Minilua

Encontrada ossadas de gladiadores

Abatidos na arena por tigres, ou mortos por golpes de armas brancas, eles morriam para entreter multidões sedentas por sangue.

Tal espetáculo selvagem é geralmente associada com a Roma antiga, mas os historiadores acreditam ter descoberto um cemitério de gladiadores em todo o Norte de Inglaterra.

Os pesquisadores extimam que as ossadas encontradas eram de 80 jovens, e que estas tem aproximadamente 2.000 anos de idade, mutiladas por ferimentos horríveis, foram encontradas por arqueólogos que escavaram uma área residencial de York.

Sua descoberta inicialmente confundiu especialistas, eles acreditavam que os homens poderiam ter sido vítimas de uma execução em massa. Mas uma equipe de arqueólogos e cientistas acreditam ter resolvido o mistério.

Alegam que os ferimentos dos homens – incluindo muitas decapitações e uma mordida de tigre aparente em um esqueleto – sugerem que eles eram gladiadores e que tiveram um final sangrento.

Como o lutador retratado por Russell Crowe no filme Gladiador, eles eram obrigados a lutar até a morte.

Alguns esqueletos sofreram ferimentos de armas e um tinha sofrido uma grande marca de mordida, que corresponde ao tamanho da boca de um leão ou tigre.

Todos os indivíduos são descritos como robustos e altos. Seus esqueletos apresentam sinais que eram musculosos e que tinham treinamento com armas.

O professor de Antropologia Dr. Michael Wysocki disse: "A presença de marcas de mordida é uma das mais fortes evidências que sugerem uma ligação de arena. Parece altamente improvável que essa pessoa foi atacada por um tigre quando estava voltando para casa”.

Gladiadores romanos trouxeram combate à Grã-Bretanha há quase 2.000 anos, e construíram arenas e anfiteatros romanos em importantes cidades como Londres e Chester.

Kurt Hunter-Mann, da York Archaeological Trust, disse que os homens tinham sofrido muitos ferimentos, incluindo golpes de martelo na cabeça, um método bastante conhecido por um gladiador para despachar o adversário.

Análise de seus ossos revelou que vieram de todos os cantos do império, nômades da África e do Mediterrâneo, o que sugere que os romanos importavam lutadores qualificados.

O esqueleto de um lutador, com idade entre 18 e 23, foi encontrado com os restos mortais de quatro cavalos, e alguns ossos de vaca e de porco, o que segundo os pesquisadores significa que ele foi enterrados com honra, após construir uma terrível fama.