Estranhas regras de etiqueta ao redor do mundo

Se alguém, que está almoçando com você, arrota, espera-se que essa pessoa peça desculpa, mas, na China, arrotar na mesa é algo bom e deve ser feito sempre que a comida for boa. É por essas e por outras que, quando vamos a países de culturas diferentes, devemos aprender as regras de etiqueta do local. Afinal, você faria essas coisas?




Tailândia

m-fork-and-spoon_9482

Quando for comer algo nesse país, não se preocupe, pois vai receber um garfo e uma colher, porém jamais coloque o garfo na boca! Lá esse instrumento é usado para colocar a comida na colher, que depois pode ser levada a boca. E não se preocupe com uma faca, tudo que é servido por lá já vem cortadinho da cozinha.

Ainda na Tailândia, jamais peça pouca comida, pois lá entende-se que todo o alimento é compartilhado por todos e, no final das contas, a pessoa mais rica da mesa deve pagar a conta.




Arábias

246-610x360

Se você estiver visitando os árabes, lembre-se de nunca usar a mão esquerda para mexer com a comida, pois lá essa mão é a responsável por limpar a bunda, depois do “chamado da natureza”.




China

49820a03a9e47efa472feab415ba7e9a894

Quando alguém lhe convidar para comer algo na China, é bom tomar bastante Coca, porque, para eles, arrotar a mesa é sinal de que a comida estava boa! Quanto maior o arroto, mais gostosa foi a refeição.

Assim como os japoneses, os chineses também usam aqueles palitinhos para comer. Mas tome cuidado em manobrá-los, pois apontar eles para alguém é um insulto gravíssimo por lá.




Coréia

156-610x360

Quando for nesse país, lembre-se de sempre estender seu copo com as duas mãos, para que ele seja cheio, e nunca comece a comer até que o homem mais velho a mesa faça isso.

Caso esteja na Coréia, Egito, Filipinas ou em outros países, jamais coma tudo que tem no prato, porque isso é um insulto ao anfitrião. Deixar o prato “limpo” significa que você não se sentiu bem alimentado ali.




Rússia

vodkas-2

Se você é uma pessoa que gosta de misturar vodca com energético, com refrigerante ou qualquer outra coisa, nunca vá para Rússia. Eles consideram qualquer tipo de mistura com vodca estúpida, mesmo que seja gelo. Lá a pureza da bebida é importante.

  1. neey

    30 de janeiro de 2014 em 23:48

    Se eu for cumprimentar um árabe e ele me estender a mão esquerda, eu não cumprimento!!!

  2. Kurama Youko

    27 de janeiro de 2014 em 02:54

    Brasil:
    fale o idiomas de estrangeiros, mesmo que não seja o inglês (idioma universal), pois até mesmo argentinos (que brasileiros odeiam por causa de futebol) você tem que falar…
    seja patriota só quando for época de Copa do Mundo, mesmo que você só usa marcas gringas (Facebook, Coca-Cola, Chevrolet, Mcdonald’s, etc.), pois a Seleção Brasileira é a maior forma de patriotismo…
    obs: não sou patriota…
    #fato
    http://4.bp.blogspot.com/_mSKdCxChvds/S27s70aogbI/AAAAAAAABZw/U-MZx3i4vAs/s400/joinha.jpg

  3. Lenalee

    24 de janeiro de 2014 em 09:17

    “…a pessoa mais rica da mesa deve pagar a conta.” Almoço gratis….isso é bom. ^^

  4. Leonam

    24 de janeiro de 2014 em 07:41

    Cada povo, cada pais tem sua cultura, amo estas diferenças e ler sobre elas, algumas destas ai eu já sabia, e existem muitas outras curiosidades deste tipo que podem ser colocada ai futuramente.

    ps. eu não teria problemas com o lance das colheres e garfos, não uso garfo para comer mesmo, nunca me dei bem com este troço.

  5. Pikachu Girl

    24 de janeiro de 2014 em 06:06

    Em Westeros , no Norte , vc so e um convidado oficial e pode ter certeza que naum vai morrer pelo anfitriao se ele te ofercer pão e sal e você aceitar.

    • Little Uchiha™

      24 de janeiro de 2014 em 13:04

      Não, como isso é nerd kara, eu não entendi muito bem o que vc escreveu pq vc escreveu de uma forma nerd.

      • Pikachu Girl

        24 de janeiro de 2014 em 23:29

        No Norte de Westeros(Um continente) você é um convidado oficial se o anfitrião , o dono da casa te oferecer pão e sal. E eu não sou um cara a não ser que vc seja a Vayne disfarçada .-.

        • Little Uchiha™

          25 de janeiro de 2014 em 19:29

          Pra mim, no minilua só é molier quem usa foto de mulher, de resto tudo é fake.

  6. Maloqueiro popai

    24 de janeiro de 2014 em 04:01

    Segurar o garfo com a esquerda e a faça com a direita e a forma correta de se comer , porém quem fez essa regra só pode ter sido canhoto , já que a maioria das pessoas são destros ou o propio destro fez o contrário só para que poucos dominassem o modo de segurar os talheres rsrsrsrs

  7. José Henrique Alves da Silva

    24 de janeiro de 2014 em 02:26

    Nhe, Cada doidera.

  8. Giovanna Sullivan

    23 de janeiro de 2014 em 23:14

    É engraçado saber que pra eles nossas manias são esquisitas :p

  9. Lhama Charmosa

    23 de janeiro de 2014 em 21:56

    O post foi tão bom q merece um arroto!

  10. Rui Moraes

    23 de janeiro de 2014 em 21:51

    pobre árabes mal sabem eles que eu uso a mão direita para segurar o pipi

  11. Kalvin Gabriel

    23 de janeiro de 2014 em 21:08

    russos sendo russos

  12. ultramen Tiga

    23 de janeiro de 2014 em 20:56

    ah a russia. 🙂

  13. Garota Infernal

    23 de janeiro de 2014 em 20:45

    Rússia: como sempre, sendo braba.
    Quanta frescura! Deve ser decepcionante o anfitrião te lembrar de coco na hora da comida.

  14. Wagner

    23 de janeiro de 2014 em 20:44

    As Arábias tem preconceito com canhotos é?

  15. Little Uchiha™

    23 de janeiro de 2014 em 19:48

    Não pode apontar os palitinhos pq quer dizer Quero te comer?

    • Emmanov Kozövisck

      24 de janeiro de 2014 em 11:53

      MITO!

      • Mateus Souza

        3 de abril de 2015 em 02:46

        Mitou os mitos mitosos da mitologia!

  16. Terrorista

    23 de janeiro de 2014 em 19:47

    GOSTEI BASTANTE DO POST SAADEH!

  17. Gato Endiabrado

    23 de janeiro de 2014 em 19:04

    Por isso que os gatos não tem leis, comemos do jeito que nós quisermos ‘-‘

    • Spodermen

      23 de janeiro de 2014 em 20:09

      nois aranhas,odiamus gatus,vaum pra um infernu de cabaço,bola de pelus

      • Gato Endiabrado

        23 de janeiro de 2014 em 22:27

        É de Rabugice aranha inútil, eu estava pensando em fazer uma aliança, eu te evoluiria a ponto de fazer você voar!

        • Spodermen

          24 de janeiro de 2014 em 14:23

          un,nun zei,gatus sãum uma disgrasa pra natoreza,só cumen bosta e xeran ku

          • Gato Endiabrado

            24 de janeiro de 2014 em 23:12

            E aranhas que saim teia pelo cú,e amam fazer isso ‘-‘

  18. el chupacabra

    23 de janeiro de 2014 em 19:00

    fuck the police

  19. Shun

    23 de janeiro de 2014 em 18:58

    “A pessoa mais rica da mesa deve pagar a conta”
    Aí sim eu vi vantagem, poderei comer à vontade numa roda de amigos e nunca pagarei nada \o/

    • Garota Infernal

      23 de janeiro de 2014 em 20:50

      Pagar ou não pagar? Eis a questão!

    • Spodermen

      23 de janeiro de 2014 em 20:08

      shun,vose quis dizer cumer seus amigus?

    • Natsu Dragneel

      23 de janeiro de 2014 em 19:04

      Então se eu estiver lá e te encontrar não comerei com você nunca.

      • Shun

        23 de janeiro de 2014 em 19:06

        A não ser que vc seja mais pobre que eu… aí vc poderia comer de graça e eu teria que pagar tudo xD

  20. Moonlight

    23 de janeiro de 2014 em 18:43

    Pouco me importa como são as regras ao redor do mundo porque dentro da minha casa quem dita as regras sou eu!

    • Wagner

      23 de janeiro de 2014 em 20:55

      Morando sozinho né.

    • Emmanov Kozövisck

      23 de janeiro de 2014 em 19:19

      … Até você se casar.

      • Moonlight

        24 de janeiro de 2014 em 13:43

        tá pra nascer a mulher que vai passar por cima da minha palavra u.u

        • Emmanov Kozövisck

          24 de janeiro de 2014 em 14:10

          El Poderoso Chefão em ação.

  21. Lucas Lozano

    23 de janeiro de 2014 em 18:37

    Os Árabes me assustaram agora…

  22. willyam ricardo

    23 de janeiro de 2014 em 18:20

    os Arabes,sempre inovando kkkk

  23. Emmanov Kozövisck

    23 de janeiro de 2014 em 18:19

    Uma correção: o correto é “Coreia” e não Coréia”, já que o Novo “Acordo” da Língua Portuguesa determinou que… Ah, eu não me aprofundei nas novas regras ortográficas pois não sou formado em Letras, mas o correto atualmente é Coreia, sem acento.

    • Spodermen

      23 de janeiro de 2014 em 20:05

      affz seu mlk disgrasado,eu escrevu erradu,eu achu,vai me corrigir tb?fi de exú

    • Envy

      23 de janeiro de 2014 em 19:00

      Hiei é inteligente.. legal..

      • Emmanov Kozövisck

        23 de janeiro de 2014 em 19:05

        Irônico, não? Acho que retornarei a utilizar a foto do Kurama.

        • Ceifador Sinistro

          23 de janeiro de 2014 em 21:48

          vc se força a falar de forma culta?Não e uma ofensa.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 22:17

            Não considero aqueles que escrevem com abreviações inferiores (e eu sei que muitos pensam isso de mim). É apenas um hábito para evitar irregularidades.

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 22:46

            eu sei e faço isso pela razão que vc citou(claro que eu poderia escrever você)

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 22:16

            Eu escrevo da forma culta para evitar erros na vida real, apenas isso.

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 22:03

            além disso gostei de vc

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 22:44

            Não goste de mim, eu sou o Hiei. Não sou amigável ou agradável.

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 23:06

            não disse que procuro alguem amigável ou agradável,só gostei de vc ser inteligente e portanto eu poder discutir com vc sem ser algo como:
            aff vc e um fdp seu fdp inutil vije
            esse tipo de discurssão inutil.

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 12:14

            Discussões inúteis para pessoas inúteis. Discussões ricas para pessoas ricas. É assim que eu vivo, mas mutias das vezes eu não discuto com idiotas, apenas com idiotas que me causaram muita dor de cabeça.

          • Envy

            25 de janeiro de 2014 em 11:49

            tipo o idiota do Kuwabara.. mas continue com essa foto, eh mais sexy

    • Fantasma Renegado

      23 de janeiro de 2014 em 18:45

      Tecnicamente não é errado escrever com a antiga ortografia porque o acordo só vai valer à partir de 2016.
      Não tô usando o perfil Sheldon, mas a cabeça pensa do mesmo jeito. xD

      • Terrorista

        23 de janeiro de 2014 em 20:08

        JEITO DE PSEUDO-INTELECTUAL NE

      • Emmanov Kozövisck

        23 de janeiro de 2014 em 18:53

        Tecnicamente não é errado escrever com a antiga ortografia, mas o mais adequado é escrever com a nova ortografia para evitar possíveis erros em 2016.

        Eu sei que só por ter trocado a conta teu cérebro não se alterou, mas eu não conheço-lhe. Logo, não posso criar vínculos sociais e/ou confiar em seu destreza.

        • Hosheas Jr

          23 de janeiro de 2014 em 19:26

          Exato, quanto mais cedo nos habituarmos, menos erros cometeremos. Atualmente as duas grafias estão corretas.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 19:40

            Então eu posso escrever pêra?

          • Hosheas Jr

            23 de janeiro de 2014 em 19:53

            Sim, pode, mas é bom a começar escrever pera, sem acento, mesmo caso de pólo=polo.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:06

            Sim, foi somente para confirmar. Mas eu não escrevo pêra (o engraçado é que de acordo com o corretor ortográfico do Minilua “pêra” está errado). Eu sou jovem, não muito, mas o suficiente para não me complicar com a nova ortografia, pois meus erros relacionados com os acentos e novas regras portugueses são mínimas. O que costumo errar são os hífens.

          • Hosheas Jr

            23 de janeiro de 2014 em 19:27

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:23

            Obrigado. Lerei.

        • Fantasma Renegado

          23 de janeiro de 2014 em 19:06

          No seu comentário você diz “uma correção”. Obviamente você quis dizer que a palavra está escrito errada, mas até 31 de dezembro de 2015 as palavras escritas com base na antiga ortografia não podem ser consideradas erradas.
          Enfim… Concordo quando diz que é mais adequado para começarmos a nos habituar ao novo acordo.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:26

            Sim, eu realmente cometi um equívoco no meu comentário pois não sabia o prazo prático do acordo ortográfico.

            Então atualmente o termo “Coréia” é correto assim como o termo “Coreia”, entretanto o segundo é mais adequado. Em 2016, o termo “Coréia” será considerado errado e “Coreia” será considerado correto.

          • Terrorista

            23 de janeiro de 2014 em 20:10

            GNT COMO VOSES SÃO INTELIGENTES
            AGR ME MOSTREM QL FACULDADE OCES TAO FAZENDO
            MOSTRA O NOME DE OCES NO LISTAO
            KD

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:23

            Satirista, faculdade não significa inteligência. Já encontrei pessoas que fizeram faculdades e são ignorantes – e muitas, aliás. Eu tenho 13 anos e infelizmente ainda não estou pronto para fazer uma faculdade, mas saiba que a faculdade é apenas um complemento curricular (que é necessário no Brasil mas nos países desenvolvidos a faculdade não é vista como “obrigação”) – o que realmente importa é a sua curiosidade e a sede de conhecimento. Eu respondo por mim, talvez o Fantasma tenha feito ou está fazendo uma faculdade, mas eu quero dizer que a faculdade não significa inteligência.

            Para o seu bem, eu espero que este seu comentário seja uma piada.

          • Garota Infernal

            23 de janeiro de 2014 em 20:49

            Permita-me discordar. Nos melhores passei em termos de desenvolvimento como Estados Unidos, a formação em uma faculdade é bem supervalorizada. Como agora a faculdade é para todos, não ir para a faculdade é motivo de chacota em outros lugares, e , sério, onde eu vivo não precisa fazer faculdade para ser respeitado como uma pessoa inteligente na sociedade. Poucas pessoas que eu conheci cursaram universidade e tem carreiras de sucesso além de serem muito cultas.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 21:08

            Por um único termo eu me comprometo. Malditas generalizações! Em alguns países desenvolvidos a faculdade não é “obrigatória”. Por exemplo, no Canadá, a faculdade é uma opção para aqueles que querem se aprofundar no conhecimento, mas não é necessário ter uma faculdade para entrar em um bom emprego. Mas você concorda que o conhecimento é independente de faculdade, correto?

          • Garota Infernal

            23 de janeiro de 2014 em 21:18

            Maldito auto-corretor que destrói minha vida! O certo é”Nos melhores países”. Sim, acredito que faculdade não é tão necessário, mas conhecimento é, então é bom sempre estar estudando. E eu não generalizei, apenas citei a cultura do fracasso e faculdade, quem estuda em Oxford, mesmo com um QI 50 é supervalorizado. Quem não faz faculdade é perdedor.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 21:22

            Eu não disse que você generalizou, e sim disse que eu generalizei, minha cara. ‘-‘

            E sim, concordo com o trecho “[…] quem estuda em Oxford, mesmo com um QI 50 é supervalorizado. Quem não faz faculdade é perdedor.”

          • Garota Infernal

            23 de janeiro de 2014 em 21:31

            Oh, desculpe. Achei que tinha falado comigo. Enfim temos uma discussão onde concordamos. e, como sempre, é muito bom conversar com você, você é um prodígio!

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 22:15

            Ora essa, muito obrigado. Não elogiarei-a agora pois não sou bom com palavras (mentira), mas em outra ocasião eu a elogiarei. Sua escrita está me interessando – o blog está me interessando.

          • Vayne, A Caçadora Noturna

            24 de janeiro de 2014 em 00:12

            Que nojo essa conversinha

          • Moonlight

            24 de janeiro de 2014 em 13:42

            pseudo-intelectuais em plena atividade

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 14:09

            Sério cara? Você que não consegue entender concordância de texto quer me chamar de pseudo-intelectual? Que piada… Eu ri. Obrigado, um humor diário é sempre bom para a saúde. 🙂

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 12:12

            Foda-se, ninguém chamou o ignorante na conversa. Tu já encheste minha paciência, Vayne. Se veio para comentar futilmente, não comente. Volte a jogar LoL e trollar as ranqueadas (ainda bem que abandonei aquele jogo de virgens).

          • Dr. Sheldon Cooper

            23 de janeiro de 2014 em 20:32

            Você tem… 13 anos? 13 anos? Você tem 13 anos e ainda não está na faculdade? Minha nossa, como o Brasil é atrasado. Mas devo dizer que te acho um rapazinho muito inteligente, continue assim meu amigo, quem sabe um dia você poderá fazer engenhocas com o Wolowitz.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:50

            Considerei um insulto muito grave, principalmente quando você disse “[…] quem sabe um dia você poderá fazer engenhocas com o Wolowitz”. Não me compare novamente ao seu amigo com uma faculdade ridícula que é judeu e sofre de luxúria. Sheldon, você não é nada dotado em sociologia. Recordo-me do episódio no qual você teve uma relação estranhamente amistosa com uma garota de 7 anos, se não me engano. Quase o acusaram de pedofilia.

            Apesar do ultraje, perdoo-o pois pertencemos a um grupo e nós assinamos um contrato. Ei, espere, tu acabaste de quebrar uma regra do contrato.

          • Dr. Sheldon Cooper

            24 de janeiro de 2014 em 00:13

            Oh, então me desculpe. Mas não acho que trabalhar com o Wolowitz seja um insulto, levando em consideração que você ainda não tem uma faculdade.

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 12:10

            Igualmente maldoso…

          • Terrorista

            23 de janeiro de 2014 em 20:41

            O MINILUA TÁ BEM MAIS ATRASADO PO
            JA Q O PESSOAL DAQUI É TUDO PSEUDO-INTELECTUAL

  24. vegetto

    23 de janeiro de 2014 em 18:15

    KI LOKO

    • Terrorista

      23 de janeiro de 2014 em 19:47

      EAE SATIRISTA

      • Emmanov Kozövisck

        23 de janeiro de 2014 em 20:07

        Mais um fanático por fama. Agora eu entendo o porquê de seus comentários terem tantos likes…

  25. Dark J

    23 de janeiro de 2014 em 18:15

    Humanos e suas leis sem noção.

  26. eduardo (eduh)

    23 de janeiro de 2014 em 18:04

    ”nunca,as vezes e sempre”

  27. Gustavo Daniel

    23 de janeiro de 2014 em 18:00

    to fudido se for nas Arábias kkkkk(sou canhoto)

    • Pikachu Girl

      24 de janeiro de 2014 em 05:58

      [img]http://file:///C:/Users/Manolo/Pictures/MemeCenter_1390550115121_920.jpg[/img]

  28. Vitória Barros

    23 de janeiro de 2014 em 17:59

    Gosto da Rússia…

    • Spodermen

      23 de janeiro de 2014 em 20:06

      koala eduh,pari de incher o saco da manina,fide exú,ela n quer kara

    • Emmanov Kozövisck

      23 de janeiro de 2014 em 18:24

      Já esteve na Rússia? Já conheceu o povo russo? Tu tens algum familiar próximo russo? Conhece algum russo(a)? Já se aprofundou na cultura russa? Sabe como é o governo na Rússia?

      • Vitória Barros

        23 de janeiro de 2014 em 18:29

        Okay, nunca estive na Rússia mas, meus avós são Russos, foram pra Alemanha com seus pais (Meus bisavós) após o termino da segunda guerra mundial, fui criada junto com minha mãe na Alemanha, mas sempre fui influenciada pela cultura dos meus avós (Russos), tenho um pequeno conhecimento de sua cultura, já que fui criada por Russos, conheço seu governo e seus hábitos.

        Teje respondido! =)

        • Emmanov Kozövisck

          23 de janeiro de 2014 em 18:40

          É que existe muitas pessoas que falam que gostam de determinada coisa mas sequer a conhecem. Como eu que adorava os EUA… ah, que época horrível. Mas não leve como uma ofensa, embora no fundo seja uma.

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 18:42

            Não levei, relaxe! É normal você pensar assim…

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 18:58

            Uma pessoa que aturou meu antissocialismo por alguns segundos? Caramba, você precisa me passar o seu número. Certo, foi uma brincadeira.

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 19:06

            Que bom, pq não passaria… eu penso como vc sobre este assunto, porém eu já não ligo mais pra isso, penso apenas em mim, acho que é por isso que não sou tão antissocial. Com o tempo vamos nos acostumando com a “Imundice cultural” das outras pessoas, mas sem nunca esquecer de nos alimentar de cultura, eu não aturei, apenas entendi seu antissocialismo.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 19:14

            Na verdade o meu antissocialismo é uma farsa sociológica. Ando observando cada tipo de usuário e quais impactos eles causam no ambiente do Minilua (a classificação de usuários pelo Shun foi bastante útil). Quero testar ser desagradável para ver a reação das pessoas, mas tenho três problemas essenciais:

            1- Eu sou péssimo em fingir que sou ruim quando estou atrelado a algum círculo social ou quando tenho uma imagem para zelar;
            2- a maioria dos usuários do Minilua que se comunica comigo não gosta muito de mim;
            3- tu não foste grosseira comigo.

            Logo, não sou antissocial e não sou um sociólogo, apenas curioso com o comportamento humano.

            Em relação aos problemas causados pela “Imundice Cultural”, eu devo dizer que já estou completamente acostumado com isso, e tento afastar-me ao máximo disso.

          • Dr. Sheldon Cooper

            23 de janeiro de 2014 em 20:22

            Que interessante a sua ideia de ser desagradável para analisar as reações das pessoas. Quero fazer uma observação com relação ao segundo item que você citou: As pessoas não gostarem muito de você não é bom para o seu experimento? Ser desagradável não causa essa reação nas pessoas?
            Eu também observei que os usuários que menos gostam de você são, em sua maioria, bem ignorantes.

          • Moonlight

            24 de janeiro de 2014 em 13:38

            Você ainda existe? … :/

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:55

            Eu não gosto de ser desagradável sendo o que sou. As pessoas que não gostam de mim têm esse sentimento porque em comentários antigos (nos quais eu não estava “interpretando” nada”) nós tivemos objeções. Eu sinceramente gosto desse conflito com os ignorantes, embora eu não considere Wagner Cezário Balista ignorante – ele tem conflitos comigo mas eu acho-o bem sensato e inteligente. Os demais são igualmente ignorantes.

          • Lucas Rodrigues

            24 de janeiro de 2014 em 07:56

            Será que eu me enquadro nesse tal grupo de ignorantes?
            Eu tenho quase o mesmo problema que você, as pessoas não gostam muito de mim. Talvez por eu não ser nem um pouco carismático, minha face é completamente séria e só dou risada em momentos que eu acho certos para rir, não fico de sorrisinho o tempo todo, até porque as pessoas não gostam muito de me verem sorrir. O meu mundo social é um completo deserto, só tenho amizade com algumas pessoas, são poucas, mas não mantenho muito contato com elas, só as encontro em ocasiões raras. Me considero anti-social pelo fato de eu ser diferente, até especulei uma teoria equivocada sobre mim, eu achava que, como as pessoas me olhavam como se eu fosse um ser de outro planeta, isso me fez entender que não pertenço a este mundo. Mas a verdade mesmo é que as pessoas da cidade onde eu moro (não digo todas) não conseguem aceitar as diferenças. Pra você ter uma ideia, Fortaleza (cidade onde – infelizmente – eu vivo) tem um dos maiores índices de desigualdades sociais do Brasil, não sei quem lidera na lista, mas Fortaleza está entre as capitais.
            Aqui no ML já tive brigas internas, já sofri ataques, fui discriminado (pela minha forma de escrever), então, eu sinto que aqui no site há também uma certa desigualdade, há certos users que não aceitam outros users se expressarem de forma diferente, querem que sejam iguais a eles, e já é um perceptível preconceito por parte deles, só não irei citar nomes porque de confusão eu já me meti em muitas e sofri consequências e não quero me meter em outras pra não arcar com consequências piores.
            Esse é meu desabafo, espero que entenda a minha indignação contra a sociedade.

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 12:09

            Outro sentimentalista… Bem, não continuarei pois não quero ter brigas com você, já que é bem interessante de se conversar. Entretanto meu caro, você não se enquadra no grupo de ignorantes por dois motivos importantes:

            1- Não me lembro de ter conflitos com você;
            2- você é inteligente.

            E eu compreendi o que você quis passar ao dizer “desigualdade no Minilua”, mas eu considero essa desigualdade positiva. Como eu disse anteriormente, o Minilua é composto de vários seres que mantêm a homeostase do sistema estável. Temos os trolls, os politicamente corretos, os virgens, os briguentos, os veteranos… Todos eles são importantes nesse sistema (sim, Satirista, embora eu te odeie você é importante para o Minilua). Sem os seres dessa espécie, o Minilua seria incompleto.

            Tu já tivestes conflitos causados pela forma de escrita? Não se preocupe amigo, estamos no mesmo grupo. Pseudo-intelectual, otaku, virgem, e por aí vai. Já me xingaram de quase tudo e devo dizer que não me senti nada confortável no início, mas agora eu não me importo.

            E, desculpe cara, mas eu não consigo entender o seu problema social. Tu és diferente dos outros por quê? Sofre algum tipo de discriminação por quê? Sem especificações eu penso que você é mais um emo chorão do mundo que reclama de tudo, mesmo sabendo que você não é isso. Já vi garotas chorando por Justin Bieber, então…

            E em relação ao seu isolamento social, eu acho igualmente estranho. Você é um cara bacana pelo que conheço e parece mais ainda pela descrição. Sorrisos falsos são nojentos, pessoas com montanhas de amigos são falsas. Não entendo o motivo do preconceito. Eu também sofro na escola com os bagunceiros, mas eu tenho uma comunidade de amigos, que embora pequena, são meus companheiros leais e me ajudam sempre que necessário. Então concluo que você está deprimido e isolado. Aliás, você se parece um pouco com Van Bakker, mas não direi quem é.

          • Lucas Rodrigues

            24 de janeiro de 2014 em 14:27

            Meu problema social é bem complicado mesmo, nem eu mesmo consigo entender. Eu tenho uma prima (ela tem 14 anos) que ela é completamente o oposto de mim, consegue fazer amizades de uma maneira fora do comum, ela é comunicativa com todos, consegue cativar as pessoas a sua volta. Confesso que eu tenho uma certa inveja dessa habilidade social que ela possui, mas talvez seria pedir demais eu possui-la, talvez eu não mereça tal habilidade, ou seja, talvez eu nem mereça ter amigos. Mas nunca deixei o baixo-astral me vencer, sempre continuo firme e forte, sei que tem pessoas que gostam de mim, então acho que não devo me preocupar em conquistar a amizade de pessoas que sempre me ignoram. Já até procurei um psicólogo pra resolver o meu problema, porque esse isolamento me fez sentir um certo ódio das pessoas, me deu vontade de mandar todo mundo pra puta que pariu, mas me dei conta de que a raiva que eu sentia me dominaria e me transformaria em algo que eu nunca pensei em tornar, então tratei logo de deixar esses pensamentos de lado e seguir minha vida normalmente amando as pessoas que me amam. Comigo é assim, odeio quem me odeia, e gosto de quem gosta de mim, não pratico muito minha sinceridade, porque talvez eu possa extrapolar e passar dos limites. Pelo que vim percebendo nos últimos anos eu tenho uma dupla nacionalidade, já até reparei nas feições do meu rosto, mas falando disso já estou começando a mudar pra um assunto delicado, então melhor para por aqui .___.

          • Hosheas Jr

            28 de janeiro de 2014 em 03:29

            O termo antissocial é um tanto genérico, claro que no senso comum o termo designa um indivíduo que seja introvertido, tímido, mas o termo designa uma pessoa assim é misantropo, talvez seja o seu caso. Veja essa matéria, é bem esclarecedora: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-a-diferenca-entre-psicopata-e-sociopata

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 15:58

            Que problemas sociais os seus… Odiar quem odeia-lhe e amar quem ama-lhe é algo comum do ser humano, então discordo que você seja antissocial atualmente. Talvez no passado você fosse, mas aparentemente só é tímido atualmente. Não se preocupe, embora não seja natural, o tempo cura aqueles que desejam ser curados.

            Dupla Nacionalidade? Que diabos você está falando? Assunto delicado? A sua mente parece ser tão insana quanto a minha. É, eu vejo um pouco de mim em você.
            Considere um elogio (ou não).
            .-.

          • Moonlight

            24 de janeiro de 2014 em 14:52

            quanto à comparação entre vc e sua prima é simples: vc é homem e ela, mulher 🙂

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 20:00

            Não gosto de vc pois não te conheço, e nem te odeio já que não te conheço. Essa técnica social é bem justificável, pois assim mantemos uma nível de compreensão social menos aceitável e ao mesmo tempo mais aceitável entre todas as pessoas, já cheguei a usar isso, hoje em dia, simplesmente não me importo.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:17

            O termo “odiar” é um exagero. Eu tive brigas internas com alguns usuários e por isso digo que eles me odeiam, mas na realidade os conflitos foram mínimos – eu apenas utilizo esse termo pois é comum da sociedade (embora eu não seja adepto ao termo amigo, melhor amigo ou amor [já que devem ser usados com muita responsabilidade, embora a nossa atual sociedade os usa mais do que “bom dia”], uso termos negativos exagerados como odiar; sou contraditório).
            Com relação ao teste social, eu acho interessante porém desnecessário, já que temos muitos membros e cada tipo supre quase todas as necessidades de uma sociedade variável. Temos os trolls, os amigáveis, os politicamente corretos, os engraçadinhos, os virgens… Acho que o Minilua é um ambiente completo com uma excelente homeostase. Isso torna o ambiente divertido e curioso ao mesmo tempo e me poupa o trabalho de suprir um grupo não existente.

            Não gosta de mim? Estou muito decepcionado, afinal eu achei que era fácil se manter um relacionamento amoroso na internet. Outra brincadeira (entender o sarcasmo é difícil na escrita – pelo menos para mim).

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 20:29

            Eu entendi seu sarcasmo… Já que você uma noção social diferente de outras pessoas, então acho que uma opção tipo “Como assim vc não gosta de mim?” seria muito radical para a sua personalidade…

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:52

            Huhu. Bem, a conversa está interessante mas está na hora de ser encerrada. Até mais.

          • Vitória Barros

            24 de janeiro de 2014 em 00:12

            Concordo, até.

        • Emmanov Kozövisck

          23 de janeiro de 2014 em 18:38

          Muito obrigado, você salvou o meu dia. Pode gostar da Rússia como quiser.

          • el chupacabra

            23 de janeiro de 2014 em 19:02

            cara se não fosse a russia vc estaria dizendo heih hitller pra uma fotinha na sua cama

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 19:04

            Incorreto. Prever o que não aconteceu é muito mais difícil do que prever o futuro.

          • el chupacabra

            23 de janeiro de 2014 em 19:13

            exercito vermelho soviético resistiu contra os nazistas pela uma cidadezinha que retomou o contra ataque europeu

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 19:18

            Meu caro, eu não estou me referindo aos acontecimentos históricos, eu quero dizer que é impossível prever o que não aconteceu já que é uma afronta ao tempo (eu considero o tempo sagrado, mas não é uma religião) e com este assunto nós começaríamos a entrar em um mundo de teorias conspiratórias como mundos alternativos de acordo com as nossas atitudes: em um mundo você comeu o pão mas em outro não, e por isso a sua vida se alterou totalmente. Isto cria uma infinidade de possibilidades que não aconteceram. Pense bem: se a Rússia não existisse, um meteoro poderia explodir a Terra. Não é um pensamento absurdo, é basicamente isso que você está tentando propor de uma forma mais “lógica”, mas o tempo é ilógico – e mais ilógico ainda é tentar imaginar coisas que não aconteceram.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 20:17

            Alguém poderia continuar este diálogo? Eu gostei de meu próprio comentário. ‘-‘

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 22:20

            eu continuo(e desde já peço perdao pelos erros ortográficos pois meu teclado anda uma bosta), verdade o tempo e muito Imprevisível e oqq vc citou é chamado efeito borboleta,se for pensar em cada possibilidade vc ficaria louco por exemplo:
            vamos supor que vc tem uma prova importante segunda mas passa o domingo inteiro festejando(sei qu vc não faria isso é só uma hipótese),na manhã seguinte vc acorda ja de tarde e percebe que perdeu a prova.ou vc poderia acordar de manha porem não estudou e portanto não sabe nada,ou vc pode nem ter ido a festa justo por ter este compromisso,ou…vamos parar aqui se não escrevo mais meia hora.(peço perdão pelos erros novamente)

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 22:52

            Sim, efeito borboleta é fascinante. Mas chega desse sentimentalismo desnecessário. Eu já disse que não me importo com a forma na qual as pessoas escrevem. Eu escrevo assim porque eu gosto e ninguém precisa fazer isso. E eu respondi, mas, por favor, evite dizer que eu sou legal ( você não me conhece, eu posso ser um psicopata ou um assassino), não peça perdão pelos erros ortográficos, não me bajule e não se humilhe. Acho uma idiotice se humilhar perante a mim, como se eu fosse um general. Só tenho esta conta há um ano, se quiser bajular alguém bajule um ancião (Shun, por exemplo). E não se preocupe em ser novato, afinal você me pareceu mais sensato do que alguns mais velhos aqui (Satirista e Estudante, por exemplo). Porém, não seja imbecil de se rebaixar novamente embora eu tenha gostado da tua resposta.
            Este é meu temperamento Hiei.

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 23:34

            achei interessante seu comentario,mas vc tbm não me conhece não sabe se eu posso ter segundas intenções

          • Emmanov Kozövisck

            24 de janeiro de 2014 em 11:54

            Sim, certamente. Por isso eu uso um nick (a proteção da internet é linda).

          • Ceifador Sinistro

            23 de janeiro de 2014 em 22:21

            se não responder não tem problema sou só um novato msm 🙁

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 18:40

            De nada, sempre que precisar… =)

    • eduardo (eduh)

      23 de janeiro de 2014 em 18:08

      eu gosto de você,gostaria mas se eu tivesse seu facebook.

      • Vitória Barros

        23 de janeiro de 2014 em 18:21

        Pois goste de menos, já que não tenho Facebook…

        • el chupacabra

          23 de janeiro de 2014 em 19:00

          nem eu !!!

        • eduardo (eduh)

          23 de janeiro de 2014 em 18:33

          nem G+,skype,orkut e msn?

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 18:34

            Pare de insistir…

          • eduardo (eduh)

            23 de janeiro de 2014 em 19:06

            eu só insisto com coisas que vale apena tentar…como você.

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 19:08

            Não, não vale apena insistir, já que não tô nem aí.

          • Shun

            23 de janeiro de 2014 em 19:11

            Eu acho que ele tá só brincando…

          • Little Uchiha™

            23 de janeiro de 2014 em 19:49

            Pedreiros não brincão, pedreiros transão.

          • Shun

            23 de janeiro de 2014 em 19:51

            Menos os pedreiros daqui, pq são todos virjs…

          • Little Uchiha™

            23 de janeiro de 2014 em 20:11

            Aff, tbm não precisava espalhar minhas intimidades.

          • Shun

            23 de janeiro de 2014 em 20:27

            kkkk foi mal, brother :/

          • Vitória Barros

            23 de janeiro de 2014 em 19:15

            E eu apenas respondi a “Brincadeira” dele :/

  29. Lucas Rodrigues

    23 de janeiro de 2014 em 17:59

    Aqui em casa minha prima sempre arrota durante o almoço, se ela estivesse na China ela se sentiria mais a vontade pra arrotar, porque aqui é falta de educação kkkkkk
    Acho muita frescura essas regrinhas toscas, mas entendo que faz parte da cultura deles.

    • Walter White

      23 de janeiro de 2014 em 22:02

      Para um país que come cachorro e feto humano, arrotar na mesa é super normal.

    • Gato Endiabrado

      23 de janeiro de 2014 em 19:01

      Você é o verdadeiro Lucas?

      • Lucas Rodrigues

        23 de janeiro de 2014 em 19:02

        Sim. Por favor, em caso de desconfiança, clique no meu nick e veja meu perfil.

        • Gato Endiabrado

          23 de janeiro de 2014 em 22:26

          É você mesmo, não o cara que queria uma chifrada de um bode no cuzinho ‘-‘

    • Lucas Lozano

      23 de janeiro de 2014 em 18:31

      Cara,nn é regrinha tosca,cultura é cultura

      • Lucas Rodrigues

        23 de janeiro de 2014 em 18:38

        Sim, eu entendo, mas é que ao meu ver, no meu ponto de vista, acho uma frescura, não precisa disso tudo. Mas quem sou pra julgar a cultura de outras nações, acho que nem tenho esse direito.

        • Lucy

          23 de janeiro de 2014 em 19:47

          Mas para eles precisa. Desde que não esteja te incomodando, qual o problema? e-e

    • Emmanov Kozövisck

      23 de janeiro de 2014 em 18:25

      Cultura deles? Nossa Regrinha Tosca é a Lei de Gerson.

      • Lucas Rodrigues

        23 de janeiro de 2014 em 18:31

        Fui pesquisar o que é essa tal Lei de Gerson, mas isso não se aplica a todos os brasileiros.

        • Allen Walker

          23 de janeiro de 2014 em 18:41

          se essa tal Lei de Gerson não se aplica a todos os brasileiro o que faz você pensar que todas as pessoas desses países seguem essas regras?

          • Lucas Rodrigues

            23 de janeiro de 2014 em 18:46

            Nenhum país é igual ao Brasil, portanto as nações citadas seguem esses costumes fielmente por fazerem parte de suas culturas.

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 18:45

            Seu pensamento é interessante, mas errôneo. A Lei de Gerson é uma generalização desnecessária do povo brasileiro que não é um hábito ou um costume, apenas uma característica indesejável que alguns brasileiros têm. Já os costumes de outros países são seguidos rigorosamente por eles e grande parte da população pratica-os – logo, mesmo que existam pessoas que não façam isso, são poucas na população e essa característica não é uma generalização. Para querer comparar a Lei de Gerson com costumes tradicionais de outros países… não, não os compare pois são completamente diferentes. Pesquise antes de falar essas coisas. Aqui está o vídeo dessa lei um tanto cômica:

            http://www.youtube.com/watch?v=y7ZxasGow_I

            “Gosto de levar vantagem em tudo, certo? “

        • Emmanov Kozövisck

          23 de janeiro de 2014 em 18:40

          Obviamente, foi uma generalização sarcástica que não foi feita para ser levada à sério.

          • Lucas Rodrigues

            23 de janeiro de 2014 em 18:44

            Quer dizer: não havia percebido o sarcasmo 😉

          • Emmanov Kozövisck

            23 de janeiro de 2014 em 18:46

            Eu entendo. É difícil entender o sarcasmo na escrita – é muito mais fácil achá-lo em uma fala. É o que eu sempre digo.

          • Lucas Rodrigues

            23 de janeiro de 2014 em 18:43

            Hum… não havia percebido tal generalização.

    • Felipe Mendes

      23 de janeiro de 2014 em 18:14

      Sua prima não tem modos de mulher, se ela é uma mulher… Eu poderia dar umas aulinhas para sua prima, minha mãe disse que eu tenho belos modos a mesa (mentira, minha mãe me odeia desde que eu dei o cu pela primeira vez e diz que eu tenho modos de porco com diarreia)

      • Emmanov Kozövisck

        23 de janeiro de 2014 em 19:08

        O teu comentário é totalmente desnecessário. Não agrega em nada à discussão.

  30. pattreson junior

    23 de janeiro de 2014 em 17:57

    ja vi isso em algum lugar ~?

155 Comentários
mais Posts
Topo