Minilua

Dinossauros bizarros que você não sabia que existiram

Com bastante frequência os paleontólogos descobrem fósseis de dinossauros completamente desconhecidos pela ciência e cada vez mais nos aproximamos de realmente saber quem colonizava a Terra nesses seus bilhões de anos de existência.

Nosso conhecimento sobre os famosos répteis hoje, se dá pelo termo dinomania, o qual o maior responsável por isso foi a indústria cinematográfica com o lançamento da Trilogia Jurassic Park. Mas todos sabemos – ou quase todos – que tanto o estereótipo quanto o comportamento dos dinossauros apresentados nos filmes não condizem com a verdade de como os dinossauros realmente eram. Com isso, Separamos alguns gêneros dos ‘lagartões’ que são praticamente desconhecidos pela maioria das pessoas que se dizem fãs desses bichinhos.

Linhenykus

Mais parecidos com galinhas supercrescidas, os dinossauros de gênero Linhenykus mediam cerca de 70 centímetros de longitude e viveram durante o Campaniano, ou seja, entre 84 e 75 milhões de anos atrás. Em vez de contar com patas ou asinhas, eles possuíam um par de garras que, se você reparar bem, lembravam dois mamilos.

Incisivossauro

Imagine um lagarto coberto de penas com braços parecidos com asas e dentinhos de rato! Essa criatura dentuça e com aspecto pra lá de peculiar que acabamos de descrever se chamava Incisivossauro e distribuía sorrisos pela Terra durante o princípio do Cretáceo, há cerca de 128 milhões de anos.

Suchomimo

Lembrando uma mistura entre crocodilo e dinossauro, os Suchomimos tinham mais de 10 metros de comprimento e quase 4 de altura, e habitaram o nosso planeta entre 121 e 113 milhões de anos atrás, aproximadamente.

Tsintaossauro

Quase um “Teletubbie” do Cretáceo, o Tsintaossauro, um lagartão estranho com uma espécie de antena na testa, habitou a Terra há 70 milhões de anos e contava com cerca de 10 metros de comprimento.

Jeholopterus

Eis um dinossauro que provavelmente tocou o terror durante o período Jurássico. Conhecido como Jeholopterus, a criaturinha abaixo viveu entre 168 e 152 milhões de anos atrás e ganhou o apelido de Pterossauro-Vampiro, já que os paleontólogos acreditam que este pequeno réptil voador saltava nas costas de outros dinossauros para sugar seu sangue.

Tanystropheus

Vai dizer que as criaturas de gênero Tanystropheus não pareciam uma mistura de lagarto com cobra? Com o pescoço medindo mais de 3 metros de comprimento e o corpo com aproximadamente 1,5 metro, esses répteis estranhos habitaram a Terra durante o Triássico, entre 248 e 206 milhões de anos atrás. Apesar de serem aquáticos, eles passavam a maior parte do tempo, em terra firme e tiravam proveito de seu longo pescoço para caçar peixes e mariscos.

Therizinosauro

Dono de um par de garra dignas de pesadelo – medindo 80 centímetros, as maiores já encontradas no mundo –, o Therizossauro foi um monstrinho herbívoro com cerca de 4 toneladas, 7 a 12 metros de comprimento e 5 de altura que desfilava pelo nosso planeta com sua aparência exótica ao final do período Cretáceo, entre 70 e 65 milhões de anos atrás.

E você, sabia da existência de algum desses?

Fonte: megacurioso.com.br