        28 de maio de 2014 em 18:46

        Tive que tirar um print pra tentar entender essa gif. Mesmo assim não consegui .-.

    • Diego Martins

      26 de maio de 2014 em 23:05

      Pior se fosse Axana XD

      • DCemblemático

        27 de maio de 2014 em 00:17

        Deita Axana he-he-he

        • Emmanov Kozövisck

          27 de maio de 2014 em 17:34

          Vós sois podres…

    • Emmanov Kozövisck

      26 de maio de 2014 em 21:41

      Depois dessa, lançarei a campanha: Forasteira merece ser estuprada. Vamos, machistas opressores e estupradores!

      • Forasteira

        26 de maio de 2014 em 21:50

        E com machistas opressores e estupradores você quer dizer o DC e o Marvel, certo?

        • Gato Endiabrado

          27 de maio de 2014 em 22:43

          Eu também
          ó dlç

        • Emmanov Kozövisck

          27 de maio de 2014 em 17:33

          Certo!

        • DCemblemático

          27 de maio de 2014 em 00:15

          O_O

        • Marvelunatico

          26 de maio de 2014 em 21:52

          O_O

      • Forasteira

        26 de maio de 2014 em 21:47

        Mas, mas… Eu ainda fiz uma oração judaica!
        “AUHSUAHSCUAGIUSVGAIUGSICHAIOVGIOASHAOIHCSOAHOAHIOHSDIOVAHI OASHOAVHOIA “

  31. Jessica Alencar

    26 de maio de 2014 em 21:37

    Estava vendo uma reportagem sobre isso na aula um dias desses. O homem é um ser de encontros, ele forma sua identidade através da convivência com outras pessoas. Nesses casos como foram criados por animais, acabaram adquirindo algumas de suas características.

  32. Kuzan

    26 de maio de 2014 em 21:30

    A diferença está em como o corpo se desenvolve para sobreviver, pois com um adulto isso não acontece.

    • Forasteira

      27 de maio de 2014 em 16:08

      “A alma flutua, o corpo precisa de alimento. Se não tem leite a criança chora.” LEGALIZE, Criolo

  33. cara anonimo

    26 de maio de 2014 em 21:23

    MISTÉRIO : a disney despediu o mogli e então ele se reproduziu 🙂

    • Jeff Dantas

      26 de maio de 2014 em 21:46

      Olha..vindo da Disney, eu não duvido nada!! ^^

      • Forasteira

        26 de maio de 2014 em 21:48

        Walt Disney é um antro de obscuridade e impureza. Se você já tivesse lido metade das creepypastas sobre ele que eu li, teria noção do que eu estou falando.

        • Davi Sousa

          27 de maio de 2014 em 16:06

          Os desenhos de princesas mostram tudo perfeito com personagens “perfeitos” e a moral que só o amor é o único objetivo da vida.

          • Forasteira

            27 de maio de 2014 em 16:07

            Véi, se você soubesse o quanto eu odeio finais felizes… EU QUERO É MAIS QUE AS PRINCESAS SE FODAM TUDO E QUE O PRÍNCIPE CASE COM O MORDOMO, POARR.

        • Marvelunatico

          27 de maio de 2014 em 06:49

          Aquela creepy do Mikey destruiu minha infância :'(

          • cara anonimo

            28 de maio de 2014 em 21:24

            também :'(

        • DCemblemático

          27 de maio de 2014 em 00:19

          Alguma eu acho forçada demais, outras da vontade de nunca chegar perto de nada da Disney he-he-he

126 Comentários
mais Posts
Topo