Os erros da evolução humana

Assim como todos os outros animais, os seres humanos estão em constante evolução. A cada geração, uma pequena modificação é feita. Muitas vezes, elas são tão insignificantes que não criam nenhuma mudança visível, mas, ao longo prazo, após milhares de gerações, as coisas começam a aparacer aos olhos. Por isso, as gerações atuais ainda vivem no meio de um processo de evolução vindo de nossos antepassados. Como todas essas mudanças são lentas e graduais, ainda existem em nosso corpo coisas inúteis, que a evolução não teve tempo ou esqueceu de retirar:




Arrepios

beff

Basta um pouco de frio ou uma situação de medo para ficarmos arrepiados. Mas essa reação, que aparece em todos os humanos, hoje em dia, é totalmente inútil. Nossos ancestrais distantes, assim como a grande maioria dos mamíferos, possuíam pelos por todo o corpo. Criando arrepios diante de duas situações distintas:

Frio: quando um animal está com frio, ele pode arrepiar os pelos, aumentando a cama de calor em volta do corpo.

Medo: quando um animal se arrepia por medo, ele faz isso para parecer maior, podendo ajudar a enfrentar o inimigo.

Gato arrepiado

Em humanos, essas reações acontecem pelo mesmo motivo, só que nós perdemos nossos pelos há muito tempo. Por isso, essa reação podem vir a assumir no futuro, afinal é inútil para nós.




Terceira pálpebra

Concavo - Antes

As pálpebras são muito úteis para nós. Graças a elas que nossos olhos ficam protegidos contra diversas partículas do meio e também servem para nos ajudar na hora de dormir, escurecendo tudo. Contudo, além das duas pálpebras normais, nós temos uma terceira escondida. Bem no canto do olhos, nós temos um pequeno pontinho rosa. Essa é a terceira pálpebra, uma herança de antigos parentes.

Essa pálpebra fecha assim em animais que as usam:

Bird_blink-edit

Essa película semitransparente é muito comum em lagartos, que ficam muito tempo na água, e também em águias. Ela serve de proteção aos olhos, ao mesmo tempo em que permite a eles enxergar o que está acontecendo. Imagine como seria difícil para uma águia dar uma mergulho do céu, sem uma proteção nos olhos. Certamente partículas de sujeira no ar poderiam dificultar muitas as coisas, por isso essa proteção.

Já em humanos, essa pálpebra não faz muito sentido. É por isso que ela vem sumindo ao longo das gerações e no futuro pode sumir completamente.




Siso

rx inclusos blog

O siso é aquele dente que nasce no fundo da boca e atrapalha a vida de todo o mundo. Em muitos casos são necessárias cirurgias para a retirada desse dente, tudo porque a evolução ainda não deu conta de eliminá-lo.

Quando os seres humanos ainda não tinha aprendido a industrializar sua comida. Nossa alimentação era bem diferente. Comíamos muitas folhas e tínhamos que ter uma mandíbula poderosa para quebrar ossos e arrancar carne. Essa necessidade fazia com que os nossos antepassados tivessem um queixo avantajado:

H.ergaster_TurkanaBoy3

Com o tempo passando, a necessidade de usar a força na mandíbula diminuiu. Com o fogo e a utilização de ferramentas, comer ficou mais fácil. Isso nos deu a possibilidade de diminuir a mandíbula, contudo, os dentes não conseguiram seguir o mesmo ritmo da boca. Por isso, hoje em dia, ainda temos que conviver com o siso, que é totalmente inútil, chegando a causar muitos problemas.

Atualmente, 85% das pessoas possuem ao menos um siso. A tendência é que esse número caia bastante, afinal a evolução continua seu trabalho em nós.

  1. Ruth Borges

    13 de janeiro de 2015 em 11:00

    O meu siso não nasceu ainda ..
    Eu sou desajuizada.

  2. Um Usuário

    12 de janeiro de 2015 em 17:21

    Eu não tenho nenhum dente siso nem sinal de que eles vão nascer, mas em compensação eu tenho controle dos meus músculo vestigiais da orelha e do nariz, eu movo as narinas assim como os cachorros fazem quando farejam nasci com essa habilidade que me torna único de certo modo, e as orelhas e algo que e aprendi a controlar com treino em um mês e ja mexia as duas para cima e para baixo mas hoje em dia estranhamente so consigo mexer uma, eu nunca vi alguém que pudesse mover essas partes do corpo so a minha irmã mas so o nariz.
    Se a teoria da evolução estiver certa eu posso ser o próximo passo da evolução humana, e essas diferenças podem vir a ser úteis na hora da “competição pelas fêmeas” e essas habilidades podem passar para os meus descendentes e depois para os filhos deles, e por ai vai até que todos os humanos sejam capaz de mexer as orelhas e as narinas.

    • chapolim do mal

      13 de janeiro de 2015 em 10:40

      Bah, todo mundo que quiser consegue mexer as orelhas e o nariz, é só questão de prática, isso quer dizer que vc não vai entrar pros x-mens.

      • Ruth Borges

        13 de janeiro de 2015 em 11:05

        O mr. Bean fazia isso.

      • Ferto Malis

        13 de janeiro de 2015 em 11:03

        :a cara do wolverine quando vc chegar la querendo se inscrever,dizendo que sabe mexer as orelhas

    • Adiel Esdras

      12 de janeiro de 2015 em 22:21

      vc consegue mexer sua terceira palpebra??

      • Ferto Malis

        13 de janeiro de 2015 em 10:40

        consegue até mexer o terceiro cu.

  3. Ramón Rodrigues

    12 de janeiro de 2015 em 08:46

    Só faltou falar do apêndice! Tripinha mais inútil. Só serve para dar apendicite!

  4. Blue

    12 de janeiro de 2015 em 02:02

    Várias coisas inúteis que não usamos mais, mas eu só quero saber uma coisa: por que não temos mais cauda? é tão útil, algumas espécies usam quase como um quinto membro, imagina, jogar e tomar café ao mesmo tempo, mesmo que não fosse útil ainda seria legal, por que temos dentes inúteis e não temos uma cauda?

    • Li Syaoran

      12 de janeiro de 2015 em 11:26

      A cauda é utilizada principalmente por vários primatas para ajudar na escalada de árvores, como nós somos bípedes e vivemos em terra um quinto membro não seria tão útil, talvez só atrapalhasse nosso equilíbrio.

      • Ferto Malis

        12 de janeiro de 2015 em 14:06

        não cara,caudas são legais

    • Ferto Malis

      12 de janeiro de 2015 em 11:15

      prova que a cauda nem sempre atrapalha:
      [img]http://s279.photobucket.com/user/Bordock/media/dbgt-cauda-ssj4-011.jpg.html[/img]

    • Kuzan

      12 de janeiro de 2015 em 11:03

      Nós tinhamos cauda, pena que perdemos ela na evolução :c

    • cara anonimo

      12 de janeiro de 2015 em 02:26

      Porque Deus quis assim .-.

      • cara anonimo

        12 de janeiro de 2015 em 02:55

        Rsrsrsrssrs. Mas, falando serio, deve ser por causa da nossa evolução e também, acho que não iria ser legal ter uma cauda, tipo, já pensou você em uma fila ou em um show e dai alguém pisa na sua cauda ? você iria gostar ?

        • Blue

          13 de janeiro de 2015 em 03:35

          Verdade, as pessoas poderiam puxar sua cauda, mas você poderia pegar uma faca com a cauda para atacar a pessoa que puxou sua cauda, são muitas possibilidades.

  5. Marcus Aurelio Silva

    12 de janeiro de 2015 em 01:30

    Pena que evolução é apenas uma teoria, e cheia de falhas. Se tornou mais uma seita do que ciência. Bobagem isso de terceira pálpebra e outra bobagem isso do dente, ele existe para substituir o dente que geralmente cai por carie , ou ao menos caia quando não havia métodos de conservação dos dentes, como obturações disponíveis.

  6. Lilian Rosa Prado

    12 de janeiro de 2015 em 00:08

    “…podem vir a assumir…”
    Assumir = tomar posse
    A sumir = desaparecer
    Vocês deviam checar antes de publicar

    • Max_Power

      12 de janeiro de 2015 em 11:51

      Uí,o Ferto está querendo sair do armário…………

    • Ferto Malis

      12 de janeiro de 2015 em 10:55

      Eu to com vontade de assumir daqui……………

    • Wagner

      12 de janeiro de 2015 em 08:50

      Posts do Diego sem erros não são posts do Diego ._.

  7. Gabriel Frigini

    11 de janeiro de 2015 em 23:58

    funk é um erro da evolução humana? rsrsrs!

  8. Daniel Lopes

    11 de janeiro de 2015 em 23:54

    Outro erro da evolução humana: Ainda acreditam na existência de deus ou deuses com poderes sobrenaturais que possa interferir no nosso plano de vida; resumindo, os crentelho que ficam cegos por doutrinas ideológicas sendo capazes de ate mesmo matar em honra a esse suposto “Deus”…(qualquer coincidência com o atentado que ocorreu na frança é mera coincidência) =)
    Paz

    • Vinicius de Oliveira

      19 de janeiro de 2015 em 08:30

      um dos maiores erros e ser ignorante e achar que ta certo que nem voce

    • P Pierrot

      12 de janeiro de 2015 em 08:39

      Será cara?
      Tem exemplos na história que levados pela total descrença fizeram altos massacres.
      Será que o erro não está no abuso de poder ou total descontrole humano em algumas ocasiões?

      • Daniel Lopes

        12 de janeiro de 2015 em 10:21

        Pode ate ser irmão, mas acredito que quando acontece uma briga ou ate mesmo guerras ou um massacre como vc mencionou entre “homens” provocados unicamente peles próprios “homens” chega ate ser “normal” e aceitável…agora vc humilhar, descriminar, ofender e ate mesmo matar por causa ou em nome de um “Deus” é mto complicado de aceitar e de compreender…fora as grandes guerras que ocorreram e ocorre diretamente e unicamente por causa da “fé” ou em nome de “deus”

        • Carolina Bastos

          12 de janeiro de 2015 em 16:04

          Deus não se deixa enganar pelas religiões que afirmam amá-lo, mas que na realidade amam o mundo de Satanás. (Tiago 4:4) A Palavra de Deus refere-se a todas as religiões falsas como “Babilônia, a Grande”. Babilônia era a antiga cidade onde a religião falsa começou, após o Dilúvio dos dias de Noé. Em breve, Deus trará um fim repentino às religiões que enganam e oprimem a humanidade. — Leia Revelação (Apocalipse) 17:1, 2, 5, 16, 17; 18:8.
          As boas notícias não param por aí. Jeová não se esquece das pessoas sinceras que estão espalhadas nas religiões falsas em todo o mundo. Ele está ensinando a verdade a essas pessoas, ajudando-as a sair da religião falsa. — Leia Miqueias 4:2, 5.

          http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/biblia-ensina/

  9. Carlos Souza

    11 de janeiro de 2015 em 23:16

    Em que era eu devia ter nascido então?! Além dos quatro dentes de siso,que tenho ainda todos funcionais, me nasceram mais quatro (estes sim precisei extrair) no mais louco estilo tubarão!!!

  10. Sabrina

    11 de janeiro de 2015 em 23:15

    O maior erro da humanidade: persistir em existir.

    • Sabrina

      12 de janeiro de 2015 em 16:09

      [img]http://http://4.bp.blogspot.com/_goHn3SMVyrI/TL9CnXpl1FI/AAAAAAAAAZM/yiVUMU4Pbkk/s1600/Rivotril_2mg_Sleeping_Pills_.jpg[/img]
      Pra vocês <3

      • P Pierrot

        13 de janeiro de 2015 em 14:48

        hahaaua ta desculpa xDDD

    • Ferto Malis

      12 de janeiro de 2015 em 10:53

      não vc que está errando ao desmerecer todo o tempo que a nossa especie gastou evoluindo e se adaptando com um único proposito: Sobreviver…..

      • Carolina Bastos

        12 de janeiro de 2015 em 20:16

        Será mesmo verdade isso? Será mesmo que somos simplesmente animais que só existem pra nascer, crescer, sofrer, se reproduzir e morrer?http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2004567?q=sentido+vida&p=par

        • Drogado Anônimo

          14 de janeiro de 2015 em 14:03

          O medo de não encontrar sentido para a vida permeia pessoas como você. A vida não precisa de um sentido, nem um caminho linear único que nos leva à imortalidade. Aceitar que não há um sentido fixo para a vida é um gesto de coragem. Há vários. Nenhum deles leva à imortalidade, apesar de seu livro sagrado ditar isso. O que fazer, então, se não temos esperança? Oras, viver e tentar encontrar a felicidade, fazer coisas que lhe agradem, que lhe satisfazem. Estas palavras rasas provavelmente não a convenceram, mas fica a dica final: Viva pelo hoje e lute para ser feliz. Nada é eterno, nem a eternidade, apesar do seu livro sagrado dizer que sim!

        • Emmanov Kozövisck

          13 de janeiro de 2015 em 19:49

          Não, a vida não se resume a isso.

    • P Pierrot

      12 de janeiro de 2015 em 08:36

      Curioso hein moça.
      Você tá digitando isso da onde? do além?
      Por favor não persista nessa idéia de que a humanidade inteira é uma praga e tem que ser exterminada.
      Vamos fazer a nossa parte e ser a diferença então.

      • Sabrina

        12 de janeiro de 2015 em 16:04

        Calma omi. Toma Rivotril.

    • ArtAdicto

      12 de janeiro de 2015 em 00:18

      o pior não é nem a humanidade existir e sim destruir o lugar aonde existe

  11. Jeff Dantas

    11 de janeiro de 2015 em 22:28

    Oh céus, tadinho do gato… todo assustado!! http://static.minilua.org/wp-content/uploads/2015/01/Gato-arrepiado.jpg

    • FunkyMiniluaCat

      11 de janeiro de 2015 em 22:43

      Ele está se preparando para correr mais que o Usain bolt.kkk

      • Ferto Malis

        12 de janeiro de 2015 em 10:49

        esse gato está se preparando para usar a tecnica super evolucionaria de correr pra caralho nivel hard………….

  12. Geovani Alexandre

    11 de janeiro de 2015 em 21:19

    tenho os 4 sisos e nunca tive problemas com eles : D

  13. chapolim do mal

    11 de janeiro de 2015 em 21:06

    Eu sou um ser evoluído, não tenho sisos, quase não tenho mais essa terceira pálpebra mas ainda me arrepio mas acontece com mais frequência no calor extremo ou quando tá o sol muito forte sobre o braço ou a perna.

    • Mirai Kuriyama

      12 de janeiro de 2015 em 10:44

      Além de não ter os sisos, eu tenho um dente a menos no conjunto dos dentes traseiros, desde que nasci :v

    • DCemblemático

      11 de janeiro de 2015 em 21:23

      Viva la evolución he-he-he

      • chapolim do mal

        11 de janeiro de 2015 em 22:11

        Acho que vo entrar na escola de super dotados do professor Xavier se é que vc me entende.

        • FunkyMiniluaCat

          11 de janeiro de 2015 em 22:40

          Super dotado…( ͡° ͜ʖ ͡°)

  14. Carolina Bastos

    11 de janeiro de 2015 em 21:00

    DNA “inútil”?
    MUITOS pesquisadores estudam biologia, genética e outros campos relacionados com base na teoria da evolução. Com freqüência, esse conceito os tem levado a conclusões erradas. Por exemplo, no início da divulgação da teoria da evolução, os darwinistas classificaram certos órgãos, como o apêndice, a hipófise e as tonsilas (amígdalas), como órgãos vestigiais. Eles os consideravam restos evolucionários, porque esses órgãos pareciam não mais ter função alguma. Com o tempo, porém, veio à tona o importante papel desempenhado por esses órgãos. Portanto, os evolucionistas tiveram de descartar seus conceitos anteriores.
    Um desenvolvimento similar ocorreu recentemente no campo da genética. As pesquisas anteriores sugeriam que cerca de 98% do DNA nos humanos e em outros organismos não tinha nenhuma função. Assim, muitos que estavam influenciados pela teoria da evolução supunham que esse DNA era “informação evolucionária genética inútil” — um conceito que logo se tornou aceito.
    Mais uma vez, porém, uma suposição com base no darwinismo mostrou-se errada. Recentemente, os cientistas descobriram que esse DNA “inútil” desempenha um papel importante no organismo, produzindo formas especiais de RNA (ácido ribonucléico), que é essencial à vida. John S. Mattick, diretor do Instituto de Biociência Molecular, da Universidade de Queensland, na Austrália, acha que aceitar com precipitação a teoria de DNA “inútil” é “uma história clássica de ortodoxia que impede uma análise objetiva dos fatos, neste caso por um período de um quarto de século”. Essa falha, acrescenta ele, “talvez nos faça lembrar um dos maiores erros na história da biologia molecular”.
    Não é muito mais sábio considerar que o DNA teve um Projetista inteligente? As pessoas que têm este conceito compreendem que no seu devido tempo as razões dos aspectos intrigantes da mão-de-obra de Deus geralmente se tornam conhecidas. E essas descobertas, em vez de as decepcionarem, causam-lhes maior admiração reverente. — Provérbios 1:7; Eclesiastes 3:11.
    http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102005127?q=ap%C3%AAndice+evolu%C3%A7%C3%A3o&p=par

    • Yuri Rosas

      15 de janeiro de 2015 em 00:40

      estes crentes criticam a evolução sem conhecer seus fundamentos. Dizem que a definição de órgão vestigial é “órgão inútil” enquanto isso JAMAIS foi dito! Criacionistas são, por definição, desonestos, pois não pesquisam! Copiam as premissas uns dos outros e JAMAIS leram qualquer trabalho sobre evolução. Chama-se falácia do espantalho.
      Órgãos vestigiais são os que têm as características remanescentes do órgão que os criou, só que de modo vestigial. Carregam características, mas não o mesmo grau de utilidade. São órgaos que estão claramente sumindo no tempo evolutivo.

      • Carolina Bastos

        15 de janeiro de 2015 em 12:18

        Há muito tempo as estruturas vestigiais vem sendo observadas pela humanidade, e a razão para sua existência foi bem especulada. No século IV aC, Aristóteles foi um dos primeiros a comentar a respeito dessas estruturas, em seu livro “História dos Animais”, sobre olhos vestigiais em alguns organismos. Mas um estudo sério sobre o assunto só foi iniciado nos últimos séculos, em 1798, Étienne Geoffroy Saint-Hilaire observou as estruturas vestigiais. Jean-Baptiste Lamarck, também dissertou sobre essas estruturas, nomeando um número de estruturas vestigiais em seu livro “Philosophie Zoologique”, 1809. Charles Darwin já estava familiarizado com o conceito de estruturas vestigiais, embora o termo para eles ainda não existisse. Ele listou uma série deles em “The Descent of Man”, incluindo diversas estruturas, como os músculos da orelha, os dentes do siso, o apêndice, o osso do cóccix, os pêlos do corpo, e a dobra semilunar no canto do olho. Darwin também notou que uma estrutura vestigial pode ser inútil para a sua função primária, mas ainda mantêm papéis anatômicos secundários. No livro “A origem das espécies”, Darwin aborda a origem de órgãos rudimentares e em sua dissertação faz a analogia a seguir:
        “Os órgãos vestigiais podem ser comparados com as letras mortas conservadas na grafia de algumas palavras e que não são pronunciadas na fala,servindo apenas como uma chave para o descobrimento de sua origem.”
        Porém só porque não sabemos o motivo da existência de determinada característica num organismo, não significa que essa não tenha um importante papel a desempenhar. Por exemplo, no passado acreditava-se que os chamados órgãos vestigiais (sem utilidade) eram prova de que o corpo humano e outros organismos haviam sido mal planejados. Por exemplo, pensava-se que o apêndice e as tonsilas (amígdalas) eram órgãos vestigiais e, por isso, era um procedimento de rotina removê-los cirurgicamente. Mas depois se descobriu que esses órgãos têm um papel importante no sistema imunológico e, assim, eles já não são mais considerados vestigiais.
        Outro ponto a lembrar é que, em biologia, algumas coisas parecem realmente acontecer por acaso. Mas só porque meu carro tem um amassado ou um pneu furado não significa que o carro ou o pneu não foram planejados. Da mesma forma, o fato de algumas coisas acontecerem por acaso na biologia não significa que os intricados e complexos mecanismos moleculares da vida surgiram por acaso. Isso simplesmente não tem lógica.

        • Paulo Sergio

          16 de janeiro de 2015 em 13:30

          pelos, temos roupas, logo, não precisamos de pelo ou cabelo.

          • Carolina Bastos

            16 de janeiro de 2015 em 14:03

            Os cabelos não servem só como um aliado estético (dando forma e valorizando o rosto) mas também funcionam como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solares e da abrasão mecânica. Também podem ser um indicativo de diversas doenças que se manifestam alterando sua estrutura.

          • Paulo Sergio

            17 de janeiro de 2015 em 00:04

            Mas ai vc falou só do cabelo, estética é questão de gosto, tem gente que gosta de carecas. Tem bonés e protetor solar pra radiação. Pra indicar uma doença usando seu cabelo vc precisaria de um exame, então seria por meios científicos, ja que vc não gosta muito de ciência, então fica difícil.

      • Carolina Bastos

        15 de janeiro de 2015 em 08:18

        Só por essas palavras tão infantis já se vê como certos “evolucionistas de internet” são tolos. Como não tem argumentos objetivos pra discutir um assunto de forma racional, precisam partir pra ofensinhas infantis… Que criancice! Querido, vc deve me conhecer muito bem pra saber se eu estudo ou não determinado assunto, não é?

        • Carolina Bastos

          15 de janeiro de 2015 em 12:22

          São quaisquer órgãos realmente “vestigiais”?
          POR muitos anos, vários órgãos do corpo humano foram chamados de “vestigiais” pelos evolucionistas, isto é, os últimos vestígios de órgãos que supostamente tinham alguma utilidade outrora, mas que não mais eram necessários por causa do pretenso avanço na escala evolucionária. De interesse neste respeito é a pequena glândula de formato duma pinha, e por isso chamada de “pineal”. Embora localizada próximo do centro do cérebro, não faz parte do cérebro. “Até bem recentemente”, pensava-se que “a pineal no homem não tinha nenhum propósito biológico, e era simples órgão vestigial”, relatou o jornal Hospital Practice (Prática Hospitalar). Agora se mostrou que a pineal “possui uma faculdade única de produzir a melatonina”. Trata-se duma substância que influi no cérebro, no sistema reprodutivo, bem como nas glândulas pituitária, supra-renais e tireóide.
          Os cientistas crêem que, no homem, a pineal “exerça um controle sobre o corpo, especificamente regulando o relógio do corpo”. (Science Digest, setembro de 1972) A pineal faz isso evidentemente por segregar várias substâncias químicas. Assim, crê-se que a glândula pineal talvez supervisione quimicamente muitas das atividades involuntárias do corpo humano, tais como ajudando a elevar as temperaturas do corpo durante o período do dia e a baixá-las à noite.
          Outra glândula que por muito tempo se pensava ser inútil é o timo. Num artigo intitulado “A Glândula ‘Inútil’ Que Guarda Nossa Saúde”, declarou o Reader’s Digest:
          “Pelo menos por 2.000 anos, os médicos ficaram intrigados com a função dum pedacinho de tecido rosa-cinzento que se situa logo abaixo do pescoço e por trás do esterno — a glândula timo. . . . Os médicos modernos vieram a considerá-la como o apêndice, como um órgão inútil e vestigial, que perdera sua função original, se é que já teve uma.
          “Nos anos recentes, contudo, o obstinado trabalho de detetive dum pequeno grupo de estadunidenses, ingleses, australianos e suecos solvera o enigma do timo. Tais homens provaram que longe de ser inútil, o timo é realmente a glândula mestra que regula o intrincado sistema imunológico que nos protege das doenças infecciosas. . . .
          “Mas, será o timo o único órgão que regula nosso sistema imunológico? Recentes experiências têm levado os pesquisadores a crer que o apêndice, as amígdalas e as adenóides [que certa vez também foram chamadas de vestigiais] talvez também figurem nas respostas dos anticorpos.”

    • Emmanov Kozövisck

      13 de janeiro de 2015 em 00:48

      Carolina Bastos, admiro muito seus comentários e concordo com a maioria deles – ainda que velados sobre um manto religioso -, entretanto, eventualmente, tenho de discordar de certos aspectos dos conteúdos por você publicados e, neste caso, discordarei muito, respeitando, porém, a sua liberdade de crer no que lhe for conveniente. Obviamente o DNA humano é muito complexo para a compreensão total com a tecnologia disponível atualmente – quando altera-se um pequeno gene, uma catástrofe biológica pode acontecer -, porém acreditar em design inteligente é, para mim, um grande absurdo, pois, como foi provado pelo darwinismo e por correntes biológicas (e mais refinadas) que surgiram posteriormente, a evolução é um fato comprovado por vários tipos de ciências e baseado principalmente na cladística (https://www.youtube.com/watch?v=SAoFkZczm2Y). É possível encontrar uma gama de informações sobre a evolução das espécies, mas eu, como darwinista, ainda que pouco domine o assunto, posso responder a questionamentos por você proferidos.
      Grato, abraços.

      • Carolina Bastos

        13 de janeiro de 2015 em 13:30

        1. Como é que as novas reações bioquímicas, que envolvem múltiplos enzimas a operarem em sincronia, se originaram?
        Todas as reações químicas (bem as nano-máquinas) requerem múltiplos componentes “proteína + enzima” para funcionarem. Como é que acidentes fortuitos criaram apenas uma das tais estruturas?
        O bioquímico evolucionista Franklin Harold escreveu:”Temos que admitir que atualmente não existe nenhuma explicação darwiniana em torno da evolução de qualquer sistema bioquímico ou celular – apenas uma variedade de especulações esperançosas.”
        (Harold, Franklin M. (Prof. Emeritus Biochemistry, Colorado State University) The way of the cell: molecules, organisms and the order of life, Oxford University Press, New York, 2001, p. 205.)
        Porque é que as escolas escondem este tipo de declarações?
        2. Como é que os “fósseis vivos” permanecem essencialmente na mesma durante os supostos “milhões de anos”, se a evolução transformou minhocas em seres humanos durante o mesmo período?
        O evolucionista Gould escreveu:”A persistência da estabilidade entre as espécies tem que ser considerada um problema evolutivo.”
        (Gould, S.J. and Eldredge, N., Punctuated equilibrium comes of age. Nature 366:223–224, 1993.)
        Não seria do interesse dos alunos saber que o padrão da vida não está de acordo com as expectativas evolutivas?
        3. Como é que a vida multi-celular surgiu?
        Como é que as células adaptadas para a sobrevivência individual “aprenderam” a cooperar para formar plantas e animais complexos?
        4. Como é que o sexo surgiu?
        A reprodução assexuada produz o dobro do sucesso reprodutivo que a reprodução sexual. Dada esta situação, como é que a última se tornou suficientemente vantajosa para ser selecionada?
        Como é que a forças da Física e da Química conseguiram, ao mesmo tempo, e na mesma área geográfica, inventar o aparato complementar necessário para a reprodução sexual? É importante não esquecer que processos não-inteligentes não conseguem planear futura coordenação entre macho e fêmea.

        • Emmanov Kozövisck

          13 de janeiro de 2015 em 19:48

          As respostas para suas perguntas estão em livros acadêmicos.

          • Carolina Bastos

            13 de janeiro de 2015 em 22:34

            Acho que não. Pq essas perguntas a evolução não responde. Aliás, não responde nenhuma. Sugiro que vc abra a mente e leia as brochuras que eu falei.

          • chapolim do mal

            13 de janeiro de 2015 em 23:20

            Santo Newton, sua cabeça é dura como pedra e mesmo uma broca de diamante não perfuraria sua vontade de se manter ignorante enquanto esfregam provas na sua cara, nem adianta discutir com esse tipo de gente extremamente fanático, se ela tivesse uma amnésia completa ainda defenderia o DI com textos enormes e provas escritas em livros velhos e arcaicos que ela pensa que é cientificamente correto, é de se rir com uma pessoa assim.

          • Carolina Bastos

            14 de janeiro de 2015 em 12:38

            Coitadinho de vc…. Que prova vc mostrou, querido???? Nenhuma! Pq querer provar uma coisa que NÃO EXISTE, NUNCA EXISTIU E NUNCA EXISTIRÁ É FORÇAR A AMIZADE!!! E quanto a livros velhos e arcaicos….como vc pode acreditar então num livro escrito em 1859????
            Porém, numa coisa vc acertou: Não irá me convencer. NUNCA. Bobagens anti-científicas não me convencem. A evolução não passa de uma mentira absurda usada como muleta de conveniência pra ateuzinhos de meia tigela “acharem” que podem viver suas vidinhas medíocres regadas a bebidas, drogas, baladas e sexo sem ter de dar satisfação de nada pra ninguém. Mas, num futuro BEM PRÓXIMO veremos quem está certo.
            E acredite, não são vcs.

          • FunkyMiniluaCat

            14 de janeiro de 2015 em 20:37

            nossssaaaaaa…isso é que é ser fanática ao extremo… Diz ae carolina já ajudou alguém hoje? Vá fazer algo produtivo ao invés de ficar criticando ateus e tentando ser superior…Vá doar sangue, comprar uma cesta básica para uma família carente, ajudar algum velhinho…Com essas suas atitude sinto apenas vergonha e tristeza por vc…Essa é minha opinião.flwwww

          • Carolina Bastos

            14 de janeiro de 2015 em 21:43

            Vc me conhece pra saber do que eu faço? A SUA atitude de achar que sabe o que não sabe é que dá vergonha e tristeza.

          • FunkyMiniluaCat

            14 de janeiro de 2015 em 22:04

            nossa além de dar ctrl c e v no que eu escrevi nem soube se explicar… Vou deixar vc quieta pois fanáticos para defenderem sua verdade “absoluta” discutem até a morte e eu não quero morrer ainda… u.u

          • Emmanov Kozövisck

            14 de janeiro de 2015 em 13:43

            Os ateus não são assim – seu argumento é incoerente. Mas espero realmente que esse futuro esteja bem próximo, pois o que mais desejo é a verdade.

          • Paulo Sergio

            14 de janeiro de 2015 em 13:41

            Provas da evolução existem aos montes, vc só sabe copiar e colar e ainda joga essas perolas aqui, devia se enfiar em um buraco junto com a sua biblia e não sair mais de la.

      • Carolina Bastos

        13 de janeiro de 2015 em 13:23

        Infelizmente, devo discordar. A evolução não pode ser comprovada e nunca será pq não se pode comprovar o que nunca aconteceu. A teoria da evolução é comprovadamente falsa, pois a Genética prova que os descendentes sempre são da mesma espécie dos seus ascendentes, de modo que é totalmente impossível uma espécie ser descendente de outra espécie. Todos os exemplos de seleção natural conhecidos ocorreram dentro da mesma espécie, dentro da gama de alelos existentes na mesma espécie, e em nenhum caso observado houve transformação de uma espécie em outra espécie. Em todos os casos houve apenas surgimento de uma raça diferente da mesma espécie. Os evolucionistas dizem que uma espécie se transforma em outra espécie através de mutações, mas no caso dos seres vivos que se reproduzem sexualmente, é totalmente impossível isto acontecer, pois se através de mutações um indivíduo de uma espécie se transformar em um indivíduo de uma nova espécie, ele não poderá se reproduzir, pois não haverá um indivíduo de sexo oposto da nova espécie para acasalar com ele, e o acasalamento entre indivíduos de espécies diferentes é infértil (ou produz filhos inférteis, como no caso do acasalamento entre o jumento e o cavalo, que produz o mulo, que é infértil). Além disso, a afirmação dos evolucionistas de que a primeira célula surgiu a partir de matéria não viva, é comprovadamente falsa, pois Pasteur provou que não existe geração espontânea de seres vivos a partir de matéria não viva. E a todo momento nós comprovamos novamente isto, ao esterilizarmos objetos, e constatamos que de fato em um ambiente estéril não surgem seres vivos, e que os seres vivos só podem surgir de outros seres vivos da mesma espécie.
        Portanto, a única explicação possível para a existência dos seres vivos é que Deus os tenha criado.
        O universo também não poderia ter surgido do nada. Portanto, ou o universo sempre existiu, ou ele foi criado por uma pessoa que sempre existiu. Está provado que o universo não existe desde sempre, pois está provado que as estrelas tendem a se apagar, e a segunda lei da termodinâmica mostra que todas as coisas tendem a se tornar desorganizadas, de modo que se o universo existisse desde sempre, as estrelas já estariam apagadas, e o universo já estaria totalmente desorganizado. O fato de as estrelas ainda estarem brilhando, e de o universo ainda estar organizado, prova que ele foi criado por uma pessoa que existe desde sempre.
        Isto é o que a verdadeira Ciência comprova. A teoria da evolução é totalmente anticientífica, e é uma superstição ridícula usada pelos ateus e pelos ímpios, para se enganarem e para pensarem que não precisam obedecer aos mandamentos de Deus, que estão na Bíblia.
        Sugiro que vc baixe e leia essas duas brochuras em pdf e veja por si mesmo:
        http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/?contentLanguageFilter=pt&pubFilter=lf&sortBy=1
        http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/?contentLanguageFilter=pt&pubFilter=lc&sortBy=1

        • Emmanov Kozövisck

          13 de janeiro de 2015 em 17:44

          Sendo franco, o design inteligente é, na verdade, um método anticientífico, pois, na verdade, ele não se baseia em absolutamente nada, apenas nos vértices ainda ocultos para muitos, admitindo, erroneamente, que graças às poucas evidências (uma mentira, aliás) não há outra solução lógica (?) a não ser admitir que um criador deu vida aos seres da maneira que hoje são e perpetuamente assim permanecerão. Utilizando uma analogia bem honesta e franca, explicarei como essa ideia funciona: eu, um ser ignorante, não sei como são formados os raios e trovões; logo, atribuo a esse fenômeno um deus responsável por ele, Zeus. Ou, ainda, não consigo entender a formação do fogo, a existência da Lua, da água, dos ares, da morte, da vida… O design inteligente baseia puramente na ignorância e – pasmem! – na pura preguiça de procurar meios para a compreensão das espécies que nos rodeiam – se o darwinismo é equivocado, prove-me algo que seja baseado em fundamentos científicos, e não em uma simples aceitação de que é muito complexo para a nossa compreensão – isso sim é anticientífico, pois a evolução é compreensível, sólida e bem fundamentada.
          1. A evolução, ao contrário do sugerido por você, ocorre de maneira gradual e, na maioria das vezes, para uma espécie tornar-se outra, são necessários milhões de anos e de gerações – algo que faz todo o sentido, afinal a Terra tem bilhões de anos. A evolução já foi provada inúmeras vezes por grupos científicos que, a partir de experiências com organismos simples – bactérias – realizaram uma seleção artificial obrigando-nas a mudarem; e existem muitos outros exemplos, como uma espécie de pássaro (desculpe, a minha memória não está recordando-se, pois li isso há muito tempo) que, graças à superpopulação deve de alimentar-se de diferentes alimentos e, de acordo com os alimentos consumidos, seus bicos foram alterados (não sei se a espécie foi alterada, pois, como disse anteriormente, embora darwinista, não sou biólogo – uma possível carreira que posso seguir, aliás, pois aprecio a área) ou das mariposas brancas que se tornaram acinzentadas e pretas por seleção natural graças aos impactos ao ambiente da revolução industrial, deixando as mais claras mais expostas aos predadores.
          E não, ela é totalmente viável em animais sexuados, pois como disse anteriormente, ela é gradual e para que haja uma divergência de espécies, são necessárias muitas gerações. Entretanto, para explicar esse tipo de mutação, exemplos são extremamente úteis: imagine que a mesma espécie viva harmoniosamente em um espaço repleto de árvores e, hipoteticamente, haja uma falha geológica milagrosa que crie uma grande cordilheira separando 500 mil indivíduos da espécie que ficaram em um lodo dos outros 500 mil restantes. Os que ficaram à direita viveram em um ambiente alagado, pois vivem próximos de um mar que traz chuvas orográficas constantemente, enquanto aqueles que ficaram à esquerda viveram em um ambiente mais seco e com uma menor variedade vegetativa. Como deve estar ciente, todos os seres de uma espécie são diferentes dos outros – alguns são mais baixos, outros, mais altos, alguns mais rápidos, outros mais fortes etc. e são essas variações aleatórias que tornam a evolução possível. Os mais adaptados sobreviverão ao ambiente úmido e os menos morrerão – ao longo das eras, os mais aptos adquirirão características que melhorarão sua convivência com o meio e, por fim, tornar-se-ão uma nova espécie – o mesmo ocorre com os do lado esquerdo.
          [Há outro aspecto curioso que é o reverso disso (desculpe-me, não me apego a nomes acadêmicos, mas isso está contido no vídeo de cladística que publiquei anteriormente), no qual espécies ganham características semelhantes ao viverem em um mesmo meio, mesmo sendo de espécies diferentes, como tubarões e golfinhos, seres completamente diferentes dos tubarões, mas que são, a grosso modo, bem semelhantes.]
          Essas alterações graduais – de geração em geração – permitem a ocorrência da evolução e da criação de novas espécies.
          2. Eu francamente não tenho conhecimentos adequados sobre a origem da vida, mas há muitas teorias, e uma das mais aceitas é essa: “Assim, outras linhas de estudo surgiram. E uma das mais recentes afirma que os seres vivos começaram de “sistemas inorgânicos” e não de moléculas orgânicas como os aminoácidos. Estes sistemas seriam formados por ferro e sulfito (sal sem oxigênio que contém enxofre) aglutinados como pequenos compartimentos de rocha. Nestes compartimentos os compostos sulfúricos se concentraram e aceleraram as reações químicas que produziam moléculas complexas, como as proteínas e o material genético. Ou seja, os sistemas inorgânicos antecederam as moléculas orgânicas e incubaram a vida.” Eu, porém, reluto em crer que tudo foi obra divina, por mais que tais teorias estejam incorretas – e, se estão incorretas, são assim classificadas por outros cientistas.
          3. Tentei ignorar esse terceiro aspecto porque ele baseia-se em uma desonestidade intelectual e em um equívoco, mas gostaria de fazer um singelo comentário sobre as estrelas: elas, assim como todo o que existe no universo, não morre, apenas é transformada em outra coisa e pode tornar-se, no futuro, outra estrela. As estrelas são sistemas complexos que carregam indícios da formação do universo, mas algumas delas nasceram de outras matérias decompostas no universo e há um processo bastante complexo na formação e destruição de estrelas, de acordo com o seu tamanho. Além disso, o Universo tende a tornar-se mais simples, e não mais complexo, pois a constante expansão, se não revertida, deixará o Universo simples novamente.

          Grato e abraços.

          • Carolina Bastos

            13 de janeiro de 2015 em 22:43

            Sem um criador, não existiria vida. Vida só vem de vida. O astrônomo Allan Sandage disse certa vez: “A ciência não pode responder as questões mais complexas. Quando você se pergunta: ‘Por que existe algo em vez de nada?’, você já ultrapassou os limites da ciência.” A Bíblia não somente explica a criação de uma forma que se harmoniza com a ciência, mas também responde às questões para as quais a ciência não tem resposta — por exemplo, qual é o propósito de Deus para a Terra e para a humanidade.

          • Emmanov Kozövisck

            14 de janeiro de 2015 em 13:41

            Atualmente há membros leigos da Igreja Católica (como esse Papa Francisco é genial!) que estão aceitando a teoria da evolução e outros conceitos científicos que por anos foram mutilados pela religião – hoje, o conceito “ciência de Deus” é cada vez mais aceitado (ou deveria). Entretanto, vejo que seus argumentos esgotaram-se, pois uma simples frase como “Sem um criador, não existiria vida. Vida só vem de vida.” só convenceria um ingênuo. E volto a explicar-lhe: se não entendo o fogo, crio um deus para o fogo; se não entendo a água, crio um deus para a água; se não conheço a evolução, crio um deus que preenche essa lacuna. Percebo que é inútil discutir com você e o mesmo aplicar-se-á a mim, portanto considero o debate encerrado, mas saiba que considerei enriquecer os momentos em que debatemos, obrigado.
            Grato e abraços.

          • Carolina Bastos

            14 de janeiro de 2015 em 16:47

            Primeiro, o que a ICAR faz ou deixa de fazer pouco me interessa pq a ICAR é totalmente ERRADA (VIDE A INQUISIÇÃO) E NÃO SEGUE A BÍBLIA. Segundo, ninguém criou o Deus verdadeiro. Deus existiu, existe e sempre existirá, independente de vc crer ou não nele. Imagine um pai falando com seu filho de 7 anos. Ele diz: “Muito tempo atrás, Deus criou a Terra e tudo o que existe nela; ele criou o Sol, a Lua e as estrelas.” Depois de pensar um pouco, o menino pergunta: “Pai, e quem criou Deus?”
            “Ninguém criou Deus”, responde o pai. “Ele sempre existiu.” Essa explicação simples talvez seja suficiente para o menino nesse momento. Mas, à medida que cresce, ele continua intrigado com a pergunta. Ele não entende como é possível alguém não ter um começo. Até mesmo o Universo teve um começo. ‘De onde Deus veio?’ pensa ele.
            Qual é a resposta da Bíblia? Basicamente a mesma resposta que o pai deu no exemplo acima. Moisés escreveu: “Ó Jeová, . . . antes de nascerem os próprios montes ou de teres passado a produzir . . . a terra e o solo produtivo, sim, de tempo indefinido a tempo indefinido, tu és Deus.” (Salmo 90:1, 2) Da mesma forma, o profeta Isaías disse: “Acaso não vieste a saber ou não ouviste? Jeová, o Criador das extremidades da terra, é Deus por tempo indefinido.” (Isaías 40:28) Similarmente, a carta de Judas fala de Deus como existindo “por toda a eternidade passada”. — Judas 25.
            Esses textos nos mostram que Deus é o “Rei da eternidade”, como escreveu o apóstolo Paulo. (1 Timóteo 1:17) O que isso significa? Volte sua mente na linha do tempo. Qual foi o ponto mais distante que você imaginou? Deus já existia nesse tempo. E ele sempre existirá. (Revelação [Apocalipse] 1:8) Assim, a existência eterna é uma característica fundamental do Todo-Poderoso.
            Por que essa ideia é tão difícil de entender? Porque a curta duração de nossa vida faz com que vejamos o tempo de modo diferente de como Jeová o vê. Como Deus é eterno, mil anos para ele são como um dia. (2 Pedro 3:8) Para ilustrar: será que um gafanhoto, que vive apenas uns 50 dias em sua fase adulta, conseguiria compreender a nossa duração de vida de 70 ou 80 anos? Dificilmente. É interessante que a Bíblia diz que, comparados ao nosso Grandioso Criador, somos como gafanhotos. Perto dele, até mesmo nossa capacidade de raciocínio é insignificante. (Isaías 40:22; 55:8, 9) Assim, não é de admirar que alguns aspectos da natureza de Jeová estejam além da compreensão humana.
            Embora seja difícil de entender, a ideia de um Deus eterno faz sentido. Se alguém tivesse criado Deus, essa pessoa seria o Criador. Mas, como a Bíblia explica, foi Jeová quem ‘criou todas as coisas’. (Revelação 4:11) Além do mais, sabemos que o Universo teve um início. (Gênesis 1:1, 2) De onde ele surgiu? Seu Criador teve de existir antes dele. Esse Criador também já existia antes de qualquer outro ser inteligente, como seu Filho unigênito e os anjos. (Jó 38:4, 7; Colossenses 1:15) Então é óbvio que, antes de começar a criar, Deus existia sozinho. Por isso, não poderia ter sido criado; não existia nada que pudesse criá-lo.
            Nossa própria existência e a de todo o Universo comprovam que existe um Deus eterno. Para colocar nosso vasto Universo em movimento e estabelecer as leis que o controlam, era necessário que nosso Criador sempre existisse. Só ele poderia dar vida a todas as outras coisas. — Jó 33:4.
            http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/biblia-ensina/qual-e-a-verdade-sobre-deus/

          • Emmanov Kozövisck

            14 de janeiro de 2015 em 20:23

            Estou desgastado e encerrarei o assunto, não quero discutir inutilmente. Até mais.

    • Paulo Sergio

      12 de janeiro de 2015 em 13:34

      Estava escrito no texto que os cientistas são infalíveis ? Acho que não, mas pelo menos são que procuram a mais a verdade envés de se esconderem atrás de um livro mitológico,

      • Carolina Bastos

        12 de janeiro de 2015 em 16:02

        A verdade está só e só na Bíblia, amor. http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/biblia-ensina/

        • chapolim do mal

          13 de janeiro de 2015 em 10:38

          O papel aceita qualquer palavra mas a verdade só aceita aquilo que tem provas e evidências e que pode ser refutado.

        • FunkyMiniluaCat

          13 de janeiro de 2015 em 00:34

          WTF…Nem estamos em um post de religião…pq tudo vc consegue complicar tanto?kkk

        • Paulo Sergio

          13 de janeiro de 2015 em 00:09

          Livros aceitam qualquer coisa, a biblia só verdade pra bitolados que tem fé cega em tudo que ta escrito nela.

    • Max_Power

      12 de janeiro de 2015 em 10:55

      Caramba,cada comentário dessa Carolina Bastos é praticamente um texto,se ela fosse pro mds eu acho q o coment dela não caberia na imagem.
      Ela devia ser redatora aqui do minilua,já q quando ela começa a falar ela não para mais……………

      • Carolina Bastos

        12 de janeiro de 2015 em 11:48

        Pra quem tem medo de ler, um textinho minúsculo desses deve parecer uma monstruosidade mesmo…

        • chapolim do mal

          12 de janeiro de 2015 em 13:13

          Medo de ler não mas falta de vontade de ler tanta besteira.

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 13:24

            Ninguém nem liga pro q ela fala,se ela quer q alguém acredite nessas bobeiras q a igreja quer q a gente acredite,ela devia criar um blog para fanaticos religiosos lerem……….

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 16:01

            Coitado de vc que ninguém liga… Só o fato de eu estar incomodando tanto, já mostra quem está certo. JOÃO 8:47 – “Quem é de Deus escuta as declarações de Deus.É por isso que não escutais, porque não sois de Deus.”
            Romanos 8:4-11
            “A fim de que o preceito da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça. Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita.”

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 13:19

            Por aí já se vê que vc tem mesmo medo de ler. Eu não disse nada anti científico, mas como eu sou TJ e vc é claramente uma pessoa preconceituosa, isso é compreensível.

          • chapolim do mal

            12 de janeiro de 2015 em 14:07

            As pessoas leem histórias o que as interessam, tipo eu que vou ler o mundo assombrado pelos demônios, e não essas carochinhas que vc escreve.

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 14:16

            Ela acredita em tudo q está na biblia,um livro escrito a milhares de anos atrás,q foi adulterado centenas de vezes.
            Uma pergunta,se esse livro é tão sagrado,por que ele é vendido em lojas?outra pergunta,se a igreja é um local sagrado,por que existem programas,e até canais inteiros sobre ela?E por que tem padres e pastores q cobram de seus fiéis q frequentam a igreja?

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 15:54

            A Bíblia é cientificamente exata. Ela contém até mesmo informações que estavam muito à frente de seu tempo. Por exemplo, o livro de Levítico contém leis sobre quarentena e higiene dadas ao Israel antigo numa época em que as nações vizinhas nada sabiam a respeito desses assuntos. Num tempo em que havia ideias erradas sobre o formato da Terra, a Bíblia referia-se a ela como círculo, ou esfera. (Isaías 40:22) A Bíblia dizia com precisão que a Terra está ‘suspensa sobre o nada’. (Jó 26:7) Evidentemente, a Bíblia não é um livro de ciências. Mas, quando se trata de assuntos científicos, ela é exata. Não é isso o que esperaríamos de um livro de Deus?
            Primeiro, os erros das pessoas não justificam dizer que a Bíblia está errada. Segundo, a religião falsa será destruída. Deus não se deixa enganar pelas religiões que afirmam amá-lo, mas que na realidade amam o mundo de Satanás. (Tiago 4:4) A Palavra de Deus refere-se a todas as religiões falsas como “Babilônia, a Grande”. Babilônia era a antiga cidade onde a religião falsa começou, após o Dilúvio dos dias de Noé. Em breve, Deus trará um fim repentino às religiões que enganam e oprimem a humanidade. — Leia Revelação (Apocalipse) 17:1, 2, 5, 16, 17; 18:8.
            As boas notícias não param por aí. Jeová não se esquece das pessoas sinceras que estão espalhadas nas religiões falsas em todo o mundo. Ele está ensinando a verdade a essas pessoas, ajudando-as a sair da religião falsa. — Leia Miqueias 4:2, 5.

          • chapolim do mal

            12 de janeiro de 2015 em 17:45

            Lá vem vc com esse mambo jambo de dizer que a bíblia é cientificamente correta, isso é besteira, religião e ciência nunca vão se misturar em conteúdo.

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 20:10

            Será que existem erros científicos na Bíblia?
            Uma análise imparcial da Bíblia mostra que a resposta a essa pergunta é não. Veja alguns conceitos errados que muitos têm sobre a exatidão científica da Bíblia:
            Mito: A Bíblia diz que o Universo foi criado em seis dias de 24 horas.
            Fato: De acordo com a Bíblia, Deus criou o Universo em um tempo indefinido do passado. (Gênesis 1:1) Além disso, os dias criativos descritos no capítulo 1 de Gênesis representam épocas de duração não especificada. Na realidade, a Bíblia também se refere ao período inteiro em que a Terra e o céu foram criados como um “dia”. — Gênesis 2:4
            Mito: A Bíblia diz que a vegetação foi criada antes do Sol e, por isso, não poderia haver o processo da fotossíntese. — Gênesis 1:11, 16.
            Fato: A Bíblia mostra que o Sol, uma das estrelas que compõem “os céus”, foi criado antes da vegetação. (Gênesis 1:1) Durante o primeiro “dia”, ou época, da criação, apenas uma luz difusa do Sol atingia a superfície da Terra. Mas, no terceiro “dia” criativo, a atmosfera já permitia que entrasse luz forte o suficiente para sustentar o processo da fotossíntese. (Gênesis 1:3-5, 12, 13) Foi só mais tarde que o Sol pôde ser nitidamente visto da superfície da Terra. — Gênesis 1:16
            Mito: A Bíblia diz que o Sol gira em torno da Terra.
            Fato: Eclesiastes 1:5 diz: “E nasce o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, de onde nasceu.” (Almeida, revista e corrigida) Essa declaração apenas descreve o movimento que o Sol parece fazer do ponto de vista de quem está na Terra. Mesmo hoje as pessoas usam expressões como “nascer do sol” e “pôr do sol”, mas sabem que é a Terra que gira em torno do Sol.
            Mito: A Bíblia diz que a Terra é plana.
            Fato: A Bíblia usa a expressão “extremidade da terra” para significar “até à parte mais distante da terra”. Isso não sugere que a Terra seja plana ou que tenha beiradas. (Atos 1:8; nota) Da mesma forma, a expressão “as quatro extremidades da terra” é uma figura de linguagem que se refere à superfície inteira da Terra. As pessoas também usam atualmente os quatro pontos cardeais como uma metáfora similar. — Isaías 11:12; Lucas 13:29.
            Mito: A Bíblia diz que a circunferência de um círculo é o seu diâmetro multiplicado por 3 (número inteiro), mas o certo é o diâmetro multiplicado por pi (π), ou aproximadamente 3,1416.
            Fato: As medidas do “mar de fundição” dadas em 1 Reis 7:23 e 2 Crônicas 4:2 indicam que essa bacia tinha o diâmetro de 10 côvados e ‘requeria um cordel de 30 côvados para circundá-lo em toda a volta’. Essas dimensões podem ter sido apenas algarismos arredondados para um número inteiro mais próximo. Também é possível que o texto estivesse se referindo à circunferência interna (sem incluir a borda) e ao diâmetro externo (incluindo a borda) da bacia.

          • Drogado Anônimo

            14 de janeiro de 2015 em 13:47

            A Bíblia diz que o sol veio depois das plantas, o que é impossível, já que elas fazem fotossíntese. Leia Gênesis.

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 20:10

            Será mesmo?
            Será que a Bíblia está de acordo com a ciência?
            A resposta da Bíblia
            Sim. Embora a Bíblia não seja um livro científico, ela é exata quando fala de assuntos de ciência. Veja alguns exemplos que mostram que a ciência e a Bíblia estão de acordo e que a Bíblia contém fatos científicos bem diferentes das crenças de muitas pessoas que viviam na época em que ela foi escrita.
            O Universo teve um começo. (Gênesis 1:1) Em contraste com isso, muitos mitos antigos dizem que o Universo não foi criado, mas que foi organizado de um caos já existente. Os babilônios acreditavam que o Universo havia nascido de deuses que vieram de dois oceanos. Outras lendas dizem que o Universo veio de um ovo gigante.
            O Universo é governado diariamente por leis naturais coerentes e não por caprichos dos deuses. (Jó 38:33; Jeremias 33:25) Mitos do mundo inteiro ensinam que os humanos são apenas vítimas das ações imprevisíveis e, algumas vezes, cruéis dos deuses.
            A Terra está suspensa no espaço vazio. (Jó 26:7) Muitos povos antigos acreditavam que o mundo era como um disco achatado apoiado em um gigante ou em um animal, como um búfalo ou uma tartaruga.
            A água evapora de oceanos ou outras fontes e cai no solo em forma de chuva, neve ou granizo, alimentando os rios e nascentes. (Jó 36:27, 28; Eclesiastes 1:7; Isaías 55:10; Amós 9:6) Os gregos antigos acreditavam que era a água de oceanos subterrâneos que alimentava os rios. No século 18 ainda se acreditava nisso.
            As montanhas aumentam e diminuem de tamanho. As que existem hoje já estiveram sob o oceano no passado. (Salmo 104:6, 8) Por outro lado, vários mitos dizem que os deuses criaram as montanhas já no seu tamanho atual.
            Práticas higiênicas protegem a saúde. A Lei dada à nação de Israel incluía regulamentos sobre se lavar depois de tocar num cadáver, isolar pessoas com doenças infecciosas e eliminar fezes humanas de forma segura. (Levítico 11:28; 13:1-5; Deuteronômio 23:13) Por outro lado, na época em que esses regulamentos foram dados aos israelitas, os egípcios tratavam as feridas abertas com uma mistura que continha excremento humano.

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 14:00

            Se não são nada por que vc escreve?heim

        • Max_Power

          12 de janeiro de 2015 em 11:57

          Eu não tenho medo de ler um texto,o problema é q pra um comentario vc fala demais,sem falar q é mto sarcasmo chamar aquilo lá em cima de “textinho minusculo”…….

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 13:21

            É pequeno mesmo. Eu costumo ler livros de 500, 600, 1000 ou até mais páginas, então 20 linhas pra mim não são nada.

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 14:02

            Se não são nada por que vc escreve?heim

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 13:33

            Vc le livros de mais de 500 paginas,um livro contem uma historia interessante,e é essa historia q nos faz ler o livro por completo,mas ler um comentario seu já é demais,vc cria um texto enorme,pra no final colocar um link pra tentar nos convencer de q o q a igreja fala é verdade………….

          • Carolina Bastos

            12 de janeiro de 2015 em 15:49

            O que a Bíblia fala é verdade, amor, vc aceitando esse fato ou não.

    • Blue

      12 de janeiro de 2015 em 01:51

      Se o Diego ler isso e decidir falar alguma coisa eu vou comprar pipoca e procurar a música tema do Guile no Youtube.

    • chapolim do mal

      11 de janeiro de 2015 em 22:10

      Sobre a pergunta de considerar o DI, a minha resposta é não e sobre o uso do conhecimento arcaico pouco desenvolvido para explicar um ponto a minha resposta é não seja idiota.

    • FunkyMiniluaCat

      11 de janeiro de 2015 em 21:49

      Se estivéssemos na idade média estes cientistas seriam presos,torturado e mortos, acusados de bruxaria pelo clero. O objetivo do ser humano é a evolução deve-se errar para que possa aprender portanto qualquer descoberta sobre o corpo humano não será contestada de imediato…apenas com muitos estudos para descobrir a verdadeira função e desbancar a hipótese anterior.

    • DCemblemático

      11 de janeiro de 2015 em 21:19

      Deus Superman criou todos nos, Super na é perfeito viva ao Superman he-he-he

      • FunkyMiniluaCat

        11 de janeiro de 2015 em 21:35

        Pensei que tinha sido o goku…pois ele vive salvando as pessoas por ai…agora msmo acabou de salvar um cara aqui que ia ser atropelado por uma van de cachorro quente…Graças a goku eu estou vivo!!!!

        • Ferto Malis

          11 de janeiro de 2015 em 22:46

          meus amigos,vc testemunharam a briga que existe desde a epoca que surgimos,essa dispulta vem sido prevista nos extintos latentes da humanidade alegrem-se pois vcs tem a oportunidade de apreciar esse encontro de titãns,pois ela quis se eternizar na sua geração,a luta entre GOKU e SUPER MAN,resta agoraa cada um escolher o lado a defender,pois na hora da escolha,você estara ao mesmo tempo escrevendo o seu destino…………..

          • chapolim do mal

            11 de janeiro de 2015 em 22:48

            Lógico que o Goku ganharia com uma mão nas costas e eu ganharia dos dois juntos só com meu martelo.

          • DCemblemático

            12 de janeiro de 2015 em 09:25

            Superman com um espirro mata o Goku e ainda pega a mulher delegado he-he-he

          • chapolim do mal

            12 de janeiro de 2015 em 09:45

            Cara, o naruto ganharia do superman, claro que sem ser o prime.

          • DCemblemático

            12 de janeiro de 2015 em 15:26

            Não precisa ser o prime colega, um cara que espirra é destrói metade de uma galáxia mata o Goku e o Naruto numa boa. Até o lanterna verde vence o Naruto e o Goku he-he-he

          • Adiel Esdras

            12 de janeiro de 2015 em 22:12

            esse superman é o superman preclise,ele n existe mais kra,nao adianta c chorar ele esta morto e pronto

          • Ferto Malis

            13 de janeiro de 2015 em 10:38

            ;-:

          • Allen Walker

            12 de janeiro de 2015 em 20:37

            Erros da evolução humana esse cara aqui, que ta falando que o Super homi vence o Goku…

          • chapolim do mal

            12 de janeiro de 2015 em 17:47

            O freeza poderia destruir galáxias com um dedo, no caso foi o planeta vegeta, e o Trunks em SSJ1 ganhou dele em poucos segundos.

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 20:40

            essa briga entre o super homem e o goku,não existiria pois o super-man não seria burro o suficiente para não fugir desse confronto

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 10:39

            o naruto?vc deve está sendo sarcastico…….

  15. Cocovisky

    11 de janeiro de 2015 em 20:24

    Já vi essa matéria em algum lugar……

  16. Max_Power

    11 de janeiro de 2015 em 20:21

    Essa “terceira palpebra” eu pensei q ficava no “terceiro olho”(ânus)….hehe……..
    Mas não seria terceira e quarta palpebra,já q tem uma em cada olho?……

    • Max_Power

      12 de janeiro de 2015 em 06:28

      ……

      • Max_Power

        12 de janeiro de 2015 em 06:33

        Mas a terceira palpebra não é aquela bolinha rosa q fica no cantinho do olho?Se for nós temos duas,1em cada olho,e somado as outras duas palpebras normais seriam 4,ou eu estou errado?………

        • Ferto Malis

          12 de janeiro de 2015 em 10:44

          não está,mas o texto se referia a terceira pálpebra de dos olhos,e não dos dois……….

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 11:03

            Ah entendi,é q eu estava considerando a de cima e a debaixo uma unica palpebra,mas como são duas esta correto dizer terceira palpebra.
            E o senhor “Ferto” poderia parar de usar varios pontos finais(………..)?Essa é a minha marca aqui no minilua,se vc quiser pode inventar a sua marca……..

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 11:39

            Vcs podem olhar,os ultimos coments do “Ferto” estão cheios de pontos finais,mas antigamente,era mto raro ele colocar mais de um ponto final,eu pelo contrario sempre usei varios pontos finais,eu só acho q não é legal copiar a “marca” de alguém.
            É a mesma coisa de eu querer copiar o “he-he-he” do Dc,ou o “lerigou” da princesa elsa………

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 12:10

            Desculpe,cara realmente não era minha intenção copiar nimguem,eu só tava procurando arrumar a minha marca,na verdade eu nem tinha notado que vc usa esse pontos vou inventar outra coisa então,,,,,,,dessa vez foi virgulas,relaxa é provisorio,,,

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 12:44

            Tudo bem irmão,eu sei q não foi sua intensão me copiar.
            Estou ansioso pra ver a sua marca,q alias não precisa ser uma pontuação(como ponto final e virgula)pode ser uma palavra ou até uma pequena frase(não mto loga,no maximo umas 5 palavras).
            Ps:essas virgulas ficaram horriveis………..

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 13:50

            Aviso:minha marca na real vai ser essa.(o nome de aviso atraz dos meus comentarios)

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 14:08

            aviso não é uma boa ideia

          • Adiel Esdras

            12 de janeiro de 2015 em 22:18

            fala assim no final das frases:to pistola

          • Ferto Malis

            13 de janeiro de 2015 em 10:39

            até que é legal

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 14:29

            Que?é melhor pensar mais…..
            Que tal usar uma classica?tipo”é vapt,vupt”……….

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 14:29

            Que?é melhor pensar mais…..
            Que tal usar uma classica?tipo”é vapt,vupt”?……..

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 13:43

            certo cara valeu pela compreensão,iai o que achou da minha nova marca?Sr.jackson

          • Max_Power

            12 de janeiro de 2015 em 14:01

            Sr.Jackson?É melhor vc procurar outra……….

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 14:07

            cara ta dificil,essas marcas eu falei sem pensar,vou pensar um pouco até ter uma ideia

        • Mirai Kuriyama

          12 de janeiro de 2015 em 10:43

          Não, cara. Temos 2 pálpebras em um único olho, a superior e a inferior. Esse pontinho rosa no canto do olho é a terceira pálpebra.

          • Ferto Malis

            12 de janeiro de 2015 em 10:51

            não está errada,mas o texto se referia a terceira pálpebra de um dos olhos,e não dos dois……….

    • ArtAdicto

      12 de janeiro de 2015 em 00:17

      nossa cara “Mas não seria terceira e quarta palpebra,já q tem uma em cada olho?……” vc é uma prova do erro de evolução uma .

    • chapolim do mal

      11 de janeiro de 2015 em 21:04

      É a terceira pálpebra no mesmo olho.

    • Kuzan

      11 de janeiro de 2015 em 21:03

      Acho que ele considerou que temos a 3° pálpebra uma em cima e outra embaixo.

  17. Max_Power

    11 de janeiro de 2015 em 20:18

    Com quantos anos nasce esse dente do siso?por que eu ainda não tenho ele……….

    • Igor Carvalho

      12 de janeiro de 2015 em 04:58

      Os meus nasceram com uns 11 anos, não doía, apenas coçava, e eu ficava arranhando com a unha até ficar com gosto de sangue 😛

      • Max_Power

        12 de janeiro de 2015 em 06:28

        Então o chapolim,o Dc e eu somos os evoluidos do minilua……….

    • DCemblemático

      11 de janeiro de 2015 em 21:07

      Vou fazer 17 anos e nada de Siso, sou uma evolução da natureza. Agora onde está os crentes para fala que evolução é uma mentira? He-he-he

    • chapolim do mal

      11 de janeiro de 2015 em 21:03

      Eu tenho 17 e não tem nenhum sinal de que vá nascer, talvez eu faça parte dos evoluídos.

    • Max_Power

      11 de janeiro de 2015 em 20:42

      Eu tô de boa aqui,vai q eu estou entre esses 25% dos evoluidos,q não tem o siso…..
      Mas dói mto isso?………

      • Wagner

        12 de janeiro de 2015 em 08:38

        85% tem o siso e 25% não.
        Com essa sua conta aí, você não tá entre os evoluídos não.

        • Max_Power

          12 de janeiro de 2015 em 10:08

          Valew pela correção Wagner,é q eu nem pensei direito,foi mais no automatico mesmo,mas eu não fui o unico a errar já q ninguém me corrigiu antes………

      • André Silva

        11 de janeiro de 2015 em 20:58

        Não lembro se dói, mas incomoda, quando começaram a nascer eu não estava acostumado, então vivia mordendo a minha bochecha quando ia comer, é muito ruim!

    • André Silva

      11 de janeiro de 2015 em 20:33

      Em mim nasceu quando eu tinha uns 13 anos, lembro que incomodava muito!! mas pode crescer bem mais tarde que isso, em uma colega minha só começou a crescer quando ela já tinha 16…

  18. André Silva

    11 de janeiro de 2015 em 19:56

    Ótimo post!!
    Agora essa terceira pálpebra só serve pra juntar remela!

    • Android

      12 de janeiro de 2015 em 07:15

      Juntar remela e a mesma entrar pra dentro do olho!

      • Ferto Malis

        12 de janeiro de 2015 em 10:42

        E a mesma pregar as outras duas pálpebras uma na outra quando acordamos………..

  19. Matheus

    11 de janeiro de 2015 em 19:53

    O funk também e um erro da evoluçao humana

    • Joao Furlanetto

      25 de abril de 2015 em 17:19

      Mitou nos comentários

    • Vinicius de Oliveira

      19 de janeiro de 2015 em 08:26

      sempre me perguntei como alguem gosta dessa bosta e nao percebe que e so um barulho horrivel

    • Thiago Barreto

      12 de janeiro de 2015 em 19:55

      Eu li “Fiuk” ao invés de “Funk”… Também faria sentido.

    • Romulo Augusto

      12 de janeiro de 2015 em 17:43

      a evolução humana devia dar asas pra gente, isso sim seria maneiro.

    • Frank the Rabbit

      12 de janeiro de 2015 em 08:26

      Correção: uma desevolução humana…

    • Oseas da Silva Filho

      12 de janeiro de 2015 em 02:51

      Como pode dizer uma coisa dessas cara? Ele evoluiu………………
      ……pra pior http://pt-br.tinypic.com/r/30tj9cz/8

    • ArtAdicto

      12 de janeiro de 2015 em 00:14

      Assim como os otakus

      • Sheron jesus silva

        14 de julho de 2015 em 17:57

        O que fãs de anime tem haver com funkeiros? WTF!

      • Sheron jesus silva

        14 de julho de 2015 em 17:56

        Como é jovem?

    • Jeff Dantas

      11 de janeiro de 2015 em 22:30

      Sério, como alguém pode gostar de funk? Ou melhor, do funk carioca…:)

      • DCemblemático

        12 de janeiro de 2015 em 09:23

        Ao preconceito com os cariocas Jeff, em São Paulo existe o pior do Funk o Funk ostentação he-he-he

      • Ferto Malis

        11 de janeiro de 2015 em 22:35

        ei jeff simples,as pessoas estão evoluindo e o funk é como o siso,a tendencia é eliminarmos,isto é se continuarmos evoluindo….e se não continuarmos vc já sabe…..

      • ErlyJy

        11 de janeiro de 2015 em 22:32

        Foi o que pensei agora Jeff, eu gosto de Funk (Parliament, Funkadelic, James Brown) Mas o funk carioca é uma verdadeira vergonha..!!

    • DCemblemático

      11 de janeiro de 2015 em 20:14

      Que comentário fantástico fera, como ninguém teve essa ideia he-he-he

      • FunkyMiniluaCat

        11 de janeiro de 2015 em 21:54

        Imaginei todo mundo comentando a msma coisa.kkk

  20. DCemblemático

    11 de janeiro de 2015 em 19:38

    Um erro da evolução humana
    [img]https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/v/t1.0-9/995510_696026283760845_1270809831_n.jpg?oh=228fed21220b64f798ff52a4ea722bf5&oe=556D5ACD&__gda__=1429566521_a82c2e49ee1617d14e9739fc1e993629[/img]
    He-he-he

168 Comentários
mais Posts
Topo