Minilua

Curiosidades sexuais em games #3

Nós tendemos a esquecer que as pessoas que fizeram os jogos clássicos eram também jogadores, assim como você, eles também foram grandes pervertidos. Como a maioria desses jogos foram feitos antes da pornografia na internet tornar-se popular, alguns dos desenvolvedores tinham de expressar seus desejos mais básicos em qualquer lugar que poderia… como, por exemplo, no jogo de algumas crianças inocentes.

Essa é a única razão pela qual podemos pensar em por que eles saíram de seu caminho para escorregar em coisas pervertidas como essas abaixo. Confira.

 

Beyond: Two Souls

No mundo dos games há uma verdade universal: se uma personagem feminina existe, existem os fãs que querem vê-la nua. Não importa que tipo de personagem é, ou se ela é interpretada por uma atriz de verdade, que não é exatamente conhecida por fazer papéis excitantes. O mundo dos jogos é cheio de jovens do sexo masculino, e alguns deles são aqueles que fazem os jogos.

Isso nos leva ao caso envolvendo Beyond: Two Souls. O jogo cinematográfico estrelado por um personagem modelado a partir de Ellen Page e dublado por ela mesma, em uma aventura na qual ela está ligada a uma entidade de outro mundo através de um telefone. Mas o jogo não é muito apelativo quando se trata de Page. Claro, ela anda por aí de calcinha algumas vezes, e há uma cena do chuveiro totalmente gratuita, mas é tudo com bom gosto – como teria de ser, pois Ellen Page tem uma cláusula de não-nudez em seu contrato. Portanto, a cena está lá.

 

Mas, então, alguém usou o modo de depuração do PlayStation 3, algo que apenas desenvolvedores e testadores geralmente têm acesso, para ver as cenas de outros ângulos. E é assim que descobriram que algum desenvolvedor orgulhoso passou pelo “problema” de renderizar todo o corpo nu de Ellen Page. Sem as tarjas de censura abaixo:

 

Mass Effect

Enquanto Mass Effect 2 e 3 permitem que você comece um relacionamento com alguém – ou com metade da sua tripulação – o jogo original limita personagens masculinos a perseguirem uma mulher ou uma alienígena fêmea. Personagens do sexo feminino podem inspecionar partes íntimas de seu tenente. Em um clássico “tecnicamente não é um romance lésbico por causa de algum jargão sci-fi sobre alienígena ter órgãos reprodutores atípicos, mas sim, elas são basicamente duas mulheres se relacionando”.

Apesar dessas questões técnicas e, mais importante, o fato de que essa cena de sexo no jogo é tão erótica quanto bater bonecas Barbie e Ken juntos, o tipo de pessoas que ficam ofendidas com esse tipo de coisa ficaram ofendidas e é usado como uma desculpa para apresentar queixas imprecisas. A controvérsia ridícula deu dores de cabeça aos desenvolvedores, e fez Mass Effect ser proibido em Cingapura,  e nos faz pensar que reação teria sido gerada se tivessem seguido com seu plano original de incluir um real romance gay explícito.

Áudio encontrado porém não utilizado no jogo mostra que personagens humanos eram originalmente capazes de serem seduzidos por personagens do mesmo sexo. O que em 2007 teria sido inovador, e a intenção era ver como se sairia. Com o tipo de reação que a cena de amor pseudo-lésbica tem, não é surpresa que as outras relações homossexuais foram cortadas, embora os fãs rapidamente modificaram o conteúdo e incluíram as cenas de volta na versão para PC do jogo.