Minilua

A estranha Anomalia do Atlântico Sul

O planeta Terra é cheio de mistérios e esquisitices. Algumas coisas são totalmente inexplicáveis, outras possuem uma certa explicação, mas mesmo assim não deixam de ser estranhas, que é o caso desse bizarro lugar que assombra a vida de nossos satélites:

O magnetismo e a Terra

Para nossa sorte, a Terra possui um poderoso campo magnético que nos protege de radiações vindas de vários lugares, principalmente do Sol. Sem esse campo, nossa atmosfera já teria “ido para o saco” e viveríamos em um planeta parecido com Marte.

Contudo, essa mesma capa que nos protege, também traz alguns problemas, principalmente para nossos satélites e telescópios.

Cinturão de Van Allen

O cinturão de Van Allen (não é de Van Halen!) é uma região no globo terrestre onde o campo magnético da Terra está carregado de partículas vindas de fora. Essas áreas se iniciam no Equador e espalham-se formando dois grandes anéis ao redor de certas partes do planeta:

E por serem cheias de prótons, elétrons e esse tipo de coisa, elas acabam sendo prejudiciais para equipamentos eletrônicos, o que nessa época moderna pode ser um grande transtorno.

Anomalia do Atlântico Sul

Um dos pontos do Cinturão de Van Allen mais problemáticos fica bem no Brasil! Sendo assim, acima de nossa cabeça, está a parte mais forte da radiação desse anel. E a coisa é tão feia que diversas medidas são tomadas quando alguns satélites passam por aqui.

Quando a Estação Espacial Internacional passa por cima do Brasil e, consequentemente, sobre a Anomalia do Atlântico Sul, as coisas ficam bem tensas, pois algum estrago pode ser feito e para isso não acontecer ela é revestida com protetores especiais, caso contrário a anomalia brasileira podia “ferrar” com a ISS.

Alguns satélites, durante os primeiros anos em que estavam explorando o céu, simplesmente paravam de funcionar ou enviavam dados errados de volta para o planeta e ninguém sabia porque, até que essa anomalia foi descoberta. Depois disso os cientistas começaram a desviar eles de tal lugar ou mesmo desativá-los quando estão passando aqui em cima.

Mesmo assim essa anomalia ainda causas vários problemas, por exemplo, quando o telescópio Hubble passou por cima do Brasil ele é desativado para que a radiação da anomalia não distorça dados ou mesmo afete a funcionamento do telescópio.

O Brasil pode não ter terremoto nem tsunami, mas tem a anomalia eletromagnética!

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/