Minilua

Eternas promessas do futebol: Jô #15

Em mais um capítulo da série “Eternas promessas do futebol”, falaremos sobre João Alves de Assis Silva, atacante criado no Corinthians e que fez história no clube paulista ao se tornar o jogador mais novo a vestir a camisa do timão no profissional.

João Alves de Assis é o famoso, Jô, atacante que atualmente joga no Atlético Mineiro e que conta com altos e baixos em sua carreira. Presença constante em noitadas, o jogador é frequentemente punido por seus exageros, algo que também influenciou e muito em sua carreira.

Jô foi criado no Corinthians, tendo estreado no time profissional com apenas 16 anos. Com boa estatura e faro de gol, a jovem promessa recebia atenção especial no Parque São Jorge. Seus dois primeiros anos de carreira foram promissores, visto que o atacante virou o homem gol do Timão.

Suas boas atuações chamaram a atenção do CSKA Moscou, onde Jô teve boa passagem e parecia confirmar o rótulo de futuro craque. Seus gols despertaram o interesse dos gigantes europeus, sendo o Manchester City o destino do jovem atacante.

No Manchester City, Jô já não repetia as boas atuações e por isso jogou muito pouco no clubes inglês. Tentando dar mais rodagem ao garoto, o City o emprestou ao Everton, no entanto o desempenho continuou bem abaixo do que se esperava quando o mesmo surgiu no Corinthians.

O Everton não quis estender o empréstimo e por isso, Jô, foi novamente emprestado, mas dessa vez o destino seria o Galatasary da Turquia. No clube turco, o atacante mais uma vez não foi bem e acabou sendo devolvido ao Manchester City.

Sem qualquer chance no Manchester City, Jô foi vendido para o Internacional de Porto Alegre, terminando assim sua péssima passagem pelo clube inglês. Além disso, o atacante integra a lista das 10 piores contratações da história do futebol inglês.

No Internacional, Jô mais uma vez não ia bem, além disso era visto com frequência em festas e boates, por isso foi afastado do elenco por diversas vezes. Cansados de tantos casos de indisciplina, os diretores do Colorado resolveram rescindir o contrato do jogador.

Após algumas semanas sem clube, Jô foi apresentado no Atlético Mineiro e sua chegada causou muita desconfiança por parte da torcida e da imprensa. No entanto, a contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo clube de Minas Gerais seria fundamental para a revitalização da carreira do atacante.

Com o Gaúcho no time, Jô desandou a fazer gols e acabou ganhando chances na Seleção Brasileira. Foi convocado para a Copa das Confederações de 2014, marcando dois gols no torneio e também para a Copa do Mundo de 2014, onde não marcou nenhuma vez.

A saída de Ronaldinho Gaúcho do Atlético MG influenciou no desempenho de Jô que voltou a exagerar nas baladas e viu seu rendimento cair de forma absurda. Com isso, a torcida voltou a crer que o rótulo de promessa havia voltado.

Atualmente Jô está em má fase e é reserva no Atlético Mineiro. Após a Copa do Mundo de 2014, o jogador não recebeu mais chances na Seleção Brasileira.