Minilua

Cristãos sudaneses recebem prazo para sair do Sudão

Segundo informações do “The Christian Post”, Omar al-Bahsir, presidente do Sudão, ordenou a retirada dos cristãos do país até o dia 09 de abril.

Omar al-Bahsir tomou poder em 1989, depois de um “golpe de estado”, e desde esta data tem perseguido cristãos e alguns pequenos grupos religiosos a fim de impor sua política “uma só lingua, uma só cultura e uma só religião”.

Esta volência tem crescido ao longo dos anos, em Kordofan do Sul constantes assassinatos seletivos, sequestros de crianças, dentre diversos tipos de violência contra os cristãos.

Segundo relatórios da ONU, o número de pessoas expulsas de seus lares por sua opção religiosa chegaram a números alarmantes, cerca de 53 mil a 75 mil.

Osmar al-Bahsir já tem cerca de três acusações por genocídio, além de ter sido indiciado pelo Tribunal Penal Internacional de Haia.

 

Adaptado de christianpost