Estrelas esquecidas do cinema mudo

As grandes lendas de Hollywood são lembradas tanto pelo seu trabalho como suas vidas pessoais, muitas vezes sensacionais. Assim, a maioria das pessoas hoje sabem alguma coisa sobre os amores, perdas e escândalos de estrelas como James Dean e Marilyn Monroe. Mas o que dizer das grandes estrelas de anos do cinema mudo de Hollywood? Embora a maioria, não todos, levavam uma vida de fascínio e escândalo que poderia facilmente coincidir com os de seus pares dos últimos dias. Além disso, os filmes mudos, produziram alguns dos iconoclastas e pioneiros mais notáveis ​​do século 20.

Essa série mostrará algumas das estrelas mais cativantes do cinema mudo.




Annette Kellerman

Annette-Kellerman

Como uma criança, Annette Kellerman começou a nadar como um meio de lidar com uma doença muscular degenerativa. A doença regrediu muito, mas Kellerman tinha ficado tão obcecada no esporte que ela se tornou uma nadadora e mergulhadora famosa em sua Austrália natal. Como atriz, ela ganhou notoriedade por seus filmes de aventura aquática. Hoje Kellerman é lembrada como o primeiro astro de cinema a aparecer nu diante das câmeras.

Kellerman veio a atenção do mundo quando se tornou a primeira mulher a tentar nadar através do Canal Inglês (um feito nunca alcançado, apesar de três tentativas). Em 1907, ela foi famosamente presa em uma praia de Boston por vestir um maiô de uma peça. No início de 1900, trajes de banho das mulheres eram complexos, mais flexíveis, como vestidos pelos padrões de hoje. Kellerman se atreveu a usar uma roupa elegante. “Annette Kellermans” (como os maiôs foram chamados) tornou-se popular e, eventualmente, socialmente aceitáveis. Naturalmente, Kellerman começou a vender as roupas para o público.

O filme em que aparece nua, Kellerman é chamada de “A Filha dos Deuses” (1916). Infelizmente, não há cópias do filme. O filme poderia retratar a nudez, pois apareceu antes da aprovação do chamado Código Hays. Um conjunto de diretrizes de censura, o Código proibiu representações cinematográficas de nudez, além de coisas como o uso de drogas, a miscigenação, e “escravidão branca”.

Como muitas estrelas do cinema mudo, Kellerman foi incapaz de fazer a transição para os novos tipos de filmes. Ao sair do cinema, ela abriu uma loja de alimentos saudáveis, em Long Beach, Califórnia. Ela também deu palestras sobre saúde e fitness, além de escrever livros. Seu livro para crianças é chamado de “Contos de Fadas dos Mares do Sul”.

Ela morreu em 1975 aos 89 anos.

  1. Eddye Uchôa

    15 de março de 2015 em 11:14

    interessante, mas apesar de tudo, ela era uma boa atriz? ou tem algum filme legal de assistir?

  2. Jeff Dantas

    14 de março de 2015 em 03:47

    • Rob Lucci

      14 de março de 2015 em 23:37

      Ao contrário do Nosferatu, o Dracula interpretado por Bela Lugosi já não fazia mais parte do cinema mudo. Mas já que está citando ele, também quero citar o meu filme de monstro favorito:

      [img]http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a7/Frankenstein[/img]

  3. Jeff Dantas

    14 de março de 2015 em 03:46

  4. Greengineer

    13 de março de 2015 em 19:06

    Outra coisa que fez muitos artistas do cinema mudo não seguirem em frente foi a primeira guerra mundial. No filme a Invenção de Hugo Cabret retrata um pouco do que aconteceram aos filmes da época. Sem contar que depois das guerras o centro do mundo capitalizado passou a ser os EUA.

    • Rob Lucci

      14 de março de 2015 em 23:31

      Isso sem falar do Macartismo ocorrido no final da segunda guerra e o início da guerra fria. Muitos atores, diretores e escritores tiveram sua carreira destruída pela listra negra de Hollywood

  5. chapolim do mal

    13 de março de 2015 em 17:13

    Uma vez passou um filme mudo do Chaplin na aula de administração, era sobre uma fábrica que ele trabalhava como um robô, enfim, era muito bom o filme, muito engraçado.

    • Frank the Rabbit

      13 de março de 2015 em 22:56

      Qual a relação disso com o post? .-.
      O fato do filme ser mudo? :p

    • Kuzan

      13 de março de 2015 em 17:56

      O nome do filme é O Operário, Certo?

      • Eddye Uchôa

        15 de março de 2015 em 11:08

        nope
        Tempos Modernos (1936)

10 Comentários
mais Posts
Topo