Minilua

A estranha arma do crime #1

Assassinatos ocorrem todos os dias. Muitas vezes, eles envolvem armas de fogo ou facas. Mas em alguns casos, o bandido apela para coisas bem estranhas:

Guarda-chuva

Em 2012, um homem caminhava tranquilamente pelas ruas de Hannover, na Alemanha. Em certo momento, outro homem carregando um guarda-chuva passou ao seu lado. Sem falar nada, o estranho se virou e encostou a ponta do guarda-chuva nas costas da vítima, que sentiu uma pequena dor.

Rapidamente, o estranho se afastou. Momentos depois, a vítima do encostão começou a passar mal e acabou internada no hospital, em coma. Aparentemente, na ponta do guarda-chuva havia uma agulha infectada com mercúrio. A vítima jamais se recuperou e morreu dias depois. O assassino do guarda-chuva não foi encontrado e até hoje nenhuma razão especial para o assassinato foi descoberta.

Jarro de pepino

Até os 12 anos de idade, Daniel Kovarbasich vivia tranquilamente. Certo dia, ele foi contratado por Duane Hurley para levar os cachorros para passear alguns dias por semana. O pequeno emprego, que parecia uma boa ideia, escondia um terrível segredo. Duane, que na época tinha 55 anos, havia contratado o menino com intenção de abusar sexualmente dele.

Durante anos, Daniel foi aguentando aquilo, até que decidiu acabar com os abusos. Em uma noite, ele pegou um jarro de pepinos e bateu no velho até ele apagar. Para ter certeza que o pedófilo estava bem morto, Daniel deu mais 50 facadas. No julgamento, o jovem foi considerado culpado, mas sua pena foi apenas 5 anos na condicional.

Bola de boliche

Muitas vezes crianças pequenas podem ser irritantes. Foi esse o caso que ocorreu em Fort Worth, no Texas. Em 2013, após ter se estressado com uma menina de 5 anos, chamada Sida Osman, um adolescente de 14 anos, que não teve seu nome revelado, bateu na criança com uma bola de boliche até matá-la. Dias depois, o corpo foi encontrado no fundo de um pátio.

O garoto assassino foi condenado a 23 anos de prisão e só escapou da pena de morte porque não tinha a idade mínima para pegar esse tipo de pena.

Caneta

Em 2007, Rebecca e Jason Webster eram namorados, mas o que era amor virou tragédia. Em um rompante de raiva no meio de uma bebedeira, Jason matou sua amada com uma caneta. A polícia encontrou 93 marcas feitas pelo jovem na moça. A caneta perfurou o crânio, rosto, pescoço e várias partes do corpo da menina.

Prótese

Em 2011, Debra Hewitt, uma moradora de rua, brigou com seu namorado e protagonizou uma cena trágica e hilária. Durante a briga, ela tirou sua própria prótese e em quanto ficava equilibrada em apenas uma perna, espancou o namorado com a perna mecânica. Dwayne não aguentou e morreu devido aos ferimentos.

Peitos

Em janeiro de 2013, uma notícia chegou aos jornais e chamou a atenção de todos. Após terem bebido muito e brigado por muito tempo, um casal entrou para seu trailer.

Algum tempo mais tarde, as pessoas por perto começaram a ouvir barulhos estranho lá dentro e foram ver o que estava acontecendo. As testemunhas afirmaram ter encontrado a mulher sufocando o marido com seus enormes peitos.

Donna Marie, a assassina, que mede quase dois metros e pesa mais de cem quilos, acabou matando seu esposo sufocado. Após investigação e julgamento, ela foi acusada e incriminada de assassinato usando as tetas.