Minilua

O estranho comportamento das aranhas

As aranhas causam medo, arrepios e deixam muitas pessoas com o cabelo em pé. Mas isso não é nada se comparado ao seu comportamento maluco:

Comendo a mãe

Que a Viúva Negra come o seu parceiro depois do sexo, todo mundo sabe, porém isso não é o comportamento mais estranho que esses animais possuem.

A aranha tecelã tem uma forma nada comum de criar seus filhos. Logo depois que a mãe os coloca no mundo, ela mesmo incentiva seus filhotes e lhe comerem viva! Depois de devorarem toda a mãe, as pequenas aranhas tomam a rede, já pronta, e viram um time da morte. Por lutarem em grupos, esses aracnídeos conseguem pegar presas com 20 vezes seu tamanho.

Outra aranha maluca é a Stegodyphus lineatus, a qual cria seus filhos no meio do vômito da mãe.

Mentindo para transar

Você provavelmente pensava que só os humanos mentiam para conseguir transar, mas as aranhas também são boas em fazer isso.

Algumas aranhas, para impressionar e ganhar mais tempo com a fêmea, costumam dar presentes. Normalmente é um inseto morto ou algo assim, mas, as vezes, o macho acaba comendo a presa antes ou mesmo não consegue nada naquele dia. Para não ficar sem, ele mente para sua pretendente.

Uma observação feita por cientistas mostrou que os machos, de certas espécies, pegam pedaços de folhas, carcaças de insetos ou qualquer outra coisa para impressionar as fêmeas. Obviamente, quanto melhor o presente, mais tempo os machos ganham, porém aqueles que mentem também não ficam mal, pois conseguem, em média, um tempo maior do que aqueles que chegam de mão abanando.

Personalidade aracnídea

Quando queremos um bom segurança, nós contratamos alguém destemido e até mesmo agressivo; quando queremos um médico, contratamos alguém calmo e inteligente. Isso é uma coisa clara em nossa sociedade, pois a personalidade da pessoa, muitas vezes, influencia em seus talentos.

As aranhas também entendem de personalidade! Uma pesquisa feita por cientistas mostrou que as aranhas dividem as tarefas dos grupos por personalidade. Para descobrir quem eram as mais estressadas e bravas, os pesquisadores cutucaram várias aranhas e marcaram as mais irritadas com uma cor. Depois eles deixaram elas construírem uma colônia.

Com tudo certo, eles jogaram alguns animais na teia e esperaram para ver. Em todos os casos, as aranhas que se mostravam mais agressivas, eram sempre as primeiras a irem checar a caça e fazer o ataque, mostrando que os aracnídeos conseguem dividir as tarefas dos grupos em função da personalidade de cada aranha.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/